Sobre Philipe Kling David

Designer, blogueiro, escritor e escultor. Seu passatempo preferido é procurar coisas interessantes e curiosas para colocar neste espaço aqui. Tem uma grande atração por assuntos que envolvam mistérios, desconhecido e tecnologia. Gosta de conversar sobre qualquer coisa e sempre tem um caso bizarro e engraçado para contar.
Saiba mais...

41 Comentários


  1. Acho q com tanta referência e informação, ficamos ansiosos e perdemos a capacidade de concentração e aprendizado… Olha oq esses caras faziam ah 400 anos atrás….

    Responder
  2. Paola Gatti

    Sensacional demais!!!
    Gosto muito de arte mas tenho que confessar que por mais que eu sempre observasse tamanha delicadeza e sutileza nas esculturas eu nunca observei o efeito “véus de mármore”, o que é bem diferente do efeito de um pano ou tecido qualquer…. Achei sensacional você ter postado isso!
    Ah, fui no blog do seu conhecido Cícero Dávila, a arte dele realmente é fabulosa. Gosto da forma como ele faz a arte se encaixar em si mesmo, digo… ah… a forma como ele faz por exemplo, os pés realmente se apoiarem… contorno dos lábios e tudo mais. TENHA aulas com ele Philipe!!! \o/

    Responder
  3. Rafael Martini

    A cada post de esculturas como esses, eu me sinto mais triste hahahaa

    Responder
  4. Pedro Henrique Nunes

    Michelangelo aprova esse post. Porém eu acho ainda mais incrível o post anterior do cavalo feito com grão de aveia, ou dos camelos na cabeça da agulha, apesar que são “artes/esculturas” diferentes.

    Responder
  5. Casoares

    A escultura é uma arte incrível! Esses grandes mestres escultores levam esse conjunto de técnicas ao patamar sobrenatural.

    Responder
  6. Ju Wagner

    Lindo! E as esculturas do Cícero também! O que é aquela calcinha de mármore?? o.O

    Responder
  7. Natanael

    mto foda mesmo!!!!!!!! Já vi algo parecido assim mas em madeira… Incrível tbm!!

    Responder
  8. Leandro263

    Aquelas cordas… Como assim? Meu queixo foi parar no pré-sal. E aquelas mãos segurando as ancas da Perséfone, tem mais sensualidade destilada ali do que em metade da internet… Se eu visse ao vivo, tentava morder.

    Responder
  9. R. CesarF. S.

    A "Perséfone" foi talhada por Bernini, e não berdini. Deve ter sido erro de digitação.

    Responder
  10. BEZALEL

    Fiquei mudo, de novo.
    Se errar, morre. Já pensou? Uma talhadeirada errada e já era o trabalho, a não ser que o artista mude a figura durante o trabalho, quando dá “zica”!

    Responder

  11. Disseram tudo que eu imaginava registrar. Jamais tomei conhecimento de tanta maravilha talhada em mármore. Realmente o Rafael Martini tem muita razão em confessar-se “entristecido” só de pensar que hoje em dia não se vê coisa igual. É hora de pensarmos o quanto estamos atrasados em Cultura, apesar do desenvolvimento em tecnologia que avança mundo afora. Naquela época, certamente os verdadeiros artistas (que eram), não se sentiam importunados com tantas “pragas” que assolam o nosso País e assim podiam dar asas à imaginação e transferi-las para seus monumentais trabalhos. Maravilhoso trabalho do PHILIPE. Parabéns !!!

    Responder
  12. William_8

    Lindas. Quando eu visitei a sessão de esculturas do Louvre, esse detalhe me chamou muito a atenção, véus de mármore. É inacreditável que alguém tenha talento nesse nível.

    Responder
  13. Oswaldo Francisco Martins

    Arte verdadeira é sempre bela e não caduca! Ao contrário, porcarias que se queixam ser artísticas tão só costumam impactar incautos e, de forma rápida, desaparecem e ser humano algum volta a lembrar de seus detalhes, como acontece com músicas de péssima qualidade (vejam É o Chan, funks atuais (não o de James Brown!), axé fuleragem, etc. A escultura é arte belíssima e não tem mesmo idade! Não nos cansamos de apreciar o belo, que é eterno. Do lado oposto, as pseudo-artes, que são efêmeras e atendem demandas de apreciadores normente incultos, sem senso crítico algum.

    Responder
  14. Annamaria Mazzillo Delboni

    Onde fica essa obra de Lorenzo Berdini "o sequestro de Perséfone?

    Responder

  15. Tive oportunidade de ver a Virgem Velada e o Sequestro de Perséfone de perto e, assim como o Davi, são de dar calafrios de tão perfeitas. No Davi o que mais me chamou a atenção foram os tendões e as veias, realmente impressionantes

    Responder
  16. Albertino Xavier

    Quanto eu lamento que os cegos não possam admirar esta maravilha, mas só eles são capazes de poderem comentar com toda a forma invisível que só eles têm com a capacidade de imaginação.

    Responder
  17. Rute Batista

    Espetáculo que a gente não vê sempre. Muito lindo. Sem palavras.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>