Como fazer um blog do zero e ganhar dinheiro com ele

Eu até perdi as contas de quantos amigos, leitores e conhecidos me pediram para fazer este post. Engraçado como é que pode isso.

As informações de como criar um blog estão espalhadas na internet, mas muita gente tem dificuldade de achar e/ou entender, porque geralmente elas são muito detalhadas e se prendem a minúcias muitas vezes desnecessárias ou excessivamente complicadas pra quem nunca fez. Então, para evitar ter que explicar isso tudo diversas vezes, resolvi colocar neste post tudo que você precisa fazer para criar um blog e ganhar dinheiro com ele. Vou tentar explicar de um jeito fácil.

As coisas mais importantes que você precisa saber antes de criar seu blog:

1- Qualquer pessoa pode fazer um blog. Seja rico, pobre, burro ou inteligente.
2- Fazer um blog não custa caro. Na verdade pode ser de graça ou pago e isso depende do seu objetivo.
3- Fazer um blog exige trabalho e dedicação. Não existe milagre de ficar rico da noite para o dia.
4- É possível obter sua independência financeira apenas com um blog, e até mesmo ficar rico! Mas isso é MUITO difícil. Qualquer um que disser o contrario, quer te tomar dinheiro.


Uma vez definido os fundamentos, vamos detalhar em linhas basicas o que é um blog:

Um blog é um tipo de site, que pode ter um autor ou mais de um. Ele é atualizado constantemente e pode ter diversas finalidades e assuntos. Pode ter diversas aparências, embora a mais comum seja parecida com a deste blog aqui, onde os posts vão entrando em uma sequência cronológica inversa, ou seja, o post mais novo aparece primeiro.

Como criar um blog (método zura):

O método zura é a mesma coisa que método pão-duro. Neste caso, seua meta é não gastar nenhum mísero centavinho. Isso é possível? Sim. Para criar um blog sem gastar nada, você vai ter que recorrer a empresas que oferecem este serviço. Existem varias, e eu só recomendo duas:

  • WordPress.org
  • Blogspot.com (blogger)

Sendo que dessas duas, a melhor (na minha opnião) é o blogspot, já que ele é do Google, e por ser do google, oferece vantagens que você só descobre quando entende mais dessa bagaça, mas que resumindo, é o seguinte:

O Google te beneficia por estar no servidor dele e graças a isso seu blog ficará melhor ranqueado rapidamente quando for aparecer na pagina do buscador mais famoso do mundo. Assim, quanto mais alto e quanto mais perto da primeira pagina do buscador seu site estiver, mais gente entra. Mais gente entrando vai significar mais dinheiro lá na frente. Com o sistema grátois do WordPress, você não vai poder monetizar o seu blog, isto é, ganhar grana com ele.

Uma vez se cadastrando no Blogspot, os passos de criação do seu primeiro blog serão muito, muito fáceis. Aqui tem um videzinho bem explicativo:

Depois que você criou seu blog no blogspot, uma coisa que é muito (muito mesmo) importante é você adquirir um domínio. Obviamente que isso envolverá gastar dinheiro, o que é contra a política do método zura, mas isso tem um efeito direto sobre o potencial de sucesso do seu blog.
Por que? Porque quando você cria seu blog no blogspot, o seu site fica com um endereço que é uma merda pras pessoas lembrarem! Tipo: www.mundogump.blogspot.com
Quando você termina de dizer o “blogspot” o cara já esqueceu o que era a primeira parte. Isso nos leva a uma outra consideração, talvez a mais importante de todas:

ESCOLHA UM NOME FÁCIL!

Não me venha com nomes estranhos, cheios de números e letras que vai ficar impossível das pessoas lembrarem. O nome do seu blog tem que ser pequeno, fácil de lembrar e preferencialmente o nome deve ter relação com o assunto dele.
Quando você cria o blog no blogspot, o site te dá um nome que é “seu blog”.blogspot.com – a merda começa já aqui, porque todo mundo no Brasil já está viciado em meter o “.com.br”

E só este detalhezinho já vai te tirar audiência.

Outra coisa importante, é que quando você cria um blog e usa um domínio próprio (domínio é o nome do nome do seu blog) se o seu blog fizer sucesso, você poderá sair do blogspot e migrar todos os seus posts para um servidor só seu. E isso traz diversas vantagens (e algumas dores de cabeça inerentes à liberdade que você tem) lá no futuro distante.

No início é normal a gente resistir a criar um dominio próprio. R$ 30,00 parece muita grana para garantir o direito de usar um nome mais curto na internet por um ano, mas confie em mim, eu sei o que estou falando. Isso faz uma bela diferença, mermão!

No caso, é possível você deixar esta etapa de criar um dominio próprio para mais tarde, quando o seu blog começar a gerar dinheiro. Entretanto, quanto antes você faz isso, melhor!

Para criar um domínio próprio também é muito fácil e rápido. Geralmente as pessoas gostam de domínios que sejam “.com.br” e “.com”
Esses são os sufixos mais famosos do Brasil, mas para criar um .com.br você precisará de um CNPJ, ou seja, tem que ter empresa. Já liberaram e só precisa de um cpf. (que beleza!) Tem gente que burla isso usando um gerador de cnpj, mas isso é crime. E o crime não compensa!
Para comprar um domínio no Brasil, entre aqui: http://www.registro.br/

Custa em torno de R$ 30,00 o pagamento anual. Logo, o mais jogo (até em relação a grana) é comprar um dominio .com
Existem muitas empresas que vendem domínios. Seu primeiro passo é entrar numa delas e fazer uma busca, porque o nome genial que você pensou já pode ter sido registrado por alguém. Ao fazer isso, você verá que praticamente todos os nomes fáceis e óbvios já foram pegos. Isso porque existe um negócio muito lucrativo de comprar e vender domínios. Tem gente que só vive disso. Esses caras registram qualquer merda pra revender.
Mas com algum esforço, você vai conseguir um nome legal, simples de lembrar e ainda não usado. A empresa vai emitir um boleto bancário e você paga no banco. geralmente registrar domínios .com é super barato. Você também poderá pagar por cartão de crédito, paypal, etc.

Uma das empresas que vende registro de domino .com mais baratos no Brasil é a Rede Host. Custa míseros R$ 15,00 por um ano.

Quando você tem um domínio, só precisa entrar no painel correspondente do blogspot e alterar o dominio do seu site.

Como criar um blog (método do investidor)

Neste método, você vê o blog não como um passatempo, ou uma experiência na internet. Você vê o blog como um negócio, e como todo negócio que se preze, é necessário envolver algum investimento inicial antes dele decolar. Felizmente, um site está entre as coisas do planeta que exigem menor investimento proporcional ao retorno que ele pode dar.

Então, antes de falar sobre quanto você vai gastar, vou te dar uns exemplos de quanto alguns sites (alguns são blogs, outros não)  faturam:

  • Markus Frind do site PlentyOfFish — Frind ganha em torno de US$ 300.000 por mês. O PlentyOfFish é um site de relacionamentos, que fatura em média US$ 10.000 por dia e tem cerca de 500 milhões de page views por mês. Em Fevereiro de 2006, ele divulgou a foto de um cheque do Google, no valor de US$ 901.733.
  • Kevin Rose do site Digg — Kevin pagou cerca de US$ 700 a um amigo, para que ele fizesse a programação do site (que utiliza PHP + MySQL), em Dezembro de 2004. Hoje o Digg fatura cerca de US$ 250.000 por mês, tem mais de 400.000 membros cadastrados e gera mais de 200 milhões de page views mensais.
  • Jeremy Shoemaker do site Shoemoney — Jeremy criou uma rede de mais de cem sites que utilizam o Google Adsense. O faturamento mensal é próximo de US$ 140.000.
  • Jason Calacanis do Weblogs, Inc. — Calacanis criou uma rede de blogs independentes que faturava cerca de US$ 4.000 por dia. Devido ao sucesso, o Weblogs, Inc. foi vendido à AOL por US$ 25 milhões. Dentre os blogs mais famosos está o Engadget, que é provavelmente o mais importante blog de tecnologia do mundo. Hoje, Calacanis fatura cerca de US$ 120.000 por mês.
  • David Miles Jr. & Kato Leonard do FreeWebLayouts.net — Eles ganham US$ 100.000 por mês com um site que distribui layouts gratuitamente.
  • Tim Carter do AskTheBuilder — Carter é um encanador e carpinteiro aposentado. Seu site ensina pessoas a realizar tarefas por conta própria e rende US$ 30.000 mensais.
  • Joel Comm do AdSense Secrets — Joel ganha cerca de US$ 24.000escrevendo ebooks sobre como ganhar dinheiro com o Google AdSense.
  • Shawn Hogan do DigitalPoint — Hogan ganha cerca de US$ 10.000por mês com seu site de tecnologia.

Agora vamos à questão do  investimento. Já falamos anteriormente que um dos mais efetivos investimentos ao criar um blog ou site é o domínio. Considerando que será no Brasil, isso vai custar algo na ordem de R$ 30,00 ao ano, mas se for no exterior o valor poderá ser entre 6 e 15 dólares.

Outro investimento é a empresa que vai hospedar seu site. Todo site da internet está em algum lugar, isso é, em algum computador ao redor do mundo. (e no caso de computação em nuvem, em muitos computadores ao redor do mundo)  Geralmente essas centrais são formadas de grandes armários, cheios de gavetinhas, onde estão computadores fininhos, todos eles interligados a velozes cabos de rede que ligam esses “armários na inetrnet”. Saca só a foto deles aqui:

Como fazer um blog do zero e ganhar dinheiro com ele

As pessoas que entendem do assunto, chamam isso de “datacenter” mas eu que sou zé ruela, chamo de “empresas de hospedagem”. Pense no seu blog ou site, como sendo uma pessoa, que vai viver num hotel. A empresa de hospedagem é este hotel, que vai dar casa, comida e roupa lavada pro seu site, desde que você pague a fatura todo mês.

A vantagem é que com o barateamento da tecnologia, os valores de planos de hospedagem se tornaram cada vez menores. Obviamente que os custos de planos de hospedagem se assemelham aos dos hotéis. Se você quer um quarto master, com cama que treme, tv gigante, hidromassagem, vista pro mar, champanhe e etc e tal, vai custar caro. Assim é com a empresa de hospedagem. Logo, os planos que oferecem muitas vantagens em termos de gerenciamento, como os planos VPS e os servidores dedicados,  costumam ser mais caros que os planos de hospedagem compartilhada.

O que é um plano de hospedagem compartilhada? Basicamente é um tipo de hospedagem em que seu site divide o espaço com outros sites numa daquelas prateleiras ali de cima. Pense na hospedagem compartilhada como sendo um albergue da juventude para sites. Se você dá sorte de pegar uns vizinhos que consomem pouco, é a maior maravilha do universo. E é SUUUUUPER BARATO. MAs se o cara do seu lado é um site grande, que explodiu de acessos, aí você poderá ter problemas. Mas pesando os prós e os contras, eu recomendo que se o seu projeto é blog, comece pequeno no albergue e vá subindo em direção a suíte presidencial à medida em que for ficando grande demais para pagar barato. Isso é o caminho natural, que acontece com todo mundo. Aconteceu comigo.

Vou aproveitar a oportunidade para dar uma dica aqui que me fez feliz por um bom tempo, até que o blog ficou grande demais para o albergue. Quando resolvi sair do blogspot, eu criei uma conta na dreamhost.

Eles oferecem mundos e fundos e chega a ser difícil de acreditar que podem dar tanto por tão pouco. Mas para um blog inicial vale MUITO a pena mesmo, por uma série de fatores:

  • espaço infinito para seus arquivos
  • banda infinita para transferências (Dica: a maioria das empresas de hospedagem no Brasil cobra um valor definido pelo uso de banda. Logo, se seu site estoura a banda contratada essas empresas te metem a faca. Só nisso o lance do dreamhost já se paga)
  • Instalação de programas e sites com um clique (isso é muito util, principalmente para as pessoas que não entendem de criar bancos de dados, mysql, etc)
  • Criação de um domínio ETERNO incluído no valor

Como eu ainda tenho uma conta no dreamhost, eu posso gerar promocodes, que dão uns descontões bizarros para quem quiser se registrar lá. Basta usar este link aqui que isso te dará um desconto gigante no registro lá!

No caso da Dreamhost, compensa saber inglês e é preciso de um cartão de credito internacional. Caso você não fale inglês e não tenha um cartão internacional, o mais indicado é a HostGator, que tem uns planos parecidos com o da Dreamhost, mas é tudo em português. E pelo fato de estar no Brasil, isso contribui também para a velocidade do site lá ser um pouco melhor. (em milionésimos de segundos)

Para criar uma conta na hostgator no Brasil, aqui está o link.
Veja o tanto de bagulhos que eles oferecem:
Como fazer um blog do zero e ganhar dinheiro com ele

Outra dica que eu dou pra baixar o teu custo é convencer um amigo ou parente a hospedar um site com você. A maioria desses planos permitem domínios ilimitados, o que significa que você pode juntar três parentes que querem ter um espacinho na internet e não apenas não pagar mais a hospedagem do seu blog como ainda vai ganhar um troco extra pela hospedagem deles!  O que é ótimo, pois aí você já começa seu projeto superavitário!

A desvantagem deles é que são chatos demais com o lance de pagamento. Atrasou um dia eles tiram o seu site do ar. Então tem que pagar direitinho, mas a vantagem é que eles oferecem espaço e transferência ilimitada, criação de blogs com um clique e é tudo em português. Os custos são na ordem de ridículos dez reais por mês a vinte pratas mensais, dependendo do tipo de plano. Para um blog, eu recomendo o basicão mais chulé que tiver lá. Por que? Porque o blog leva tempo para crescer e você poderá melhorar seu plano depois quando finalmente você tiver visitas!

Não vou te iludir, é um fato que os seis meses iniciais de um site são só ralação. Não considere receber uma visita sequer nos seis meses iniciais para não se frustrar.  Visitas surgem pra ver seu conteúdo. Num site recém criado o que menos tem é o quê? Conteúdo, certo? Logo, sem conteúdo, sem visitas! O que significa que você tem que ralar muito gerando conteudo legal que ninguem vai ler na hora que você faz, mas lentamente o site decola e as visitas começam a entrar.

Bom, existem varios outros custos que poderão se somar ao domínio e à hospedagem.

Quando você decide fazer a parada profissional mesmo, é importante ter em mente que um monte de trabalho que era feito por aquelas empresas como o wordpress e o Blogger serão feitos por você. Calma que parece muita coisa, mas é tudo meio fácil e eu diria, até gostoso no início (depois vira rotina).

No caso, quando você mesmo vai gerir seu blog, você precisa saber que um blog funciona dentro de um sistema chamado CMS. O CMS é uma maquina, um programa que permite gerar o seu blog, saca? Então, a maioria quase absoluta desses sistemas são gratuitos, o que é uma boa notícia em termos de custos.

Empresas como a Dreamhost, a bluehost, a hostgator e etc ofecem sistemas pré-configurados rodando no “hotel”. Os mais comuns são 3:

  • WordPress * ( O WordPress oferece um sistema gratis e é também um programa que você baixa e pode instalar no seu servidor. Ambos tem o mesmo nome, o que pode provocar confusão)
  • Drupal
  • Joomla

Você poderá escolher qualquer um desses. Mas deixa eu dar uma sugestão? Vai de WordPress. Por que? É melhor? Não! É porque tem mais usuários.

Tendo mais usuários, ele tem também mais gente verificando brechas de segurança, mais gente trabalhando em plugins (programinhas externos que aumentam as funcionalidades do seu blog) e o mais importante: Mais gente se ferrando antes de você, e você vai descobrir que isso é fundamental, porque com os erros alheios você aprende BASTANTE! Sem falar que com mais gente, tem muito mais tutoriais para você mesmo descobrir como fazer as coisas lá dentro. Eu uso WordPress aqui e posso dizer que não me arrependo nem um pouco.

Se você tem como princípio manter seus custos baixos ou sob controle, pense seriamente no WordPress mesmo. Vai levar algum tempo para se acostumar, mas você verá que ele fica mais fácil a cada dia. Sem falar que a instalação dele é ridícula de fácil. As empresas oferecem o wordpress em português o que facilita dramaticamente as coisas pra quem não é versado no vernáculo anglo-saxão.

Após instalar o wordpress, seu blog se parecerá com isso:

Como fazer um blog do zero e ganhar dinheiro com ele

Obviamente que você não vai querer seu blog com um visual “padrão”. E o mais natural é que você customize o visual do seu site do jeito que preferir. è nesta parte que o Wordoress mostra seu poder. Como tem muitos usuários no mundo todo, tem BILHÕES de temas pra ele. Cada um mais legal que o outro, cada um com mais funcionalidades que o outro, e cada um mais pesado que o outro. A maioria dos sites profissionais costuma usar temas exclusivos, que são pagos ou encomendados a escritórios de webdesign. Mas relaxe, se a grana tá curta, o melhor é pegar um dos trocentos milhões de temas gratuitos para wordpress, instalar e ativar. Com um pouco de esforço, é fácil transformar aquele teminha sem graça ali de cima num verdadeiro portal, tipo este aqui:

Como fazer um blog do zero e ganhar dinheiro com ele

ou num site super descolado, tipo este aqui:

Como fazer um blog do zero e ganhar dinheiro com ele

ou ainda num blog super legal, com um forte impacto visual, feito este aqui:

Como fazer um blog do zero e ganhar dinheiro com ele

E o que é melhor, tudo isso sem gastar um tostão. Mas tem casos em que compensa pagar por um tema premium (pago). O código sem erros, mais enxuto, a velocidade de carregamento e o consumo de processamento serão lições que você aprenderá com o tempo. E aí vai entender porque alguns sites optam por pagar por temas premium de wordpress.

Você vai ver que o leque de possibilidades que o WordPress permite é fantástico e muitas vezes sites de empresas e tantos outros, que não são exatamente blogs, são feitos usando o wordpress.

Os demais custos serão de divulgação (panfleto, banners, cartões de visita, propagandas, etc) e de criação e registro da sua marca. Obviamente que se a grana está curta, você terá que dar um jeito nisso. Mas confie em mim quando eu digo que uma marca profissional  pode impactar bastante na sua audiência. Se tiver uma verba pra isso, procure um escritório de design que tenha um portfolio bem forte. Fuja dessas empresas que fazem seu logo por dez reais. Tem muitos casos de marcas copiadas e a pior coisa que pode te acontecer é surgir um louco te processando por copiar a marca dele.

Os custos indiretos podem ser maiores se você resolve criar um escritório físico para dar suporte ao seu site, contratar pessoal, etc. Você passará a ter além dos custos de dominio (anual) e hospedagem (mensal) os custos de aluguel, condomínio, luz, telefone, internet e salários+benefícios empregatícios. Após o período inicial, some um consultor de SEO (SEO é um conjunto de tecnicas que permitem seu site ficar bem posicionado nos mecanismos de busca, o que aumenta muito sua audiência, logo, sua grana.)  E juntando todos estes custos, a facada mensal pode ser astronomicamente maior que o rendimento.

É por este motivo que uma parcela enorme das pessoas que vivem de sites opera num escritório próprio que pode ser ou não um home-office. Lembre-se que quanto menores os custos passivos , maiores serão os lucros e menor será o risco.

O maior perigo para um blogueiro-investidor é o excesso de ousadia e subestimar os riscos.

O funcionamento de um blog

Um blog funciona de um jeito bem simples. Você entra no painel de acesso, e uma vez lá dentro, tem uma espécie de editor de textos simplificado. Ali você escreve o que desejar, pode colocar imagens e em alguns casos, pode até dar uma diagramada simples. E quando achar que está bom, clica em publicar e seu texto entra no seu blog para todo mundo ler. Fácil, né?

O problema é justamente este. uma parcela gigantesca das pessoas tem total inciativa para criar e manter o blog, mas na hora de gerar o conteúdo….  FUUUUUUUUU

E conteúdo é o que seu leitor vai querer. Sem ele, nada de visitas. E sem visitas, como você espera ganhar dinheiro?

Como ganhar dinheiro com um blog

Existem diversos sites especializados em ensinar as pessoas a ganhar dinheiro com blogs.  Obviamente que quando você estiver apto a se aprofundar neste assunto, já deverá ter alguma experiência minima com a blogagem diária e conteúdo suficiente para uma audiência constante. Aí realmente compensa dar uma estudada a fundo no que estes blogs tem a te ensinar, pois existem formas sensacionais de ganhar dinheiro com a internet. Coisa do arco da velha, e como tudo é muito novo, novas formas de monetização surgem a cada dia.
A forma de monetização (palavra que significa “ganhar dinheiro”) mais comuns em bloogs é o sistema de anuncios. Como que funciona?  Tipo, você blogueiro cria o blog, faz o conteúdo e se inscreve numa empresa que provê este tipo de serviços. Existem várias, sendo que a mais comum –  E DE LONGE A MELHOR – é o Adsense, do próprio Google!

Basicamente o que o adsense faz é “ler” o seu conteúdo e pegar no banco de dados quase infinito deles, um anúncio que tenha a ver com seu texto. Isso chama-se publicidade contextual.

Nem sempre funciona, claro. Se você tem um site que fala mal de um carro, a publicidade pode ser justamente a desse carro, porque a palavra-chave que chama esta publicidade, no caso o nome do carro, será repetida muitas vezes ao longo do seu texto.  O robô que lê o texto não sabe se você está falando bem ou mal.

Mas na maioria das vezes é bem efetivo.  Sacou como é? O sistema é bom e funciona bem. O Google paga direitinho, em dia, através de um banco que faz o repasse para a sua conta. É lindo! O banco que eu uso é o Rendimento.

Para ver como usar o banco rendimento para receber suas remessas financeiras do Google. entre neste link.

Só que não pode fazer merda! Tem uma perguinta que 100% das pessoas me fazem quando eu digo que o google me paga por clique no anuncio:

“Por que você não fica clicando o dia inteiro?”

Se eles te pegam clicando nos anúncios do seu próprio site, a coisa fica feia pro teu lado e é como ver o capeta. Eles te banem do sistema e pegam tudo que você ganhou pra eles.

O Google limita tudo conforme as regras de uso (TOS). Por exemplo, não pode ter sacanagem no seu site e nem jogo de azar, do tipo cassino. Também não pode pedir pro visitante clicar no anuncio, etc.

A melhor regra é: não tente ser esperto com a empresa que só contrata gênio. Por mais esperto que você pense que seja, eles estarão sempre mil passos à sua frente.

Então, o Adsense te dá opção de anuncios de texto e anuncios graficos (com imagens ou video). Os de texto dão mais grana, principalmente quando customizados para encaixar com o padrão visual do seu site.

Existem posicionamentos ideais para colocar o código do Adsense. Obviamente, quanto mais na cara do usuário, melhor! Só que para este anuncio gerar dinheiro, é necessário que o seu visitante clique na propaganda. Se ninguém clicar, você não recebe nada. No caso do Adsense, ele só precisa clicar, não precisa comprar o produto anunciado pra você ganhar uma comissão. Em outros sistemas de monetização, você ganha quando o cara realmente compra o produto, ou se cadastra num site.   Mas aí ganha MUITO mais do que o valor do clique. Só que clique acontece toda hora, e a compra de um produto ou o registro num site é algo que é mais difícil.

Qual o melhor?

Difícil de dizer, pois cada site atinge um público específico e pára certos publicos, um tipo de anuncio pode ser mais efetivo que outro. O único meio de saber é experimentando.

No meu caso, o que funciona mesmo é o adsense, seguido de publicidade baseada em links.

A publicidade baseada em links funciona assim: Você se cadastra numa empresa que oferece este serviço, como a Hotwords. Eles fazem algumas palavras virarem videos, animações e anuncios dentro do texto do seu blog. Então, por exemplo, se seu post fala de tênis, uma das palavras do texto poderá virar magicamente um link para uma marca de tênis.  Se o leitor passar o mouse em cima e se interessar e clicar, a hotwords te paga comissão pelo acesso. É um sistema parecido, porém diferente do sistema do Adsense, que você delimita os espaço onde o google vai veicular anuncios.

Ambos funcionam bem juntos. Aqui o Adsense dá cerca de 70% mais retorno que o hotwords, mas é como eu disse, cada caso é um caso. Tem site em que é o contrário.

Outro tipo de monetização BEM LEGAL MESMO é o baseado em programas de afiliados. Programas de afiliados consistem em se registrar em sites que te premiam pagando comissão quando você indica produtos e/ou serviços. No meu caso, um bom retorno é o do Mercado Livre, o Ebay nacional.

Eu participo do mercado sócios. O mercado sócios é o sistema de afiliados do mercado livre. Uma vez afiliado ao mercado socios, toda vez que alguém comprar um produto do mercado livre através do seu site, você ganha comissão sobre a venda. E toda vez que alguém se cadastrar no mercado livre a partir de uma dica sua, você ganha comissão por cadastro.

Ao se cadastrar você passa a poder colocar anuncios em forma de banners e lojas no seu site. Isso é muito bom, porque o mercado livre não é uma loja. É um site que liga um cara ou empresa que quer vender a alguém que pode querer comprar e por conta disso, os valores são sempre atraentes no Mercado Livre, gerando movimento e pra sorte do blogueiro, comissões. Tem gente que tira uma grana sensacional só com o programa mercado socios.

Para se cadastrar no mercado socios é muito fácil. Tudo que você tem que fazer é clicar aqui e entrar com seu cadastro.

Cadastro mercado socios

Eles exigem alguma documentação para você receber as comissões. No ato do seu cadastro será solicitado o PIS que é o cadastro do trabalhador no INSS. O PIS você consegue junto a uma Agência da Caixa Econômica. É só passar seus dados nome e CPF e pedir a um funcionário que te passe o número.

Isso é o mais chato. Mas a vantagem é que lá os ganhos são progressivos.  O atual Plano de Bônus lhe permite um rendimento crescente, de acordo com o nível de atividade que gera o seu site (Cadastros Ativos, Comissões por Venda e por Anúncio).

  • Eles pagam 30%55% das comissões por venda cobradas pelo MercadoLivre.
  • Eles pagam 25%40% das comissões por anúncios nos classificados de Carros, Imóveis e Serviços.
  • Eles pagam R$ 5,00R$ 7,00 a cada Cadastro Ativo!
  • Logo, se você dá a sorte de um cara vender uma única casa milionária lá em Jurerê Internacional pelo seu site, enche o bolso de dindim!
    Cadastro mercado socios

    Evidentemente que o programa mercado socios é um programa e um site muito grande e que tem muitos usuários. Talvez por isso o programa tenha perdido um pouco o foco nos últimos anos e muitos usuários tiveram problemas, abandonando esta forma de monetização e buscando outras. Comigo tem funcionado numa boa.

    Tem também o Submarino, que é parecido, mas só paga comissão por compra efetuada lá. As comissões do submarino vem minguando a cada dia e muitos usuários que ganhavam muita grana lá também o abandonaram.
    De longe, o mais forte, honesto, transparente e estável ainda é o Adsense, mas existem outras empresas que oferecem boas parcerias comerciais em termos de afiliados.

    Outros sistemas de afiliados

    Se você está curioso sobre outros sistemas de afiliados, eu recomendo dar uma olhada neste site aqui, que faz tipo um ranking com o que vale mais à pena.

    Gere Conteúdo!

    Mas é importante lembrar que sem o conteúdo, nada disso adianta. Outro erro banal muito cometido por quem está começando a blogar é tentar copiar o conteúdo alheio, pegando carona no trabalho de outro. Quem age assim se acha “o esperto”, mas ignora o fato de que o google PUNE o site por conteúdo em duplicidade e fazendo isso ele está dando um tiro no pé. Sem falar do risco de um processo. Logo, anote esta lição importante: quem copia leva ferro!

    Outra dica importante é saber escolher o nicho de mercado correto para fazer um blog. Você pode fazer um blog de qualquer coisa, mas a experiência ensina que blogs de assuntos específicos dão mais retorno financeiro num curto espaço de tempo. É o chamado blog de nicho. Fazer conteúdo de nicho também dá menos trabalho e é mais simples. Um blog genérico é muito difícil de monetizar. (engraçado eu dizer isso, né?) Pelos meus estudos, comparando métricas com amigos blogueiros (se eu disser o nome ele me mata, hahaha) o blog de nicho dá 3X mais retorno que um genérico como este. Mas aí entra o componente pessoal. Eu simplesmente não consigo ser rotineiro. Só a idéia de escrever sobre um determinado assunto já me dá vontade de sair correndo de cueca gritando pela rua. Então eu sacrifico o potencial de rendimento em detrimento do meu prazer pessoal. Mas aí vai da cabeça de cada editor. Gosta de cachorro? Faz um blog de cachorro. Gosta de gato? Faz um blog só sobre gatos. Sabe tudo de charutos? Escreva um blog de charutos, ou azeites, ou drinks e veja a grana entrar!

    Outra coisa importante é que as pessoas precisam se conscientizar que não basta fazer o blog, criar conteúdo e recolher a féria. A coisa vai mais além. Você tem que criar uma comunidade, uma rede social ao redor do seu projeto. Você tem que saber lidar com as pessoas as boas e as más, você tem que saber resolver os problemas, e como dá problema, PQP! E saber divulgar seu site sem virar um chato que só fala daquilo. Senão vira marketing de rede. (cruz credo bangalô três vezes!)

    Mas se você acha que consegue produzir conteúdo que atraia as pessoas e tem tempo para gerenciar um site, este é um dos melhores trabalhos do mundo. Muitas pessoas se frustram porque acham que basta uma meia duzia de cliques para ficarem ricas e não é nada disso. Dá um trabalho desgraçado, e consome muito tempo. No início, qualquer outra atividade remunera melhor, inclusive lavar carro. Mas  pense bem, qual a atividade que:

    • Não tem chefe
    • Não tem pressão
    • Você faz de casa
    • Você lida com a criatividade
    • Você não se expõe
    • Você faz seu horário, metas, etc
    • Você faz amigos
    • Você pode ser gordo(a) feio(a) Careca ou banguela que não muda nada
    • Você trabalha, nu, de cuecas, de sunga, na piscina, no aeroporto, etc.
    • Você sente o prazer de ver uma idéia sua ganhar o mundo
    • Você sente que faz diferença na vida de muitas pessoas

    E que com o sucesso, você poderá ter o prazer de ver um chequinho desses todo mês pousar na sua conta:

    Como fazer um blog do zero e ganhar dinheiro com ele

    Ou ter o prazer incomparável de olhar uma tela assim:

    Como fazer um blog do zero e ganhar dinheiro com ele
    Obviamente este não é meu rendimento!

    Espero que este post tenha sido útil pra você. Mãos à obra!

    50 comentários em “Como fazer um blog do zero e ganhar dinheiro com ele”

      • Cara só tenho! O volume de sites que copia o meu é astronômico. 90% é gente ignorante que não sabe que o google vai sacanear o site dele por fazer isso. MAs tem caso que é foda. Eu fiz um artigo aqui certa vez sobre tecnicas de animação que dois caras chuparam NA ÍNTEGRA e publicaram numa revista. Aí é foda, né? Matéria de capa! Fui ler e… Ei! Eu que escrevi esta porra!
        Já tive problemas com copiões diversos. O mais famoso foi o Dj Marlboro, que uma vez usou num cd de funk uma imagem minha. Meti o processo e ganhei um dindim.

        Responder
        • Realmente já vi muito sitio copiando teu conteúdo. Sempre que vejo isso não entro mais porque acho uma sacanagem desgraçada. Sei lá acho muito mais ético se você vê um blog com conteúdo legal, apenas indicar o texto ou retwitar pra frente do que ficar copiando tudo na integra. Acredito que muitas vezes copiar e colar pode funcionar como publicidade negativa (no meu caso sim porque eu deixo de visitar tal blog que faz isso).

          Mas foi bastante instrutivo o texto, eu tenho vontade e algumas ideias pra fazer meu próprio blog, mas ainda falta a coragem pro pontapé inicial, pois acredito que os primeiros passos são os mais difíceis …

          Só uma pergunta, o domínio que tenho interesse já está ocupado como .com e .com.br utilizar .net pode não ser um bom negócio e é melhor eu procurar outro nome ?

          Responder
          • Cara eu procuraria outro nome, mas tem casos em que o net é legal, por exemplo, o site do meu amigo Rodolfo, chama-se O melhor da internet. O URL dele é OMEDI.NET

            Responder
            • Cara, copiar citando a fonte (que na verdade é distribuir o conteúdo) também é errado e passível de punição por parte do Google? Uma dúvida que sempre tive e ninguém nunca me respondeu. XD

            • Cara eu acho que todo mundo ainda está em duvida se quando o cara cita a fonte o algorítimo desconsidera a punição. Eu também não sei te dizer isso. Acho que ninguém saberia, porque o algorítimo deles é secreto e mega-complexo.
              Vou te dizer o que eu ACHO que pode ser:
              O google é bom em que? É bom em mapear e armazenar links, certo?
              Quando o crawler passa na pagina, ele sai lendo ela de cabo a rabo e indexa. Só que eu acho que antes de indexar ele pega trechos aleatórios e joga numa base de dados e faz ali um data mining, que é buscar similaridades em trechos da base. Se resultar negativo, ele pula para o próximo processo, mas se resulta positivo, o sistema puxa os dois textos e compara linha a linha. Bateu igual? Ele manda foder o pagerank.
              Assim, se o cara copiar muito, ele vai fodendo cada vez mais o pagerank.
              Se o robô achar a fonte do link do texto original em meio ao texto B (o suspeito de copia) e o link não estiver no texto A (o original) ele considera que o cara referenciou o texto. Daí é possível que ele use algum sistema de pontuação, para punir em graus.
              Na duvida, meu conselho é: Mesmo que você cite a fonte e pegue partes inegrais de textos alheios, sempre coloque pelo menos um ou dois parágrafos da sua opinião, ou comentarios. Os leitores gostam de sentir que tem alguém ali atrás daquele texto. Além de evitar o risco de ser prejudicado com as punições do verdadeiro Big Brother.

              Obviamente que o sistema deve ser muito complexo. Provavelmente ele leva em consideração a idade do site, o volume de dados indexados ao longo do tempo pelo crawler e a taxa de duplicações baseadas numa unica fonte para medir a importância dela. Algo me diz que eles vão conseguir chegar num grau de IA que o bagulho vai realmente poder julgar que se um site é muito copiado por diversos outros, é bem provavel que numa disputa por originalidade o conteúdo seja deste.

    1. Muito bem! E o Mundo Gump, rende um bom $-dim-dim-$ ?

      hehehe…

      Brincadeira, não quero comprometer meu blog favorito.

      Philipe, só gostaria de saber uma outra coisa:

      Para que um blog ou site ganhe dinheiro mensalmente, assim como vc deixou claro, o blog depende de constantes visitas ? Essas visistas seriam os cliques que nós damos para entrar no blog ? Por ex: cada vez que uma pessoa visita um site, sendo ele muito bom, qual a quantia registrada (valores) por cliques ? É relativo para cada blog ?

      A empresa (o google, por ex.) registra todas as visitas que um blog obteve no dia/mês ? Como funciona essa parte ?

      Responder
      • Ele rende uma grana razoável, mas que é irrisória perto de muitos blogs até menores e mais jovens que ele. Mas é inegável que a grana do Mundo Gump entra na composição do meu orçamento familiar.
        Queria eu que fosse assim como vc perguntou. Na verdade, eu não ganho pelo acesso, mas pelo clique que o visitante dá nas propagandas. Só que as propagandas não são muitas, e o conteudo daqui costuma prender o cara aqui, o que faz ele não clicar e eu não ganho dinheiro. O mundo gump é gump mesmo, até nisso. Aqui não necessariamente a regra de mais visita=mais grana se aplica completamente.
        Mas em 99,9% dos blogs esta regra se aplica diretamente, pois com mais gente, é maior a chance de alguém se interessar por uma propaganda e clicar. O clique que o leitor dá pra entrar no blog também é útil, porque ele me dá estatísticas de acesso, que mostram aos investidores que vale a pena anunciar aqui. Mas dinheiro propriamente dito não dá. Ah, como seria bom se desse! Se desse eu já tava com uma lancha igual a do Eike!

        O Google tem um serviço que te dá estatísticas de acesso, chama-se google analytics. O sistema dos caras é completaço e não apenas me diz quantos entraram, quantos são fiéis, quantos entraram pela primeira vez, mas diz tb o que eles estavam procurando quando caíram aqui, onde o cara está, que maquina ele tem, qual navegador, e até mesmo a configuração de video dele. O bagulho é inacreditável. Foi com o Analytics que eu passei a ficar boladaço com o tanto de informações que o Google consegue minerar. Mas isso também é uma parada gratis, tipo o adsense, que vc se inscreve, gera um codigo e incorpora no seu blog. Ele faz graficos comparativos, o cacete a 4.O analytics é poderosíssimo! Então no meu caso o Google registra tudinho, tudinho.

        Responder
    2. Só está defesado aí que já é possível cadastrar domínios .com.br só com CPF a pelo menos três anos. Eu sei só porque registrei o meu justamente quando liberaram pra pessoas físicas. Antes eu usava o padrão do wordpress mesmo.

      Responder
    3. Outra coisa legal, (que se eu não me engano já aconteceu com você), é quando o site fica bem conhecido, algumas empresas mandam brindes e convidam pra eventos, pra divulgarem a marca.

      Responder
    4. De toda a minha vida bloguística, esse é um dos melhores posts sobre como começar a blogar. Devem sair mais blogueiros daqui depois de uma lida! X)

      Eu como blogueiro profissional (blogueiro que é bonequeiro e por causa do blog vende seus bonecos) vivi e vivo na pele tudo que foi dito. Uma coisa que eu faço que vale a pena o investimento é comprar dois domínios: um .com e um .com.br , justamente prevendo o problema de redundância que o pessoal pode gerar. Eu sempre divulgo o meu .com, mas tenho um .com.br para não perder visita.

      Como você citou lá em cima a importância de ter uma marca, é mais que necessário fazer o registro da mesma.

      Há algum tempinho eu publiquei um tutorial de registro de marca. Lá eu ensino o passo-a-passo de como registar uma marca pela tabela do INPI, evitando os custos que podem facilmente superar os R$1000 em escritórios de registro de marcas. Dá mais trabalho, mas registrar uma marca por menos de R$300 mais que compensa.

      Um super abraço,

      tio .faso

      Responder
      • Agradeço suas palavras gentis, amigo Faso.
        Foi ótima esta dica do registro de marca, cara. Muita gente tb me perguntava isso quando eu trabalhava com branding, num passado não tão distante. Pq eu fazia a arte e tudo mais, só que o registro eu deixava pra um escritório, porque não tinha saco de enfrentar a burocracia.

        Responder
    5. Philipe, parabéns pelo post. Como seria bom se todo moleque de 19 anos que resolve criar um blog ‘pra falar o que pensa’ seguisse essas dicas, teríamos 80% a menos de conteúdo irrelevante/idiota na internet…

      Responder
    6. VoCê acha mesmo? Vamos fazer um teste… Olha lá, por exemplo, o post de retratos feitos com o rubik cube. Foi postado no dia 23/03/2011. E olha o meu post aqui: http://www.mundogump.com.br/to…E veja a data dele: 22/03/2011. Olha o tamanho do meu post, olha o tanto de pesquisa que eu faço e compara as datas antes de vir falar merda. Deve ter uns três anos ou mais que não entro no boca aberta. Nada contra o site lá, só que quem copia aqui não sou eu.

      Amiguinho, veja o grau de idiotice da sua acusação: Porque motivo, razão ou circunstância eu iria me dar ao trabalho de copiar algo de um site, e postar a fonte de outro? Isso não faz o menor sentido.

      Responder
    7. Vc fala dos rendimentos dos blogs gringos, mas não dos brasileiros. É fato que blogs com conteúdo em inglês devem na média dar maior retorno, mas e os brasileiros, quanto estão faturando?

      Responder
      • Na verdade há poucos dados de rendimento de blogs brasileiros, porque há uma diferença brutal de cultura entre o norte e o sul americano. Enquanto nos EUA os caras babam quando um amigo aparece de carrão, onde a ostentação e o luxo são considerados coisas a serem copiados, aqui pega mal.

        Lembre-se da nossa lógica cristã de que só há verdadeira felicidade com sacrifício e sofrimento. E que “è mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha que um rico entrar no reino dos Céus”. Aqui é feio ser rico.

        Parece que você tá tirando onda e as pessoas ficam com antipatia com quem tem boa vida. Pergunte a um milionario se ele acha que é rico e aqui você vai ouvir o cara chorar as pitangas, que a vida ta difícil, isso e aquilo. Do mesmo modo, a cultura da insegurança faz com que as pessoas tenham cada vez mais medo de assumir seu real padrão de vida. Conheço gente que podia ir trabalhar de Ferrari, mas vai pro trabalho num golzinho 1.0 com medo, para não chamar atenção. O dono da rede de Joalherias H. Stern andava de FUSCA, e nunca se deixou ser fotografado em eventos ou festas da sociedade, com medo de sequestro.A lógica no que tange grana aqui é outra e dessa forma há poucas referências. O que existe é o que se fala ao pé do ouvido. Os blogueiros eventualmente se encontram em ações de marketing, em viagens e em eventos da área e trocam informações. E assim a gente começa a ter uma noção referencial de mercado. De fato o mercado americano é MUITO melhor para ganhar grana na internet que o nosso. Isso porque lá se investe maciçamente em publicidade digital e tem uma paque comercial/industrial absurdamente maior, e some-se a isso que o inglês é a língua mais falada no universo comercial, e isso alavanca os valores a um grau que seria um sonho se aqui fosse igual. Mas aos poucos isso vem mudando e a cada ano é registrado recorde de publicidade digital, o que é bom pra todo mundo que lida com blogs e afins. Eu posso te dizer (não vou dizer o nome nem o blog porque seria sacanagem expor dados dos outros assim) que um amigo meu estava tirando cerca de 12.000 reais no mês com uma rede de blogs no ano passado. Eu tb já vi um site em que dizia que a faixa de retorno de um famoso blog brasileiro seria na ordem de 36.000 no mês. Não é nada mal, hein? Mas em comparação, a métrica que eu tenho é que um blog com uma audiência na casa dos doze mil acessos diários vá render (claro que isso depende do nicho) algo na casa dos 2.500 reais. Com um SEO bom, e com um trabalho bem feito em cima de hypes e assuntos para pegar paraquedistas esta média pode subir, batendo aí nos seis paus no mês. É difícil de saber patamares com certeza, porque isso de rendimento é muito relativo, porque se o blog recebe publicidade direta, a escala de valores é outra BEM DIFERENTE de sistemas de marketing baseado em programas afiliados.Mas veja o caso do Rafa do Novo Mundo. Ele mesmo disse que tava ganhando “os tubos” em 2007: http://blogverde.com/fechament…E também o Anderssauro: (ele já apagou o post mas ficou registrado a repercussão aqui: http://gabiru.info/2008/04/22/…Mas tenho que fazer uma ressalva e lembrar que antes o dólar estava bem alto e foi um período bom para quem ganhava do Google, que paga em dólar. Agora, com o dolar crescendo feito crina de cavalo (pra baixo) a coisa anda meio complicada para quem foca todos os seus mísseis em Adsense.A coisa de valor é muito relativa também porque alguns blogs tem lojas embutidas, que geram um movimento financeiro paralelo ao do rendimento do blog propriamente dito.

        Responder
    8. Oi Philipe! Trovão aqui! Cara, muito bom o post, agora me inspirei para finalmente criar meu blog. Acho que o maior (um dos maiores?) problema na confecção de um blog é a falta de paciência em ter um retorno de audiência. Não digo em termos de grana, mas em termos de interação mesmo. O ato de escrever, pesquisar, querer contar algo, acaba virando frustração quando vc vê que a única pessoa que lê suas matérias é vc mesmo. Achei muito legal vc deixar bem claro que o tempo é que irá determinar sua audiência, aliado ao seu conteúdo, claro. Enfim, quando o blog estiver pronto, te mostro o resultado. Abraço!

      Responder
      • Geralmente esses links para jogos on line são anuncios que pagam por clique. O adsense tem anuncios de jogos on line, mas não tem de cassinos. Alguns cassinos on line tem sistema de afiliados, mas aí é o que eu tinha falado, no TOS (regras de uso) do adsense proíbe que ele seja usado em sites que anunciam cassinos e outros jogos de azar.

        Responder
    9. Fala Philipe, tudo bem? Bom eu estava sem a internet e não pude ver seu post e comentar antes mas eu gostaria de saber, como cancelar o AdSense pois pode acontecer algo ou eu não queira mais o serviço(meio improvável,com o serviço que a google ofereçe) e queira cancelar, e gostaria de saber também, é onde(site, revista …) você ncontra tanto conteúdo interessante como o da chuva de vermes coisas bizarras caindo do céu, você simplismente pesquisa sobre o assunto??
      então é isso Philipe um abraço .
      contato(caso queira sigilo sobre assuntos hehe.) [email protected]

      Responder
      • João, vamos por partes. O Adsense, pra cancelar eu não sei nunca ouvi falar de alguém que quis cancelar essa parada que te dá dinheiro. Mas vamos supor que vc queira. Basta tirar os anúncios e pronto. Você ainda terá uma conta lá, mas ela estará inativa e na prática, dará no mesmo que cancelar.

        Sobre o conteúdo do Mundo Gump, eu esbarro neles em tudo que é lugar. Muitas vezes conversando com amigos eu anoto mentalmente algum assunto que pode dar em coisa interessante e depois vou pesquisar sobre. Em outros casos, os leitores enviam dicas de posts pra mim. Em muitos casos eu tenho um insight do nada. Surge na minha cabeça algo tipo: “pesquise caranguejos azuis!”. E eu vou e começo a pesquisar. Dali surge um post interessante. É um troço meio doido, né? Mas alguns dos melhores posts vieram assim, de um insight. Tem também as aventuras, que são coisas que aconteceram comigo e que eu contava na mesa de bar para os amigos. Eu fiz o blog por causa disso, porque era muita coisa, e eu temia um dia esquecer alguma.
        Tem também os posts de contos, que eu bolo.
        Tem também os posts de bonecos, que eu resolvo fazer e documentar passo-a-passo, para incentivar as pessoas a fazerem miniaturas.
        O blog é uma mistura disso tudo.

        Responder
    10. Cara, que post GENIAL! Parabéns! Só acho que o blogspot serve para você conhecer a blogsfera! O ideal é você já abrir um no wordpress para não ter problemas na hora de alocar num servidor, não acha? =) Sou blogueiro do http://www.asoperarias.com.br e fiz o método 1. Logo estaremos migrando para um CMS, mas tô com medo da hora que tivermos que mudar para o wordpress e fazer todos os redirecionamentos! =P

      Responder
    11. Philipe, esse post ficou show de bola. Eu nunca tinha pensado em fazer um blog antes mas quando li o post me deu vontade de experimentar. Como eu gosto de corrida de rua, decidi que o tema do meu blog seria esse. Na mesma noite em que li o post botei o blog para funcionar: comprei um domínio com.br como pessoa física, criei uma conta no blogspot e a configurei e coloquei o adsense. Em algumas horas estava tudo funcionando. O endereço do blog é http://www.corridasrj.com.br e está funcionando direitinho apesar de ainda não ter ganho nada com o adsense, mas isso ainda não me incomoda porque acho que ganhar dinheiro com um blog é apenas uma conseqüência de um bom trabalho. Acompanho o seu blog a algum tempo através de feed rss e gostaria de parabenizá-lo pelo seu trabalho e especialmente por esse post que acredito ter motivado muitas pessoas.
      Abraços, Jorge Alexandre

      Responder
    12. Philipe,

      Eu comecei a ler seus posts há mais ou menos um ano e meio. Me diverti muito com as histórias da sua vida, sua juventude e a sua narrativa. A história que achei mais fantástica foi “A proprietária”. Com tantas coisas bacanas que você passou, resolvi fazer o mesmo. Na época estava de licença médica por depressão e a criação do meu blog foi fundamental para a minha melhora. Quero desde já te agradecer por me ajudar nessa fase da minha vida.
      Em princípio, não tenho intenção de ganhar dinheiro com isso. Assim como você, não tenho um blog “especialista” e discorro sobre os mais variados assuntos. Por ser despretensioso pretendo me manter amador. Mas confesso que já utilizei textos de e-mails recebidos que achei bem engraçados, outros edificantes e este mesmo seu “a proprietária”, citando fonte (sempre que possível) e levando a luz da minha experiência pessoal.
      Hoje tenho um número de acessos cada vez maior, embora módico se comparado ao seu.
      Infelizmente em virtude de defesa acadêmica, trabalho, estágio e vida particular fica difícil manter uma periodicidade de publicações. Como não consigo postar qualquer merda, mantenho minhas postagens de forma irregular por enquanto. Isso prejudica o autor, não é verdade?
      Meu irmão quer fazer um blog também e eu recomendei que lesse o seu blog, pois foi graças a você que descobri a paixão de escrever.
      Uma coisa interessante é como passamos a escrever diferente à medida que o tempo passa. No seu caso, cada vez melhor.
      Caso queira dar um confere, o meu é rodrigulliver.blogspot.com
      Um grande abraço e que Deus te abençoe.

      Responder
      • Fico super feliz de saber disso, Rodrigo. Que bom que eu pude contribuir de alguma forma.
        Um grande abraço e obrigado por indicar o Mundo Gump.

        Responder
    13. Fala philipe…então…eu sou o João Victor do comentário de cima que perguntou do cancelamento do adsense e de onde vc tira essas idéias tão maneiras… então, eu fiz o blog,graças ao teu belo incentivo e ja obtive alguns views , mas decidi ai não por o adsense pois um amigo meu disse que o adsense cobra juros por mês e se eu não tiver nada de lucro não sei o que pode acontecer, então vou esperar o blog ferver ativar o adsense e continuar…valeu pelo incentivo cara. abraço.

      Responder
      • Não cobra não, cara. O adsense só começa a te pagar quando vc completa 50 dolares. Se ão fraturar nada, você não paga nada. Nunca existiu e nem vai existir cobrança de juros no adsense.

        Responder
    14. haha mtoo bom. mais completo que isso impossível. a forma que foi escrita ajuda mto entender. conheço ainda pouco sobre os Host que valem a pena, mas tenho um blog bem bacana que eu mesma criei no WordPress e agora migrei para o Host da Inter.net. recomendo, é bem bacana.

      abrazos ^^

      Responder
    15. Amigo adorei este teu post sobre como ganhar dinheiro com o blog 
      eu tenho um blog mas a pouco tempo criei um site 
      minha ideia era de reunir os amigos do blog cada um com um tema diferente o meu site acabou se transformando em um portal hoje quando te escrevo ele esta com quase 2 meses de existencia e 1.700 visitantes uma media 28 visitantes por dia nao esta ruim tem blogs que nao recebem se quer um visitante ao dia 
      da uma olhada no meu site
      http://www.tudoo.info

      abraços
      José Erthal

      Responder
    16. Oi , meu nome é Adriana e a minha dúvida é já que o WordPress não aceita monetização  e o Adsense  funciona com o sistema de clicks, quero saber se eu criar um blog no Google posso colocar links de programas afiliados nos meus textos?

      Responder
    17. Realmente este post eu indico aos leitores, várias dicas para alcançar o sucesso com seu blog, e ao mesmo tempo com palavras claras e objetivas, estou no ramo a algum tempo, apesar de ter apenas 21 anos, mas a tendência é essa, as pessoas ingressarem cada vez mais cedo no mundo da internet, e para quem está começando a blogar, trabalhe firme e não desista, pois como tudo na vida, o blog exige de você dedicação!
      Trago aos blogueiros iniciantes mais algumas dicas e formas de rendimentos, dentre eles e-books e técnicas de e-commerce, promessas nos próximos anos! Confiram no link http://www.guianegocios.ganhardinheiroagora.com/ !!

      Um abraço Philipe e toda galera do Mundogump!
      Sucesso sempre!

      Responder
    18. Gente boa! Dá uma força para que eu possa fazer isto.Não consigo emprego convencional, por certas restrições, mas tenho dois pentelhos que precisam virar gente! Desde que não seja roubando ,nem perdendo minha dignidade,estou correndo atrás.
      Abraços

      Responder
    19. Olá Philipe, pode me esclarecer uma dúvida?
      Estou pensando em criar um blog para falar sobre o mundo das artes; porém o conteúdo obviamente não virá da minha cabeça. Minha idéia é usar livros como base e se necessário coisas da internet como complemento.
      Nesse caso também é considerado cópia sendo passível de punição?

      Responder
    20. Parabéns meu parceiro pelas dicas e pelos comentários, em algumas passagens ei ri muito, kkkkkkkk. Mas foi muito construtivo. Vou tirar proveito de muitas dicas, valeu.
      Visite o meu blog e me dá umas dicas para melhorar, que eu aceito.Pode mandar no meu e-mail. Estou no aguardo. Abração!

      Responder
    21. Ola…achei seu blog na busca do google. Sou novinha neste ramo de blog, por isso nao entendendo muito. Uma empresa me pediu para fazer um post divulgando o site dela da maneira que eu quisesse. Uso o wordpress mas antes escrevo os posts no Windowns Live Writer. Eles querem ver o post antes de eu publica-lo…mas nao to conseguindo enviar…alias, enviei o “previw”mas eles nao conseguiram ver. Vc sabe como eu poderia enviar este post para eles antes de estar online???Talvez seja mto facil mas a minha inexperiencia nao me permite faze-lo. Mais uma duvida…um grupo afiliado (Grupon) me convidou para colocar a baner entra com eles neste stema…mas qdo chega na hora de verificar o site nao to conseguindo, eles dao uma “meta tag”que nao sei onde indexa-la…help me…please!!!! Muitissimo obrigado!!

      Responder
      • Os caras não vão conseguir ver o draft a menos que tenham login e senha no seu site (o que não é uma boa ideia!). Recorte o texto, cole no corpo do email e envie. É o melhor jeito.
        O lance do Groupon eu não sei como te ajudar. Talvez eles tenham algum tipo de help ou suporte lá.

        Responder
    22. Cara, parabéns e muito obrigado. Estou querendo criar um blog, acessei muias páginas e a tua foi a que respondeu as minhas perguntas. Fiquei só com uma dúvida. Entendi que no meu caso o mais interessante é criar um domínio próprio. Mas aí você recomenda hospedá-lo primeiro no blogspot por conta da relevância que vai ter em buscas e depois mudar pro dreamhost, ou já começar de cara no dreamhost?

      Outra dúvida é quantos acessos eu preciso ter pra começar a monetizar? Digo, sei que teoricamente eu ganho os centavos com 1 click, mas existe um mínimo de visitas e regularidade que eu preciso ter no blog pra que comecem a surgir anúncios no meu blog?

      E última dúvida, ganha-se também em fanpages ou a fanpage é um instrumento pra levar views pro blog? E na sua experiência, vale a pena?

      Muito obrigado mais uma vez. Um grande abraço,

      Responder
    23. Ja levei calote cm este negócio de registo de domínio,paguei ,mas não consegui registrar o domínio,e o suporte dessa empresa de vagabundos, me deixaram na mão[HOSTGATOR] muito cuidado em comprar um domínio,maioria cobram, e deixam vc na mão.

      Responder
    24. Gostei bastante. Parabéns Pelo post!
      Só uma ressalva, meu blog eu criei na (www.weblink.com.br) e foi muito simples.
      Gostei tanto também registrei meu domínio la.

      Responder
    25. Gostei bastante. Parabéns Pelo post!
      Registrei meu Blog na Weblink e no inicio tive muitas duvidas de como fazer.
      No site deles tem um tutorial muito bom tb pra quem ta iniciando no mundos dos Blogs.

      Responder

    Deixe um comentário

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    shares