Irídio: O metal raro mais precioso que o Ouro

Descobrindo o Irídio: O Metal Nobre Além do Ouro

O mundo dos metais preciosos guarda segredos fascinantes, e entre eles, o Irídio emerge como uma joia rara, superando até mesmo o valor do ouro. Vamos explorar as características que tornam esse metal único e extremamente valioso.

Irídio vs. Ouro: O Duelo pela Supremacia

A Resistência Inigualável do Irídio

Irídio: A Resistência que Desafia o Tempo

O Irídio é reconhecido por sua notável resistência à corrosão e à oxidação. Enquanto o ouro pode perder seu brilho ao longo do tempo, o Irídio permanece inalterado, resistindo aos elementos e desafiando o envelhecimento.

O irídio é um metal muito resistente porque tem uma alta temperatura de fusão, uma alta densidade e uma baixa reatividade química. Ele é considerado o metal puro mais resistente à corrosão conhecido, pois resiste ao ataque de ácidos, sais e óxidos. Ele também é muito duro e frágil, o que dificulta sua moldagem ou usinagem.

A Preciosidade da Densidade

Irídio: A Densidade que Surpreende

Com uma densidade extraordinária, o Irídio conquista seu lugar como o metal mais denso conhecido. Essa característica não apenas confere um peso distintivo, mas também destaca sua raridade, tornando-o um tesouro cobiçado.

O Irídio na Indústria: Além do Brilho

Irídio
Irídio: Achar uma pedra desse metal te deixa bem de vida!

A Versatilidade nas Aplicações Tecnológicas

Irídio: Poder Além da Estética

Além de sua beleza singular, o Irídio desempenha um papel crucial em diversas aplicações tecnológicas. Desde a fabricação de dispositivos eletrônicos até a indústria aeroespacial, sua versatilidade é um recurso indispensável.

O irídio é encontrado principalmente na África do Sul, como um subproduto da mineração de platina e paládio. Ele também é abundante em meteoritos, pois é um dos poucos elementos que podem sobreviver às altas temperaturas e pressões do impacto cósmico.

O irídio tem muitas aplicações industriais, como motores de aeronaves, catalisadores de automóveis, tubos de águas profundas, velas de ignição, dispositivos médicos e eletrônicos. Ele também é usado para produzir hidrogênio, uma fonte de energia limpa e renovável, pois é um excelente catalisador para a eletrólise da água.

O Irídio na Medicina: Um Toque de Cura

Irídio: Curando com Elegância

Descobertas recentes revelam que o Irídio pode ter propriedades medicinais, abrindo portas para avanços na pesquisa médica. Esse metal precioso não só brilha em joias, mas também na busca por soluções inovadoras na área da saúde.

Hoje sua aplicação maior são em ligas especiais.

Devido à sua dureza, é como agente endurecedor em ligas de platina. Outros usos:

  • Para fabricar cadinhos e outros dispositivos que requerem altas temperaturas.
  • Contatos elétricos como, por exemplo, na liga Pt/Ir (velas de ignição).
  • As ligas dele com o ósmio são quase que inteiramente empregadas em penas de canetas do tipo tinteiro, agulhas de toca-discos, agulhas de bússolas, agulhas de injeção e eixos de diversos instrumentos
  • O irídio também é usado em lentes de óculos de sol.
  • O irídio é usado como um catalisador para a carbonilação do metanol produzindo ácido acético.
  • O isótopo Ir-192 é usado em radiografia industrial
  • Seu isótopo 192 é largamente empregado em braquiterapia de alta taxa de dose, uma modalidade de tratamento de radioterapia para tumores malignos.

As ligas desse metal com ósmio são denominadas “osmirídio” aquelas que contem maior quantidade de ósmio e “iridiósmio” aquelas que apresentam menos ósmio.

Curiosidades históricas

Esse metal intrigante foi descoberto em 1803 por Smithson Tennant em Londres, Inglaterra, junto com o ósmio num resíduo colorido escuro de petróleo bruto, dissolvendo o resíduo de platina em água régia. Posteriormente, este elemento foi nomeado a partir da palavra latina que significa “arco-íris” porque seus sais são altamente coloridos.

Uma barra desse metal foi usado como padrão para a unidade de comprimento (metro) e unidade de massa (quilograma) pelo Departamento Internacional de Pesos e Medidas, mantido em Sèvres, perto de Paris. Esta barra é formada por uma liga. De 1960 até 1983, a barra de Paris como unidade padrão de comprimento metro foi substituída pela definição do comprimento de onda da emissão vermelha-alaranjada de um átomo de Kr-86. Atualmente o metro é definido como sendo o comprimento do trajeto percorrido pela luz no vácuo, durante um intervalo de tempo de ¹/299.792.458 de segundo (unidade de base ratificada pela 17ª CGPM — 1983).

O evento KT, marco de tempo entre as eras do cretáceo e o terciário no tempo geológico, foi identificado por um fino estrato de argila rica nesse metal. De acordo com muitos cientistas, como Luis Alvarez, ele seria de origem extraterrestre atribuído a um asteróide ou cometa que chocou com a Terra, perto de uma região que agora é a Península de Iucatã.

Entretanto, o cientista Dewey M. McLean do Instituto Politécnico da Virgínia (EUA), acredita que ele tenha origem vulcânica. Sabemos que o núcleo da terra é rico em Irídio, e o vulcão “Piton de la Fournaise” (“pico da fornalha”) na ilha Reunião, por exemplo, está liberando partículas desse material até hoje.

Conclusão: O Irídio – Uma Jóia Indomável

Por suas características fenomenais, o irídio é um metal muito valioso, pois é muito escasso e muito demandado. Neste ano, o seu preço subiu 131%, superando até o aumento do bitcoin.

Atualmente, seu valor é mais de três vezes superior ao do ouro.

Aliás, não é só o irídio que vale mais que o ouro, existem vários materiais raros que custam uma fortuna. 

Mas nem todo Irídio é seguro. O irídio metálico geralmente não é tóxico por ser pouco reativo, entretanto os compostos de irídio devem ser considerados altamente tóxicos.

À medida que exploramos as profundezas do mundo dos metais preciosos, o Irídio se destaca como um verdadeiro tesouro. Sua resistência, densidade e aplicações inovadoras não apenas o colocam acima do ouro, mas também o tornam um símbolo da excelência metalúrgica.

Então, da próxima vez que ponderar sobre a preciosidade do ouro, lembre-se do Irídio, a joia indomável que brilha ainda mais intensamente.

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Advertisment

Últimos artigos