Enigmarelle

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Categorias
Night mode

Esta criatura na bicicleta é Enigmarelle.
ad1612ec94ea5f19d07a8975c453ecba

Enig__09

“Enigmarelle” era uma criatura de tamanho natural com um andar desajeitado e um rosto de cera. O suposto autômato poderia supostamente andar de bicicleta, escrever seu nome, e sabia fazer curvas de bicicleta, apesar de não poder nem ouvir, nem falar.

Enigmarelle-1-x640

O seu “inventor” Frederick Ireland afirmou que a habilidade incrível de andar de bicicleta e escrever de Enigmarelle resultavam de um sistema mecânico de equilíbrio baseado no ouvido interno humano.

Enigmarelle

 

Você acreditou? Nem eu. Aí eu fui atrás da história de Enigmarelle.

Der automatische Mensch Enimagrelle im Zirkus Busch

O fato é que Enigmarelle era um pseudoautômato. Não foi uma novidade, a lista história das pseudoautômatas ultrapassa 50 “criaturas famosas”.
O pior era seu sorriso “maníaco”.

Ao que parece havia uma pessoa amputada que controlava a Enigmarelle por dentro e o painel com engrenagens giratórias era um enfeite para enganar a boa fé da galera da época.
Há mais detalhes da história da Enigmarelle neste link.

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

6 respostas

  1. Deve ser por causa de sujeitos como esse que a”FIFA” cortou as apresentações sobre o “exoesqueleto” que daria o pontapé inicial na copa.

  2. Sou mais o T-800, ele pelo menos deixa sua alma intacta depois de te matar. Pior que na época deve ter havido maluco oferecendo uma grana pra transar com esse negócio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

© MUNDO GUMP – Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização.