Pastor aplica golpe de criptomoedas na igreja e embolsa a grana da galera, porque “Deus mandou”

Já, já aparece um vagabundo desses por aqui

Eu fico boquiaberto com o tanto de gente completamente inocente que existe na internet. Não me refiro a pessoas que pagam uma nota preta para ir nos almoços do Pablo Marçal ver o cara contar como conseguiu controlar um helicóptero em pane e ainda dar uma moral para o piloto,  ou como um especialista em IA diz que quer digitalizar a mente dele para criar uma super inteligência antes que ele morra e se perca o monstruoso manancial de informações sobre todas as coisas de sua mente privilegiada.

Em qualquer canal que você liga na Tv aberta vai ter lá um religioso de alguma denominação, pedindo esmola, garantindo que todo dinheiro que você der, voltará em grande volume pra você. No Instagram, estará cheio de gurus e gênios milionários esfregando na sua cara sua riqueza a bordo de carrões (quase sempre alugados) e te perguntando “qual é sua desculpa?”.
A sensação geral é que nunca houve tanto esperto, e eu desconfio que a resposta seja “porque nunca houve tanto bobo junto”.

A tecnologia deu às pessoas uma falsa necessidade do acesso fácil, o tudo na mão, o mastigado, o simples, o imediatismo deu lugar à perseverança. As pessoas oprimidas pelo mecanismo global de “moer gente”, se agarram a delírios e promessas de terras prometidas, dinheiro fácil, e seguem qualquer um que se arvorar como o Apóstolo, ou o Caminho, o Intermediador do sucesso quântico e outras putaiadas.

Eles pedem dinheiro pra eles, mas quem vai te pagar na teologia da prosperidade, que ELES querem te empurrar, é… Deus.

O povo segue sendo oprimido e dilapidado em seus sonhos. Isso acontece porque é concreto o fato de que há um problema sério se espalhando por aqui. Dizem que o QI médio do brasileiro despencou para abaixo do de um chimpanzé. Eu não sei, não acredito em QI, mas a falha segue lá, incontestável. basta circular por aí e conversar com as pessoas. O Déficit intelectual chega a impressionar. E isso não é algo daqui. Parece que está se espalhando pelo mundo. As taxas de leitura se reduziram muito desde que a internet de alta velocidade permitiu os vídeos. Novas redes sociais como o TikTok tornaram as pessoas viciadas na dopamina instantânea, as crianças estão virando zumbis na nossa frente e muitos pais se veem diante desse problema se sentindo impotentes.
As pessoas leem e não entendem o que leram. É assustador.

Eu fui com meu pai e minha mãe comer uma pizza outro dia. Pedimos uma media de palmito. A garçonete perguntou “pizza de que”? E eu: “palmito”.  E ela: “mas de que sabor?”
E eu: “palmito, ué”. E ela: “Ah, tá”.
E desenhou um rabisco num bloco. Eu acho que ela desenhou um palmito, maluco.

Eu desconfio que ela não sabe escrever. Depois, quando pedimos dois chopps ela trouxe três.  Tentamos com dificuldade explicar a a ela que éramos três mas íamos tomar dois chopps só, dividindo nas canecas, porque minha mãe bebe devagar.  A moça parecia anestesiada.
Essa coisa da pessoa parecer anestesiada eu testemunhei também com um funcionário aqui do meu condomínio. às vezes você fala e da pra ver que a pessoa está assim:

Eu converso e bato papo com todo mundo por aqui, sobre tudo, e eles gostam muito de mim. Num certo dia, ele me perguntou se eu achava que era verdade que “a Terra girava mesmo”.

Quando ele falou isso, os outros funcionários começaram a rir dele e ele ficou sem graça e fiquei com muita pena, porque o cara se retraiu. Mas eu dei uma moral pra ele falando que eu sabia do que ele estava dizendo, que eu vi um documentário da BBC que mostrava o que aconteceria se o mundo parasse de girar, do nada.

Eles pararam de zoar o cara assim, e ele até saiu como inteligente, mas depois, ele me pegou sozinho perto do elevador e perguntou o que eu achava.

Eu disse a ele que sim, que a Terra estava orbitando o Sol. E ele não entendia isso. Pra ele o sol que girava ao redor da Terra. Ou seja, meu amigo aqui do condomínio está vivendo numa compreensão anterior ao Heliocentrismo do Copérnico, de 1543.
A gente não pode aceitar que em pleno 2024 as pessoas ainda estejam assim. Isso é trágico demais! É brutalizante.
Ele me perguntou se a Terra está muito longe do sol. Eu disse que sim. Ele quis saber se era muito longe. Eu falei: Sabe a velocidade da luz?
E ele: A luz tem velocidade?
Então meia hora eu explicando que a luz tem velocidade, por isso que vemos o raio primeiro e só ouvimos o barulho depois.  Então eu consegui explicar que essa velocidade é 300 mil quilômetros por segundo, mais ou menos.
E ele:

Aí eu falei que a luz sai lá do Sol e leva oito minutos e pouco para chegar aqui. E ele:

– Nossa, mas então é muito longe, né?

Há algo errado no mundo. E talvez isso tenda a piorar. Dá pra perceber isso em videos como os de violência generalizada nos EUA, e até essa nova onda de Karens, umas senhoras que do nada surtam e entram num tipo de delírio persecutório turbinado por preconceitos raciais mais diversos.

As pessoas são ludibriadas de todo jeito, e aqui está um caso em que um pastor malandro usou criptomoeda para tirar proveito dos seus seguidores.

A cripto 171 do pastor

Um pastor do Colorado foi acusado de roubar milhões de dólares de sua própria congregação ao promover uma criptomoeda inútil, no qual afirmou que ninguém menos que o próprio Deus lhe disse para fazer isso.

Eli Regalado e sua esposa Kaitlyn estão sendo investigados por fraude após supostamente lançarem e venderem uma criptomoeda inútil como um investimento de baixo risco e alto lucro atrelado ao valor médio das 100 principais criptomoedas.
Na realidade, a INDXcoin era “iliquida e praticamente sem valor”, de acordo com a Divisão de Valores Mobiliários do Colorado, e só estava disponível através da exchange cripto proprietária deles, chamada Kingdom Wealth Exchange, que o pastor fechou no ano passado, tornando a moeda praticamente inútil.
Agora Regalado afirma que tudo foi ideia de Deus, embora admita que pode ter “compreendido mal” a sua mensagem.
A carinha do garoto ixxperto

“Foi em [20]21 de outubro passado que o Senhor trouxe essa criptomoeda para mim”, disse Eli Regalado em uma atualização de vídeo para “investidores” do INDXcoin. “O Senhor disse: ‘Leve isto ao meu povo para uma transferência de riqueza, quero que você construa isto.” Acreditamos na palavra de Deus e vendemos uma criptomoeda sem saída clara.”

Aparentemente, Deus realmente insistiu que Regalado construísse e promovesse o INDXcoin para seus seguidores, apesar de sua relutância em fazê-lo. Ele disse à Divisão de Valores Mobiliários que não tinha experiência anterior com criptomoedas , mas isso não fez diferença para o Senhor.

“Eu disse: Senhor, não quero fazer isso. Eu não sei como fazer isso. Não tenho nenhuma experiência neste setor. Eu não sei o que estou fazendo. Não quero me envolver em nada”, lembrou Regalado. “Deus está empenhado em fazer coisas novas e quebrar selos. E ele nos disse para fazer isso.

Já vi pastor picareta, mas esse grau de vagabundagem aí eu achei que só tinha em igreja neopentecostal no Brasil e África.

Eli e Kaitlyn Regalado são acusados ​​de anunciar o INDXcoin por meio de apresentações em sua igreja e em outras que ele encontrou por meio de outros pastores e arrecadar US$ 3,2 milhões de investidores crédulos que acreditavam que era uma criação de Deus. Embora ele tenha alegado que foi um mau funcionamento da exchange que significou o fim do INDXcoin no ano passado, os investigadores descobriram que o pastor e sua “varoa”  usaram pelo menos US$ 1,3 milhão para benefício pessoal.

“Dos US$ 1,3 [milhão], meio milhão de dólares foram para o IRS e algumas centenas de milhares de dólares foram para uma reforma de casa que o Senhor nos disse para fazer”, explicou Eli Regalado recentemente em um vídeo, mas os investigadores afirmam que eles ter evidências de outras despesas pessoais de fundos de investidores, como Range Rover, bolsas de luxo, joias , aluguel de barcos e aventuras em motos de neve.

“Alegamos que o Sr. Regalado se aproveitou da confiança e da fé de sua própria comunidade cristã e que lhes vendeu promessas bizarras de riqueza quando lhes vendeu criptomoedas essencialmente sem valor ”, disse o Comissário de Valores Mobiliários do Colorado, Tung Chan.

Casos assim são um prato cheio para os detratores das criptomoedas.

As criptomedas são um assunto complexo, e muitas vezes requerem alguma compreensão de conhecimentos fora do alcance do senso comum, como blockchain, validadores, Exchange, taxas, Defi e por ai vai. Muita gente se aventura no mar sem saber nadar nem o nado cachorrinho.  Se afoga, vira comida do tubarão e aí culpa o mar.

Dicas para não se ferrar com lobos em pele de ovelhas

Como sabemos, o mundo das criptos é empolgante e cheio de oportunidades, mas também pode ser um terreno fértil para golpistas e fraudadores justamente porque eles vão trabalhar na falta de conhecimento das pessoas. Por isso, é crucial tomar precauções para garantir que você esteja navegando com segurança nesse universo digital. Minhas dicas seriam:
0. Saiba a hora de dar no pé: Se sua religião, crença, credo, filosofia, grupo do condomínio, amigos da academia ou sei lá mais o quê, vierem com essa conversa, FUJA. FUJA. Apenas FUJA. Diga que vai cagar e desapareça.

1. Pesquise e eduque-se: Antes de investir em qualquer criptomoeda, dedique um tempo para pesquisar e entender se existe um projeto por trás dela, sua tecnologia, equipe de desenvolvimento e histórico. Educação é a chave para tomar decisões informadas e evitar cair em golpes. Você precisa entender o mínimo do mínimo pra não levar no roskoff. Por exemplo, moeda que tem mais de UM TRILHÃO de oferta, vai valer nada ou algo muito perto de nada, como seis casas depois da vírgula.  A fração da fração, da fração da fração da fração da fração do centavo. Isso é comum em moedas apelidadas de moedas “meme”.
Meme é zoeira. Se você vai botar seu dinheiro numa zoeira, alguém vai rir e possivelmente não vai ser você. Mas isso é diferente de você ser um investidor de risco do tipo tresloucado. Dá pra ficar rico, tipo o maluco que fez 5 Bi de dólares com uma moeda que não valia nada. Mas as chances de se ferrar são enormes. Colossais.

2. Mantenha suas chaves privadas seguras: Suas chaves privadas são essenciais para acessar e controlar suas criptomoedas. Nunca compartilhe suas chaves privadas com ninguém e armazene-as de forma segura, preferencialmente offline em uma carteira de hardware. Outro dia um cara foi fazer uma live e burramente mostrou na tela por dois segundos um TXT com a senha da carteira dele. Ele se ligou em um minuto, mas nisso nego já tinha RAPADO tudo da conta do cara. Não tem pra quem chorar.

3. Verifique a autenticidade dos sites e aplicativos: Ao usar plataformas de negociação ou carteiras online, verifique sempre a autenticidade do site ou aplicativo. Evite clicar em links suspeitos e sempre confira se está no site oficial da plataforma.

4. Evite esquemas de enriquecimento rápido: Desconfie de promessas de lucros rápidos e garantidos. Esquemas de pirâmide e esquemas Ponzi são comuns no mundo das criptomoedas, mercado de ações, e negócios diversos em geral e podem resultar na perda total dos seus investimentos.

5. SEMPRE Utilize a autenticação de dois fatores (2FA): Ative a autenticação de dois fatores sempre que possível para adicionar uma camada extra de segurança às suas contas. Isso dificulta o acesso não autorizado, mesmo que alguém tenha suas credenciais de login.

6. Seja cauteloso com ofertas de investimento duvidosas: Fique atento a ofertas de investimento que prometem retornos garantidos ou parecem muito boas para ser verdade. Sempre faça uma investigação minuciosa e consulte profissionais financeiros antes de tomar decisões de investimento.

7. Mantenha seu software atualizado: Mantenha seu software de segurança, sistema operacional e carteiras de criptomoedas sempre atualizados para proteger seus dispositivos contra vulnerabilidades de segurança conhecidas.

8. Vão tentar te fisgar: Nunca, jamais, em hipótese alguma, confie num email da corretora falando que você precisa clicar num link pra ver um negocinho aqui rapidinho.

9. Aprenda enxergar: Já reparou que toda prostituta precisa ficar gostosa e provocante? Elas fazem isso pelo mesmo motivo pelo qual todo 171 vai demonstrar riqueza pra você. Eles sabem que você vai julgar o livro pela capa. Marketing é sedução.

Lembrando sempre que, criptomoeda é investimento de alto risco. Se não é seu perfil de investidor, não entre nisso. Foque em renda fixa e deixe o banco enriquecer com sua grana, ou compre títulos da divida do governo.

Embora as criptomoedas ofereçam inúmeras oportunidades, é essencial manter a segurança em primeiro lugar. Esteja sempre alerta e proteja seus investimentos para desfrutar de uma jornada segura e bem-sucedida no mundo das criptomoedas. Na duvida, de entrar em algo que parece desafiador demais, não entre.

Se entrar e faturar alto, não CONTE na porra da internet nem no bar nem em ligar nenhum. Fique com sua boca grande fechada. Não conte nem pra parente.

Se entrar, prefira não arriscar todos os ovos numa cesta apenas. Aprenda “gerenciamento de banca” e entenda que você vai pegar 100% do valor a ser investido e vai quebrar ele em três blocos de 30% e separe 10% para o ultra risco doideira – considere grana que vc vai perder.  Às vezes esses 10% surpreendem pra caramba. Chamamos de “troco da pinga”. Vc pode suar ele para estudar modalidades, como empréstimo-crypto com juro zero, ou Defi, ou poupança em criptomoeda…

Somente com um dos 30% deles você deve investir em moedas de maior risco, mas que podem apresentar crescimento exponencial. O resto, coloque uma parte no “seguro” em moedas de projetos concretos, como o Bitcoin. A outra parte em uma moeda pareada com o dólar, com o USDT. Essa é a caixa da grana que você usa para comprar quando o mercado cair. CAIR. repita: CAIR.

Quando todo mundo falar “Bitcoin morreu”. É essa a hora de comprar. Todo ano isso acontece várias vezes. Se você ver um montão de ícone de foguetinho por aí, segure a onda e não compre. Venda o que subiu demais no seu portfolio, e junte um pouco de USDT para esperar o outro momento de flop de mercado global e os arautos do “bitcoin morreu, agora é sério!”.

Mas só faça isso se responder sim nas três perguntas abaixo:

  1.  Você sabe para que serve o Bitcoin e como ele surgiu?
  2.  Você sabe como que funciona o Bitcoin?
  3.  Você sabe o que é Halving? Sabe quanto o bitcoin valorizou frente a todos os demais ativos do planeta (ouro, dólar, euro, metais variados) desde sua criação?

Se sua resposta foi não para uma das três não bote sua grana nisso, cara. Bota num fundo imobiliário, ou compre ações da Weg.

Se seu pastor ousar falar a palavra “criptomoeda”, FUJA.

 

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Advertismentspot_img

Últimos artigos