O sobrevivente – Parte 2

INT. Estação orbital Azimov III – liberador de lixo

Paul está numa sala de controle de lixo. Ele ativa o painel da parede e em pouco tempo uns sacos pretos são carregados por uma esteira para um orifício na perede.

PAUL

Adeus meus amigos.

Paul puxa uma alavanca e ouve-se o som do ar comprimido liberando uma cápsula de lixo.

EXT. Estação orbital Azimov III

Três pequenas cápsulas pretas são expelidas pela nave em alta velocidade.

INT. Estação orbital Azimov III – liberador de lixo

Paul está quieto. No mesmo lugar. Parado. Não há nenhum ruído. Apenas o som constante do ar condicionado e o ruído do motor.

PAUL

É… Agora estou mesmo sozinho.

Paul levanta-se e caminha pela nave. De súbito ele para.

PAUL

Comida… Meu Deus! Será que ainda tem alguma comida?

Paul corre pelos escuros e apertados corredores da estação. Desce escadas e chega a dispensa. Imediatamente abre uma das geladeiras e constata que a comida congelada está podre, a maioria virou pó.

PAUL

Merda! Tudo estragado. Maldito curto-circuito…

Cara, sem comida eu to fodido!

(Diz, passando a mão sobre o cabelo.)

Ele vai saindo da despensa  mas subitamente volta correndo e abre um compartimento. Ali centenas de latas brancas e caixas blindadas estão estocadas.

PAUL

Graças a Deus!!! Os enlatados!

INT. Estação Orbital AzimovIII

Paul está abrindo uma lata de macarrão em conserva. Como um troglodita ele come com as mãos.

EXT. Estação Orbital AzimovIII

A nave permanece no espaço, em seu vôo torpe.

PASSAGEM DE TEMPO

INT. Estação Orbital AzimovIII

Paul está sem camisa, só de cuecas e botas. Ele corre de um lado para o outro, exercitando-se. No exercício, canta uma música incompreensível.

Paul volta pelo corredor chutando uma bola de meia. Usando duas gavetas metálicas Paul improvisa uma trave de futebol e brinca sozinho de gol a gol. Ele comemora seus golaços enquanto narra uma partida imaginária imitando de modo cômico os gritos da torcida.

Mas em pouco tempo ele desiste. E senta-se no chão cansado. Seu rosto de felicidade muda para a tristeza.

De súbito a voz do computador o assusta.

COMPUTADOR

Atenção coronel Paul Edward Gillon, patente 8897 solicitação de contato com a base impossível. Sem resposta em 99 tentativas. Deseja continuar tentando?

PAUL

…Não computador. …Encerrar tentativas. Relatório de danos concluído?

COMPUTADOR

Relatório de danos concluído senhor. Avarias no casco externo. Lista de problemas sendo corrigidos enviada ao seu terminal de acesso. É necessário autorização do controle central da unidade para liberação do robô de serviços gerais e de risco em zona externa. Deseja ativar o robô?

PAUL

Computador, ativação do robô de reparo externo ativado.

COMPUTADOR

É necessário a confirmação da chave de acesso para esta atividade.

PAUL

Ok. Computador, entrada da chave de acesso. O código é “requeijão”. Patente de liberação 8897.

COMPUTADOR

Chave de acesso confirmada. Patente reconhecida e validada. Inicializando o suporte de inteligência artificial. Entre com o nome do robô e grau de prioridade de acesso aos sistemas.

PAUL

Entrada de nome: Aude.  A- U-D-E. Entrada de prioridade de acesso: irrestrita.

COMPUTADOR

Atualizando sistemas. Deseja carregar dados referentes ao banco de dados do computador e da tripulação para AUDE?

PAUL

Sim.

COMPUTADOR

A autorização da liberação de acesso aos bancos de dados para Aude implicará em desligamento dos sistemas de interface, que serão transferidos para Aude. Deseja prosseguir? Sim ou Não.

PAUL

Sim.

COMPUTADOR

Sistemas de interface transferidos com sucesso para Aude. Prioridade irrestrita. Ativando.

INT. Etação Orbital Azimov III – sala de emergência

Uma passagem na parede se abre e dali surge Aude. É um robô branco. Parecido com um manequim. O rosto plástico sem expressão. É um corpo feminino bem construído. Aude abre os olhos. Desconecta três tubos de seu braço e sai da sua cápsula.

Aude anda como uma mulher. Sem precisar apertar nenhum botão na parede as portas se abrem para ela.

EXT. Estação Orbital Azimov III

A nave está vagando pelo espaço.

PASSAGEM DE TEMPO

INT. Etação Orbital Azimov III – Cozinha

Paul Edward Gillon está sentado à mesa. Toma vinho e saboreia um frango assado com avidez. Aude surge atrás dele trazendo mais vinho.

AUDE

Mais vinho senhor?

PAUL

Sim, por favor, Aude.

AUDE

Como quiser, senhor.

PAUL

Aude?

AUDE

Sim senhor. Pois não?

PAUL

Que vinho é esse?

AUDE

É um Borgogne Salutia safra 2545, senhor.

PAUL

Ótimo. Esplêndida escolha, Aude.

AUDE

Obrigado senhor.

(acabando de servir)

Quer mais alguma coisa, senhor?

PAUL

Não, Aude. Obrigado. Estou satisfeito.

AUDE

A comida estava satisfatória senhor?

PAUL

O frango era congelado, os cogumelos liofilizados e o arroz desidratado, e tudo foi esquentado no microondas, mas estava bom, Aude.

AUDE

Obrigada senhor.

Paul se levanta e sai do restaurante da nave. Subitamente, ele volta.

PAUL

Aude?

AUDE

Sim senhor.

PAUL

…E não esqueça de me acordar amanhã às oito horas. Leve-me o café na cama… Vou ter um dia cheio.

(Paul ri da própria piada.)

…boa noite.

A porta se fecha atrás dele, deixando apenas Aude parada, como um manequim de plástico branco no centro da sala. Ela olha a garrafa.

EXT. Estação Orbital Azimov III

A nave está vagando pelo espaço.

INT. estação orbital AZIMOV III – Aposentos do capitão

Paul desperta com um susto no meio da noite. Na sua frente está uma figura branca na penumbra da escuridão.

PAUL

Quem está aí? Quem é você? (apavorado)

AUDE

Sou eu, senhor. Aude.

PAUL

Que merda é essa, pô?! Que você está fazendo aqui, robô maluco?

AUDE

Olhando o senhor dormir, coronel.

Paul levanta-se agarra Aude pelo braço e conduz o robô através da porta. Com um empurrão, ele a joga no chão do lado de fora do quarto.

PAUL

(Com raiva)

Vê se não entra mais no meu quarto sem ser convidada!

Aude permanece sentada no chão. Imóvel, A cabeça baixa como uma menina pega em uma travessura.

EXT. estação orbital Azimov III

A nave continua vagando pelo espaço.

(continua)

Related Post

10 comentários em “O sobrevivente – Parte 2”

  1. ae philipe
    adoro quando voce começa com essas historias
    só não judia da aude tadinha
    rsrsrsrsrsrs
    e o livro philipe????????????
    sai autografado ou não?

  2. muito bom mesmo, estamos todos loucos pela parte 3!
    hehehehhe codigo “requeijão” ahahhaha morri de rir, mas fiquei com um pouco de pena da Aude, tadinha…

    Abraços

  3. Ha, não! Aí eu não concordo. Jogando lixo (cadáveres ainda por cima?) no espaço?
    Será possivel que com tamanha tecnologia não se tenha criado um método de se desfazer do lixo sem contaminar outros meios?
    Explique!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares