Larvas no nariz: Barrando o video da cera de ouvido

Parece que temos um novo video capaz de desbancar aquele da cera de ouvido… dessa vez, prepare-se pois isso que você está prestes a ver é nauseabundamente nojento. Não recomendo para quem tem estômago fraco, mas caso você seja um ávido caçador de Gumpices como eu, não resistirá em clicar aí no play.

É chato estragar a graça da surpresa, mas tenho que avisar que este video mostra o nosso otorrinolaringologista preferido tirando LARVAS do nariz de um cara. Onde? Na Índia! E não vamos nos esquecer da indefectível musiquinha!

Mas a questão maior é: O que essas criaturas do pesadelo fazem no nariz do cara? Eu fiquei curioso sobre este pequeno e bizarro detalhe que dá todo um tchã na história.
Segundo este artigo médico, existem moscas que colocam seus ovos deliberadamente nas cavidades nasais das pessoas e de alguns animais. O local escuro, quente e úmido está repleto de alimento para as dezenas, e até centenas de larvas que vão lentamente se ploriferando nos sinos nazais do infeliz hospedeiro.

A mosca, do Gênero Chrysomyia (mosca varejeira) são encontradas em muitas regiões tropicais, e um dos países com o mais alto índice de infestações é o BRASIL!  Principalmente regiões pobres e de baixa qualidade sanitária. Nesses ambientes, elas se espalham velozmente. Em alguns casos a mosca entra pelo nariz da pessoa enquanto ela dorme, e deposita os ovos que eclodem rapidamente. Em outro, ela utiliza o serviço de outros insetos hematófagos, que transferem as larvas para a apessoa ou animal. Tão logo os 200 ovos eclodem, cerca de 24 horas após a postura, elas começam a se ALIMENTAR do tecido da mucosa nasal do infeliz. Dessa forma elas começam a penetrar, cada vez mais profundamente pelo nariz adentro, atingindo os seios frontais e em alguns casos severeos, ocorre a destruição total do tecido cartilaginoso do nariz e adjacências. Estas moscas são responsáveis por milhares de casos anuais de sinusite infecciosa, rinite e complicações de ordem pneumocefálicas. Em alguns casos a complicação pode ser grave, evoluindo para uma infecção e daí para a morte. Veja um paciente que sofreu até a morte infestado com estas criaturas nojentas.

Este post é dedicado a todos os leitores que pretendem passar o carnaval na fazenda.

37 Comentários

  1. luiz paulo 11 de fevereiro de 2010
  2. Babi 11 de fevereiro de 2010
  3. Lucas Fazzi 11 de fevereiro de 2010
  4. 11 de fevereiro de 2010
  5. Woody St. 11 de fevereiro de 2010
  6. Ysa 11 de fevereiro de 2010
  7. Felipe Estev3s 11 de fevereiro de 2010
  8. Fausto 11 de fevereiro de 2010
  9. Lucas Fazzi 12 de fevereiro de 2010
  10. Lucas Fazzi 12 de fevereiro de 2010
  11. Vanderson 12 de fevereiro de 2010
  12. Pedro Gafanhoto 12 de fevereiro de 2010
  13. Gustav 12 de fevereiro de 2010
    • Philipe 17 de fevereiro de 2010
  14. Flávio 12 de fevereiro de 2010
  15. Reinaldo 12 de fevereiro de 2010
  16. Pedro 12 de fevereiro de 2010
  17. Ana Luiza 12 de fevereiro de 2010
  18. LUCAS RS 12 de fevereiro de 2010
  19. Luiz 12 de fevereiro de 2010
    • Philipe 17 de fevereiro de 2010
  20. Eduardo Marques 12 de fevereiro de 2010
  21. Cadu 12 de fevereiro de 2010
  22. Giovanna 13 de fevereiro de 2010
  23. Roberto 13 de fevereiro de 2010
  24. Júnior 13 de fevereiro de 2010
    • Philipe 17 de fevereiro de 2010
  25. Hunteriunn 13 de fevereiro de 2010
  26. Tiago César Oliveira 13 de fevereiro de 2010
  27. Bianca 15 de fevereiro de 2010
  28. Thaillon Souza 15 de fevereiro de 2010
  29. Bruno 16 de fevereiro de 2010
  30. Guilherme Vieira 17 de fevereiro de 2010
  31. Karin 17 de fevereiro de 2010
  32. noemia 22 de fevereiro de 2010
  33. noemia 22 de fevereiro de 2010

Deixe seu comnetário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *