Nadando com as águas vivas

Sharing is caring!

Aparecendo na lista das criaturas mais venenosas do mundo, estes invertebrados dos oceanos são altamente temidos. Mas pessoas corajosas nadam com as águas vivas no Mar Negro, que fica ao sul da Russia.

Ocorre que lá as águas vivas não possuem predadores naturais e sendo assim, proliferam-se aos milhões e devido a abundância de alimento e ausência de risco, perderam sua capacidade venenosa.

 

 

 

As águas vivas são criaturas sensacionais.  Dos mais antigos organismos complexos existentes no nosso planeta elas possuem uma variada gama de formas e características tão estranhas que parecem até alienígenas no nosso planeta.

Fonte 

Comments

comments

Luminária Ufo

10 comentários em “Nadando com as águas vivas”

  1. [quote post="1764"]Cara… como sempre adoro os posts do MG… mas to sentindo falta de novidades sobre o boneco do Viking… e ai? Noticias?[/quote]

    O povo não tá clicando nas propagandinhas, isso me atrapalha pq sem grana, eu tenho que dar saltos mortais para pagar as contas e aí boneco, post e tudo mais de legal, vão ficando em segundo plano…

    Cara minha idéia é começar o viking provavelmente na Terça. Até lá, estou preso tentando dar uma arrumada na minha vida. (fazer a demoreel de 2008 e colocar a reforma do site pessoal no ar) Operation “Hire me” iniciada em situação emergencial.

    Responder
  2. [quote comment=""]

    “devido a abundância de alimento e ausência de risco, perderam sua capacidade venenosa”

    Isso nao seria um pouco “Lamarck” de mais ?
    [/quote]

    Isso não tem nada de Lamarck, é seleção natural. Tudo que não é usado tende a ser deixado pra trás, porque afinal de contas gasta genes, gasta recursos – nesse caso pra fabricar venenos e órgãos injetores – e tantas outras coisas. Basicamente, um mutante não-venenoso que apareça em uma população de venenosos terá, por isso, uma vantagem evolutiva (já que o veneno não será usado e ele não gasta recursos à toa) e seus genes serão passados mais freqüentemente que os de seus congêneres venenosos.

    Responder
  3. Nao querendo transformar isso em uma discussao sobre teoria da evolucao, mas acho que voce está equivocado.

    Ser portador de uma caracteristica nao “gasta recursos”, e porque um nao venenoso, em uma populacao de venenosos tem vantagens ? É o mesmo que dizer que alguem com 5 dedos tem vantegem sobre alguem com 6 dedos.

    Responder
  4. Pela teoria da evolução, a água viva perdeu o veneno porque ela não precisa de veneno, já que tem comida sobrando lá e nenhum predador. Só isso. È como aconteceu com a gente. Se sobra comida e não tem ninguém pra te matar, ocorre explosão populacional.
    A melhor explicação é que o meio afetou diretamente a evolução dessa espécie. Outra possível explicação para isso é a coincidência. Pode ter ocorrido uma mutação em uma água viva que acabou passando para os descendentes. Como o meio propiciou uma explosão populacional, com o tempo os genes defeituosos dos sem-veneno predominaram e as águas vivas ficaram todas assim.

    Responder
  5. Sem entrar nos méritos da evolução, uma explicação pode ser que as águas vivas ainda são as mesmas (venenosas), mas simplesmente os níveis de veneno estão baixos porque o ambiente não as pressiona nesse sentido. Num momento que elas começarem a ser atacadas, ou em que fique mais difícil conseguir alimento, elas poderiam gradualmente produzir mais veneno para se defender e conseguir alimento mais facilmente. Num fenômeno semelhante à musculatura humana, que quando não é usada atrofia, e quando é exercitada ao limite cresce assustadoramente. Mas isso só um especialista nessas águas vivas poderiam comprovar ou não.

    Outra explicação (que pra mim a mais simples), é que essa espécie de água viva se alimenta de plâncton e simplesmente nunca possuiu nenhum veneno que possa agredir um ser humano. Por isso a mulher está tão sorridente! 😀

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Apoie este projeto

Criar este website não é uma tarefa fácil. Mais de 5000 artigos, mais de 100.000 comentários e conteúdo próprio, demandam muito trabalho. Saiba como você pode ajudar a manter o Mundo Gump cada vez melhor e evitar que ESTE SITE ACABE
Ajuda aí?
MUNDO GUMP – © 2006 – 2020 – Todos os direitos reservados.