Discurseitor eleitoral GUMP

Sharing is caring!

Vendo o Horario eleitoral – sim, acredite se quiser, eu vejo e PRESTO ATENÇÃO naquela merda – eu percebi que muitos candidatos estão com problemas de criatividade e também de conhecer certas manhas do negócio, que eu, como eleitor que assiste ao lance, sei que existem e permitem criar verdadeiros sucessos do horário eleitoral.

Sinto pena dos candidatos de partidos pequenos que nem uma única frase podem falar, além de repetirem seus números com a desenvoltura de um locutor do jockey, e quando muito, bradar algum slogan patético. Mas sempre tem aqueles que possuem algum tempinho a mais e falam abobrinha. Pensando nisso, eu bolei o “Discurseitor Gump”. É muito simples de usar e com ele qualquer um consegue se eleger (ou não!):

Basta escolher por exemplo uma frase da categoria A, depois adicionar uma frase da categoria B, e em seguida arrematar com uma outra frase da categoria C e fecha com um slogan da categoria D. Mas não é só isso. É importante prestar atenção nos pequenos detalhes, pois eles podem fazer toda a diferença. Os detalhes estão no fim do post. Se liga:

CATEGORIA A

1- Você me conhece!

2- Me ajude a continuar o nosso trabalho!

3- A educação é o problema prioritário…

4- A saúde é o problema prioritário…

5- A segurança é um problema grave…

6- Investir em saneamento é a solução!

7- Vou baixar os impostos…

8- Os problemas de transporte são causadores das maiores mazelas sociais…

9- Pelos pobres, pela reforma agrária…

10- Sou deficiente físico…

11- Sou mãe de família, dona de casa e síndica do condomínio…

12- Tenho experiência…

13- Vamos tirar esses que estão aí e não fizeram nada! Eu farei!

14- Pelos aposentados e pensionistas…

15- Pelas categorias de base, pela política pública…

16- Sou mulher e por isso mesmo trago a renovação…

17- Sou jovem e por isso você sabe que em mim pode confiar!

18- Sou ficha limpa.

19- Investir na cultura é o único caminho!

20- Pelo esporte, pelo lazer e por uma cidade mais limpa…

CATEGORIA B

1- Sou (nome).

2- Sempre estive do lado do povo.

3- Luto pela mnelhoria da qualidade de vida no(a) nosso(a) Estado (Cidade, Município, País)

4- Moralizei a Câmara (Senado, Colegiado, República, etc)

5- Lutei e fui perseguido nos tempos da linha dura!

6- Fui exilado pela ditadura.

7- Combati a corrupção…

8- Enfrentei as dificuldades da vida e venci!

9- No meu último mandato ampliei serviços e saneei as contas…

10- Construímos o hospital de (inventar nome de algum lugarejo inexistente)…

11- Construi duas mil escolas, trezentas e oitenta creches e oitocentos postos de saúde…

12- Criei a lei que (escolha alguma lei que tenha funcionado e que seja útil. Se você não criou, diga que apoiou, promulgou, pacoviou, susciou ou qualquer outra palavra difícil demais para o eleitor entender)

13- Preciso do seu voto para continuar o que começamos. (comeÇAMOS. Sempre no plural! Vc e o eleitor são um!)

14- Vamos renovar a política.

15- Precisamops melhorar a qualidade dos serviços públicos.

16- A população já não aguenta mais ser humilhada desse jeito. Eu sou a solução!

17- Vamos investir em cinemas, escolas, indústrias. Vamos buscar o desenvolvimento, atrair capital…

18- Vamos ampliar os salários. Cuidar dos aposentados, melhorar a renda e reduzir substancialmente os impostos!

19- O Brasil está no rumo certo. Junte-se a nós. Vamos continuar o que está sendo feito e fazer ainda mais!

20- O Brasil está uma tragédia. Tá tudo uma desgraça. A mídia conspira para iludir o povo. Os índices são maquiados…

CATEGORIA C

1- Com o seu voto e o apoio de Deus, nós vamos conseguir mudar essa realidade!

2- …É por tudo isso que eu peço o seu voto.

3-… Você está com a chance de mudar este quadro. Faça parte da nossa luta!

4- Com o seu voto continuarei a fazer o que sempre fiz.Lutar pela cidadania.

5- Não tem marketeiro que consiga falsificar a experiência profissional. No dia da eleição, pense nisso…

6- Do mesmo jeito, faremos no governo…

7- Vamos melhorar o ensino. Vamos colocar mais crianças nas escolas e dar educação de qualidade.

8-Vamos melhorar a saúde. Vamos trazer remédios mais baratos…

9-Vamos melhorar a segurança. Vamos policiar as ruas, vamos integrar os sistemas de policiamento…

10- Vamos investir em salários e dignidade para os (escolha à vontade: professores, policiais, bombeiros, médicos, servidores)

11- A oposição inventa calúnias contra nossa administração. Você sabe que é tudo mentira, o perverso recurso dos desesperados.

12- Fizeram dossiê contra mim. Mas eu quero falar com você…

13- Os empresários não aguentam mais tanto imposto. É sempre a classe média que paga o pato. Temos que mudar essa realidade…

14- Já tirei milhões da linha da pobreza e tirarei mais.

15- O jovem hoje não tem futuro. O governo que está no poder não fez nada e a situação está caótica. Temos que dar futuro para o jovem. Vamos investir em escolas profissionalizantes.

16- O problema da violência se combate no dia-a-dia. Não é com discurso não. É com ação, viu? No meu governo vou priorizar a questão do policiamento urbano, mas não vou esquecer das fronteiras…

17- Eu sei que nós fizemos muito. Graças a nós, o Brasil mudou. Mas inda é pouco. Você sabe disso.

18- O combate a inflação tem que ser feito no dia-a-dia. Controlando o câmbio, controlando a especulação…

19- O Brasil precisa é de respeito. Respeito aos idosos, aos aposentados, aos professores, aos desabrigados…

20- A polícia tem que ser científica. Não adianta só dar tiro se você não pega o chefão. No meu governo, vamos investir em inteligência, em preparo, em aparelhamento.

CATEGORIA D

1-Por tudo isso, peço o seu voto!(nome)(numero)

2-Você conhece, você confia!

3-Pode confiar!

4-Mulher vota em mulher!

5-Irmão vota em irmão!

6-Cristão vota em cristão!

7-A experiência em uma nova gestão!(nome)(numero)

8-A força da renovação!(nome)(numero)

9-Pelos movimentos sociais.(nome)(numero)

10-O povo, unido, jamais será vencido!(numero)

(numero)11-Governar para todos!(nome) (numero)

12-Pela democratização do estado Brasileiro! Vote (numero)(nome)

13-O trabalho não pode parar! (numero)(nome)

14- Unidos venceremos (nome) (numero)

15-Vote: (nome) (número)! Juntos chegaremos lá!

16- Quer mudança? Vota com esperança! (ou outro versinho mongol a sua escolha)

17- Vote: (nome) (versinho)(número)(nome com eco). Ex: “Vote Democracino – A revolução no ensino! Dois oito sete, nove três, três meia! Democracino-no-no-no…”

18- Muito obrigado por sua atenção e pelo seu voto!(numero)

19- Tome parte nessa caminhada de fé! Vamos juntos mudar esta nação! (nome) (numero)

20- Pela paz, pela honra, pela justiça e pela lealdade! (contenha o grito de “Thundercats” no final)

DETALHES IMPORTANTES

1- Se você tem muito tempo e é da situação:

Coloque fotos aéreas. Mostre as cidades, as metrópoles, o campo. As pessoas sorrindo. As pessoas trabalhando. Jovens carentes estudando e jogando bola. Crianças mergulhando numa piscina. Caminhões entregando mercadorias. Indústrias produzindo bicicletas. Mostra alguma dança folclórica do norte do país. Coloque uma musica inspiradora. Mostre uma baiana fazendo acarajé, um boiadeiro laçando gado, mostre índios pescando com arco, empresários com cara de galã apertando as mãos numa mesa de reunião. Mostre famílias brancas e negras. Mostre famílias abraçadas com labradores na porta de casas de Jurerê Internacional.  Feche com um close na bandeira do brasil voando ao vento.  A música em clímax. Só então entra o discurso. Atente para o item 5 dos detalhes.

Se você tem muito tempo e é da oposição:

Mostre ônibus lotados. Pessoas apinhadas nos pontos de ônibus. Mostre esgoto a céu aberto. Mães com vinte filhos e barriga d´água posando estáticas na porta das palafitas. Mostre o caos nos hospitais. pessoas aos prantos nas portas das emergências. Mostre ônibus pegando fogo. Mostre moleques de doze anos com Ak47 na mão e camisa de time tampando a cara. Mostre favelas. Mostre Idosos chorando. Mostre a fila do SUS. Mostre então um discurso inflamado gravado em VT da Tv câmara, TV senado ou câmara dos vereadores no qual você denuncia a vergonha e as mazelas do país. Entra sutil a musica do candidato. Mostra entrevistas nas ruas de pessoas sem esperança, dizendo que não acreditam mais no governo, que foram enganadas. Mostra o candidato sendo abraçado pelo povo. Em off, entrevistas de pessoas dizendo que ele é a solução. Que só ele pode resolver. Idosas endeusando o candidato.

Corta pro discurso de apresentação da vida do candidato. Mostra fotos dele criança, estudando, carregando banana, caqui, ou qualquer merda que seja, mas tem que ser trabalho pesado, tipo estivador. Mostra o cara na academia (universidade, não é de ginástica não) discursando. Mostra o comício. Bandeiras. Entra os acordes do Hino Nacional.

Mostra o candidato numa sala de estudos, trabalhando… Livros grossos em primeiro plano sobre a mesa. Ao fundo, desfocada, uma estante de livros. Em off, bem baixinho, quase que subliminar, o clamor do povo gritando o nome do candidato. As massas implorando por um líder, um salvador, um messias.

Corta para o discurso.

2- A roupa

A roupa é fundamental pra se ganhar uma eleição. O pobre, que é quem de fato coloca o candidato no mandato, não gosta de candidato pobre. Engraçado isso. Ele vota num representante, mas não quer um cara igual a ele. É importante estar bem vestido. Dá um ar de nobreza, mas cuidado! Não pode parecer enfeitado demais, almofadinha demais, pois isso faz o cara perder o elã. O candidato não pode – sob hipótese nenhuma – aparecer de camisa vermelha se for oposição aos partidos de esquerda. Isso é imperativo.  A gravata pode ser usada, mas com cuidado e em discurso nos ambientes solenes, como no Vt do discurso no senado, ou câmara. Mas na hora do discurso no estúdio, não coloque tudo a perder parecendo um burocrata. Camisa branca NEM PENSAR! Tem que ser camisa azul social, aberta no segundo botão e paletó azul marinho. Aberto.

Já no VT das ruas, vale tudo. Camiseta da campanha, boné de bóia fria… Etc. Nunca use óculos escuros. NUNCA! (a menos que você seja cego e esteja com bandeira pelas minorias)

Nunca jamais, sob hipótese alguma use camisa florida. Camisa de time só numa única condição: Você quer ser candidato porque já não é mais jogador. Aí tudo bem.

Barba- Evite-a se puder. O mesmo vale para costeletas, bigodão, ou qualquer outra penugem que faça parecer um mendigo, um mal cuidado, um marxista ou um doido varrido. Em caso de deixar penugem no rosto (marca registrada de certos candidatos) muito cuidado com a pintura. É sempre bom deixar alguns fios grisalhos, que ressaltam a experiencia. Isso vale para os cabelos. Mas não deixe tantos que pareça que você é uma múmia. (mesmo que seja)

Para mulheres, a roupa é mais livre de restrições. Para o discurso, um terninho básico. Nunca use listras ou padrões Versace. Nem oncinha ou qualquer coisa que gere associação indireta com peruas. Contenha o uso dos balangandãs no pescoço. Não pode parecer árvore de natal. A maquiagem tem que ser discreta, quase nenhuma. Mas não vá com a cara lavada de quem acordou de ressaca. Um trato no visual convém.

Careca- Em caso de careca – isso é FUNDAMENTAL- passe pó. O brilho da careca é a coisa mais horrendamente nojenta que acontece no vídeo. E transmite uma sensação desagradável de pegajosidade ao candidato.

3- O VT

Poucas coisas fazem efeito na mente do eleitor como o VT. O que é o VT? O VT não é um partido. É a sigla de “Videotape”. É no VT que você vai colocar os seus mais lindos feitos. A caiação do hospital, as escolas (escolha as crianças mais bonitas numa eleição e componha uma turma fictícia com duas modelos que interpretarão as professoras) que seu governo construiu (mesmo que com verba federal, não importa. Se foi na sua gestão, bata no peito convicto e diga afirmativamente que VOCÊ FEZ!)

No VT você vai colocar suas caminhadas pela rua. É impreterível que você apareça sendo abraçado apertado e beijado pelo povo. E é fundamental que nesses vídeos o povo NÃO ESTEJA USANDO camisetas de campanha ou partidárias. Ou então parecerá armado.

Sempre tome um cafezinho com um cara sem dente. Isso tem uma explicação psicológica: O povo precisa se ver refletido na sua campanha. Campanhas que não mostram o candidato nas ruas são mais frágeis e com maior propensão ao fracasso.

Ou converse numa sala com decoração mais antiquada que a da Grande Família com uma velhinha. A velha vai contar detalhes de seus filhos, sua família e de quando ficou doente e foi bem atendida no SEU HOSPITAL, que VOCÊ FEZ! (na verdade você só reinaugurou com uma pintura nova na fachada)

Sempre que estiver meio acanhado de assumir a obra de outrem como sua, use a arma dos espertos: Coloque uma pessoa do povo para falar isso em alto e bom som (gritado). Nunca poderão lhe acusar de mentir, afinal quem disse do o povo e sabe como é: ” A voz do povo…”

Apareça numa praça, abraçando um bebê e falando para uma turma de segundo grau, que presta a maior atenção,  para associar sua imagem à juventude, à renovação.

Mostre imagens de suas viagens pelo país, de capacete amarelo, Apontando para obras ante o olhar de admiração dos engenheiros ao seu redor.

Feche o vt sempre com sua ação afirmativa, com dedo em riste, ou soquinhos no ar em cima do palanque com o povo, uma massa de cabeças que tende ao infinito balançando bandeiras. Se há algum político de expressão ou padrinho político que compense, apareça de mãos dadas com ele, sob os flashes e holofotes da imprensa. E finalmente, volte para seu discurso final no estúdio.

4- O estúdio

Se você é candidato de partido ralé

Pobre tem pouco até na política. Se seu partido é pobre, seu tempo será pequeno e você terá que lutar como um salmão para se destacar em meio a milhões de outros como você. O mais importante de tudo é compreender o timming da respiração. Falar sem respirar vai dar uma impressão de ansiedade, de inexperiência. Falar devagar demais causa sensação de incompetência. Já falar rápido demais dá sensação que você é um louco varrido, o que nem sempre é ruim. (ex. o falecido Enéas Carneiro)

Você tem pouco tempo, então o que tem que fazer compulsoriamente é:

Fale logo seu nome. Fale em seguida da sua bandeira (educação, saúde, transporte, ensino, segurança… etc). Emende num breve discurso que pode ser suprimido se você está na base da cadeia alimentar da política. Feche com o slogan e/ou frase de efeito, repetindo seu numero. Chegando em casa, faça uma novena e torça com toda fé de seu coração para que dê certo.

Se você é candidato de um partido mais ou menos:

Aí já tem mais tempo, mas ainda assim, não suficiente para usar o VT. Use fotos rolando o background do chroma key (a tela azul que vc usa no estúdio e serve entre outras coisas para fazer o Super Homem voar).

Uma coisa que pode funcionar é um candidato de projeção aparecer pedindo voto pra você. geralmente ele se beneficia aumentando o tempo de exposição da imagem dele, e você ganha uma moralzinha. Na falta de um político de peso, use um ator Global ou ainda um pastor evangélico (desde que ele tenha um império religioso e seja tão famoso quanto um astro de Hollywood para seu “rebanho”) Feche com o slogan e/ou frase de efeito, repetindo seu numero. Ou com a musica irritante da sua campanha. Vide item 5.

Seu partido é grande? Esqueça o Chroma Key!

Chroma Key é pra pobre. Se sua campanha tem caixa para isso, construa um estúdio legal, com dois andares e uma escada de aço inox que fica linda no video. Luzes dicróicas no fundo ressaltam detalhes de pedra canjiquinha nas paredes. Telas de led gigantes mostram graficamente detalhes e gráficos do que você está falando. Piso em porcelanato fica bonito por causa da reflexão que proporciona. Câmera em movimento, sempre horizontal e nunca vertical. E sempre lento. Nunca movimentos de câmera rápidos. Use sempre três câmeras. Nunca fale olhando apenas para uma e SEMPRE USE teleprompter. SEMPRE.

Evite aparecer sentado numa mesa. Apareça sentado e rapidamente se levante, do contrario parecerá burocrata, cansado e preguiçoso.

Nunca fale de frente para a câmera. Ela deve focalizar o rosto do candidato um pouco de lado, o que colabora para disfarçar alguns problemas de simetria facial (como orelhas e abano), além de melhorar a iluminação e dar mais plastica ao produto.

O ar condicionado do estúdio tem que ser do tipo POLAR. Pro candidato não suar NUNCA. Lembre-se suor, pum, cocô e xixi são coisas de GENTE. E o candidato tem que ser apresentado como um MESSIAS! Um ser perfeito que resolverá TUDO.

Pós produção é importante. Contrate uma boa equipe. Eles colocarão os créditos, colocarão pequenas animações e farão as vinhetas do partido. GASTE DINHEIRO AQUI PARA EVITAR O EFEITO SBT!

5- A musica e o Jingle

Tem duas coisas que são diferentes na campanha, mas o povo confunde: Musica e Jingle. Musica é aquela trilha que você ou o seu partido, encomendam a especialistas. Pode ser um pianinho para cenas tristes e melancólicas,. Pode ser um bradar de tambores e pratos, com metais esgoelando a todo volume para sua entrada triunfal numa carreata. A musica é isso: Musica. Ela é secundária na campanha e surge ao reboque das imagens. Ela dá um arredondamento na campanha. Dá uma qualidade.

Já o Jinge, ele é uma musiquinha feita maldosamente para ser irritante. Quanto mais repetitivo e grudento o jingle, melhor. Então um bom exemplo, é o Jingle do candidato Eymael. Note que a primeira característica desse Jingle poderoso é sua letra: Ey-Ey-Ey-MAEEEL… Que nada mais é que o nome do candidato. EM seguida o Jingle vai direto ao ponto e enfia: “Um democrata cristão…”

Observe que um bom jingle vai direto no currículo do cara. Sintetiza toda uma trajetória de vida como ninguém e ainda tem que rimar, deixando o gancho para a repetição ad-eternum.

No caso do nosso exemplo, o candidato Democracino. É um nome grande que dificulta a rima. Aí vale usar de expedientes como o famoso apelido. O apelido de político mais famoso do país é o do presidente, que até incorporado foi ao nome oficial de Luis Inácio.

Então, um Jingle do Democracino poderia ser:

MOQUINHA, MOQUINHA, CEGOU A HORA DO GOVERNO ENTRAR NA LINHA!

MO-MO-MO-MOQUINHA… Com o povo unido é assim que se caminha! (repete) Mo-Mo-Mo-Moquinha…

Coisas que costumam funcionar aqui são: Sambinha, Pagodinho, Repente nordestino, baião, marchinha, chorinho, forró… Mas evite o rock, pois o ritmo tem natureza contestadora e pode não agradar ao eleitorado sênior. Se seu partido é de base periférica, até o rapp é aceitável.

6- Estatísticas e números de pesquisas

Isso é importante, meu caro candidato: Não mostre números de pesquisas eleitorais a menos que você esteja ganhando ou dando uma virada suprema sobre o outro mentecapto, digo o outro candidato.

O povo brasileiro tem um comportamento boçal no período eleitoral que é achar que está competindo num jogo. Ele ignora que o destino do país é regido pela merda do voto dele, e então o cara vota no candidato que está ganhando. O pensamento médio é: ” Vou votar no que está ganhando, assim, resolve logo e eu não preciso votar novamente”. Ou pior: “Vou votar no que vai ganhar para que o meu seja o vencedor e eu possa tomar chopp de graça na sede do partido, uhuuuu!”

7-A bandeira

Esta deveria ser a dica suprema. E por isso encerro com ela. É importante saber que a bandeira é o que te coloca na cadeira de eleito. É a bandeira que faz o otário, digo, o eleitor, votar em você, meu amigo. Então, você tem que ser bastante cauteloso e perspicaz na hora de escolher sua bandeira. Sem bandeira, sem mandato. Assim, vamos as melhores. E as melhores são sempre as básicas:

  • Saúde
  • Impostos (redução sempre)
  • Violência
  • Transportes
  • Educação

Como usar a bandeira?

Por exemplo, a educação… Esta bandeira é básica. Você vai alegar que sem a educação, tudo mais dá merda. Na verdade, as bandeiras básicas o são justamente porque com elas você sempre argumenta que todo o mais dá errado precisamente pela falta da sua bandeira.

Complicou? Vamos ao exemplo:

“O Brasil estrá enfrentando problemas devido a educação de má qualidade. Sem uma formação adequada, o pobre não consegue emprego, e sem emprego, a miséria aumenta, gerando violência, doenças, etc.”

Percebeu? A bandeira do cara é educação. Então tudo vai à reboque desse lance. Já se sua bandeira é… digamos, a violência, seu discurso é:

“A situação da violência no Brasil chegou no limite. Temos que impedir o avanço da violência imediatamente. As escolas estão sendo usadas como deposito de armas dos bandidos e por isso as crianças não estudam. O Brasil está sitiado pelo crime, e devido a isso, os investidores globais não trazem dinheiro pra cá, o que gera mais desemprego e retroalimenta a violência e o caos social…”

Sacou? Vai outro exemplo? Se sua bandeira é o trânsito:

“O problema do transito é um problema sistêmico que afeta inúmeros outros. A favelização que se alastra nos grandes centros é decorrência da falta de infraestrutura (sempre fale da falta de infraestrutura) que faz com que as pessoas de baixa renda precisem morar em condições desumanas para permanecerem em seus empregos. A solução é viver aglomerado em favelas cujo poder público dá as costas (sempre diga que o poder público dá as costas ao povão, ao favelado. Isso vai trazer votos da comunidade pra você). Sem opções, a criança que cresce na favela não tem espaços de esporte ou lazer e é vítima fácil do aliciamento do, tráfico. Que por sua vez aumenta a violência urbana, afastando as crianças da escola e impedindo que investidores coloquem dinheiro aqui, fato que retroalimenta o sistema de violência e caos social…”

É imperativo que você tenha uma bandeira, mas só presidenciáveis devem ter várias bandeiras. é o que se espera dos onipotentes. Mas se seu cargo pleiteado é ralé, deputado estadual, governador , ou até mesmo o mixuruca de vereador de cidade do interior, minha dica é pra se agarrar fortemente a UMA bandeira. Olhe ao redor e veja quais as bandeiras dos seus opositores. E então arrume uma bandeira diferente. De preferência uma bandeira prioritária. Você poderá ter uma prioritária e uma secundária, mas nunca duas prioritárias, ou você parecerá sem foco.

O que é uma bandeira secundária?

É uma bandeira política de importância menor ou complementar à sua bandeira principal.

As secundárias podem variar amplamente, mas em geral as mais comuns são:

  • Reforma-agrária
  • Classes (sindicatos, aposentados e pensionistas, sem-teto, sem terra, descamisados, grupos sociais, ongs, até mesmo facções criminosas)
  • Moradia/ Habitação
  • Defesa de interesses locais (por exemplo, “petróleo é nosso”)
  • Infraestrutura (portos, rodovias, terminais, estradas, trens, etc.)
  • Acessibilidade a deficientes, etc.

Você será mais feliz ao convencer os babacas, digo, o eleitorado, na medida em que conseguir articular sua bandeira principal com sua bandeira secundária. Por exemplo, a bandeira principal do Moquinha: Segurança –  Bandeira secundária: (classes). Discurso: Investimento salarial, dignidade profissional, equipamento e aparelhamento das polícias civil e militar e maior integração das polícias federal e rodoviária no combate ao crime organizado.

Viu como ele parece integrado, com um projeto claro e coeso? Coloca pra tocar o Mo-Mo-Mo-Moquinha… e corra para o abraço, meu amigo!

Bem, é isso. Estou cansado de dar dicas. Encerro por aqui o meu trabalho de auxilio dos políticos de primeira viagem. Caso o leitor tenha uma contribuição, pode continuar o post nos comentários.

Comments

comments

Luminária Ufo

12 comentários em “Discurseitor eleitoral GUMP”

  1. Sensacional Philipe, sensacional! anotarei este post pra quem sabe um futuro livro ou stand up, mas diferente de um político darei os méritos a você, afinal vai que você é um bom padrinho eleitoral?

    Só acho que faltou nas dicas importantes o porre que é os sites dos candidatos e os vídeos de youtube, afinal ninguem vê isso e eu suspeito (afinal não entro) que a maioria deve ter um web design porco.

    Responder
  2. “Sou deficiente físico… Construímos o hospital de Sarará do Norte. Fizeram dossiê contra mim. Mas eu quero falar com você… Pela democratização do estado Brasileiro! Vote x_x ”

    Realmente funciona!

    Responder
  3. Ola Philipe,

    Ah! Como gostei deste post! Parecia que eu estava vendo de novo o Horário Eleitoral Gratuito! Ahahahahahah! Ninguem merece…

    Com suas dicas alguns candidatos até poderiam alavancar e ganhar uns votinhos pela exibiçao mais apurada ahahahahaha!

    Ou entao quem sabe vc resolve aparecer como candidato dos blogueiros …

    Ia ser ilário vc numa Camara de deputados ou dando entrevistas pros jornalistas e de quebra discursando em prol dos amigos gumps ahahahahaha!

    Responder
  4. Se aparecer algum prometendo que no mandato dele nunca vai chover no domingo, que todos os feriados cairão numa quarta-feira, que nunca vai faltar papel higiênico em banheiro, e que os semáforos só ficarão vermelhos para os outros em cruzamentos, esse cara terá meu voto.
    Se bem que pra que esperar tanto, vou eu me candidatar, prometer tudo isso e votar em mim mesmo. Será um mundo mais forte, um mundo forte e maravilhoso.

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Apoie este projeto

Criar este website não é uma tarefa fácil. Mais de 5000 artigos, mais de 100.000 comentários e conteúdo próprio, demandam muito trabalho. Saiba como você pode ajudar a manter o Mundo Gump cada vez melhor e evitar que ESTE SITE ACABE
Ajuda aí?
MUNDO GUMP – © 2006 – 2020 – Todos os direitos reservados.