Larvas no nariz: Barrando o video da cera de ouvido

Parece que temos um novo video capaz de desbancar aquele da cera de ouvido… dessa vez, prepare-se pois isso que você está prestes a ver é nauseabundamente nojento. Não recomendo para quem tem estômago fraco, mas caso você seja um ávido caçador de Gumpices como eu, não resistirá em clicar aí no play.

É chato estragar a graça da surpresa, mas tenho que avisar que este video mostra o nosso otorrinolaringologista preferido tirando LARVAS do nariz de um cara. Onde? Na Índia! E não vamos nos esquecer da indefectível musiquinha!

Mas a questão maior é: O que essas criaturas do pesadelo fazem no nariz do cara? Eu fiquei curioso sobre este pequeno e bizarro detalhe que dá todo um tchã na história.
Segundo este artigo médico, existem moscas que colocam seus ovos deliberadamente nas cavidades nasais das pessoas e de alguns animais. O local escuro, quente e úmido está repleto de alimento para as dezenas, e até centenas de larvas que vão lentamente se ploriferando nos sinos nazais do infeliz hospedeiro.

A mosca, do Gênero Chrysomyia (mosca varejeira) são encontradas em muitas regiões tropicais, e um dos países com o mais alto índice de infestações é o BRASIL!  Principalmente regiões pobres e de baixa qualidade sanitária. Nesses ambientes, elas se espalham velozmente. Em alguns casos a mosca entra pelo nariz da pessoa enquanto ela dorme, e deposita os ovos que eclodem rapidamente. Em outro, ela utiliza o serviço de outros insetos hematófagos, que transferem as larvas para a apessoa ou animal. Tão logo os 200 ovos eclodem, cerca de 24 horas após a postura, elas começam a se ALIMENTAR do tecido da mucosa nasal do infeliz. Dessa forma elas começam a penetrar, cada vez mais profundamente pelo nariz adentro, atingindo os seios frontais e em alguns casos severeos, ocorre a destruição total do tecido cartilaginoso do nariz e adjacências. Estas moscas são responsáveis por milhares de casos anuais de sinusite infecciosa, rinite e complicações de ordem pneumocefálicas. Em alguns casos a complicação pode ser grave, evoluindo para uma infecção e daí para a morte. Veja um paciente que sofreu até a morte infestado com estas criaturas nojentas.

Este post é dedicado a todos os leitores que pretendem passar o carnaval na fazenda.

Artigos relacionados

37 Comentários

Compartilhe suas ideias