Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

 

 

 

 

 

 

 

Um post sem palavras

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

37 ideias sobre “Um post sem palavras

  • 24 de abril de 2008 em 21:59
    Permalink

    Matou a Pau…

    Cara… sem palavras… :worry:

    Resposta
  • 24 de abril de 2008 em 22:30
    Permalink

    Odeio desperdício de comida !!! :X

    Resposta
  • 24 de abril de 2008 em 22:38
    Permalink

    Cara isso é uma coisa que nunca vai acaba
    parece triste mas é a verdade

    P.S.: Deu vontade de come x-bacon

    Resposta
  • 24 de abril de 2008 em 22:41
    Permalink

    Se os governantes, se o mundo quizesse, ja teria acabado com essa situação miserável… mas como tudo gira em torno do interesse, esse absurdo nunca vai acabar.

    Resposta
  • 24 de abril de 2008 em 22:42
    Permalink

    clap clap clap clap clap clap!!

    Resposta
  • 24 de abril de 2008 em 22:53
    Permalink

    obesidade eh uma coisa terrivel, enquanto isso o mundo vive uma crise de alimentos!

    Resposta
  • 24 de abril de 2008 em 23:22
    Permalink

    Engordei só de ver o post (sacanagem, tou de dieta =p)

    Se as situações se resolvessem na proporção em que são “batidas”, a fome mundial faria parte do passado do planeta. :worry:

    Resposta
  • 24 de abril de 2008 em 23:26
    Permalink

    Que Deus tenha piedade de nos…

    Resposta
  • 25 de abril de 2008 em 0:10
    Permalink

    No mundo todo se produz 10% a mais de alimentos do que o necessário. Como 30% passa fome quer dizer que 40% da produção se perde. Na Africa onde existe a maior fome existe alimentos e água mas por motivos de guerras tribais e étnicas o alimento e a água são destruido ou desviado por alguns propositalmente, para que algumas aldeias e raças sejem exterminadas. Não é somente culpa dos governantes dos países ricos este horror. Lembro uma vez em que os EUA mandavam comida para um país africano enquanto este mesmo país importava um carregamento recorde de whisk da Escócia
    com um valor que alimentaria toda a população.É claro que os americanos cairam fora. Entregue um hectare apenas para um oriental e ele fica rico. No Brasil já vi pessoas passando fome em cima de vinte e cinco hectares, e na áfrica tem muito disso. Os judeus e árabes plantam na areia do deserto e vivem muito bem.

    Resposta
  • 25 de abril de 2008 em 0:19
    Permalink

    Você podia ter deixado pra ferrar com o meu dia em outro dia haha. Já tava bem complicado hj…aiai rs

    Resposta
  • 25 de abril de 2008 em 2:19
    Permalink

    não comam mais no McDonalds. Eles deixam as crianças da áfrica morrer de fome.

    comam apenas no Bobs.

    Resposta
  • 25 de abril de 2008 em 8:57
    Permalink

    Uns tem tanto….
    …outros não têm…

    mundo cruel…

    Resposta
  • 25 de abril de 2008 em 9:06
    Permalink

    O problema maior mesmo é da parte de quem recebe a ajuda e do tipo de ajuda, aqui mesmo no brasil, com a bolsa-esmola, a ajuda, vira esmola, e esmola vicia, não faz a pessoa trabalhar, ela se acostuma a viver com o pouco ganho, como eles mesmo diz, dá pra “sobre”viver, já está bom, sendo que essa bolsa, mal dá para as necessidades básicas.
    Isso é mais ou menos o que diz naquele ótimo artigo “http://www.mundogump.com.br/2007/11/24/solucao-para-os-problemas-no-brasil-copiar-o-silvio-santos/”
    Na Africa e outros países ou em regiões aqui no brasil mesmo,que o povo passa fome, geralmente isso tá ligado com a falta de sentimento pátrio, aqui no Brasil, o problema é etnias ou minorias (Se é que existem, Nortista, índio, negro, etc). Mas se esquecem que fazem parte da mesma nação, a Brasileira, e estes acabam sendo tratados de forma desigual, gerando tudo isso, fome, doenças.
    Vê se os problemas aqui no brasil mesmo os dos “sem coisa pra fazer” (Sem terra, Sem teto, sem cartão corporativo), estes por se sentirem fora do contexto social, apelam para a “luta”, por seus direitos, mesmo que isso interfira nos direitos das outras pessoas.
    E os mesmos que poderiam ajeitar tudo (Políticos), são os mesmo que usam essas pessoas para continuar do jeito que tá.
    Bom deixa eu parar por aqui, porque se é que alguem vai ler tudo isso, já tá ficando Um papo pra lá de Drepre.
    Abraço a todos…

    Resposta
  • 25 de abril de 2008 em 10:05
    Permalink

    Este foi um post escrito pelos leitores. Fico feliz que vocês tenham colaborado.
    Peço desculpas por colocar uma coisa tão deprê aqui às vésperas de um ótimo fim de semana com sol e altas ondas, mas essa idéia não me saía da cabeça.

    Resposta
  • 25 de abril de 2008 em 11:56
    Permalink

    é deprê, mas infelizmente faz parte da nossa vida atual…
    quem sabe no futuro aconteça um milagre.

    Resposta
  • 25 de abril de 2008 em 18:42
    Permalink

    Pois é Philipe… Mundo moderno é o caralho! Estamos ainda na idade média cara. Todo esse “verniz” de tecnologia e progresso, nao esconde o interior do ser humano que ainda é atrasado e egoista. Que prefere a competição à cooperação.

    O que os Estados Unidos gastaram na guerra do Iraque, daria para erradicar, não só a fome, mas a pobreza extrema do mundo…. Falta simplesmente querer, atitude e iniciativa.

    Nasci e vou morrer sem ver o mundo que eu queria ver…

    Resposta
  • 25 de abril de 2008 em 20:27
    Permalink

    A última foto ganhou o prêmio Pulitzer de 1994.

    É de uma menina sudanesa.

    O fotógrafo que tirou esta foto, Kevin Carter, se matou logo após, ele se sentia atormentado dia e noite pela cena, amplificados por problemas pessoais.

    Resposta
  • 25 de abril de 2008 em 21:50
    Permalink

    Um comentário sem palavras (além dessas):

    Resposta
  • 25 de abril de 2008 em 22:36
    Permalink

    “The man adjusting his lens to take just the right frame of her suffering might just as well be a predator, another vulture on the scene.”

    The New York Times

    Resposta
  • 26 de abril de 2008 em 11:54
    Permalink

    Se tivesse um pouco de vergonha na cara, tiraria este post hipócrita do seu blog.

    E se você tivesse alguma educação, não teria seus comentários (sempre inúteis) moderados.

    Resposta
  • 26 de abril de 2008 em 13:06
    Permalink

    Enfim… Philipe, acho que posts sobre esses assuntos relacionados à pobreza e fome mundiais sempre vão ser meio forçados, pois o que causa isso da fome e pobreza não tem a ver com o consumidor final e sim com os problemas de distribuição de renda e coisas do tipo, como você deve saber muito bem!
    É sempre muito fácil vermos alguém desperdiçando dinheiro ou comida e associarmos às pessoas famintas, mas isso é simplesmente apontar o dedo para pessoas inocentes e não para os verdadeiros culpados, pois se você não come um lanche no McDonald’s, isso não vai fazer com que aquele lanche vá parar nas casas de quem necessita, ou vai?
    Também não serão doações que irão acabar com a fome no mundo! E nesse aspecto quem deveria doar é quem tem muito, não quem tem pouco!
    Olhe só o Criança Esperança, o Teleton… se quem doasse fossem os artistas e apresentadores que ganham rios de dinheiro, como o Silvio Santos, a renda obtida nesses programas seria muuuuito maior do que o normal! No entanto fazem quem tem pouco sentir culpado e doar o pouco que tem e quem tem muito continua com seu dinheiro! O que é extremamente desumano!
    E… mesmo que alguém queira doar dinheiro para os famintos da África, sabe como doar? Sabe uma conta para mandar o dinheiro ou algo do tipo e se o dinheiro será bem empregado?

    Enfim, Philipe, peço que se conscientize um pouco antes de fazer posts como esses, pois nos comentários deles sempre haverão acusações de hipocrisia, mesmo que a pessoa os escreva com a melhor das intenções!, afinal, se temos o desperdício por parte de quem gasta seu dinheiro em demasia com comida, também podemos ser acusados de desperdício ao usarmos nosso dinheiro para comprarmos livros, materiais para as artes plásticas e coisas do tipo, pois, como dizia Raduan Nassar, “nem toda a literatura do mundo vale a vida de um cachorro”, frase essa que pode ser extendida a praticamente todos os campos artísticos de trabalho humano!

    Resposta
  • 26 de abril de 2008 em 13:17
    Permalink

    [quote comment=”16788″]Bem vindos ao Capitalismo?[/quote]

    Engraçado que mesmo quem critica o capitalismo gosta de ir ao cinema, ter seu dinheiro para comprar livros, usar a internet…

    As pessoas têm que entender que o capitalismo, atualmente, é o único meio econômico que permite uma liberdade aos seus usuários, e que o defeito não é o sistema econômico e sim as pessoas que se vêem cada vez mais egoísta diantes do poder de decidir o que fazer com o seu dinheiro. Mudar o capitalismo para não precisar mudar nossos defeitos, como o egoísmo, é o mesmo que ir ao médico, tirar uma chapa de raio-x e ver que tem um osso quebrado, mas ao invés de tratar a fratura quebrar a máquina de raio-x esperando que a fratura se ajeite!

    Resposta
  • 26 de abril de 2008 em 13:19
    Permalink

    Ah, terminando minha “Trilogia de Comentários”:

    Philipe, um post sem palavras não é o mesmo que um post sem texto.

    Resposta
  • 26 de abril de 2008 em 16:37
    Permalink

    Se as situações se resolvessem na proporção em que são “batidas”, a fome mundial faria parte do passado do planeta. (disse tudo)

    lembro da história dessa foto brevemente, me parece que a menina
    ,estava para morrer quando o fotografo tirou essa foto, tempos depois ele se matou, por conta da culpa de não ter feito nada.

    Resposta
  • 26 de abril de 2008 em 17:14
    Permalink

    [quote post=”1842″]Enfim, Philipe, peço que se conscientize um pouco antes de fazer posts como esses, pois nos comentários deles sempre haverão acusações de hipocrisia, mesmo que a pessoa os escreva com a melhor das intenções![/quote]

    Amosis, eu não escrevi nada. Não emito minha opinião sobre este post. São apenas imagens. O leitor tece as conjecturas próprias nos comentários a partir de seu conhecimento e visão de mundo. Evitar postar coisas deste tipo só porque muitas pessoas tem idéias tortas não é um bom caminho. Não é do meu perfil “passar a mão na cabeça” de leitor. O cara que entra aqui entra sabendo que pode encontrar qualquer coisa. De verme no olho a flagelado africano.
    Eu prefiro me dar ao trabalho de ler e debater as idéias nos comentários do que evitar de postar alguma coisa que acho que deva porque pode gerar flame ou causar desconforto. O mundo não é confortável. O mundo é Gump.
    É claro que nem tudo são flores, volta e meia aparece um pela saco como este Popotron que só escreve merda em 90% dos comentários dele usando um linguajar bastante agressivo, o que me obriga ao detestável ato de moderar comentários.
    Mas ainda assim, eu acho que é bom, porque do contrário sua brilhante explicação sobre a culpa do capitalismo em relação aos mortos na miséria nunca aconteceria.
    Talvez alguém entre aqui e lendo os comentários, perceba que tinha uma idéia equivocada sobre o mundo e a vida.

    Resposta
  • 26 de abril de 2008 em 18:38
    Permalink

    “Eu prefiro me dar ao trabalho de ler e debater as idéias nos comentários do que evitar de postar alguma coisa que acho que deva porque pode gerar flame ou causar desconforto. O mundo não é confortável. O mundo é Gump.”

    Eu acho justo a criação de posts assim para debater coisas, mas como disse, é bom ter consciência antes de postar já que a consciência faz parte da elaboração de um texto. Claro que acho correto expor o que há de errado no mundo, é o dever de todos que publicam textos (pois, como eu também disse, não é por não ter palavras que não é um texto) isso de tentar conscientizar as pessoas, mas acho que teria um maior efeito uma análise que justamente apenas fotos.

    O texto demonstraria a que veio, já as fotos passam a impressão de apenas querer chocar e, de certa forma, é algo superficial! Apenas faz as pessoas se sentirem culpadas sem ao menos fazerem diretamente parte do problema!

    Enfim, acho interessante as discussões nos comentários, mas acho que talvez fosse mais efetiva uma análise sobre a fome mundial e a pobreza que apenas fotos! E a julgar pelos seus textos, como o da liberação da maconha, creio que seria algo acessível e ao mesmo tempo interessante!

    Resposta
  • 27 de abril de 2008 em 3:43
    Permalink

    [quote comment=””]”Eu prefiro me dar ao trabalho de ler e debater as idéias nos comentários do que evitar de postar alguma coisa que acho que deva porque pode gerar flame ou causar desconforto. O mundo não é confortável. O mundo é Gump.”

    Eu acho justo a criação de posts assim para debater coisas, mas como disse, é bom ter consciência antes de postar já que a consciência faz parte da elaboração de um texto. Claro que acho correto expor o que há de errado no mundo, é o dever de todos que publicam textos (pois, como eu também disse, não é por não ter palavras que não é um texto) isso de tentar conscientizar as pessoas, mas acho que teria um maior efeito uma análise que justamente apenas fotos.

    O texto demonstraria a que veio, já as fotos passam a impressão de apenas querer chocar e, de certa forma, é algo superficial! Apenas faz as pessoas se sentirem culpadas sem ao menos fazerem diretamente parte do problema!

    Enfim, acho interessante as discussões nos comentários, mas acho que talvez fosse mais efetiva uma análise sobre a fome mundial e a pobreza que apenas fotos! E a julgar pelos seus textos, como o da liberação da maconha, creio que seria algo acessível e ao mesmo tempo interessante![/quote]
    Eu tb quero dar o meu pitaco! Acho que as pessoas tem que se chocar sim, pelo jeito que der, texto, imagem, música, seja lá o que for…Se cada um fizesse a sua parte, saísse de vez em quando do conforto do seu sofá de assistir novela pra ajudar alguém na rua (e olha que nem precisa ser na África, aqui mesmo no Brasil tá cheio de gente necessitada) com certeza o mundo seria melhor. O que as pessoas não entendem é que enquanto a gente ficar esperando que políticos, governos e os outros façam alguma coisa nada vai mudar. Mude você o que está ao seu redor, e isso já será uma grande mudança. Abraços gumpianos! :/

    Resposta
  • 6 de julho de 2008 em 14:39
    Permalink

    Todos os países do mundo têm conhecimento de imagens como a última, imagens que chocam o mundo, mas o que choca mais o mundo, é que muitas pessoas não sabem é que por exemplo, Luxemburgo paga aos seus agricultores para não produzirem mais que o necessário, pois os excedentes também dão despesas… 😐

    Resposta
  • 20 de setembro de 2008 em 19:04
    Permalink

    o Abutre só esta esperando a morte desse pivete para poder ganhar o dia!!!

    hahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Alerta: Conteúdo protegido !!