Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Os povos indígenas locais do Alasca, chamados de Inuit, veem regularmente uma estranha criatura humanoide, com cerca de 3 metros de altura e coberta de pelagem espessa. Alguns afirmam que viram com seus próprios olhos como cervos assustados fugiram desse monstro.

Os anciãos afirmam que esta criatura tem o nome de Thornith e que viveu ao lado dos Inuit por muitas centenas, senão milhares, de anos.

O Thornith é frequentemente mencionado nos mitos folclóricos locais e é considerado um predador sanguinário. Os Thornith são morfologicamente similares à descrição do yeti ou “pé grande”. O bicho parece ser onipresente, e as pegadas da criatura lembram pés humanos gigantescos.

O criptozoologista Andrew McGrath diz que o vizinho de Thornith, o Sasquatch, possivelmente é um animal com tendência a uma alimentação mais herbívora, comendo principalmente raízes e frutos silvestres, enquanto o Thornith seria 100% carnívoro e adora carne de veado. Andrew conta:

Há uma família inuit que sai todo outono para caçar veados na floresta entre Barrow e a comunidade Atkazuk. Eles afirmam ter encontrado Thornith várias vezes e até mesmo o viram perseguir uma manada de veados. Naquele momento, eles estavam a apenas uma milha de seu acampamento temporário quando de repente, viram uma manada de cervos caribu correndo em sua direção, perseguidos por uma grande criatura negra. Em outra ocasião, a família viu três figuras negras altas observando-os da colina perto de sua cabana.

Essas criaturas parecem perigosas, mas até o momento não há indícios de conflitos, com eles mantendo uma postura já conhecida de comportamento arredio, escondendo-se e olhando de longe. Apesar de arredios, eles parecem ter grande curiosidade sobre a atividade humana cada vez mais comum em seu habitat.

“Outra testemunha ocular afirmou que quando ele estava navegando em um barco, esta criatura o perseguiu, correndo ao longo da margem rio abaixo, até que desapareceu no matagal.”

De acordo com McGrath, para os céticos, a única explicação lógica é que essas estranhas criaturas negras poderiam ter sido confundidas com ursos polares gravemente calvos. É sabido que os ursos polares têm pele preta e se um urso ficar decrépito e seu pelo começar a cair com força, ele parecerá muito estranho externamente. Principalmente se ele se levantar sobre duas patas traseiras.

Seria possível que as visões do Thornith fossem um urso polar com problemas de sarna sem pelagem? Pessoalmente não acredito, pois sem pelagem um urso polar não duraria nada na região polar que habita.

Não obstante, ursos polares doentes claramente não podem explicar todos os encontros com yeti no Alasca, e caçadores experientes como o povo Inuit dificilmente se confundiriam ao distinguir algo estranho de um urso careca.

A criatura teria sido registrada por um caçador por volta do ano de 2011:

 

Mesmo com a distância e as arvores atrapalhando, pode-se ver uma grande criatura se movendo com agilidade por entre as arvores.
Essas coisas realmente existem? Eu não sei dizer, mas muita gente acredita que sim, e isso inclui até pessoas que se meterema no assunto para poder debunkar o pé grande. Eu falei sobre isso nesse post nesse outro aqui e também nesse aqui e mais nesse aqui.

fonte

Os Inuit do Alasca e o Yeti caçador

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Uma ideia sobre “Os Inuit do Alasca e o Yeti caçador

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Alerta: Conteúdo protegido !!