27 Comentários

  1. Mário Rodrigues

    Ao ler as últimas linhas, até me doeu o olho! Brrrr… Sou português, acompanho este conto e mal posso esperar para ler a parte 25… Parabéns, Philipe!

    Responder
  2. DanXP (Daniel Bart Pinheiro)

    A cada capítulo dessa história o Anderson fica mais fodido do que já estava no capítulo anterior. Será que pra tirar a Mara da caixa ele vai ter que dar o olho direito?
    Philipe, A Caixa é uma história tão boa que eu me inspirei na parte em que o Anderson sai da caixa pela primeira vez pra escrever o pesadelo de um personagem de uma história que eu já estou perto de acabar.

    Responder
  3. Arthur

    Final mto interessante, sugerindo algo relacionado ao fato da velha nao ter olhos.

    Responder
  4. Felipe Tanaami

    Muito bom!!! Nossa, essa história é completamente imprevisível! Como vc consegue fazer isso?!

    Responder
  5. Mainardi

    O que tua anda tomando para imaginar tudo isso?
    Brrrrr………………..

    Responder
  6. Layla

    Putz, esse conto está fabuloso! Impressionante a sua imaginação, Philipe!

    Responder
  7. Thiago chipset

    Sinistro. Anderson não devia ter ignorado o besouro falante. Agora ta ferrado. Essa parada do porco foi sensacional, eu nunca mais vou comer porco ou ir beber agua a noite sozinho na cozinha!

    Esse universo de Leonard esta tão repleto de criaturas diferentes que sempre me faz lembrar Hellboy.

    Responder
  8. Dhays

    Philipe, dessa vez eu fiquei realmente com medo! Caramba… Será que o bebê é a Ana Paula? To louca pro Anderson se encontrar Leonard, pelo que vi ele vai ser o cara que vai tirar o Anderson dessa enrascada…

    Responder
    1. wagner a. r.

      também pensei a mesma coisa sobre a Ana Paula, e Philipe o Leonard de “a caixa” é o mesmo Leonard de “o Caçador” e “A busca de kuran” né? cara esse conto ta muito muito bom!!!!

      Responder
  9. BEZALEL

    Lá vem você de novo, PHILIPE, com “KALI, ÁUGORAS, SER CTONICO”, etc, só falta a criança saída da porca ser o “bebê de Rosimery”, rsrsrs! Mas tá ficando bom demais! CONTINUE PORQUE AGORA JA TÁ DANDO “QUEREDEIRA” DE MAIS! 25…26…27.. Cê ta fu……!Quem mandou começar…!ABRAÇO$!

    Responder
  10. Cássia

    Philipe, desculpa pelo comentário nada a ver com a história, mas queria te avisar que toda vez que eu entro na página de contos pelo menu da home, ele cai na página http://www.mundogump.com.br/teste/ onde a série ‘A Caixa’ não aparece. Quando entro pelo link ‘Contos’ na página de algum conto, tá tudo normal.
    Adoro o MG, passo aqui todo dia há pelo menos 4 anos. Parabéns pelo blog!

    Responder
  11. Henri

    Espeta a fibula na velha, ou se espeta, ou espeta no Serge hahaha. Ou então espeta na mara, vai que volta né?

    Responder
  12. Máximus Brutus

    Vai ficar sem os olhos. Vai perder o esquerdo para ele, o direito para a namoradinha e o terceiro olho para o amigo… logo para o amigo… Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder
  13. BEZALEL

    Tá vendo, PHILIPE, as minhas críticas até que são construtivas, mas tem gente…….! Só pagando, né Maximus B.!

    Responder
  14. Carlos Dente

    E eis que o Leonard voltou: primeiro em citação, depois em flashback… Agora é ir na duna.

    Responder
  15. Mme. Danica

    Cara, resolvi ler os 24 posts da Caixa de uma vez só hoje. Putz, Philipe! Só te digo uma coisa… Sensacional! Na boa… Alguém tem que filmar um dos seus contos! Os roteiros são eletrizantes!

    Responder
  16. Fernanda

    Puts!!! Agora que liguei os pontos… não tinha sacado que era o Leonard! Tá demais!!!!!

    Responder
  17. Carlos Dente

    A imagem dessa bruxa é a imagem mais legal de ‘A Caixa’ (o “escuro” é mais significativo, mas essa bruxa é muito tri!).

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.