Colar de prata salva homem da morte por tiro

A bala parou no colar. Isso que eu chamo de muita sorte!

Tem gente que dá realmente muita sorte mesmo. Esse cara foi um que nasceu de novo quando a bala que provavelmente o mataria ficou agarrada em seu colar.

Sorte extraordinária

Recentemente, o Departamento de Polícia de Commerce City, Colorado, divulgou em sua página do Facebook imagens de um colar manchado de sangue com um fragmento metálico incrustado em seus elos. O colar pertencia a um homem local que se viu em uma discussão intensa e acabou sendo alvo de um disparo. Segundo a publicação, que rapidamente se tornou viral, a bala poderia ter atravessado o pescoço do homem se não fosse interceptada pela corrente de prata, que transformou um possível ferimento fatal em apenas um arranhão superficial.

“A bala calibre .22, disparada durante o confronto, teria atingido o pescoço da vítima se não tivesse sido barrada pela corrente que ele usava”, relatou a polícia. “Felizmente, o impacto resultou apenas em uma perfuração superficial.”

Os policiais descreveram a sorte do homem como “simplesmente incrível”, e alguns usuários do Facebook até mencionaram a possibilidade de uma intervenção divina. Independentemente das crenças, é inegável que o homem teve uma nova chance de vida após o incidente.

Quanto à corrente, inicialmente descrita como de prata, a Polícia de Commerce City esclareceu que provavelmente é feita de uma liga mais resistente. Isso se deve ao fato de que a prata pura é relativamente macia e seria facilmente perfurada pela bala. “Investigamos e confirmamos que a prata é um metal macio”, esclareceu a polícia na postagem.

Certamente devia ser um colar de aço imitando prata, e assim podemos inferir que o cara só escapou porque estava usando um produto falsificado.

Esse caso me lembrou aquele que o cara não morreu porque a bala pegou numa moeda que ele trazia no bolso. 

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

  1. isso me lembrou a sobrevivente do.night stalker que levantou as mãos p se proteger do tiro… e a bala desviou no chaveiro que estava em sua mão

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimos artigos

Gripado

O dia da minha quase-morte

Palavras têm poder?