O mistério dos caixões que mudavam de lugar

Em 1812, a paradisíaca ilha de Barbados era uma colônia britânica, quando ficou famosa por uma história macabra e incomum: A história dos caixões da família Chase.
Na época, as famílias abastadas construíam criptas caprichadas para guardar os caixões dos entes queridos.
Com os Chase não foi diferente. Eles construíram sua cripta no cemitério da igreja de Christ Church Parish, em Barbados. Três irmãs morreram em circunstâncias distintas na mesma época e seus corpos foram cuidadosamente colocados nos caixões na cripta.
Algum tempo depois, o pai das moças, Thomas faleceu. Quando os familiares entraram na cripta para depositar o cadáver, notaram algo estranho: Os caixões das irmãs estavam fora do lugar.
Então eles reordenaram os caixões.

Anos mais tarde, quando voltaram a abrir a cripta, os quatro caixões estavam novamente desordenados, de forma inexplicável.

Ao morrer um quinto membro da família, o episódio se repetiu, mas, dessa vez, o governador Lord Combermere decidiu colocar areia em volta de toda a cripta, para tentar descobrir a origem de tal desordem.

Meses depois, ele regressou com outros homens para averiguar o estado da cripta e, embora ela estivesse selada como sempre, os caixões novamente se mostravam desordenados, mas a areia não apresentava nenhuma marca. O mistério jamais foi desvendado.

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Advertismentspot_img

Últimos artigos