O oitavo passageiro.

O oitavo passageiro.

A Nivea tinha ido trabalhar em Itaperuna. Era uma merda quando isso acontecia. E acontecia eventualmente, quando ela tinha que dar aulas na pós graduação. O costume de dormir junto é um troço impressionante. Vc acostuma dormir com a pessoa e quando tem que dormir sozinho é uma merda.

A Nivea tinha ido trabalhar em Itaperuna, uma cidade que é um forno industrial de quente e eu fiquei em casa. Com o tal do costume, sem a NIvea, eu fiquei fritando na cama de um lado para outro pela madrugada à dentro. Nada de conseguir dormir. Em parte porque não dava, em parte porque eu secara uma garrafa de 2,5l de Coca-COla e tava ligadão.
Então vi o intercine, o segundo filme, o corujão. Aí resolvi forçar a barra. Desliguei a Tv e fiquei ali parado. Olhando para o teto. Fiquei ali paradão. Esperando o sono chegar. A escuridão do quarto. O teto… Eu tentei manter a cabeça vazia, sem pensar. Só quem tentou sabe como é difícil fazer isso.
Entre um cochilo e outro, o sono flutuando, fraco, eu acordava. Paradão. Ali com os olhos fechados. Acordava mas não dava o braço à torcer. Ficava como se tivesse dormindo. Meio que fingindo pra mim mesmo.

Aí aconteceu.

Eu senti uma coisa andando dentro de mim. Uma coisa estranha. Parecia uma cobra. Eu continuei parado. O silêncio da noite à minha volta, eu senti aquilo e de repente, parou.
Imaginei se não tinha dado uma sonhadinha rápida, realista o suficiente pra acreditar que era real. Nem abri os olhos. Mas fiquei alerta.
Dali um teeempão que pareceu não mais acabar, senti novamente e era uma sensação legítima. Não era sonho porra nenhuma. Era uma coisa de verdade dentro de mim!

Caralho, meu. Tinha uma coisa viva dentro de mim!

Ou eu tava grávido ou era o alien! Tinha que ser uma lombriga.

Olha a cena: Eu ali, na cama. Quatro e cacetada da madruga. Um cachorro latiu ao longe. Eu suando frio, na mesma posição de cadáver, horas sentindo nada menos que alguma coisa andando no meu intesino.

É lombriga. Caralho, é lombriga, pensei eu. Em pânico. A coisa era assim, mexia rapidinho e parava… parecia inteligente. Queria passar desapercebida. Qualquer respirada mais forte que eu dava ela parava e ficava ali… paradinha. Dali a uns quarenta minutos, mexia mais um pouquinho. Puts, dá nervoso só de lembrar. Minha nuca acaba de arrepiar. Amaldiçoei com todas as minhas forças todas as comidas de rua que eu havia comido sôfregamente até então. Exorcizei todos aqueles deliciosos churrasquinhs de gato, podrões, as linguiças xexelentas, os italianos gordurentos, as coxinhas adormecidas de rodoviária…

Não dormi mais. Amanheceu e eu ali. Estático. Com cagaço.
O troço parou de se mexer às cinco e meia da manhã. Nem parecia que eu havia passado tamanho aperto durante a noite. Aliás, a sensação de “não está acontecendo nada” era tão forte que me questionei se de fato aquela noite aconteceu. Seria uma alucinação por overdose de coca-cola? Eu havia assistido dias antes o filme Alien, o Oitavo passageiro… Algum tipo de reação ao estresse pós traumático desencadeada pela falta da minha mulher?

O cecete! Racionalização barata! Devia ser minhoca mesmo! Corri até a farmácia. (A Nivea tem uma coleção monstruosa de remédio que daria pra abrir uma filial da Farmais aqui em casa.) e peguei todos os remédios anti-oxiúros que eu vi pela frente.

Oxiúros são umas minhoquinhas brancas que habitam o cú de criança. Penei com esas merdinhas já, porque eu chupei dedo até os treze anos. Criança que chupa dedo está permanentemente no grupo de risco da minhoquinha branquinha do cú. Juntei os quatro comprimidos diferentes e mandei pra dentro com um copo d´água. Era a minha vingança contra meu hospedeiro maldito.

Mas o tempo foi passando e comecei a me perguntar o que poderia ser aquilo que eu senti. Entrei na internet e fui procurar: Verminoses

Foi a maior cagada. Não devia ter feito isso.
Se a mera sensação de ter alguma coisa dentro de você já bastaria pra deixar branco qualquer cara normal, ver a cara daquelas merdas ampliadas mil vezes num microscópio é uma das piores sensações que pode existir. A cada bicho mais horrendo que o outro eu me certificava que só poderia ser aquele monstro que havia dentro de mim.

O problema com este tipo de pesquisa na internet, é que sempre que uma verminose causa interesse médico ao ponto de ser publicada na internet é porque é um caso bizarro, com criaturas saídas da mente mórbida de algum Stephen KIng!
Aí que eu me caguei de medo mesmo. Tinha umas minhocas gigantes, outras microscópicas mas em grande número. Eu achei um site que descrevia com detalhes mórbidos cada um dos tipos de verminose humana, e no final com requintes de crueldade descrevia uma convulsão de vermes.

Foi o que bastou pra eu ficar pálido. Será que o que eu tava sentindo era uma massaroca de vermes subindo pelo meu intestino a ponto de sair por cima? Já me imaginei vomitando milhares de minhocas, aquele miojo branco saindo das narinas, se mexendo…

Tomei a decisão. Fui até a despensa e peguei um copinho de geléia de mocotó, preparei meio copinho de Baygon!
Estava a ponto de tomar o drink da morte. Cheirei pra ver como seria e o cheiro nauseabundo do baygon queimou minhas narinas por dentro. “Baygon mata-tudo” – lembrei do slogan. Desisti.

“Tudo” poderia me incluir.

Minutos depois eu liguei pra Nivea.

– Oi amor.
– Oi. Mô…
– Fala.
– Tem um troço aqui dentro de mim.
– O QUÊ???
– É, eu senti de madrugada. Uma coisa viva. parecia uma cobra. Andou dentro de mim
– Que isso?
– Verdade. Tomei os remédios de verminose. Mas eu acho que vou tomar um copo de Baygon!
– Que isso! Tá maluco!!! Não faz isso não! – Ela gritando.
– Tá. Mas eu vou fazer o quê? Tem uma coisa dentro de mim, porra!
– Liga pra sua tia. Eu tô voltando já.

Liguei pra minha tia Solange, que é médica. Acho que no dia seguinte. Não lembro bem. Ela não acreditou na minha história à princípio.
– MEu filho, pra você ter sentido deve ter sido gases.
– Não, tia! Eu tenho certeza que era vivo!
Olha, pra você sentir, se é que é alguma coisa mesmo, deve ser muito grande! (risos)
– É… – Eu ri aquele riso amarelo tipo “Tô fudido!”
No dia seguinte, de posse do pedido que ela me passou fui fazer o exame de fezes. Dois tipos diferentes.
Dali a um dia, o resultado:

TÊNIA!

Cara, a parada era tão gigante que o laboratório precisou comunicar ao órgão de saúde da cidade o resultado. Não sei, deve ser o procedimento normal… Eu não tive coragem de ir pegar o exame, pedi a Nivea pra ir pegar pra mim. Quando ela voltou meio branca, cara de medo, eu vi que estava certo. Era uma sucuri intestinal!

Corremos na minha tia, que também ficou pasma. Se eu tinha sentido a tênia passear por dentro de mim, ela era gigante mesmo. No mínimo de seis metros! Minha tia ficou de pesquisar o melhor remédio. Dali a algumas horas ligou lá pra casa e me mandou tomar um remédio lá.
A Nivea ligou pra várias farmácias e não achava em nenhuma. Então achou eu uma e mandou comprar. Eu fiquei em casa, pensando naquela coisa viva querendo sair pela minha boca… Imagina só… Igual a mágico que vai puxando aquela fita da boca… A fita vai saindo, saindo, saindo e ele com cara de espanto. Me imaginei assim, arrancando em pânico um macarrão gigante e interminável.

Quando o remédio chegou finalmente, era caro. NUma caixinha azul havia apenas UM comprimido. Uma caixa enorme, uma bula que chegava a ter páginas. Cheio de merda o remédio. Mulher grávida não pode tomar pois ela pode ABSORVER o bebê.
Satisfeito, descobri que o remédio era um tipo de Baygon em cápsula. Um veneno que se criança tomar, morre. É o que precisava pra matar o monstro.

A bula dizia em letras garrafais que o bicho iria sofrer uma contratura e morreria. Dai o remédio iria desestruturar molecularmente o bicho e eu absorveria ele. Legal, né? Meu medo era o remédio fazer o bicho querer sair, por cima, ou pior, por baixo…

Almocei e tomei o comprimidão em seguida. Passou uns vinte minutos e nada de contratura. “deve ter morrido já” – pensei.
Foi quando a coisa tremeu.
Caí sentado no sofá. Os olhos esbugalhados de cagaço. A sensação que eu sentia era dez vezes mais forte que a da noite. O troço tremeu dentro de mim. A sensação é como ter um cocô tendo mal de parkinson no seu intestino. Fiquei branco, suei frio.
Aí parou. Tão subitamente quanto começou, a coisa parou e eu soube que havia me livrado daquele rebento de satã.

Passei noites senhando com aquele bicho maldito, mas aí era sonho mesmo. O medo daquilo continuar vivo. Mas morreu. E eu absorvi ele, hehehe. Bem feito. Engordei em dois meses seguintes, nada menos que seis kg.

Mas o pior não é isso. O pior é que nesse meio tempo, pode ter ido parar um embrião do monstro na minha corrente sanguínea, e se ele for parar no cérebro, pode NASCER LÁ DENTRO!* – o que pode provocar convulsões e até a morte!
Essa é a história do minhocão. Muita gente tem verme e não sabe. Quando sabe, tem vergonha e tenta esconder. Eu escancaro mesmo. Hoje estou livre do Harry (ela já tinha nome). Ainda bem que não precisei fazer um aborto.

* Um ano depois eu descobri que este tipo de doença do verme cerebral chama-se cisticercose e eu não tenho, porque a solitária que eu peguei é a de boi. Apenas a de porco causa cisticercos.

Related Post

99 comentários em “O oitavo passageiro.”

  1. Olaaaaaa Philipe, Tudo bem?
    Te achei na comunidade do professor Murilo no orkut.
    Tb estudei no PioXI turma de 96.
    Seu blog é bem legal e suas hitórias são hilárias. Essa da lumbriga uma comédia. Era tênia solium ou saginata? Bem, normal carne boi ou porco contaminada com os ovos desses vermes. E nem precisa dizer que vc as comeu mal passada pra crua. hahahahahhahaha
    Lembre de comer carne sempre bem cozida e fazer exames uma vez ao ano pelo menos!!
    Abraços :-****

  2. valeu, hehe. Era a Tênia do boi mesmo. Essa coisa de comer carne mal passada é fogo. Mas agora que eu descobri o santo remedinho, escalafobético não tem pra nenhuma minhoca mais.

  3. heheheheheh .. “um cocô tendo mal de parkinson”
    Eh figura hilária, como é que pode … hehehehe
    Chorei de rir e vou rir durante muito tempo, sempre que lembrar.
    Muito legal suas confições! (: a sua mulher deve ser uma santa criatura 🙂

    Beijão pra vc

  4. Grande King Kling!
    Você convidou e eue vim. Li tudo! Como sempre você se supera. Gostei muito do blog inteiro. Quanto a esta “Saga do Lombrigão” no final fiquei meio decepcionado… Eu jurava que você estava grávido! Estarei por aqui sempre.
    Um grande abraço!
    Marcio

  5. Oi, Philipe.
    Entrei no seu blog e gostei muito. Notei que vc conhece a receita de uma boa história: mentir. A história da tênia me deixou meio preocupado, rapaz. Uma vez eu comi uma Tânia. Será que Tânia dá tênia?…

  6. Mas não é mentira. POde perguntar pra Lilia. Essa história já tá folclórica na família. Peguei uma tênia gigante mesmo.
    Tânia eu nunca peguei não, hehehe. MAs se ela der, acho que não vai ser tênia que ela vai dar não, hehe.

  7. Bom Dia ! vc poderia me informar o nome do remedio , pois acho que tabem tenho um tróço desse dentro de mim, e realmente mexe as vezes. se puder eu agradesço pois fico constrangido de ter que ir ao médico fazer o exame.

    abçs.
    Dogma

    [email protected]

  8. CAra não tome medicamento sem prescrição m´pedica. Isso é muito perigoso. Também recomendo que vc faça o exame, porque só assim você saberá se sua solitária (caso exista) é uma Tênia Solum ou Tênia Saginata.
    A tênia do porco pode colocar embriões na sua corrente sanguínea e os vermes podem se desenvolver no seu cérebro. isso pode causar a morte!
    Fazer o exame previne isso porque os laboratórios informam a secretaria de saúde de sua região que deve tomar providências para conter um contagio generalizado.
    Em todo caso, o nome do remédio é CESTOX.
    Boa sorte.

  9. Olá, Philipe,

    Visitei seu blog, meio por acaso, e fiquei interessado nessa história aí da lombrigona… Cara, você escreve bem pra caralho. Parabéns!

    Um abraço,
    Marcelo Amadei

  10. Cara, coincidência ou não, sei lá, sou de Itaperuna … Dificil ver alguma coisa da cidade na net, mas se vc morasse aqui a tenia teria morrido de calor, pq é quente pacas mesmo.

  11. Philipe
    Como sua mae eu fico feliz que vc nao estivesse gravido mas que tenha descoberto a Tenia gigantesca.

    Voce e mesmo especial meu filho imagina fazer as pessoas sorrirem com uma coisa tao seria.

    Ainda bem que a tia Solange acertou em cheio com o remedio ehehehehe.

  12. caralho….

    se escreve muito bem cara parabens!!!

    muito boa essa aki no trampo todo mundo caiu na gargalhada… xD

    cara essa eu vo por de perfil no orkut heheheh zuera ….

  13. Que coincidência cara!! Eu sou de Itaperuna!
    Huaheuaheuaeaueheauheuaeh

    Tava lendo seu blog aí,achei mó massa, foi uma surpresa quando li que sua mulher veio para cá.

    Abraço
    \o

  14. Cara, sensacional o texto hahahaha. Particularmente ri muito nestas 2 passagens:

    “Satisfeito, descobri que o remédio era um tipo de Baygon em cápsula. Um veneno que se criança tomar, morre. É o que precisava pra matar o monstro.”

    “A sensação é como ter um cocô tendo mal de parkinson no seu intestino”

    hahahahaha

  15. você me entristeceu. me lembrou do colégio, de cada doença nova que eu descobria e achava que tinha. me fez pensar que eu como que nem um boi e não engordo que nem um boi. deve ser porque eu tenho uma tenia de boi? PARANOIA, socorro! =P

  16. Creeeeeedo.
    Tem mulher que tem medo de perereca, barata, camaleao.. eu tenho pavor a minhocas, larvas e vermes.. eu entro em panico total.. saio correndo, berrando, fico paralisada suando frio.. as reacoes variam mas eu morro de medo meeeesmo.. se eu tivesse um bixo desse tamanho dentro de mim acho que eu ficaria pior que voce xD

  17. Caramba, daqui a pouco eu não estudo mais. Todo tempo livre que tenho no trampo, uso pra ler suas histórias. E o pior, ainda posso passar por louca, pq fico segurando as gargalhadas como quem está com náuseas e segurando o vômito. Ainda bem que estou gripada, pelo menos tenho desculpas quando perguntam pq meus olhos estão lacrimejando.. hahahaha

    Muito legal seu blog, cara!!!

  18. huahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahhau
    huahauhuahauhauhauhuahauhuahuahuhauahuahuahuahuah
    estou no trabalho e passei vergonha aqui!!1
    ahuahuahuahuahuahauhauhauhauhauhauhauhauhauha

  19. [quote comment=""][…] O Oitavo Passageiro […][/quote]
    Com certeza esse é o meu post preferido! Morri de rir!
    Você podia ter apelado pelos modos antigos, sentar numa bacia de leite e esperar a solitaria vir beber o leite :s

  20. [quote comment=""][…] O Oitavo Passageiro […][/quote]
    Affe…..
    Tá difícil voltar a trabalhar….´
    São tantas emoções….
    E eu, hipocondriaca que sou, tô achando que tem uma taenia aqui na barriga também….
    mas que morro de rir… morro.
    Aliás, o pessoal todo diz que é difícil conter o riso…
    Realmente, devo fazer muitas caretas…
    Parabéns.
    Mais uma vez. 😀

  21. [quote comment=""][…] O Oitavo Passageiro […][/quote]
    Cara… realmente estou chocada… hilário… fiquei com medo, pois chupo dedo até o hoje…”que vergonha”, mas fazer o que né?! e tb adoro dormir junto com meu esposo.. :B

  22. [quote comment=""][…] O Oitavo Passageiro […][/quote]
    Pow cara descobri teu site, faz dias, mt legal msm. Agora essa da Tênia foi dez. mt boa. tb ja tive esse medo :ohhyeahh: , mas o meu medico falo q era gazes msm…kkkk
    Tua mulher deve ser msm uma santa ^_~, mas deve si divertir horrores contigo.
    Parabéns, abraços!

  23. NOSSA VELHO, vo pedi pro meu pai pra mim faze um exame pra v c eu tenho lumbriga, odeio larvas, vermes, parasitas

    mas ow vei, pqp, q horrivel iuHAUIHuaiha :wow:

  24. MEDO, ja peguei lombriga, vomitei aquele macarrão lembro, tinha uns 5 á 7 anos quando sai para passear, passei mal e vomitei, dai percebi aquele troço branco e comprido, hurg! precisei tomar remedio, nao era tenia, e sim umas lombriga lá que esqueci o nome, tenho medo de ter pegado tenia quando era criança O_O

  25. pow, vi teu blog num link ai e entrei de curioso. Mas tu já pensou em publicar um livro com teus contos? garanto, seria um comprador. Escreve muito bem, e parabéns pelo blog.

  26. Oi Phelipe passei por isso, só que um pouco pior a coisa saiu pela boca da minha filha de 8 anos, graças a Deus ela não viu nada porque dormia…agora eu estou morrendo de medo de tomar remedio e sair alguma coisa pela minha boca!!!

  27. Hahahahahahahaha, me caguei de rir aqui!! Mas tenho uma tia que já teve isso na infância, ela tomou o remédio e saiu por baixo, como ela morava na roça isso era normal.

    Parabéns, continue com suas histórias! :*(

  28. Oi Phillipe, ri muito do seu texto. Meu Deus, vc não notou antes o seu “hospede”, não tinha anemia ?
    Vc foi muito corajoso naquela madruagada. Meu Deus, que nervoso!!!
    Não acreditava nessas historias de lombrigões. Mas uma vez no consultorio do pediatra do meu filho perguntei pq todo o ano ele dava remedio contra vermes para a familia toda, e ele me disse: “entra neste site e depois a gente conversa”.
    Credo… quase morri e agradeço a Deus pelo bendito remedio anual… So que agora to com duvida: “será que ele mata tenias”…. Ai que medo!!!

  29. Eu sempre tive medo de algo assim acontecer comigo. Mas ao invés de ter ficado com nojo, estou há 15 minutos rindo e não consigo parar. Espero que Deus não me castigue. *aquela fazendo um esforço descomunal para não escrever tudo errado*

  30. Pois é Philipe, a sua solitaria foi uma boa história, mas a minha foi melhor, imagine que eu descobri a minha solitaria quando eu tinha 9 anos , e foi dentro da sala de aula , eu na minha inocencia , pois naquela época foi em 1954, criança era criança mesmo, eu senti uma coisa saindo pelo meu cú , uma coisa gelada, pesei que estava cagando , pedi para a professora para ir no banheiro, e aquele tempo na minha escola , tinha que esperar outro colega voltar do banheiro , pois não podia sair dois alunos ao mesmo tempo , eu ali suando frio.
    Enfim , chegou a minha vez, quando eu entrei no banheiro, fui descendo as calças e passando a mão no traseiro , voce pode não acreditar , mas quase desmaiei, pois fui puxando aquela coisa , e parece que não tinha fim, eu acho que tinha uns dois metros , enfim tirei toda aquela coisa de dentro de mim , e ficou aquele monte de cóbra no chão (eu imagino o susto de outras crianças quando viram aquilo ).
    Voltei para a sala de aulas apavorado , e a professora nem notou que eu estava passando mal, (naquele tempo a gente nao tinha conversa com professores como agora ).,Assisti o resto da aula nem sei como.
    Quando voltei para casa todo apavorado contei para minha mãe , ai foi pior. Ela falou é solitaria , e voce vai ter que ir no médico, la ele vai enfiar um tubo pela sua boca para colocar um remédio para matar a solitaria , ( uma irmão dela ja tinha feito iss0). Mas depois ela me levou em uma farmacia , e um farmaceutico (o JUca Penna), disse ja ja tinha um remédio pra isso , e deu um comprimido , (deve ser esse que voce tomou) .
    Conclusão , tomeu o remédio e saiu um monte de óvos , parecido com sementes de abóbora.
    Seu cagaço foi grande , mas o meu , imagine , nem sei como estou aqui escrevendo isso , foi um dos maiores sustos de minha vida.
    Nao é somente sua vida que e cheia de mérdas..rsrsrsrsrsr
    Um abrção Philipe , gosto muito de seu blog, e juro que oque eu contei é verdade.

    • Eu acredito sim, cara. Quando eu estava no curso normal, a professora contou que presenciou um aluno ter convulsão de vermes. Isso é bastante comum em regiões rurais e no interior. Imagino que deve ser um daqueles momentos inesquecíveis da vida, hehehe. Deus me livre passar por algo assim.
      Abração

  31. Huahahaaha,muito engraçada essa história.
    Uma vez eu fui jogar bola numa area perto de uma quadra.A quadra ficava numa rua com valão.Então,chutaram a bola e eu fui atrás,tirei a bola,e de repente olhei pra baixo e vi uma pequena pça d’água cheia de vermes,principalmente lombrigas!Já apareceu pulgas lá tambem,pq tem um cachorrão de guarda qndo num tem ngm.

    Mas esssa história foi maneira.Aquele bicho na foto é uma tênia??

  32. mano vc teve sorte de ter o remedio de absorção
    pq tem um remedio mais barato(tipo o viagra perto dos outros estimulantes sexuais) que vc toma mata a bixa e ela fica morta la dentra e vc vai CAGANDO ela… x_x

  33. mano vc teve sorte de ter o remedio de absorção
    pq tem um remedio mais barato que vc toma mata a bixa e ela fica morta la dentra e vc vai CAGANDO ela… x_x

  34. Cara eu acho que posso estar com um “bixa” dessas tbm. Fui ao médico e ele mandou eu fazer alguns exames, dentre ele o de fezes. As vezes sinto alguma coisa como que rastejando no meu intestino. felei isso pro médico e ele requeriu os exames. Que remédio foi esse que vc tomou?
    Abraço.

  35. HSHAHSASHAHSHAHH ‘

    ” cocô tendo mal de parkinson ”
    euri.

    Eu tb sofri mto de oxiúro, mais por enquanto nenhuma sucuri intestinal ;D
    Vc eh hilário! Qeria saber escrever histórias assim desse jeito o.O !!

    PS.: Sua mulher [a Nivea] tb deve ser phoda… ela tem um blog tb ??

    Bejos

  36. Eu soube que antigamente algumas modelos comiam ovos de tênia de propósito para emagrecer(é melhor não espalhar a ideia)… Por que não ficou com ela um pouquinho mais?

  37. po fala sério tu deu mole pro harry cara! Ele puxou um sobradinho no seu intestino, comeu , bebeu e dormiu de graça um tempão e você não cobrou nada por isso, é um verdadeiro sem-teto intestinal, é amigão mais uma vez tu me fez morrer de rir e me deixou preocupado tambem, sei lá, será que todo mundo tem uma sucuri no intestino. Se eu soubesse antes eu tinha falado com você para fazer um transplante da tenia para um coleca meu, ele come pra caramba e ta gordo como um elefante, quem sabe essa tenia não ajudaria ele né e tambem porque ele anda meio solitario, ai como ela tambem é “solitaria” quem sabe se os dois se conhecendo eles não acabavam com essa solidão.

    um abração e parabens, so falta o livro.

  38. Você não existeeeeeeeeeeeeee…kkkkkkkkkkkkk Adicionei esse blog nos meus “favoritos” só pra ter a oportunidade de rir mais um pouquinho. Cara… essa história da lombriga foi demais. Me lembrei das muitas vezes que sofri na infância com o infame oxiúrus… rsrsr Se você publimar mesmo um livro não esqueça de me avisar. Com certeza vou querer um. Cara… você não existe! rsrsrsr Abraço.

  39. Naum gostei veio… :X

    Pq quase tive parada respiratorira e pensei q ia cagar o coracaum de tanto q tava rindo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk :ohhyeahh:
    Veio, adoro ler textos como os teus e esta nos favoritos com certeza.
    Ah e tu escreve mto bem! 😀

    Grand abraco.

  40. Cara!! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk cada história sua rende várias gargalhadas!!! Mas é aquela coisa, eu mesma já tive um troço desse quando criança e não me esqueço do trauma mais nunca na vida!! Não vou relatar o fato, só reumo que saiu por baixo, pense numa aflição!!! Por Deus que foi a única vez!! Depois vieram algumas, descobertas por exames, mas que remédios absorveram também!! Kkkkkkkkk :*(

  41. hehehehe… Certa vez quando mais novo, fiz um anal básico com uma bambina novinha… quando tirei a ferramenta, vi um monte de minhoquinhas brancas no meu elemento… vomitei em cima da menina e corri no banheiro para me livrar dos desafetos… hehehehe
    Veio tudo de novo a minha mente quando li o seu relato…
    Bizarro!!!
    Abraço,
    Otávio

  42. boa muito boa essa historia
    serio mesmo se lançar um livro por favor me avisa eu so li umas 12
    publicaçoes suas e ja sou seu fã

    a e o seu blog ja esta nos meus favoritos

  43. Sensacional !!!

    Não sei como consegui viver quase 30 anos sem te ler !!!

    Muito bom humor, uma pitada de sarcasmo, e o mais importante informações importantíssimas.

    Vou favoritar seu blog.

    Abração.

  44. […]”A sensação é como ter um cocô tendo mal de parkinson no seu intestino.”[…] “Aí parou. Tão subitamente quanto começou, a coisa parou e eu soube que havia me livrado daquele rebento de satã.” […]
    Caraio, morri de rir aki com essa historia, inclusive com essa parte, tenho q comprar seu livro urgentemente.

  45. Nunca mais como carne mau passada depois de um post desse.

    Todo ano eu tomo dois comprimidos de albendazol, acho que não é uma droga suficiente pra matar uma tênia, mas mata os discípulos dela. Apenas uma garantia contra esses parasitas safados.

  46. Olá, Philipe! Imagino mesmo o cagaço que vc passou mas pelo menos rendeu uma ótima história. Descobri por puro acaso seu blog hj pesquisando sobre chuveiros quando encontrei seu texto “Quero um chuveiro novo”, que achei excelente. Então descobri que vc já lançou seu livro e esteve no Programa do Jô. Acabo de ver a entrevista no Youtube, por isso voltei aqui pra rir de novo com a história da solitária famosa. Vou comprar seu livro e divulgar seu blog. Parabéns!

  47. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk… Fiquei pensando no Cocô com Mal de Parkinson!!!! Nunca mais vou parar de rir…. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk… Parabéns!!!

  48. sua história é hilária, ri descontroladamente, até mostrei aos meus filhos. Enquanto muitos escondem vç mostrou de forma descontraída que venceu essa criatura. Já são dois meses tentando matar esses vermes persistentes, é uma infestação, espero que não tenha um troço deste
    tb.

  49. nossa meu ,suas historias sao hilarias,eu me raxo fico rindo sozinha por muito tempo,meu marido fala que sou louca,mais nao dá pra aguentar.puts mais eu fiquei com medo de ter esse oitavo passageiro rsrs.

  50. Estava na internet procurando sobre teníase quando dei de cara com teu excelente e divertido texto. Ontem fui ao banheiro de manhã e saiu um bagulho estranho comprido e branco, fiquei bolado, estou perdendo peso há meses, apesar de comer bem. Pior que já fiz exames de fezes recentemente e não acusou nada!! Guardei o tal pedaço do passageiro num vidro com álcool e levei hoje a um médico q disse q era tênia. Eu nem comentei nada só perguntei que merda era aquela. Te pergunto, você fez algum exame específico para detectar o bicho? Ele me receitou Zentel que é um antihelmíntico genérico, mas lendo sobre o assunto achei que o Cestox é mais específico e tem eficácia maior…

    • Cara se não me engano, zentel mata tudo, MENOS tênia. (mas não tenho certeza disso. Ouvi um amigo dizer certa vez)
      O exame de fezes mif e fezes frescas detectam o parasita. Tenta repetir o exame. Vc vai ter que repetir tb depois de tomar o remedio.

  51. meu amigo ! ja disse isso mas o mundo gump e o melhor site de historias do mundo e naum sou so eu q tem a certeza disso a maioria dos seus fãs falam !!    ja recomendei eesse site pre varias pessouas cara!

  52. Muito bom o seu texto, quase morri de rir, o pessoal do escritório deve estar achando que sou louco!!!!Oxiúros são umas minhoquinhas brancas que habitam o cú de criança,KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    • Oi vc Filipe vc teve outro tipo de sintoma. Dor de cabeça ou tonteiras? Tive esquistossomose e moro no usa. Me deram prazinquantel 2 vezes em 2009 e 2010, mas ainda tenho sintomas. Muita náusea, fincadas na cabeça, tonteira, dores abdominais e irritabilidade. Parece que vou morrer. Faço todos os exames possíveis daqui nos usa e não acham nada.
      Que bom que vc esta bem!!

  53. Oi estou sentindo mesmo sintomas e minha barriga não para de se mexer constantemente principalmente a noite vou no medico eles dão risada Adam q estou louca mas sinto algo vivo dentro de mim se movendo tipo tremendo subindo e devendo depois para e volta e minha cabeça DOI muito. N sei mas q fazer paguei exame particular de fezes pra leva pro medico pq n aguento mais estou sofrendo com isso cada dia pior.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares