Speed Painting do Véio Rosa

[youtube]https://br.youtube.com/watch?v=FevZ8KslPm0[/youtube]

Quem é o Véio Rosa?

Qualquer alfarrabista sabe que o Véio Rosa  foi um ancião que tinha por tarefa explodir as pedras de uma pedreira em Toledo – Paraná, transformando-as em britas. Também as quebrava usando uma picareta e por isso usava uma argola de cobre no braço para não dar cãibras. Certo dia calculou errado o tempo e quantidade de dinamite usada para detonar mais uma muralha, morrendo esmagado, soterrado.

Ok,ok, eu assumo. Copiei a explicação do Véio Rosa do blog da Irmandade do Véio Rosa. O blog amigo-parceiro-colega-camarada do Mundo Gump.  É claro que esta é apenas a minha concepção do Véio Rosa. Não necessáriamente a que corresponde a sua existência física quando “em sua condição mortal”.

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.
Previous article
Next article

Artigos similares

Comentários

  1. Philipe, eu, não, TODA A IRMANDADE está lisonjeada e muito agradecida pelo seu trabalho.
    Cara, quando você disse que ia fazer um speed paiting do Véio achei que fosse zueira, mas está aí e ficou muito tesão!!
    Meu, sério, valeu mesmo!
    Só que agora vai ter que mandar a imagem no meu email para mim publicá-la também!
    Abraço!

  2. incrível a facilidade com que vc desenha no photoshop. eu mal sei fazer montagens com fotos prontas, quanto mais esses lances aí!! vc tem talento cara!!

  3. Eu ainda não havia visto, acabei de assistir. Mas, como leitor assíduo da Irmandade, confesso que gostei mais do Véio Rosa!

    Resolvi tentar também e depois de tentativas frustantes não consegui fazer nada no Photoshop heheheh

    Vc só usa as brushes padrões do Photoshop ou costuma utilizar alguma especial? E tudo isso usando um mouse comum? É difícil pra cacete desenhar curvas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimos artigos

Gripado

O dia da minha quase-morte

Palavras têm poder?