20 Comentários

  1. Diego

    Achei o inicio do post totalmente desnecessário. Seria bacana você fazer um post só sobre sua raivinha da Dilma. ACHO que não nada haver com o SETI.

    Responder
    1. Ariel Felipe

      Ele apenas deu contexto, e fez uma introdução mais “comédia”, cara. Relaxa ai. Ao que parece quem se queimou com isso foi você e, se esse era o propósito do Philipe, ele conseguiu.

      Responder
    2. Hilton Silva

      Eu acho bastante plausível citar á Dilma em um texto sobre sinais inexplicáveis, observando que isso é basicamente um resumo de suas falas!

      Responder

  2. Vamos ver no que dá esse novo sinal captado! O Cardoso comentou no Meio Bit algo que eu achei MUITO interessante (me lembrei por causa da Escala Kardashev):

    ” […]Talvez toda a tecnologia de rádio se torne obsoleta por uma descoberta
    daqui a 500, 200, ou mesmo 100 anos. Pode ser que rádio seja o Betamax
    da galáxia e só planetas primitivos o usem.”

    Nunca parei para pensar em como a nossa melhor tecnologia atual pode ser uma tranqueira antiga para uma civilização mais avançada. Isso me leva a pensar na quantidade de informação que estamos perdendo por aí justamente por causa disso.

    Imagina que legal se um dia criarmos uma nova forma de se comunicar e pimba: percebemos que o espaço é um lugar cheio de ruídos de vida inteligente??? 🙂

    Responder
    1. Philipe3d

      Essa é uma possibilidade muito difundida nos circulos ufologicos. Como as naves registradas em radar conseguem sumir num ponto e aparecer em outro, isso viola as leis da fisica como conhecemos, que são lineares. O radio é também um processo linar, com a onda se propagando. Se a tecnologia deles é baseada no que chamamos aqui de teleporting ou bilocação fotônica, o radio pode nem ser o betamax, mas a comunicação de tambor tribal na galáxia.

      Responder
      1. Alarico Caiser Soze

        Isso de achar que outras civilizações espaciais tem que usar técnicas iguais às nossas, ou alguma coisa NOSSA melhorada tem nome: antropocentrismo. É a velha vaidade humana que tem base em … nada. Somos o cocô da mosca do cavalo do bandido mas “nos achamos”.

        Responder
    2. Al .C

      O Sergio Sacani do Space Today disse que o SETI nem ao menos se interessou por esse sinal por se tratar de um sinal corriqueiro, como muitos outros e avisou que muitos “entendidos” escreveriam sobre o assunto sem uma base solida de informacoes e…… bingo!

      Responder
  3. jonscravit

    os chinas foram os primeiros a acreditar no EmDrive e estão na frente da NASA(que desprezou o motor) li que eles ja estão em 720 mN de potencia, dizem que o potencial desse motor seria de mais de 900 kilos por quilowatt

    Responder
  4. Maninho Helfs

    Pois é. Tesla já dizia que não entendemos muita coisa Que os trabalhos dele não eram para aquela época e tal… vivemos numa sociedade que precisa REGRAR as coisas para entendê-las. Ao invés de simplesmente criar, expandir, buscamos explicar antes de inventar!!! Ta aí um possível momento de quebra de paradigma!!! Muito massa!!!

    Responder
  5. Wagner W

    Philipe! Boa noite!

    Faz um tempão que não posto aqui, correrias do dia a dia, mas hoje não teve como deixar de escrever. Caraca, mano, que doidera… Pensou se no dia que terminarem a construção de um protótipo funcional (com cabine e tudo!), ligarem, a coisa toda funcionar e algo no estilo Star Trek acontecer? Espero estar vivo para presenciar.
    Agora a pergunta conspiracionista: será que já não aconteceu?

    Abração!

    Responder
  6. Tomate

    Em primeiro lugar, é possível ser contra o Temer, o golpe e a Dilma ao mesmo tempo. Política e relações humanas são altamente Gump!
    Sobre o que realmente interessa, com o desenvolvimento das tecnologias necessárias para “escutar” o espaço, há uma tendência em aumentar os casos de “falsos positivos”, até que finalmente, quem sabe, começarmos a receber comunicações de outros povos espaciais.
    Tudo dentro do script e percebendo que as coisas acontecem cada vez mais rápido.
    Abraço!

    Responder
  7. Roger Danilo Figlie

    Olá Philipe,
    será que essa notícia é verdade?
    http://www.iflscience.com/space/a-version-of-the-emdrive-is-apparently-being-sent-to-space/
    Outra coisa estes estudos aparentemente focam em colocar o aparelho em ambientes a vácuo para verificar que ele na verdade não está ionizando o ar para gerar propulsão. Agora e quanto a uma possível perda de massa da cavidade que possa estar sendo degradada tal massa que talvez esteja sendo “empurrada” de forma a gerar impulso? Outra coisa que fico pensando é se esse empuxo não seria devido a interação de campos magnéticos com anteparos metálicos mesmo que distantes.

    Responder
    1. Philipe3d

      Realmente, é um assunto que não domino, mas acompanho com curiosidade.

      Responder
  8. Hermínio Neto

    Infelizmente já explicaram que esse sinal tem origem terrestre 🙁

    Responder
  9. Cristiano Augusto

    Independente de partidarismo. Acho desnecessario e ate prejudicial enfiar política em um post sobre ufos. Principalmente no momento delicado que o país vem passando.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *