Conheça o chinês que tem um pescoço gigante

Sharing is caring!

Na primeira vez que vi, pensei que era um photoshop fail, mas depois pesquisei mais e vi que este cara tem a síndrom,e de Marfan. 

843072f08f48276738904c95912076b2

19ababd1b1e5a4fc6b2a8bd7861a7644

d12f10e15aa0f19861a929776fe0e20e

Se ele tivesse nascido no século XIX certamente iria parar num desses circos de bizarrices com algum título idiota, como “O sensacional homem girafa”.

7dd8de3fed4ff4089ea57dbfd498726b

Segundo a Wikipedia, a  Síndrome de Marfan, é uma desordem do tecido conjuntivo caracterizada por membros anormalmente longos (aracnodactilia). A doença também afeta outras estruturas do corpo, incluindo o esqueleto, os pulmões, os olhos, o coração e os vasos sanguíneos, mas de maneira menos óbvia. Seu nome vem de Antoine Marfan, o pediatra francês que primeiro a descreveu, em 1896.

Indivíduos com esta doença apresentam frequentemente anomalias a nível esquelético, ocular e cardiovascular, entre outras. Muitos dos indivíduos afetados têm alterações das válvulas cardíacas e dilatação da aorta. As complicações cardiovasculares mais importantes em termos de risco de morte são os aneurismas da aorta e as dissecções da aorta. A prevalência é de aproximadamente 1 em 5000 indivíduos.

Deformidades anatômicas e fisiológicas, características em portadores da síndrome de Marfan, são fatores que provocam distúrbio de ajustamento psicológico com limitações no desenvolvimento emocional e social. A aparência física pouco comum nesses indivíduos freqüentemente leva a alterações no esquema corporal, na auto-estima e, conseqüentemente, no desenvolvimento global da personalidade. As deformidades do corpo são responsáveis por colocar o indivíduo em uma posição de destaque negativo junto ao grupo, causando prejuízos muitas vezes determinantes na vida da pessoa tais como, inibição, sentimentos de menosvalia e tendência ao isolamento. Por ser uma doença crônica e peculiar, atingindo precocemente o indivíduo, a síndrome pode provocar danos na área afetivo-relacional em cada etapa do desenvolvimento.

Há rumores que até o Osama Bin Laden tinha essa mesma síndrome, que também acometia o presidente Abraham Lincoln.

Comments

comments

Luminária Ufo

6 comentários em “Conheça o chinês que tem um pescoço gigante”

  1. Tem uma raça (acho que é na Tailândia), em que as mulheres para parecerem mais bonitas tem que ter os pescoços alongados como esse aí das fotos. Por costume ou tradição, não sei. O costume e ir colocando anés metálicos em volta do pescoço desde quando as meninas ainda são crianças, e à medida que vão crescendo e o pescoço vai alongando, os anéis vão sendo substituidos por outros maiores e em maior quantidade. Alguns chegam a ter trinta centimetros de comprimentos ou mais. Parece que o unico impedimento para que eles não cressam muito mais é por questão de sustentação. Porque pela lógica apenas se consegue aumentar os espaços entre as vértebras ficando um pescoço “molengo”, quando está sem os anéis. Muito curioso.

    Responder
    • Po, o conceito de “raça” é algo bem retrógrado, do começo do seculo. Isso nao existe. Mas vamos lá: o pescoço dessa mulheres dessa sociedade especifica da tailandia não é alongado no processo. O que acontece é que o peso das argolas vai empurrando a clavicula pra baixo, afundando em direção a caixa toraxica e causando a ilusao de otica. Elas nao ficam com um pescoção e tampouco morrem se tirar as argolas. Google é nosso amigo contra a ignorancia, sempre pesquise quando algo for muito estranho antes de postar. Infelizmente o guia dos curiosos serviu pra espalhar muita bobagem no começo do seculo…

      Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Apoie este projeto

Criar este website não é uma tarefa fácil. Mais de 5000 artigos, mais de 100.000 comentários e conteúdo próprio, demandam muito trabalho. Saiba como você pode ajudar a manter o Mundo Gump cada vez melhor e evitar que ESTE SITE ACABE
Ajuda aí?
MUNDO GUMP – © 2006 – 2020 – Todos os direitos reservados.