O mistério da bala no cérebro

Essa é muito gump mesmo. Imagine só a cena. Um senhor está fazendo jardinagem tranquilamente na sua casa, que fica num beco sem saída, num tranquilo bairro de londres. Então ele cai no chão e não sabe dizer o que aconteceu. Sua linguagem parece estar afetada e ele está com problemas de memória.

-AVC! – Qualquer um poderia supor. E foi o que a família do cara pensou que era. Levaram o senhor Peter Hesford de 61 anos para o hospital e fizeram uma tomografia em busca do derrame, quando surgiu uma surpresa: havia uma bala no cérebro do coroa.

O mistério da bala no cérebro

Mas o mais estranho não era isso. O mais estranho é que não havia buraco por onde a bala entrou. A bala simplesmente estava lá, enfiada no tecido cerebral de Peter, mas não foi possível localizar o local onde a bala penetrou o corpo, mesmo após uma longa bateria de exames.

Pra piorar, ele é um homem simpático, amigo de todos os vizinhos, um cidadão aposentado e pacato e sem inimigos. Além do que seria estranho alguém ser intencionalmente baleado ao fazer jardinagem. Mas o fato é que ele estava com a bala no cérebro, numa área perigosa o suficiente para que os neurocirurgiões ingleses tivessem que protelar a operação devido ao  risco de morte do senhor Peter.

A família informou a polícia que encontrou o homem caído no jardim. Ele havia espatifado os óculos na queda e havia sangue em seu rosto. O caso de uma bala no cérebro sem local de entrada parecia extraordinário.

Porém, mais extraordinária foi a hipótese com o qual a polícia de Manchester trabalhou: Bala perdida.

Segundo os investigadores, havia uma minúscula chance de que Peter Hasford estivesse olhando para cima bem no momento em que uma bala perdida desceu dos céus, entrando pela órbita ocular do idoso e atravessando toda sua estrutura recebral até se alojar no fundo do crânio. A bala teria entrado por baixo do olho e devido a isso, não havia indício aparente do orifício de entrada do projetil. Neste caso, os óculos teriam sido destruídos pela bala e não se espatifado na queda, como a família Hasford supôs.

O mistério da bala no cérebroPeter Hasford tinha boa saúde antes de ser atingido pela bala

A hipótese parecia bastante improvável, mas um cuidadoso exame associado a uma análise do perito em balística da polícia mostraram que, de fato, era isso o que havia acontecido.

A lesão foi grave. Ele está sem enxergar de um dos olhos e teve o lado esquerdo do corpo paralisado em decorrência do trauma. Os médicos esperam que com fisioterapia ele recupere os movimentos aos poucos.  Após duas cirurgias para a retirada da bala, o estado de saúde do idoso piorou gravemente.

Segundo disseram os investigadores do caso: “Este é o mais estranho acidente que eu já vi na minha vida”

fonte

Related Post

8 comentários em “O mistério da bala no cérebro”

    • Pode até ter visto, mas ele sofreu de amnésia pós traumática, decorrente da área que a bala afetou no cérebro dele. A fala também ficou comprometida e devido a isso era impossível saber dele o que havia acontecido.

  1. Que puta falta de sorte!
    Mas como assim a bala veio do céu? No texto diz que ele teria olhado para o alto exatamente quando o projetil descera… tipo, atiraram para o alto e acertaram o velhinho bem no olho! E o mais WTF de tudo, não perduro, passo por de baixo!!!

    Joga na loteria veio! Tu é um cara de muita… fiquei na dúvida, sorte ou azar?!

    Fiquei curioso em saber qual a distância máxima que uma bala pode chegar, tipo pelo ângulo e modelo, pode-se saber de onde veio sei lah?

    • A distância máxima que uma bala chega depene do projetil. Por exemplo, uma bala de fuzil eu sei que alcança mais de 2km até atingir o solo.
      sempre que alguém atira pra cima, é fato que a bala vai voltar pra Terra. E se alguém der o magno azar de estar em baixo olhando pra cima… Vai dar nisso.

  2. nao se faz raio X para AVC, raio X não serve para ver partes moles, ele precisaria ter feito uma tomografia.

    historia totalmente mau contada

    o artefato parece estar lateralizado ao cranio, sem caminho de trajetoria, por onde essa munição passa -aparentemente- ela faz um caminho de desprendimento de energia, fratura tudo e queimando tudo ao redor, se isso ocorreu do modo como falaram, com certeza, ele nao estaria nem vivo.

    veja, percorreu estruturas como lobo frontal, talamo, lobo occipital, e a bala de alojou em sentido de cima pra baixo, isso nao ocorre, a bala entrou pelos olhos certo ? entao ela teria que apontar para a nuca, mas ela aponta pra base do cranio -e nao nao ha estrutura dentro do crânio que faça o desvio de percurso –

    a historia esta contada de maneira errada ou traduzida de maneira errada.

  3. corrige lá, isso eh uma tomografia computadorizada.

    vc nao colocou

    “Pete has been into theatre to have the bullet removed but they couldn’t get to it. He has lost his sight in his left eye and he is partly paralysed down his right side but we are hoping that that may improve with physio”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares