Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

Muita gente já conhece este fungo,mas sempre tem alguém que nunca viu, então aqui esta uma boa dica do Lucas Gimenes. O fungo bizarro que faz a formiga virar zumbi.

 

 

Fungo bizarro transforma formiga em zumbi

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

14 ideias sobre “Fungo bizarro transforma formiga em zumbi

  • 24 de abril de 2012 em 10:00
    Permalink

    Philipe, baseado neste fungo, a Sony está fazendo o jogo “Last of Us”, veja o trailer, muito bom, um novo conceito de zumbi.

    Teaser: http://www.youtube.com/watch?v=aGXGlI21uHU
    Trailer: http://www.youtube.com/watch?v=qLGxubfC1Ik

    Resposta
    • 24 de abril de 2012 em 10:14
      Permalink

      Esse vai ser bom. Estou esperando ansiosamente.

      Resposta
  • 24 de abril de 2012 em 12:04
    Permalink

    que bizarro o fundo nascendo da cabeça da formiga

    Resposta
  • 24 de abril de 2012 em 13:39
    Permalink

    onde consigo um fungo desses especializado em baratas?

    Resposta
    • 24 de abril de 2012 em 19:23
      Permalink

      E se possível, fungo especializado em ratazanas.

      Resposta
  • 24 de abril de 2012 em 14:43
    Permalink

    este livro ensina tudo sobre fungos, vermes etc
    Vampiros em Nova York : Os Primeiros Dias
    – Scott Westerfeld

    Resposta
  • 25 de abril de 2012 em 15:49
    Permalink

    Duro vai ser se ele se especializar em humanos….watch out, we got  a zombie apocalypse here.

    Resposta
  • 26 de abril de 2012 em 13:11
    Permalink

    “pois parasitas como esses impedem que qualquer grupo de animais crescam exageradamente”

    Para a espécie humana eu nunca vi, mas com certeza existe alguém da indústria armamentista projetando esse fungo para ganhar uma grana.

    Resposta
    • 26 de abril de 2012 em 20:03
      Permalink

      Eu acho improvável, porque fungos são relativamente fáceis de combater para seres pensantes como nós. Mas nosso calcanhar de Aquiles pode ser com outras formas de vida, como alguns virus e doenças de alto poder de contagio, como Ebola, Varíola, Aids e similares.

      Resposta
  • 20 de maio de 2012 em 1:49
    Permalink

    Cara se isso não for montagem é a coisa atualmente mais bizarra que vi!

    Resposta
  • 23 de julho de 2012 em 0:21
    Permalink

    Olá! Descordo de seu comentário sobre contágio virais. Os vírus da Varíola e do Ebola são altamente infectantes, alto poder de virulência e infecção, o primeiro controlado com medicações e vacinas mas potencialmente perigoso e o segundo é tão virulento e de quase impossivel controle, amostras existem nos EUA, Atlanta, no Laboratório de Controle de Doenças com a mais alta categoria de segurança biológica e militar, quando surgiu focos na África até os profissionais que tentaram cuidar dos infectados morreram pela doença, tudo foi queimado para extinguir os virus. O hiv (human imunodefense virus), que pode produzir a aids (aids é a doença provocada e não o virus), é um retrovirus anaeróbico, ou seja, um vírus que não sobrevive no ar e nem com luz, baixa potencia de infecção, mas claro, infecta sim sob as condições ideais podendo ou não provocar a aids (aid = cuidar em inglês).

    Resposta
  • 27 de setembro de 2013 em 4:45
    Permalink

    a verdade eh que existe estas armas…e estao usando…mas estao cozinhando sapo em agua morna…pra nao virar um pandemonio…se vc jogar um sapo na agua fervendo ele cai fora…se cozinhar em agua morna ele morre e nao percebe…a mesma coisa pra essas doenças que matam milhoes por ano…q nem os casos de gripe suina em santa catarina e a “coincidencia” com rastros quimicos…eles tao indo aos poucos…fora o codex alimentarius…que eh feito pra zuar as pessoas..mas lentamente

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.