fbpx

ciência, Curiosidades

Descoberto o Super Bonder do tempo de Jesus

Escrito por Philipe Kling David · 34 segundos de leitura >

Arqueólogos na Alemanha encontraram uma super-cola que tem 2000 anos de idade aproximadamente. Ela foi usada por soldados Romanos par reparar um capacete de combate e alguns outros acessórios de batalha.

A “Super Bonder do César”, como está sendo chamada está sendo estudada por pesquisadores do Rhine State Museum em Bonn. O Capcete foi descoberto num sítio arqueológico perto de Xanthen, às margens do rio Rhine onde os romanos estiveram antes de Cristo.

Frank Welker, um restaurador o museu disse que “A cola encontrada no capacete ainda está fazendo seu trabalho até hoje”.

“Está certo chamar esta cola de super-cola, porque o ar, a água e o tempo não conseguiram reduzir seu poder adesivo.  Nós oje não fabricamos colas assim, mas poderíamos recomendar, poque esta dura pelo menos dois mil anos.”
O Adesivo é feito de uma mistura de betume, gordura de boi e cascas de árvore.
Fonte: Scotsman.com

Dica do Leo

Escrito por Philipe Kling David
Designer, blogueiro, escritor e escultor. Seu passatempo preferido é procurar coisas interessantes e curiosas para colocar neste espaço aqui. Tem uma grande atração por assuntos que envolvam mistérios, desconhecido e tecnologia. Gosta de conversar sobre qualquer coisa e sempre tem um caso bizarro e engraçado para contar. Saiba mais... Profile

Hackers atacam a radio misteriosa UVB 76

em Curiosidades
  ·   33 segundos de leitura

O homem que levitava

em Curiosidades
  ·   8 Minutos de leitura

4 respostas para “Descoberto o Super Bonder do tempo de Jesus”

  1. Conhecem aquela lenda urbana do moleque que colou o dedo com Superbonder e teve que fazer cirugia para descolar?
    Rá-rá-rá…assustou, né?

    Mas mudando de assunto, esse site do Mundo Gump é muito bom:VALE POR UMA AGÊNCIA DE SERVIÇO SECRETO.
    Não gosto de elogiar homem, mas o webmaster ou a equipe desse site, bem, é de um presidente e um congresso assim que o Brasil precisa.
    Fui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.