Microondas – Troço estranho

Aproveitando que o post de baixo é sobre a lãmpada, este aqui vai ser sobre o Microondas.
Algumas pessoas sabem porque ouviram falar, mas eu descobri da pior maneira que não dá pra cozinhar um ovo no microondas. Deixei uns dois minutos e quando fui quebrar a casquinha, pulou uma criatura fervente na minha cara, como um facehugger do filme Alien.
Por sorte eu tava de óculos e havia um pano de prato bem ao meu alcance, que usei pra esfregar aquela meleca malcheirosa e quente da minha cara antes que a queimadura fosse mais séria. O susto foi grande.
Depois disso passei a ter um pouco de receio com os experimentos no microondas.
Quando eu era solteiro, vivia fazendo este tipo de experimento. Uma vez soltei uma mosca varejeira viva no microondas da minha mãe pra ver o que acontecia.
Não aconteceu nada, ela tava voando e caiu. Quando vi, ela tinha ficado oca. Essa experiência do inseto oco eu ainda fiz com uma barata, mas ela pareceu estourar. Deu um fedor nojento e com o trabalho de limpar aquilo sem deixar pistas, desisti de fazer “pesquisas científicas” com o microondas da minha mãe.
Mas então, aqui está um video interessante sobre curiosidades do microondas:


Nele podemos ver que ao cortar uma uva e ligar o microondas em potência máxima, ela PEGA FOGO.
Outra interessante é colocar um CD no microondas. Dá um monte de raiozinho tipo “de volta para o futuro”.
E a melhor de todas é a que você pega um copo de leite, coloca dentro uma lâmpada incandecente comum. O resultado Ao ligar o microondas, a lâmpada acende!

Outra coisa estranha é um sabonete colocado no microondas que vira “a coisa”. Hahaha, esse é muito estranho mesmo.

Outra coisaa, pouca gente sabe, porque o fenômeno é um pouco raro, mas a àgua EXPLODE se ficar exposta ao microondas por muito tempo. Já aconteceu comigo e por pouco não me queimei.
A explicação para isso é meio complicada: A água é bombardeada pelas microondas e começa a vibrar e por isso esquenta. Quanto mais exposta, maior a taxa de vibração. Chega a um ponto tão alto de vibração que ela parece estabilizar. E pára de ferver. Isso não significa que ela esfriou. Significa que ela tá tão quente, mas tão quente que ultrapassou o ponto em que ferve. Isso é especialmente comum em recipientes de vidro puro e água limpa com baixo teor de impurezas. Então, ao adicionar açúcar ou uma colher de metal no copo que estava aparentemente parado, isso faz com que a temperatura desça do patamar acima dos cem graus e atinja o ponto de ebulição máximo da água em menos de um segundo. O resultado é que de uma hora pra outra, voa água fervente pra todo lado. Um efeito que parece até mágica. – E que já levou muito queimado pro hospital.
Aqui está a prova.

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.
Previous article
Next article

Artigos similares

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Advertisment

Últimos artigos