Conheça a planta que evoluiu para tentar sobreviver ao ser humano

Sharing is caring!

Darwin estava certo! Uma planta parece ter evoluído para evitar ser colhida por seres humanos

A Fritillaria delavayi , é uma planta usada na medicina tradicional chinesa, como milhares de outras. O que torna essa planta particularmente interessante, é que ela aparentemente evoluiu para se tornar mais difícil de ser vista e portanto, colhida.

Os cientistas sabiam que muitas plantas evoluíram ao usar a camuflagem como forma de se esconder dos herbívoros que podem comê-las, mas um estudo recente sugere que uma espécie de planta em particular desenvolveu esse mesmo mecanismo para se esconder dos colhedores humanos. Os pesquisadores chineses descobriram que as plantas da fritillaria delavayi, que crescem nas encostas rochosas das montanhas Hengduan, na China, são mais parecidas com rochas do ambiente ao redor nas áreas onde são intensamente colhidas por humanos.

“É notável ver como os humanos podem ter um impacto tão direto e dramático na coloração de organismos selvagens, não apenas em sua sobrevivência, mas em sua própria evolução”, disse o professor Martin Stevens , do  Centro de Ecologia e Conservação  do Campus Penryn de Exeter na Cornualha.

“Muitas plantas parecem usar camuflagem para se esconder dos herbívoros que podem comê-las – mas aqui vemos a camuflagem evoluindo em resposta aos coletores humanos”, acrescentou Stevens. “É possível que os humanos tenham conduzido sem querer essa evolução das estratégias defensivas em outras espécies de plantas, mas surpreendentemente poucas pesquisas examinaram isso.”

Realizado pelo Kunming Institute of Botany (Academia chinesa de ciências) e pela Universidade de Exeter, o estudo mediu a semelhança entre as plantas de diferentes áreas e falou com as comunidades locais para descobrir quanta colheita foi feita em cada área. Os cientistas descobriram que o nível de camuflagem nas plantas estava relacionado aos níveis de colheita em cada área, criando uma hipótese de consequência da colheita na morfologia da planta.

“Como outras plantas camufladas que estudamos, pensamos que a evolução da camuflagem deste fritilar tinha sido impulsionada por herbívoros, mas não encontramos esses animais”, disse o Dr. Yang Niu, do Instituto de Botânica Kunming. “Então percebemos que talvez os humanos poderiam ser a razão.”

O bulbo das plantas Fritillaria delavayi tem sido usado na medicina chinesa há mais de 2.000 anos e sua popularidade crescente nos últimos anos, levou a um aumento na colheita também. Isso fez com que o professor Hang Sun, do Kunming Institute of Botany, a concluir que “a colheita comercial é uma pressão de seleção muito mais forte do que muitas pressões na natureza”.

A planta em sua versão original e após a mutação para ficar invisível aos chineses

Na prática, a planta não pensou: “Opa, o agricultor tá vindo ai, vou me disfarçar.” O que aconteceu é que como tudo que é vivo, a planta sofreu mutações aleatórias, e essa mutação que deu uma cor a ela igual ao ambiente ao redor, manteve a planta viva, porque quem colhia, não via essa planta no meio das pedras. Daí ela sobreviveu e gerou sementes com a mesma mutação, que também não eram vistas, e assim, uma nova variedade de planta “invisível” aos coletores foi gradualmente se estruturando. Esse é um caso muito interessante que parece reforçar como a evolução natural segue seu curso, com “a necessidade fazendo o sapo pular”.

Comments

comments

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

VEJA TAMBÉM