Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

A princípio, olhando para a foto abaixo, podemos pensar que estamos diante de um carro e uma miniatura.

Não duvido que você tenha pensado isso quando resolveu ler este post, mas a verdade é que estamos diante de um carro normal e um carro gigante, chamado Studebaker President! E é justamente a história desse carrão gigante que vou contar aqui.

“A maior fabricante de veículos do mundo!” – Este foi o slogan da empresa americana dos irmãos Clement e Henry Studebaker em 1872. Os irmãos não pretendiam deixar o slogan no sentido figurado.

Quando se trata de veículos gigantes, geralmente vêm à nossa mente qualquer daqueles tratores ou caminhões que operam em minas e em pedreiras. Nunca um carro antigo, no entanto nenhum carro jamais será tão impactantemente gigantesco quanto o studebaker conversível 1931 deste post.

Seu nome oficial era Studebaker Roadster Presidente 8″, que, apesar do preço astronômico, foi um sucesso de vendas. Em 1929 o studebaker fez fama num rally de longa distância (48.270 Km), onde o “presidente” cumpriu com louvor em somente 467 horas (um cálculo simples mostra uma velocidade média de 103 km/h – naquele tempo um colosso!)
A publicidade da façanha fez o seu trabalho, e os compradores estavam na fila para terem um “presidente”. Com a vitória do Presidente no rally, a fabrica decidiu celebrar o fato em grande estilo (sem trocadilhos) e fez uma replica perfeita do carro com 5x seu tamanho.

Embora a capacidade – um passageiro com o motorista – deixou muito a desejar, o “presidente” imediatamente se tornou um sucesso.

A estratégia publicitária do carro gigante deu certo. Até dezembro de 1932, a empresa já tinha vendido um lote de 2.400 “presidentes”. E só não venderam mais porque o carro não era barato:  US $ 1.750, que numa correção para a atualidade custaria mais de US $ 60 mil.




Após o verão de 1931 o “maior automóvel do mundo” estava concluído, nego já tinha feito filme, foto, já tinham botado até uma orquestra em cima dele.

Foi aí que surgiu uma pergunta que ninguém tinha feito ainda:

O que vamos fazer com esta merda agora?

Havia duas possibilidades: Desmontá-lo ou levar o monstruoso carro para outro lugar, só que ninguém queria ter aquele enorme Ímã de curiosos em seu terreno.

Assim, rapidamente apareceu alguém com uma ideia simples e brutalmente eficaz: “Vamos tacar fogo nele!”

 

 

A morte do carro gigante foi quase que um prenúncio dos tempos horrendos que estavam por se iniciar naquele ano mesmo. O carro fumegou ate não sobrar nada e foi quase um marco da Grande Depressão.

 

Um carrão incrível chamado Studebaker President

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

5 ideias sobre “Um carrão incrível chamado Studebaker President

  • 8 de dezembro de 2016 em 9:26
    Permalink

    Não acredito que destruiram esse carro. Deveria estar em um museu.

    Resposta
  • 8 de dezembro de 2016 em 12:22
    Permalink

    Pergunta que não quer calar: como se dirigia essa bagaça?

    Resposta
    • 13 de dezembro de 2016 em 10:56
      Permalink

      Ele era só decorativo, não andava e não tinha motor.

      Resposta
  • 9 de dezembro de 2016 em 10:43
    Permalink

    isso hoje num Museu de Carros seria Magnífico, e poderia valer milhões. O pessoal antigamente era muito radical na hora de resolver os problemas

    Resposta
  • 10 de dezembro de 2016 em 1:16
    Permalink

    Puta que queria, eu queria saber quem foi o corno sem visão que teve a ideia de girico de tarcar fogo no “presidente”… Não seria mais fácil ter doado o carro para um museu ao invés de meter fogo e acabar com tudo?!? :'(

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.