Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Envolta em uma impressionante mata, no parque de Villa Demidoff (ao norte de Florença, na Itália), há uma gigantesca escultura do século XVI, conhecida como “Colosso dell’Appennino”, ou o Colosso Apenino.

A escultura impressionante foi concebida pela primeira vez em 1580 pelo escultor italiano Giambologna. Como um guardião da lagoa em frente a ele, o gigante está em uma pose vigilante interminável, empoleirado em cima de seu assento de pedra.

No passado, esta colossal escultura ficava em meio a uma série de outras estátuas de bronze, muitas das quais agora já foram destruídas ou roubadas. O colosso, por ser de pedra, resistiu a séculos no mesmo local, conseguindo manter sua composição figurativa em todo esse tempo.

O parque em que o colosso está situado, foi construído como uma propriedade para a amante de um duque italiano. Esse belo local serve como o cenário perfeito para o gigante. Sua presença apresenta uma conexão entre o homem e a natureza. O tamanho massivo da estrutura também ecoa a relação de impacto.  O colosso apresenta uma ligação surreal com a natureza exuberante de seus arredores. Ali estão árvores seculares, entre as quais carvalhos, robles, cedros e castanheiros-da-índia,

 

Este elemento, que se mantém como o elemento mais notável do conjunto original, possui uma altura de dez metros, com a parte baixa ocupada por uma gruta hexágona, a partir da qual se acede, através de uma escada, ao vão escavado na parte alta do corpo e na cabeça, com iluminação para os olhos no interior. Exteriormente a estátua é ornada por esponjas e concreções calcárias, das quais corria água para a piscina abaixo.

O colosso Apenino

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

2 ideias sobre “O colosso Apenino

  • 4 de janeiro de 2019 em 20:28
    Permalink

    Philipe, tô adorando essa atividade de volta no teu blog. O Mundo Gump hoje é uma ilha solitária de conteúdo fantástico, diferente, surreal e único, nessa pasmaceira de sempre, da realidade, política, esportes, o chamado conteúdo normal do dia a dia. Ainda bem que você não desistiu.

    Ontem, estava “surfando na internet” quando me deparei com um podcast dedicado a pilotos de jato, e nesse episódio em específico, entrevistaram o comandante Fravor, que foi um dos militares presentes durante aquele avistamento de OVNIs em 2004 e que veio a público ano passado ou retrasado. Talvez você se interesse – http://www.fighterpilotpodcast.com/podcast/035-ufos/

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Related Posts