12 Comentários

  1. UmPonto

    Aí, Philipe…

    Agora, ve se da pra liberar mais umas fotos da cápsula pois achei muito bonitinha as que tinham no galpao… foi pena nao ter incluido a capsula nas filmagens, ia ficar legal, ainda mais se abrisse ela.

    mas creio que a parte 9 era o que precisava pra fechar o conto, um final feliz pro Juca, meio disney 😛 , mas gostei.

    Responder

  2. Aeeeeeee longa vida ao Juca. Muito disney mesmo como o cara ali de cima citou, mas muito bacana.

    Me arrancou um sorriso.

    Não sei se a parte 9 é o final realmente, mas posso afirmar que “O Relato de um MIB” é a melhor coisa que aconteceu na blogosfera Brasileira.
    Mundo Gump é o que há!
    Parabéns Philipe!

    Responder
  3. Numa

    :lol2: Juca voltou pras estrelas!!!!! :lol2:
    poxa, muito bacana, muito bacana mesmo….

    espero que o Vortex volte a falar com voce novamente, Kling! hehehehe

    Responder
    1. Agente V

      Na verdade o Juca foi vendido para os americanos, por 6 milhões e 500 mil dólares, fora as despesas de transporte que correram por conta deles.
      Agora está sendo pesquisado e examinado nos subterrâneos de uma base no deserto de Nevada, mesmo destino do ET de Varginha e outros espécimes singulares que foram capturados em todo o mundo.
      O ET de Varginha ia ser entregue de graça para pesquisa, mas eles ofereceram um “cala-boca” quase do mesmo valor, em 1996 – quase 6 milhões. Melhor, porquê esses bichos são hospedeiros de um vírus que duplica o DNA humano e causa uma infecção monstruosa na pessoa. Se o hospedeiro não morresse geraria um irmão gêmeo de si mesmo dentro do próprio corpo, a partir desse vírus. Horrível.

      Responder
      1. JC

        Você quer dizer, que de uma forma geral, os Greys são clones de si mesmos? (uma vez que são adaptados ao vírus que aliás, talvez eles mesmos tenham desenvolvido?). O que eles querem na Terra?

        Responder
  4. Felipe

    O final poderia ter sido um pouco mais “criativo”, porém quem sou eu para questionar sua criatividade Phillipe… Parabéns.

    Abs ;]

    Responder
  5. L4Ncaster

    refém do próprio mundo que criou…pena que alguns “invasores” desse mundo estragaram tudo…mas foi bem legal esse conto!

    Responder
  6. JC

    Afinal o que os OUTROS querem de nós? Devolvê-lo talvez tenha sido a melhor a opção. Pode ter deixado um aspecto positivo para futuros contatos. Se como diz o comentário do Agente V, está nos USA, isso mostra que nós brasileiros somos mesmo o fiel da balança, sempre pesando muito, positiva ou negativamente. Uma vida não tem preço, mesmo que ela não esteja no contexto que conhecemos. O melhor é dar tempo ao tempo, pois quando a humanidade estiver preparada tudo se abrirá naturalmente. Não podemos ter a pretensão de nos inserir num contexto onde ainda somos apenas aprendizes, pois, parece que “o todo” é um fardo que ainda não temos a capacidade de carregar. Estes agentes são priveligiados, gostaria de ser um deles.

    Responder
  7. Administrador Adartes

    muito boa a história
    apesar do tema ser bastante usado em todos os tempos
    ainda é um mistério…
    parabéns .

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.