26 Comentários

  1. Jackie

    Vem cá e os locais que em gente vazando pelo ladrão? ´Não daria para montar m campus universitário ou centros de pesquisas?

    Responder
  2. Paula

    nossa, de demais essas ilhas!!

    uma pena estarem abandonadas…. dá até pena, ver construções se deteriorando….

    a maioria podiam aproveitar pra pontos turisticos tb….

    Responder
  3. PAULO-Nikity

    Realmente algumas dariam otimas locações para filmes de suspense, terror..etc…. e a ilha bonus.para um filme porno…

    abraços…

    Responder
  4. Alexandre

    loooooool, a última foto do “O Hexágono no meio do rio” kkkk levei um susto, dei uma olhada la e parecia q eu tinha visto um fantasma kkkk, teeeenso
    é so ir seguindo as pilastras da esquerda q vcs acham a parição la kkkkkk flws.

    Responder
  5. @DuDu_Pinto

    Eu vi uma reportagem sobre Hashima Island. Acho que era na série “O Mundo sem Ninguém” do History. A equipe foi acompanhada de um ex morador da ilha…

    Responder
  6. Bia

    Realmente muito louco ver locais assim abandonados no meio do nada.
    A última é a mais conservada, mas por nada eu passaria uma noite num local assim.
    Uma que não gosto de muita água assim, me cercando, e além do mais parece muito assustador, é calmo demais pra mim, não gosto disso.
    Fico tensa só de me imaginar num lugar assim… #medo

    Na ilha do hexágono não vi nada Alexandre, mas é muito sombria mesmo, tipo uma ilha para os habitantes do além.

    E Philipe, continue postando “coisas” inusitadas, que sempre voltarei ao seu blog.
    Ah, me sigam no twitter e me avisem: http://twitter.com/inofensiva Bjo! ;*

    Responder
  7. rafael

    “”Eu não entendo como pode haver ilhas assim, muitas largadas à própria sorte com tanta gente desejando uma casa para morar. Os governos deviam arrendar essas ilhas para investidores transformarem em resorts, ou cassinos, ou mesmo campos de paintball, ou ainda, refúgios para onde os sobreviventes devem se dirigir quando o apocalipse dos zumbis se alastrar pelo planeta.””

    Cara, como que vocâ fala que “tanta gente sem casa para morar” e na seqüência me sugere que investidores criem resorts?
    :argh:

    Responder

    1. Não vejo qual o problema. Vc acha que pessoas sem casa e resorts são realidades incompatíveis? Pois se pensa assim, reveja seus conceitos. Resorts são empresas, são hotéis, que empregam, geram renda para muitas pessoas, que graças a este trabalho poderão comprar suas próprias casas.
      A verdade é que as ilhas se prestam mais a resorts mesmo, porque se pararmos para pensar na necessidade pública, o cara precisa de casa mas não só casa. ele precisa de emprego, precisa de farmácia, de padaria, precisa e açougue, de mercado, de polícia, hospital e escola. E isso não vai ter numa pequena ilha. Assim, confinar lá pessoas que estão sem casa para morar, seria o mesmo que criar um campo de concentração para pobres.
      Já Resorts possuem uma infraestrutura completa que poderia incluir as lanchas e helicópteros para fazer o traslado dos turistas do continente até a ilha. Teoricamente Resorts não dependem de infraestrutura externa, pois o conceito é manter o turista nas dependências do hotel 99% do tempo.
      Daí que eu penso que pegar essas ilhas abandonadas e transformar em hotéis seis estrelas é bom porque gera empregos e renda além de ocupar áreas abandonadas, e com isso o resort que eventualmente poderia abrir em um paraíso ecológico, seria instalado em outro lugar.

      Responder
  8. Lucas_isday

    Muito interessante estas ilhas abandonadas mas e bem melhor que fiquem abandonadas pois devem conter muita energia negativa principalmente a de hashima island pensem na quantidade de sofrimento que pessoas passaram naquela ilha muitos foram forçados a ir trabalhar la sem contar nos acidentes que podem ter deixado mortes nas minas subterraneas.

    Responder
  9. Maria

    Alguma alma nobre tem as coordenadas no Google Eatrh dessas, ou de alguma dessas ilhas pra passar?
    Agradeço.

    Responder
  10. wellington

    como esses ilhas estão desabitatas se e alen disso são lindas porque elas estão desabitada aconteceu algo la que eles não querem contar que ainda pode está la

    Responder
  11. Pedrosaedson

    ei kra de onde tu tirou , que a segunda guerra mundial foi em 1800…kkkkkkkkkkkkkkkkkk ta sabendo só faltou dizer q foi  a.c.

    Responder
    1. Philipe3d

      Pedro, vc se refere a este parágrafo?

      “Sua utilização se deu em 1800. Durante a segunda Guerra mundial, o forte foi utilizado como alvo de tiros e também como ponto de verificação das embarcações que retornavam das missões.”

      Se estiver, feche o livro de história e abra o de português, meu amigo. Nele, você vai descobrir que o PONTO FINAL INTERROMPE A ORAÇÃO. Acho que dá pra entender que a construção foi usada como forte em 1800. Depois, na Segunda Guerra, ele foi usado como alvo. Ou você acha que nego ia usar ele como alvo enquanto também era usado como forte?

      Responder
  12. reginaldo

    Caro Philipe,realmente existe um dado inconssistente nesta mat’eria se o forte foi completamente abandonado em 1920 n~ao pode ter sido palco da segunda guerra mundial cronlogicamnte n~ao bate. Tambem acho que foi um pouco grosseiro com ol eitor , dee estar em dia ruim. Obs> meu teclado est’a todo maluco porisdo os erros< sou alfabetizado.

    Responder

    1. Oi Reginaldo. Morri de ir com o “sou alfabetizado”.
      Cara na verdade, o forte foi abandonado enquanto forte, nos anos 20. Na Segunda Guerra Mundial ele era usado como alvo, e não como forte.

      Responder
  13. Raquel Alvarenga

    Philipe, eu gostaria de mais informações acerca da última ilha. Não encontrei nenhuma informação a respeito dela. Obrigada!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.