“A fila de espera é de 5 anos.” Conheça um dos restaurantes mais exclusivos do mundo

Sharing is caring!

Todo mundo sabe que existe toda sorte possível e imaginável de restaurantes. Mas este aqui é bem curioso. Não apenas porque ele é tão, mas tão exclusivo, que conta com apenas doze mesas, nem porque a fila de espera para comer lá é de nada menos que 5 anos… O lugar é muito mais curioso que isso.

Uma das coisas mais curiosas do restaurante de Damon Baehrel é que ali ele é literalmente “o cara”. Ele é “o chef, o garçom, o produtor, o negociante , o jardineiro, o queijeiro, e até o fabricante de carne curada”, e tudo no menu do restaurante provém do sua propriedade de 12 acres.

O restaurante é conhecido como “Basement Bistro”. O nome, é claro, vem do fato de que o restaurante está realmente situado no porão da casa de Baehrel. Ali estão as únicas 12 mesas disponíveis aos clientes. Toda noite, ele cozinha e serve uma refeição de 15 pratos para seus 18 convidados.

Esqueça a frescruragem e os salamaleques dos grandes chefes estrelados. Baehrel nunca teve um treinamento formal, mas segundo dizem, ele é um mestre da gastronomia molecular. Todas as suas pequenas porções são desidratadas, infundidas e tingidas a caminho da horta para a mesa.

Um de seus pratos assinados é um limpador de paladar chamado de “sumac flavored ice slush”. Ela envolve a maceração de folhas sumac para fazer uma espécie de chá, onde acrescenta hastes liquefeitas de violeta selvagem (colhidas de seu quintal) e uma dúzia de variedades de uvas frescas (do seu jardim). Ele congela essa mistura e serve-a com uma colher para um lanche refrescante.

Baehrel projetou a cozinha como um celeiro vermelho e branco. O lugar é impecavelmente limpo e bem construído. Até o piso da cozinha é protegida com folhas plasticas para não arranhar o sinteco. As mesas de preparação na cozinha são de aço, complementadas com equipamentos padrão de um restaurante normal – liquidificadores e processadores de alimentos. Mas também é possível encontrar uma infinidade de ingredientes únicos nas prateleiras, como pó de samambaias ou folhas de bordo em conserva.

Outro prato interessante da cozinha da Baehrel leva um ano inteiro para se preparar. É um prato complexo onde certos ingredientes são submergidos em um pequeno riozinho de águas cristalinas que passa em sua propriedade. Os ingredientes ficam submersos na água fria durante meses, até que são pescados, desidratados e preparados na forma de pó, e posteriormente modelado e servido com sorvete de berinjela.
Damon-Baehrel-restaurant3-550x389

Eu sei, pra mim também não parece algo tão apetitoso para esperar cinco anos numa fila.

Por mais estranho que os os alimentos que ele cria sejam, as pessoas realmente parecem gostar. Por US$ 255 a refeição (sem vinho e nem gorjeta), não é algo muito barato. Mesmo assim, as pessoas estão fazendo fila para ter o gostinho. Até para chegar lá é um suplício, que leva três horas de carro saindo de Manhattan. Muitos dos clientes vem de avião de diversas partes do mundo só para jantar lá no porão do cara, em Earlton, NY.

Já era de se esperar que a lista de convidados do Baehrel envlva pessoas “rycas” e famosas. De celebridades como Jerry Seinfeld a Martha Steward o carinha vai aumentando sua clientela rapidamente. Cada famoso que janta lá provoca invejinha em seus amigos e isso funciona como uma maquina. Saber quem come lá é difícil, porque só se sabe quando o comensal dá com a língua nos dentes. O dono do restaurante é um tumulo no que concerne a revelar seus clientes. Sabe-se que ele já teve clientes cheios da nota provindos de 48 países até o momento. Dizem inclusive, que ninguém menos que o casal Obama havia solicitado uma mesa em 2011. Perguntado, ele diz que não abre o sigilo da clientela. Talvez os Obamas estejam ainda na fila. De acordo com as notícias, se bobear, no dia que chegar a vez deles os dois já estarão separados.

Damon-Baehrel-restaurant-550x412

Há quem sustente que talvez o restaurante mega-exclusivo esteja começando a entrar em uma má fase. Uma boa hipótese, já que se eu estou sabendo que ele existe, é porque não está TÃO exclusivo assim, hehe. Mas até recentemente, não havia absolutamente nenhuma menção da existência desse restaurante na mídia. O lugar nunca foi administrado de um jeito tradicional – ele não gasta nenhum tostão em marketing, não tem gerente de negócios e não há absolutamente nenhum contrato publicitário. E ao que se sabe, única maneira de fazer uma reserva no porão de Damon Baehrel é por e-mail.

A própria ideia de que o negócio começou a ir mal pode ser desconstruída apenas sabendo que ele fatura quase um milhão de dólares ao ano… Quase tanto quanto um restaurante famoso em Manhattan. Nada mal para um lance que o cara literalmente não tem preocupação. Uma marca admirável de negócios para um sujeito que é um ex-piloto de motocross que não tinha nada muito a ver com a indústria de alimentos.

Baehrel disse que aprendeu a cozinhar com sua mãe, que era uma jardineira ávida. Ele também passou alguns anos fazendo biscates em cozinhas nas montanhas do Nordeste. “Eu aprendi bastante ao longo do caminho, mas eu nunca fiz uma pesquisa, nunca olhei sequer um livro de receitas. Na minha família, tudo aprendíamos a fazer por nós mesmos, e a inspiração veio da natureza”.

Damon-Baehrel-restaurant2-550x412

Depois de uma lesão em 1985, quando a carreira de Baehrel no motocross estava praticamente terminada, ele e sua esposa compraram a propriedade de 12 acres. Inicialmente, eles abriram uma empresa que depois evoluiu para o bistrô no porão.

“A ideia surgiu do nada em dia – e esta foi realmente uma epifania, há 25 anos – de que tudo o que eu precisava já estava aqui”, disse ele. “E eu ia passar o resto da minha vida desenvolvendo e explorando o que era possível fazer com o que eu tinha.”

Se você gostaria de experimentar jantar no Damon Baehrel, você precisa se apressar e fazer logo a reserva. Como eu já disse, a lista de espera é de cinco anos, mas aos 51 anos de idade Baehrel não está aceitando as reservas para além de 2018, pois é quando ele pretende se aposentar.

Comments

comments

Luminária Ufo

7 comentários em ““A fila de espera é de 5 anos.” Conheça um dos restaurantes mais exclusivos do mundo”

  1. Vai te lascar, esperar cinco anos pra comer? E provavelmente uma comida esquisita e ruim? Melhor ir no self-service da esquina. E qual o propósito de afundar os ingredientes no riozinho por meses e depois desidratá-los?

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Apoie este projeto

Criar este website não é uma tarefa fácil. Mais de 5000 artigos, mais de 100.000 comentários e conteúdo próprio, demandam muito trabalho. Saiba como você pode ajudar a manter o Mundo Gump cada vez melhor e evitar que ESTE SITE ACABE
Ajuda aí?
MUNDO GUMP – © 2006 – 2020 – Todos os direitos reservados.