Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

O ser humano é capaz de comer qualquer porcaria. Mas quando eu digo qualquer porcaria, estou falando qualquer porcaria MESMO! Vai de criaturas estranhas, mofo, vermes, insetos nauseabundos, excremenetos e coisas vivas, mortas e em decomposição. Obviamente a variabilidade da dieta humana é tão ampla devido as grandes diferenças culturais entre os povos. Mas em todo caso, tem coisas que requerem uma mente muito aberta para aceitar.

Certamente que numa situação de extrema necessidade, você acaba abrindo mão de certas questões para não morrer, tipo comer larva de tronco podre. Mas acredite ou não, tem gente que paga -e caro – para comer iguarias que fariam nosso estômago dar um triplo mortal carpado e correr para as montanhas.  Vejamos:

1- O VERME DO TONCO e outras criaturas similares -Imagine a seguinte situação: Você perdido numa terra desconhecida, sob o sol inclemente e à mercê da ação do tempo. Não há água nem comida e sua única chance de sobreviver é comer o que der mole na sua frente. Em certas situyações, o que dá mole, pode ser mole mesmo.

Bear Grylls Eats a WormFunny blooper videos are here

Em outras situações, comer larvas é algo natural. As pessoas vão a restaurantes, pagando, para comer essas criaturas. Hummm… Dilíça!


Na China, restaurantes que preparam vermes fazem sucesso. A julgar pelo sorriso da moça, isso deve ser bom. fonte

Na Asutrália, as larvas do tronco são grossas, da espessura de um polegar, e são famosas por soltar muito “suco” ao estourarem na sua boca. Elas podem morder sua língua se você não mastigar rapido a cabeça delas. Aprecie com moderação.

2- O OVO SECULAR ou Ovo de mil anos e o balut

Se você pensar que o ovo é um aborto de galinha, a coisa fica nojenta. Mas espere, nada é tão nojento que não possa ficar bem pior. Pois imagine só pegar um ovo de ganso, pato ou galinha, fertilizado, esperar o embrião começar a se desenvolver e então enterrar aquele troço na terra, até que ele apodreça, e só tirar a coisa nauseabunda dali após cerca de dois a seis meses, e em seguida comer. A coisa que vai resultar é uma iguaria fina, disputada com frervor pelos coreanos, chineses e consumido até no Japão. Ao abrir a casca, você se inebriará com o perfume do peido de Lúcifer. Será amônia pura, que se espalhará por sua casa. E então você vai sorver aquela coisa escura, cremosa, com consistência de catarro. PAra comer esta coisa maravilhosa você nem precisa atravessar o Atlântico. Dá pra encontrar Ovos de Cem Anos em algumas lojas no bairro da Liberdade, em São Paulo. Boa sorte aí.
Mas espere, não acabamos ainda. Tem também uma iguaria muito famosa no Vietnã e Filipinas, chamado Balut. Pelo nome de ORK já dá pra imaginar que Balut é algo vomitável. Mas espere até eu te contar que Balut é um embrião já completo, morto, meio cozido e comido semi-cru. Os caras lá acham isso delicioso, e comem o balut a todo momento. Entao eu imagino que deve ser bom.

3- Queijo podre e com inquilinos

Poucas coisas no mundo são tão chulezentas quanto certos tipos de queijo. Eu por muitos anos quase vomitava só de sentir cheiro de queijo (resultado de uma experiência alimentícia mal sucedida com toradas mofadas, banana preta e queijo ralado com data de validade vencida desde a eleição do Tancredo Neves, misturado e gratinado no microondas) Mas o cheiro já não é um problema para muitas pessoas. Principalmente se elas estiverem habituadas a comer esta delícia abaixo:

Trata-se do Queijo Pecorino italiano, também chamado apropriadamente de “Queijo Podre”, ou “Cazu Marzu”. Este queijo italiano é cuidadosamente colocado em ambientes que lhe propiciam um avançado estado de envelhecimento. Sabe-se que o queijo está “no ponto” quando as larvas começam a sair dele. Sim, eu disse LARVAS. O queijo fica fermentando e meio que dá uma derretida por dentro. Não demora para o fedor atrair insetos, que colocam os ovos naquela coisa, e dali a dias o queijo está repleto de minhoquinhas sabor queijo, que vão se remexendo na sua boca a cada mordida.

Segundo nosso leitor Gutenberg, o Cazu Marzu não é comido com as larvas. Eles colocam o queijo num pacote, e a falta de oxigênio faz com que as larvas abandonem o queijo. Só então ele é comido.

Em tese, eu acho que isso muda pouca coisa, já que é um queijo que estará cheio de restos de excremento de larvas.Segundo o Guteberg, o Cazu Marzu está proibido na Itália. Eu dei uma pesquisada em foruns de gastronomia e parece que algumas familias ainda o fabricam, talvez apenas para manter a tradição e para consumo próprio.

Você deve estar imaginando que o sabor deste queijo é horrível, nojento e tudo mais, certo? Pois quem experimentou disse que é exatamente isso. O que deixa tudo ainda mais estranho, uma vez que se fosse bom já seria bizarro, mas sendo ruim, fica absolutamente GUMP!

Outro queijo de embrulhar o estômago é o queijo Mimolete. Este queijo é diferente da maioria por ser fabricado contando com os ácaros, que morarão no queijo que você irá comer e o abastecerão de cocô, o que mudará o sabor do queijo. àcaros são microscópicos aracnídeos que causam alergias. Pode soar estranho imaginar comer um queijo com milhões de aracnídeos andando nele. Veja:


4-Churrasquinho da Mongólia

Ok. Pára tudo. Leia novamente o que eu escrevi “churrasquinho da Mongólia”. Você pode imaginar que tipo de comida demoníaca é esta só pelo nome? Lembre-se que a Mongólia é o berço de bravos guerreiros, que dominaram as estepes. São pessoas que acordam de manhã e bebem gordura de cavalo derretida. Então, meu caro leitor. Estamos lidando com profissionais da “gastronomia Dumbo”.
Vamos ver as fotos e depois eu explico. Dê uma boa olhada:


Hehehe. Cruzes, meu. Isso aí é o seguinte. Pegue uma marmota ou cabra- geralmente eles preferem usar cabras, pois as marmotas contém pulgas que costumam transmitir a peste bubônica – Abra o seu orifício anal usando uma faca grande, e em seguida vire o bixo pelo avêsso, mantendo os pêlos, sujeira e tudo mais para o lado de dentro. Depois pegue a mutueira de tripas, órgãos e sangue que escorreu na etapa anterior e jogue tempero a gosto. Depois soque tudo dentro da cabra. Em seguida, quebre as pernas dela, arranque a cabeça e costure. O passo seguinte é pegar pedras, isso mesmo, PEDRAS, do chão, sem lavar nem, nada e colocar dentro da cabra, que a esta altura é apenas um saco de carne cheio de coisas nojentas dentro. Aí então leve ao fogo de uma fogueira e delicie-se, tentando evitar o vômito. As pedras aquecem e assam a cabra de dentro para fora. Não contém Glúten!

5- Cabeça de salmão podre

Comer cabeças de animais é algo primitivo. MAs o que dizer de cabeças de peixe fermentada, ou como eles chamam “cabeças fedorentas”?
Este prato é apreciado por nativos do Alasca. Eles pegam o salmão e enterram suas cabeças no chão ou em barris de plástico ou madeira com água (que não é trocada) e até sacos plásticos, onde as cabeças são colocadas em decomposição. Cerca de uma semana depois a pele das cabeças está tão podre que se desprende com facilidade das carcaças e esta carne é comida com apetite voraz, acompanhada de uma pasta feita com ervas. Devido aos casos de botulismo e doenças associadas ao ato de comer cabeça de peixe podre, as autoriadades sanitárias do Alasca fazem campanha para evitar o hábito, mas como é um prato culturalmente arraigado, tal como a nossa feijoada, ninguém dá a mínima e preferem correr o risco de morrer do que parar de comer cabeça de peixe podre.

6-Ânus de javali

Nossa. Imagine só isso: Pegue um javali africano, mate, em seguida corte seu ânus e arranque seu intesino para fora. Em seguida enfie a mão para dentro do reto do animal e retire todo o excremento que puder. Jopgue o excremento fora, mas NÃO LAVE o intestino. Em seguida joge o intestino com o ânus do Javali morto numa fogueira e não se preocupe com a sujeira ou fuligem que irá grudar na sua comida. Minutos depois, quando o intestino estiver al dente, retire o do fogo, corte em tirinhas e sirva-se. Este prato é famoso entre os habitantes da Namíbia. Os restos de fezes de javali dão o toque mágico de sabor neste prato.

7-Kopi Luwak – café de cocô de gato

Neste estranho tipo de bebida, um gato selvagem algália come grãos de café. Quando os grãos saem no cocô do gato, eles são recolhidos, enviados para torreifação e em seguida usados para fazer um café, curiosamente, o café mais caro do mundo. Os especialistas na bebida o julgam delicioso e inesquecível. Bom, se eu bebesse café de cocô de gato pagando uma fortuna, também acharia uma experiência inesquecível.
Eles acreditam que as enzimas no processo digestivo do gato afetam o sabor dos grãos, e isso torna o sabor do café diferente. fonte

8-Três “squeeks”

O nome deste prato é praticamente uma piadinha. Basicamente trata-se de um prato bastante consumido nas províncias do interior na China. Sobretudo no Cantão.
O prato resume-se a filhote de rato vivo e cru. Tipo esses aí da foto. O nome de “três squeeks” se baseia no barulho que a comida faz. O primeiro “squeek” acontece quando você pega o ratinho recém nascido e ainda sem pelos e de olhos fechados com palitinhos. Ele toma um susto e dá um guincho. Em seguida, você escuta o segundo squeek quando molha o bicho no molho shoyu. Ele leva um susto com a mudança de temperatura e guincha. E o último Squeek você escuta dentro da sua cabeça, quando morde ele e em seguida engole. Há quem prefira egolir inteiro, para sentir o “prazer” de perceber o bicho agonizando no suco gástrico do seu estômago. Mas lá de dentro, não dá pra ouvir nenhum squeek.
Os ratinhos são apreciados porque sua carne é macia e seus ossos ainda são moles o suficiente para serem comidos com facilidade.

9-Vitamina de sapo venenoso


Diretamente do Peru, na América do sul vem um alimento bastante rico em energia, que segundo a crença local funciona melhor que viagra. Sapo batido no liquidificador.
A receita é:
Pegue algumas rãs Telmatobius (com cuidado pois algumas são venenosas), tire a pele e corte-as, em seguida, jogue-as em um liquidificador com alguns outros ingredientes:

  • três conchas de caldo de feijão branco quente
  • duas colheres generosas de mel
  • Uma amostra de Aloe Vera
  • Várias colheres de maca peruana

A mistura de tudo isso no liquidificador produz um caldo grosso, com cor de café com leite e sabor de sapo e raízes. Faz cerca de 200ml de vitamina.

Certas rãs do gênero Telmatobius estão ameaçadas de extinção.

10-Cérebro de macaco

Existem milhares de comidas nojentas de todos os tipos e origens, mas certamente que o Cérebro de macaco é uma das mais horrendas formas de se alimentar. Primeiro porque não há como negar que macacos são muito parecidos com humanos, pertencendo a uma certa linhagem comum. Então há um certo quê de comer o semelhante, um tabu multicultural.

Há também o aspecto da maldade em si, pois o cérebro do macaco deve ser comido antes que o animal morra. O processo de produção desse “alimento” é tão grotesco quanto as torturas medievais:

A cabeça do macaco é apoiada pelo seu pescoço em um suporte, dois pedaços de madeira com uma abertura semicircular de cada lado travam a cabeça na posição, mantendo o corpo numa espécie de caixa, que o impede de se debater. De forma que quando você coloca as madeiras apenas a cabeça do macaco fica para fora. Os pêlos ao redor da cabeça são então raspados com uma lâmina de barbear. Um pequeno formão e um martelo são usados para cortar rapidamente um círculo ao redor da coroa, ea parte superior da caixa craniana é então removida. Isso é feito bem na sua frente, e em seguida te dão uma colher de chá com o qual você começa a cavucar o miolo do animal ainda vivo. Você corta os pedaços do miolo quente do macaco e come como se fosse um musse ou pudim.

Obviamente há riscos envolvidos no processo de comer um miolo de símio cru. Você pode pegar doenças como as encefalopatias espongiformes transmissíveis, do tipo Creutzfeldt-Jakob. O cérebro de macaco é comido no extremo oriente, sendo apreciado na China e em partes da Índia. Em alguns lugares o cérebro já vem separado do corpo do animal, servido em taças ou em pratos cobertos, para acentuar o aspecto dramático da iguaria. Quase sempre ele é comido cru, mas existem variações cozidas.

Aqui está um video que mostra todo o bizarro ritual que antecede o banquete grotesco. O video é uma simulação, onde o macaco não foi morto de verdade, mas dá pra entender como se dá a coisa no mundo real, onde os macacos realmente se ferram.

Top 10 das comidas mais nojentas do mundo

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

132 ideias sobre “Top 10 das comidas mais nojentas do mundo

  • 18 de fevereiro de 2010 em 13:30
    Permalink

    Philippe, o Cazu Marzu é comido sem as larvas. Quando se vai preparar o queijo para ser comido, este é colocado em um saco de papel por um tempo, para que as larvas se sintam sufocadas e saiam do queijo, fazendo um barulho que lembra o de pipoca. Também como na preparação da pipoca, quando o barulho pára é que é a hora de comer, pois é o momento em que todos os vermes estão fora do queijo. Além do mais, se não me engano, a produção e/ou comercialização do Cazu Marzu estão proibidas.

    Resposta
    • 18 de fevereiro de 2010 em 19:43
      Permalink

      Eu acho que é na Dinamnarca que tem também um queijo deste tipo, cheio de criaturinhas. Mas acho que são ácaros gigantes, e as pessoas comem o queijo com eles se mexendo. Eu vi isso num programa muito antigo que listava os dez mais de tudo, e passava no People and Arts quando o canal ainda prestava.
      Me parece que o queijo italiano tá proibido mesmo, mas algumas famílias continuam a fabricar ilicitamente. Valeu pela sua contribuição. Vou adicionar os dados lá.

      Resposta
      • 11 de dezembro de 2011 em 9:23
        Permalink

        não gostei achei cruel o que fazem com os ratinhos bebes
        e com os macaquinhosssssssssss

        Resposta
        • 25 de janeiro de 2020 em 19:41
          Permalink

          Nojentissimo já não como carne e ovo imagina o resto

          Resposta
      • 23 de fevereiro de 2015 em 9:37
        Permalink

        Sim, esta proibido na Itália pois pode fazer mesmo muito mal à saúde (uma doença nos intestinos). O Andrew Zimern, no Comidas Exóticas, foi até um local no interior da Itália e encontrou uma família que fazia o tal queijo cheio de larvas de moscas. Ele comeu um pedaço em que ainda havia algumas larvinhas se mexendo. Ele gostou muito. :/

        Resposta
    • 22 de fevereiro de 2010 em 0:26
      Permalink

      Em um documentario que eu vi National Geographic, algumas pessoas chegam a comer as larvas, mas deve ser raro, já que o o governo da Itália tenta conscientizar as pessoas do perigo desse queijo.

      Resposta
    • 25 de dezembro de 2010 em 23:47
      Permalink

      pelo amor de deus,, tantas comidas saudaveis para se comer, agora eu sei por que existe tantas doenças no mundo esses porcarias de pessoas q deve estar passando fome comem essas coisas e ficam dando geraçao a novas doenças!! e com isso talvez quem nao tem nada a ver com isso acaba pagando o pato!!! e por isso q esses paises tem tanto desastres!! eles merecem pelo q eles fazem!! eu odeio todas q comem esses animais q eles dizem ser exotico!! deus mandou os animais certos para nos comermos!! esses ignorantes claro ne nunca leu uma biblia!! estao ocupados matando os animais inocente!!! odeio todos eles!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! muito

      Resposta
      • 26 de dezembro de 2010 em 9:24
        Permalink

        Luciana, isso é uma coisa totalmente cultural. Você ACHA que Deus determinou os animais certos” para comermos porque é ocidental. Se fosse oriental pensaria diferente. Se nascesse na índia, acharia heresia comer uma vaca.
        Se Deus determinou algo para o Ser Humano comer, foram os insetos, uma vez que são de longe os animais em maior quantidade no planeta.

        Resposta
        • 20 de janeiro de 2017 em 16:12
          Permalink

          daqui apouco tudo eh normal, do homicidio ao canibal e o sexo bucal lesbal, ah dianal rossial-mobral-torroial que nojal, pra mim eh tudo mal, total xoxotal.

          Resposta
        • 20 de janeiro de 2017 em 16:14
          Permalink

          essas coisas mortas, alem de trazerem o sacrificio do animal morto, tem o sacrificio da terra consumida, do outro animal comido no caso das larvas e do vetor contaminario que muitos sao hospedeiros intermediarios e o homem definitivo, ou seja, uma fabrica de zoonoses e necroterio a ceu aberto.

          Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 13:34
    Permalink

    O Kopi Luwak aparece no filme “Antes de Partir” (The Bucket List). ahauauhauhauhauhua

    Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 13:53
    Permalink

    Philippe:

    Desta vez até eu que sou meio avestruz fiquei enojado. Essa de comer filhotes de rato e cérebro de macaco vivos foi foda. E eu que achava que comer morcego era o auge da podridão!
    Depois dessa o cu do javali passou a ser lindo! kkkkkk

    blargh

    Resposta
    • 18 de fevereiro de 2010 em 19:40
      Permalink

      Imagina poder contar na mesa de bar que você já comeu o cu de um javali? Hahahaha. Se cuida Pumba!

      Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 13:54
    Permalink

    é mole , tem gente que reclama da comida que come arroz e feijão e ovo!!! agora eu sei q eu realmente como bem mesmo!!

    Resposta
    • 28 de fevereiro de 2011 em 14:43
      Permalink

      é verdade viu q nojo jghgjghgjghgjghgjhgh

      Resposta
    • 13 de janeiro de 2012 em 15:00
      Permalink

      isto nao e nada nojonto vcs  nem esperimentaram para saber, se querem saber e uma delicia vcs q nao sabem o q e bom,vcs sao um banto de troxa,toscos e etc…

      Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 15:41
    Permalink

    Senti que devo contribuir ao site. Nunca tomei o Kopi Luwak, porém tomei um café parecido que era recolhido das fezes do Jacu. O nome do café: Jacu coffe ! Olha, eu paguei cerca de R$300,00 pelo quilo desse café, o Kopi Luwak estava quase R$1000,00. E querem saber? O melhor café que eu tomei em toda minha vida. Ainda quero experimentar o Kopi, pois deve ser muito mais gostoso que o Jacu coffe. Não é nojento nao gente eheheheh, é realmente muito saboroso

    Resposta
    • 18 de fevereiro de 2010 em 16:57
      Permalink

      Eh, gosto não se discute… =D =D =D

      Resposta
    • 18 de fevereiro de 2010 em 17:06
      Permalink

      Caraca, no mês de Fevereiro do ano que vem (2011), não vou entrar no Site não… ficou marcado que o mês 2 é o mês em que o Philipe nos presenteia com uma lista que ficará marcada por um longo período no meu subconsciente…, nunca mais vou reclamar qndo a “Dona Encrenca” preparar o básico “arrois, fejão e zoiaun”… que isso Philipe… rs!!! x_x x_x x_x

      Resposta
    • 18 de fevereiro de 2010 em 19:39
      Permalink

      Cacilda! Mil pratas por um café de cocô de gato? Até fiquei curioso de provar, hehehe. Agora entendi porque ele é inesquecível.

      Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 16:13
    Permalink

    Este mês de fevereiro foi, literalmente, nojento. Ainda bem que acaba no dia 28. :argh:

    Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 16:50
    Permalink

    Da uma regada de ketchup por cima, desce tudo! kkk…

    Philipe, o governo da Grã-Bretanha liberou seus arquivos sobre OVNIs em um site oficial. Se for baixar, baixe logo porque só vai ficar no ar durante um mês: http://ufos.nationalarchives.gov.uk/
    Tem conversa pra muito tópico aí!

    Abraço.

    Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 15:50
    Permalink

    Eu sou fresca e não como essas coisas.
    Apesar de ter comido olho de cabra.
    Mas dessa lista eu não conseguiria encarar NADA.

    Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 16:50
    Permalink

    O pior é o link “Veja ofertas” na foto do cérebro de macaco.

    Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 16:56
    Permalink

    Philipe,vc viu aquele programa sobrevivi do discovery esse final de semana onde o cara comia carcaça de cervo,larva de tronco e tudo não foi?

    Resposta
    • 18 de fevereiro de 2010 em 19:36
      Permalink

      Acho que é o “A prova de tudo” com Ben grills, né? Este cara é doente mental. A coisa mais nojenta que eu vi ele fazer nem foi comer esta minhoca gorda. Foi comer um bicho já em decomposição, que estava morto no sol a alguns dias.

      Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 17:08
    Permalink

    Essa parada de comer cérebro de macaco eu vi no filme “Indiana Jones e o Templo da Perdição”.

    Também tinha a tal da “surpresa de cobra”, que consistia numa cobra onde se cortava o corpo e de dentro saiam cobrinhas, ou vermes, ou sei lá o que diabo era aquilo. =P

    Lembro que também tinha uma sopa onde olhos de macacos eram cozidos junto…

    Vou ver se acho isso no youtube.

    Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 17:14
    Permalink

    Reparem que a China tá na maioria, país bizarro com pessoas mais ainda

    Resposta
    • 19 de fevereiro de 2010 em 1:39
      Permalink

      Pois é, né cara? Se pelo menos fosse com animais culpados… Mas inocentes? Tenha dó…

      ¬¬

      Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 17:16
    Permalink

    Tem que adicionar que o Kopi Luwak é o café mais caro do mundo. Não é nojento, pq o cocô é retirado antes de haver todo o processo de torragem e etc.

    Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 17:49
    Permalink

    Este post está miseravelmente nojento. Vou passar uns dois dias sem comer…

    Ainda bem que eu sou brasileiro…

    Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 17:52
    Permalink

    Com esse post Philipe, até o Ozzy Osborne passava mal… Vai um ovinho de cem anos aí?

    Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 18:22
    Permalink

    A larva do tronco e o café de cocô de gato nem chegam a ser tão repugnantes… Bom, se eu tivesse certeza que o gato se alimenta EXCLUSIVAMENTE do café, até arriscaria uma xícara. Agora, comer criaturas vivas é de uma crueldade bombardeante. Diferença cultural é o cacete.

    Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 19:36
    Permalink

    rapaz pensa em alguem que estava morrendoooooo de fome e ao ver essas “delicias ” de outro planeta perdeu completa e totalmente a tal da fome … parabens vc conseguiu algo quase que impossivel ( acabar com a minha fominha rsrs ) adoro seus posts vc escreve muito bem e é muito engraçado recomendo ele pra todos meus colegas . valeu felipe beijos

    Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 20:59
    Permalink

    Eu já tomei o café do cocô do Kopi Lowuak. Não paguei absurdos, apenas tive oportunidade de experimentar e, barista aprecisadora de cafés que sou, nem hesitei.
    Olha, é bom. No Começo eu achei que tava sentindo cheiro de cocô, mas ninguém mais tava sentindo então eu achei que tava só na neurose.
    Não vou dizer que foi o melhor café que eu já tomei, porque o fato de ser cocô me deixou neurótica. Mas não é ruim, não. Eu não pagaria para tomar, estou acostumada com misturas de grãos mais agradáveis. ‘
    Mas é o que um cara ali em cima falou… O cocô é retirado antes da torragem. E todos os grãos sempre passam por uma lavagem. Muita gente bebe café fermentado, a diferença é que esse é fermentado no intestino de um bichinho. Que é um Roedor, não um gato.
    Aqui no brasil tem o jacu, que é uma ave. Ela faz a mesma coisa que o bichinho, só que aqui no brasil ainda não tem o blablablá de produção ideal. Esse eu nunca tomei, mas dizem que é até melhor que o do Kopi.

    Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 21:16
    Permalink

    nossa, deu um revertério no meu estômago, pqp!

    Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 22:41
    Permalink

    fico imaginando viver na china, lá no interiorzão, só montanha e arroz pra tudo que é lado, quando aparece uma baratinha, vai pra panela mesmo! pra dar um tempero no arroz hehe!

    mais falando serio, cada cultura com seu ponto de vista!

    ps.: já prestou atenção, tudo que é iguária é afrodisiaco?

    Resposta
    • 18 de fevereiro de 2010 em 23:39
      Permalink

      Pois é. Isso que eu acho sacanagem. O china fica broxa e resolve matar tudo quanto é animal tentando levantar o falecido.

      Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 23:39
    Permalink

    que povo besta ficar matanto animais enquanto vivos grande bullshit

    Resposta
    • 20 de fevereiro de 2010 em 15:24
      Permalink

      Melhor matar enquanto morto? o_o

      Resposta
  • 19 de fevereiro de 2010 em 1:35
    Permalink

    Gostei! Fico imaginando como surgiram tais iguarias, um dia um garoto sem nada o que fazer enterra um ovo do galinheiro, dai 5 meses depois bate aquela falta de comida na região e depois de terem comido de tudo ele lembra e fala pro pai:

    -O pai! Lembrei que enterrei um ovo faz 5 meses!
    O pai responde:
    -O garoto, pega logo! Que é hoje que ele vira jantar…

    Deve ser sinistro…

    Já sobre o Cazu Marzu, na verdade, ele é comido das duas maneiras, o problema é que se as larvas estiverem mortas o queijo se torna tóxico mas a ingestão das lavas pode gerar problemas como infecção intestinal. E reiterando sua produção e comercialização foi proibida e até onde eu sei hoje só é encontrado no mercado negro.

    Resposta
  • 19 de fevereiro de 2010 em 12:14
    Permalink

    pow eu tava fazendo um lanche tive que me segurar pra num vomitar

    esse poste e “môto loko”

    Resposta
  • 19 de fevereiro de 2010 em 13:45
    Permalink

    Caraca! Muuuuito nojento. A minha sorte é que na net daqui os vídeos não abrem… senão a curiosidade seria mais forte, e o almoço seria mais fraco… Yarch!

    Resposta
  • 19 de fevereiro de 2010 em 16:15
    Permalink

    Nham-nham! Bateu uma fome eheheh!!!
    Pois é Philipe, nem deu pra sentir saudade e olha o MG aí de novo com um post nauseante, fazendo a alegria dos nossos estômagos! E olha que eu sou crucificado por gostar de bife de fígado!!!
    O cara aí que come o verme do tronco é o “a prova de tudo” mesmo; já vi o sujeito fazer espetinho de lagartixa e comer um bostão de búfalo (pra repor a água do corpo, esperto ele né?). Esse vídeo do macaquinho é do primeiro “Faces da morte” e não é simulação nada!!! O macaco se ferrou mesmo- Aliás nesse filme (ducumentário?)tb tem um povinho (uma seita?) comendo carne humana- Uma das coisas mais chocantes que eu já vi. De repente eles abrem o cara e começam a repartir as entranhas… Putz!
    Só acho que faltou colocar alguma coisa brasileira nesse ranking, tipo as iguarias de boteco como o ovo roxo, o torresminho peludo e as salsichas esbranquiçadas que vc jura que estão vivas.

    Resposta
    • 19 de fevereiro de 2010 em 17:23
      Permalink

      Hahaha. Boa dica. Em breve farei um post sobre as comidas mais estranhas do brasil – não necessáriamente as mais nojentas.

      Resposta
  • 19 de fevereiro de 2010 em 17:05
    Permalink

    Meu avô era do exército quando estava no seu auge. Teve que fazer uns contatos no exterior uma vez e, para ser cordial, teve que provar a comida local que o contato ofereceu: cérebro de macaco.

    Diz ele que era nojento. Comeu uns dois pedacinhos e empurrou com bebida, aí parou de comer.

    Resposta
  • 19 de fevereiro de 2010 em 19:03
    Permalink

    Achei muita sacanagem essa do macaco. Tem tanta coisa pra comer e tem gente que resolve logo torturar o coitado do macaco. E a da cabra tbm é foda, ale´m de ser nojento. o_o Crueldade com os animais.
    Agora queria ver se usassem uma pessoa e abrissem a cabeça pra comer os miolos dela.

    Resposta
  • 19 de fevereiro de 2010 em 23:51
    Permalink

    China, Coréia e India são as capitais das coisas gump. :O
    E essa coisa do café de caquinha de gato, aqui no ES tem uma coisa parecida.. só que é com um pássaro. Dizem que ele seleciona somente as melhores sementes, e por isso é tão caro. Eca. x_x

    Resposta
  • 20 de fevereiro de 2010 em 0:39
    Permalink

    Devo ter o estômago forte mesmo, pois estava lanchando e lendo o post, e não perdi o apetite não.

    Contudo, não comeria nenhum desses pratos por livre e espontânea vontade. Aos poucos estou me tornando vegetariano.

    Resposta
  • 20 de fevereiro de 2010 em 11:21
    Permalink

    Eu só fico imaginando o que se passou na cabeça da primeira pessoa que resolveu colocar as iguarias na boca. Como é que ela decidiu que aqueles negócios são comestíveis? Agora.. só uma dúvida: se o embrião é cozido, como ele pode ser comido cru? E… “matar animais vivos”? Como se mata animais mortos??

    Resposta
    • 20 de fevereiro de 2010 em 12:44
      Permalink

      O Balut é comido não totalmente cozido.

      Onde está escrito matar animais vivos? Procurei e não achei.

      Resposta
      • 20 de fevereiro de 2010 em 15:25
        Permalink

        num comment ali em cima 8D

        Resposta
  • 20 de fevereiro de 2010 em 15:31
    Permalink

    Lembrei de uma comida que merecia figurar entre essas bizarras aí… Sarapatel, já ouviu falar? É uma pasta gosmenta feita com sangue de carneiro/cabrito/bode/sei lá que se come muito no nordeste. Acompanha deliciosas tripas, mas se come separado, mesmo. Não é que nem galinha ao molho pardo, sabe, é sangue com farinha.
    Pô, esse assunto deu tanto pano pra manga aqui em casa, que é a quinta vez que eu mostro esse post pra alguém. Tem sempre um que vira e lembra de alguma coisa.
    Meu pai é militar e disse que, durante o treinamento, comeu uma galinha viva. Arrancou as penas na boca e comeu do jeito que tava, de tanta que era a fome.
    E eu tenho uma amiga, muito meiga e dócil, que fez alguns cursos de sobrevivência e contou como matou um coelho a dentadas e comeu do jeito que tava, sem nem um temperinho.
    É cada coisa que a gente vê, né? Pior é que eles nem eram pobre e tals, eles FORAM FAZER UM CURSO PORQUE QUERIAM. Que nem minha professora de linguística, que disse que já comeu esse pintinho vivo nojentão, aí. E que lá na China é proibidíssimo, por isso eles escondem quando a câmera chega perto.

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2010 em 3:18
    Permalink

    Philipe seu post caiu como um cocô na minha comida a semana inteira.

    Sempre que vou comer queijo lembro das larvinhas. Ontem fui pegar uns ovos de codorna p/ a salada e não consegui comer, imaginando-o preto semi-transparente, gelatinoso e fedendo amonia.

    Deus me livre! ahuahuahauhauh

    Resposta
    • 21 de fevereiro de 2010 em 10:23
      Permalink

      Foi mal aí, cara.
      Teve um tempo que eu fiquei assim. Não podia comer miojo que eu imaginava o macarrão se mexendo como se fossem lombrigas. Durou uns dois meses este troço.
      Sabotagem cerebral.

      Resposta
  • 22 de fevereiro de 2010 em 10:13
    Permalink

    Sou vegetariana (vegan) e nao vejo diferenca entre uma pessoa que come aranha e outra que come camarao; que bebe leite de vaca ou de gata ou rata; que come ovo de galinha ou de beija-flor. Para mim sao todos nojentos iguais, pois comem defuntos e secrecoes e celulas reprodutoras de animais. Acho uma tremenda incoerencia por parte dos carnivoros acharem que tais e tais animais sao nojentos e outros nao.

    Resposta
  • 22 de fevereiro de 2010 em 17:39
    Permalink

    GUMP!!!

    Aff eu sabia q existia um monte pessoas espalhadas pelo mundo que comem as mais diversar coisas q se pod imaginar, mas peraí, cérebro de macaco? filhote de rato recém-nascido? mais q merda, esses caras são uns retardados na minha opnião, e alguns ainda dizem que os “coitados” comem isso por não terem opção,axo isso ridículo, ahh vá platar batata meu, fikar comendo isso e outras coisas é gota d`agua, falta de comida aposto que não é pois muitos pagam caríssimo por essas ‘Iguarias”. Isso sem contar que é algo brutal e primitivo de se fazer, isso é ridículo…

    Mas enfim cada um é cada um, mas se um dia encontrar alguém que faça essas merdas……..afff

    Abraços a todos

    🙁 :X 🙁 :X 🙁 :X 🙁 :X 🙁 :X

    Resposta
  • 23 de fevereiro de 2010 em 12:50
    Permalink

    “E olha que eu sou crucificado por gostar de bife de fígado” foi ótimo!
    ahahahahahaha

    Resposta
  • 23 de fevereiro de 2010 em 14:50
    Permalink

    A história do cocô de gato eu já conhecia através do filme The bucket list com Jack Nicholson e Morgan Freeman. Sendo gambá ou gato do mato, “dá na mesma merda”.
    Acho que só essa vai, mas o resto é podremente intragável!

    Resposta
    • 24 de fevereiro de 2010 em 14:35
      Permalink

      “dá na mesma merda”!!! ahahuauhahuahuuhahua!!!
      dá no mesmo café tb.

      Resposta
  • 23 de fevereiro de 2010 em 22:47
    Permalink

    Tudo extremamente nojento. CREDÃO!
    Mas o cérebro de macaco chega a ser cruel. Muita maldade.

    Resposta
  • 24 de fevereiro de 2010 em 17:02
    Permalink

    é pessoal, nao eh facil embrulhou o estomago total, eu ja experimentei duas belezas desta lista, o ovo milenar e o cafe de coco, e só pra constar, o ovo milenar não é um ovo feecundado, é um ovo comum de pata ou galinha que é enterrado em solos ricos em minerais que vao penetrando pela casca e deixam ele desta cor agradavel devido a reaçoes quimicas, por incrivel q pareça ele não fede e nao tem gosto desagradavel (é igualzinho um ovo cozido) mas fiz força pra nao vomitar qndo comi o_O pq a aparencia é tensa! outra curiosidade é que o balut é um ovo fecundado e com embrião semi formado de pato, raramente é feito com ovos de galinha e são consumidos com exatamente 18 dias após a postura dos ovos, um dia antes e ainda nao estão bons, um dia depois e eles nao sao comidos (!!! nossaaa que diferença nao)! são comidos com sal e vinagre!
    abraços!

    Resposta
  • 13 de maio de 2010 em 15:16
    Permalink

    aquele video do macaco foi cruel eu acho que quem faz uma coisa dessas não humano e sim um monstro eu nunca na minha vida teria coragem de matar um animal tão bondoso e inocente como um macaco!!!
    voçês que acharam isso engraçado voçês não gente humana nem que se viva!!! x_x x_x x_x

    Resposta
  • 13 de maio de 2010 em 15:18
    Permalink

    :worry: :worry: :worry:

    Resposta
  • 4 de junho de 2010 em 5:33
    Permalink

    x_x Nossa, chega a ser uma coisa absurda , você pegar um bichinho vivo , sendo ele nojento ou não , no caso do rato , que todos ou pelo menos a maioria ve como uma coisa nojenta , e um macaquinho , que como você mesmo disse, tem sim sua semelhança com o ser humano , querendo ou não .

    Agora cortar a cabeça de um macaco, tando vivo ? isso é o fim..
    É o limite da crueldade, oque esse bichinho não deve sentir ,
    É o mesmo que você amarrar uma pessoa , e dizer por exemplo , eu vo come a tua perna , vai lá corta a perna da pessoa , tanto ciente, e come ,
    Sim , cada lugar tem seu modo alimentar , isso todos sabemos .. eu fico com raiva vendo isso , maltratar um animal desse jeito..
    Mais , concerteza pra mim isso é o fim dos fins ,
    Se eu pudesse , eu proibia uma coisa dessas ..
    E ainda por cima , quem se atrevesse a matar(desse jeit) e comer , iria preso e perdia as mãos.

    BjOs! =*

    Resposta
  • 2 de setembro de 2010 em 2:16
    Permalink

    nossa eu sou uma pessoa que come de tudo, mas coisas gostosas e bem feita, nem um cachorrro nao come isso eka é muito nojento como pode, mas faze o que eles lutam pela sobrevivencia
    mas dava para ter mais higiene e criatividade ate ta parecendo epoca do paleolitico kkk

    Resposta
  • 6 de setembro de 2010 em 18:56
    Permalink

    nosa que nojera oque eles comem

    Resposta
  • 9 de outubro de 2010 em 1:08
    Permalink

    sao todos uma cambada de porcos, esquece tradição, costume e coisas do genero, nada melhor que feijao ovo frito e farinha de mandioca. isso sim é comida. sem demora e sem frescura.

    Resposta
  • 15 de novembro de 2010 em 13:45
    Permalink

    cara muito nojento :wow: quase vomitei

    Resposta
  • 2 de dezembro de 2010 em 21:25
    Permalink

    Eu acho que a China e um pais muito firme.Mas comer essas comidas [animais mortos],Por mim ta estragando a popularidade dela.Sem ofensa.

    ps.vou ficar um bom tempo sem comer depois disso kkkkkkkkkkkkkk

    Resposta
  • 12 de dezembro de 2010 em 19:30
    Permalink

    que horror…nunca vi isso na minha vida…cruzes

    Resposta
  • 13 de dezembro de 2010 em 12:21
    Permalink

    nossa, que doente mental come cérebro de macaco? eles deviam comer a própria bunda isso sim!

    Resposta
  • 14 de dezembro de 2010 em 0:54
    Permalink

    a n o ratinho n affz eu n acredito q possa existir alguem tao ruim ao ponto de comer um ratinho vivo q droga esse tipo de gente deveria ser comido vivo tambem so q eles n dariam squeek seria algo bem mais agonizante

    Resposta
  • 13 de janeiro de 2011 em 20:26
    Permalink

    É por isso q esses fdps não vão pra frente, tão sempre na miséria passando fome e vivendo com guerras, aqui se faiz aqui se paga, tomara q morram tdo raça maldita.

    Resposta
  • 11 de março de 2011 em 21:22
    Permalink

    O queijo italiano com vermes é comido com os vermes mesmo e ele é encontrado na regiao sardenha mas é proibida a venda por questoes higienicas… voce so encontra se conhecer alguem de confiança que te possa fornecer… tive a experiencia de experimentar ele tinha mesmo os verminhos que se mechiam… o sabor é mais forte que o queijo normal… e voce nao consegue comer mais que um pedacinho so mesmo pra experimentar….

    Resposta
  • 21 de março de 2011 em 12:45
    Permalink

    rhghfruf bsggs gsvtsd yshf4151565

    Resposta
  • 4 de abril de 2011 em 17:20
    Permalink

    Meu deus, se esses paises fossem pobres, pelo menos teriam a desculpa de que falta comida e por isso comem de uma forma cruel os animais, mas como não são pobres não tem desculpas nenhuma para fazer essas crueldades. O brazil pode ser o que for, mas nunca ouvi falar que alguem comeu algum desses animais só por iguaria ou pelo fato de ser caro…Enfim as vezes Deus castiga e depois eles não sabem o porque……

    Resposta
  • 5 de junho de 2011 em 14:16
    Permalink

    que nojo vey isso kkkkkkkkkkkkkkk eka isso e muito nojento

    Resposta
  • 22 de junho de 2011 em 18:50
    Permalink

    nossaa….
    ke nojo!!!
    eu tava aki comendo  uma mixirica ….. aí eu olhei com cara de nojo pra mixirica…na hora q eu olhei eu vi uma larva …joguei a mixirica no chão e gritei … ai q nojo!!!

    Resposta
  • 22 de agosto de 2011 em 18:34
    Permalink

    Aquela imagem do queijo podre, parece vômito.

    Resposta
  • 23 de agosto de 2011 em 21:17
    Permalink

    aff credo numca vi coisamais nogenta na minha vida ai ssim deu me livre naum

    Resposta
  • 17 de setembro de 2011 em 9:23
    Permalink

    comidas deliciosas..fiquei até com água na boca kkkkkkkkkkkkkkk  -gostei mto desse site,ele é bem interessante vou visitar aqui sempre..

    Resposta
    • 17 de setembro de 2011 em 9:51
      Permalink

      Volte sempre, Cleiton. Você vai gostar do post de bebidas estranhas com bichos mortos dentro.

      Resposta
  • 25 de novembro de 2011 em 17:46
    Permalink

    credo que povo nojento matando os pobres dos animais para alimentar suas nojeiras, tem razao em que a maioria dos animais estao entrando em estinçao.aquele que funciona melhor que viagra se eu fosse homen prefiria deixar meu pinto muxo mesmo. do que aquela vitamina que horror.hahahah

    Resposta
  • 25 de novembro de 2011 em 18:08
    Permalink

    vai tomar no cu dessas pessoas que ficam comendo os pobres animais tomara que elas morram sendo comidas tambem para elas verem o tanto que e  bom sacrificar os animais de uma forma tao cuel .comer cachorro pelo o que eu sei ele e o melhor amigo do homen e nao o melhor prato .eles que vao pro inferno que os carregue.

    Resposta
  • 7 de dezembro de 2011 em 9:41
    Permalink

    numca mais eu vou tomar caFE

    Resposta
  • 27 de dezembro de 2011 em 11:05
    Permalink

    aqui na minha cidade se come coro de gato e de cachorro

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2012 em 1:15
    Permalink

    philipe, realmente tem coisas que é dificil de entender devido aos fatos de que muitas dessas coisas citadas aqui podem trazer um sério risco a saúde e o pior a vida mas vc esta de parabéns por sua interpletação aqui senti por varias vezes ancia de vomito mas ri muito com sua apresentação de pratos adorei!!!

    Resposta
  • 26 de março de 2012 em 16:20
    Permalink

    me deu fome agora, huuummmmm dlç

    Resposta
  • 20 de agosto de 2012 em 17:21
    Permalink

    Nossa! É porqueira de mais ! Como podem comer isso?? Povo doido!! Pareçe ter titica na cabeça , so pode , o mais nojento foi o célebro de macaco! Aquilo ninguem come !! Tenho certeza que quase ninguem gostou destas fotos mentirosas! Nem por um milhão como isso!

    Resposta
  • 24 de setembro de 2012 em 11:09
    Permalink

    ELES NÃO COMEM OS ANIMAIS COM A CARNE FRESCA SO COM ELA PODRE OU VIVA

    Resposta
  • 6 de dezembro de 2012 em 15:15
    Permalink

    Que maldade com os ratinhos tem um que na china pegam um cachorro vivo e penduram ele com um ganho ou seja perfurando ele e ainda dizem que a dor deixa a comida mais gostosa tomara q’esse povo q faz essas maldades a maioria com bichos inocentes tenha uma diarreia e parem no hospita.
    Aí o médico tira o jaleco e se transforme na pisadeira (pra quem náo sabe pisadeira é uma lenda brasileira em que uma velha de chinelos q anda pela barriga da gente quando a gente come muito antes de dormir) ai quanddo o icara cara dormir ele pisa em cima da barriga dele e fala aprendeu a liçáo seu idiota? Ah vao catar coquinho

    Resposta
  • 9 de dezembro de 2012 em 18:51
    Permalink

    o Ser Humano é UM LIXO É PORCOOOO O japãaao é nojentoooo ! este lixos tODOS SÃO UM LIXO

    Resposta
  • 11 de dezembro de 2012 em 1:51
    Permalink

    Que nojo, me deu dor na barriga de ver isso. Que tipo de pessoa come cérebro de macaco? que noooooooooojo.. e eu aqui que não como carne de porco … credo .

    Resposta
  • 4 de fevereiro de 2013 em 16:15
    Permalink

    ai que orro nunca vin uma coisa tao feia e triste como essa,.

    Resposta
  • 5 de fevereiro de 2013 em 11:40
    Permalink

    Deveriam pribir esse tipo de coisa, com os ratos, macacos, etc…
    Isso não é humano (se bem que se pensarmos bem é bem humano, pois somos os mais cruéis)
    Realmente da muita dó!!!

    Resposta
  • 14 de fevereiro de 2013 em 17:25
    Permalink

    Se eu que mal aguento comer um mamão, imagine uma rã ou cérebro de macaco.
    Estou completamente arrepiada principalmente com o churrasquinho da Mongólia e o ânus de javali.
    Nojento, mas como eu sou “meio” bizarra, eu acho nojentisses ou bizarrices uma coisa muito, mas MUITO legal.
    Parabéns pelo seu maravilhoso trabalho. Preferia o site do modo original, mas esse também é muito bonito! Acho que é porque me acostumei demais com ele.
    Abraços. Continue assim!

    Resposta
  • 27 de fevereiro de 2013 em 11:03
    Permalink

    Que merda bicho, o ser humano e nojento mesmo, podres.

    Resposta
  • 9 de março de 2013 em 2:26
    Permalink

    Quem come presunto, salsicha, salame, mortadela, linguiça, hamburgue (até os do MacDonald) estará comendo pedaços misturados de centenas ou milhares de animais mortos (galinhas, cabras, porcos, vacas etc…) e até fezes porque muitos desses produtos apresentam coliformes fecais…

    Resposta
  • 2 de abril de 2013 em 15:03
    Permalink

    Aqui no Brasil o XIQUE é café de jacú. Da mesma forma que o café do cocô dos gatos-do-mato (especie semelhante a que encontramos também aqui no Brasil) este é extrido das fezes do jacú (pássaro) e é também muito caro e sofisticado, dado à sua raridade.
    Na minha adolecência saia as vezes com um casal de tios que tinham um pequeno sitio (meu negócio era a piscina que eles tinham lá).Minha tia era apreciadora de comidas exoticase durante o trajeto até o sitio sempre comentava alguma coisa a cerca da algum prato curioso. Certa vez ela falou sobre uma “torta mofada”. Consistia em fazer uma torta quase como um mousse e esperar que criasse uma camada de “bolôr’ por cima. então se retirava essa camada e era isso que se comia. Repetia-se essa manobra até que todo o conteúdo fosse consumido. Realmente muito exótico! ARG!

    Resposta
  • 2 de junho de 2013 em 18:02
    Permalink

    “Não contém Glúten” ahhahahaha!

    Resposta
  • 3 de outubro de 2013 em 20:57
    Permalink

    O gato-de-algália, referido no texto acima, não é, na realidade, um gato propriamente dito. É assim chamado por analogia, isto é, porque sua aparência lembra vagamente a de um felino. Faz parte de um grupo zoológico que não está representado na fauna nativa do Brasil.

    Resposta
  • 9 de novembro de 2013 em 7:29
    Permalink

    Não sei como cheguei ao final desse post, mas sobre o cazu marzu, é o seguinte. As pessoas comem com as larvas sim. Mas o que ocorre é que as larvas se não forem bem mastigadas podem machucar seu estomago, ha ainda quem diga que na hora de comer elas podem pular no seu rosto. Porém se vc esperar elas morrerem naturalmente o queijo fica toxico. Então a fatia de queijo a ser comida é colocada num saco plastico, por que dai elas ficam sem ar e morrem e o queijo ainda pode ser ingerido.

    Resposta
  • 9 de dezembro de 2013 em 10:00
    Permalink

    Meu Deus do céu, além de nojento acredito ser alimentos com muita energia negativa, espiritualmente falando! Vendo isso vejo que o ser humano ainda é tão animalesco e involuído espiritualmente e moralmente por que pra ter coragem de comer essas coisas, animais ainda vivos, ter prazer em ver o sofrimentos de seres vivos, é por que realmente ainda não evoluiu seu lado ligado a Deus! Deprimente!!

    Resposta
  • 1 de julho de 2014 em 23:28
    Permalink

    Há gente com gosto pra tudo e uma iguaria dessas ou seja o cérebro do macaco retirado instantaneamente e apreciado cru deve ser muito gostoso mesmo…

    Resposta
  • 4 de julho de 2014 em 19:39
    Permalink

    Que tal experimentar uma dessas iguarias torcendo pelo Brasilsilsilsil

    Resposta
  • 12 de agosto de 2014 em 15:45
    Permalink

    o ser "humano" é mesmo o pior verme que temos na face da terra !

    Resposta
  • 4 de novembro de 2014 em 18:47
    Permalink

    Tem variação do suco de sapo que eles batem o bicho no liquidificador ainda vivo '-'
    Muito horrendo

    Resposta
  • 18 de janeiro de 2015 em 17:12
    Permalink

    O que eu acho?
    Bem se conhece a evolução do ser humano, pela qualidade de alimento que ele come, então se vc se alimenta de dor e sofrimento, ainda tem muito que evoluir, até concebo a idéia, no extremo do desespero ocasionado por um naufrágio, uma guerra, um acidente como aquele do Andes, é concebível por questão de sobrevivência, agora pagar para ter o prazer de ver um macaquinho indefeso vendo seu cérebro sendo comido por seres bestias, ratos sendo devorados por feras bestias, só p/ sentir o prazer da supremacia da raça, cuidado, vcs que se metem a fazer isso, o câncer está aí p/ por vcs em seus devidos lugares #ficaadica#

    Resposta
  • 3 de julho de 2015 em 10:55
    Permalink

    Primeiro, comer vaca, peixe, galinha … tbm e nojento, a única diferença e que voc não mata, os matadorea fazem isso, voc não e diferente de nenhum deles, essa pessoa q escreveu o artigo acha q existe diferença, quando na verdade não ! e isso deve ser coisa antigos, pois os antigos aqui no Brasil matavam seus próprios alimentos antes de consumir, e a decorrer do tempo muitos pratos típicos que hoje come tbm já foi preparado de modo ” primitivo” e acho pouco provável que isso seja a maioria, isso deve ser uma minoria que ainda se alimentar desse jeito !!!

    Resposta
  • 21 de novembro de 2019 em 1:42
    Permalink

    Boa noite…
    Realmente não dá pra encarar esses “quitutes”, ainda mais conhecendo a… procedência. De minha parte, nem me pagando!
    Só gostaria de fazer uma ressalva: o animal que “ajuda” na produção do cafezinho não é parente do gato nem do gambá: é uma civeta, parente do mangusto e da suricata (como o Timon de “O Rei Leão”), também chamada gato-almiscarado ou gato-de-algália – isso mesmo, além do café esse animal também “trabalha” na indústria de perfumes por causa do almíscar que produz.
    Mesmo não sendo necessária a morte de um bichinho desses, ele de certa forma vive um inferno em vida, tendo que produzir “matéria prima” em pouco tempo só por causa de um café tido como mais caro do mundo.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Alerta: Conteúdo protegido !!