Cartão de natal

Sharing is caring!

Eu tava no ônibus quando presenciei uma pequena rusga entre duas pessoas que conversavam no banco da minha frente. A discussão inicialmente social rapidamente evoluiu e quase resulta em franca pancadaria em plena ponte Rio-Niterói. O motivo? Religião.
Então eu comecei a pensar sobre isso, sobre o período de natal e a importância da compreensão.
Isso inspirou meu cartão de natal deste ano, que gostaria de compartilhar com vocês leitores.


Comments

comments

Luminária Ufo

40 comentários em “Cartão de natal”

  1. Acabei de ler hoje o símbolo perdido, o último livro de Dan Brown.
    Sua mensagem reflete um pouco do que ele passa nas mais de 400 pgs de muito suspense e história.
    Obrigada pela mensagem.
    Desejo a todos um Feliz Natal, e que nesses dias, olhem mais para seu interior e reflitam sobre o poder que carregamos dentro de nós para “fazer um mundo melhor”.
    Só nos conhecendo melhor é que podemos ajudar os outros.
    Abraços.

    Responder
  2. *palmas*
    Realmente, muita gente fica surpreesa e até me julga por eu ter apenas 15 anos e não seguir nem acreditar em nenhuma religião/deus.
    Respeito é essencial quando o assunto é religião

    Responder
  3. Antes que alguém diga que as informações sobre Hórus estão erradas e que eu vi Zeitgeist demais, confirmo que tenho plena consciência que esta parte do Zeitgeist é bem forçada. Mas tem gente que acredita no Zeitgeist e o direito de acreditar, blá, blá, blá…
    Vc entendeu. Eu espero. :B

    Responder
    • Acho que não entendi… Acreditar no Zeitgeist também é subjetivo? Mas não é essa a intenção dele. Ou não era isso? Ok. Aliás, a intenção dele é misteriosa: é uma inscursão dislumbrada nas religiões comparadas, que acusa o Cristianismo de não ser ex nihilo (?).

      Responder
      • É que quando vc começa a conferir o que o zeitgeist diz descobre que ele usou fontes de baixíssima confiabilidade. As coisas até fazem sentido e tal, mas há algumas belas forçadas de barra. A começar pela história do próprio Hórus.
        Daí que eu acho que quem acredita no Zeitgeist o faz de uma maneira tão crédula quanto os que crêem nas religiões. No fim das contas, é tudo uma questão de fé.

        Responder
  4. É… Como diz o “poeta”: “cada um no seu quadrado”. Hehehe.

    O mais foda de tudo isso é quando eu vejo céticos atacarem duramente os religiosos (qualquer que seja a sua religião) chamando-os de burros, idiotas, manipulados, etc.

    Tsc. tsc. tsc. Mal sabem eles que apenas fazem parte de mais uma “religião”, a da ciência. Que por mais que tenha evoluído não conseguiu explicar muita coisa que aconteceu e acontece por debaixo dos nossos narizes e chamamos de “coincidência”, “fenômenos da natureza” ou “deve haver uma explicação científica”.

    Exemplo? A própria existência da vida no planeta. 😉

    Um feliz Natal, meus amigos.

    Que Deus, nós mesmos, ou a ciência, nos dê paz, força, saúde, amor e tranquilidade para sobreviver a mais um ano no planeta Terra. 😀

    Responder
    • Falou tudo, e o pior é que eu tive a sensação que esse folheto é justamente obra de céticos com essa tendência, vêja se não parece o caso de “quem aponta tem o dedo sujo” ele parece debochar dos crentes ao falar do “monstro espaguete” parece coisa de quem provocou algum religioso e teve uma reação raivosa, e ainda posa de apaziguador, me parece algo bem cínico. O que quer alguém que te chega no natal e diz “Feliz dia de mitra pra você!” quer aparecer,bancar o esperto, e provocar discurção, com certeza! esse cartão pra mim parece uma provocação, nao o contrário.

      ps. também não tenho religião mas tambem considero esse ceticismo radical só mas uma religião!

      Responder
    • Mais uma coisa ceticismo não tem nada a ver com ciência, eles gostam de fazer essa confusão mas céticos muitas vezes atrapalham a ciência, exemplos: um padre brasileiro que foi um dos inventores do rádio foi tratado como louuco por céticos que não acreditavam que ele podia transmitir vozes a distância a ciência está cheia de casos assim, ciência tem mais a ver com crença do que ceticismo.

      Ass. outro agnóstico

      Responder
  5. Como a Bianca disse, respeito é essencial.
    Sou ateu, ou agnóstico, mas não exponho isso porque sei que muitas pessoas discordariam disso.
    É inutil tentar convencer um religioso da inexistencia, como um ateu da existencia.
    Segundo a definição de agnosticismo, nenhum de nós tem a capacidade de afirmar ou desmentir a existencia de algo superior.
    Muito legal o seu cartão.
    Abraços a todos.

    Responder
  6. *Bicanca*

    Eu tenho 12 anos e não possuo religião,digo não possuir religião tipo,frequentar uma igreja eu não frequento nenhuma mas acredito e tenho fé em deus.
    *Philipe*
    Vc ta certo Philipe,as pessoas ficam julgando o que as outras fazem e não reparam no que estão fazendo.Cada um acredita no que quer e se não acredita isso é a opinião da pessoa,eu acho q era assim que deveria ser.Abraços :B

    Responder
  7. HAHAHAHA a imagen do orus ta de partir de rir, esta como PAN!!!! erro do windows AHAHAHAHA.
    Feliz natal cara, e vamos ver se em 2010 tomamos um chopp ai na terrinha.
    Abracao
    Andre

    Responder
  8. Boa, Philipe!
    Quando eu comecei a ler o cartão, antes de chegar ao final, sabia que vc estava falando de outra “personalidade” na história das religiões, pois também vi o Zeitgeist e achei muito bom.
    Realmente, um dos maiores males da humanidade, o atraso,a trava evolutiva que enfrentamos no dia-a-dia, é a religião.
    Não que seja totalmente desnecessário acreditar em Deus, Buda, Alá, Krishna, ou quem quer seja. O que vale, o que conta, é interpretarmos, entendermos a proposta de que, se estamos aqui, é por alguma causa. E cabe a nós descobrirmos o melhor caminho para a boa convivência entre nós mesmos, respeitando ao próximo e nos fazendo respeitar (mas com bom senso).
    Uma frase que vi esses dias: “Deus uniu. A religião separa”.
    Agora… esse Hórus aí tá meio “locão”, tá não?

    Abraço e boas festas!

    Responder
  9. É Philipe, eu não sei o que Deus é, eu sei o que ele não é…
    Boas festas, enfim mesmo não tendo um significado tão forte para com quem não tem uma religião bem definida, não deixa de ser um belo feriado para se esfriar a cabeça… :B

    E que venha mais um ano repleto de bizarrice aqui no Mundo Gump…

    Responder
  10. Esta é a realidade…invisível. Nomes são matéria,não importam.
    Todos Somos Filhas e Filhos da Deusa e do Deus.
    Neste Natal todos Nós renascemos para + um tempo de Vida terrena,
    é pena que a maioria continua morta, não tem o Olho desperto.
    Horus, Jesus e…representam o Olho invisível, mas na verdade o Olho que tudo vê.

    Responder
  11. Quando se fala em Religião temos de separar os alhos dos bugalhos. Muitos pastores (picarepastores) estão por ai lavando a mente, batendo carteiras e roubando a dignidade das pessoas. A lei deve cuidar destes caras. Me pergunto por que aquele bando de, com o perdão da palavra, filhos de uma égua, donos do poder, que podem fazer alguma coisa de útil para nos livrar desta escória não o fazem.
    Mas é importante lembrar que, como humanos, temos necessidades:
    Fisiológicas;
    Emocionais;
    e… Espirituais.
    É isso que eu penso, é isso que eu prego, é isso que me torna feliz. Um grande abraço a todos, parabéns pelo site (conto os minutos para ler o livro)

    Responder
  12. Penso que talvez o maior problema da religião nao é a própria religião em si, mas as pessoas e seu egos e orgulhos o medo de, talvez, não estar certo o medo de ter acreditado em algo errado. Enfim espero que todos fiquem em paz graças a quem quer que seja.

    P.S. sou budista.

    Responder
    • Assim como a própria ciência e tudo mais que os humanos se metem, imagina se por causa da bomba atômica e de ciêntistas mal-caráter algúem decide que ciência é a chaga da humanidade ? isso é ridículo! é como culpar um taco de baseball por esse objeto ter batido em algém.

      Responder
  13. pelo texto ja ia lembrando do Zeitgeist antes de “continuar lendo”…se bem como vc disse, esse documental eh forçado demais…
    mas a religiao naum eh ma, as pessoas que ao longo da historia a utilizaram pra criar odio e incentivar as Guerras (ex: cruzadas) para alcanzar outros fins….seria o mesmo que culpar as leis fisico-atomicas pela destruiçao de Hiroshima e Nagasaki e o incidente em Chernobyl (mal uso, mal uso e accidente)

    Responder
  14. adorei. acho que sempre haverá a incerteza quanto à aceitação de todos com as demais religiões e credos, mas se boa parte começar com essa ligação, ajudaria bastante. talvez nossos natais seriam melhores, independendo de qual aniversário celebraremos.

    Responder
  15. a religiao nao eh o problema.. o unico problema da religiao eh que ela foi criada por pessoas! se deus existe, maravilhoso.. eu acredito! agora, sinceramente, a religiao é uma invençao humana que, apesar de ajudar e ser libertação e fim de sofrimentos pra muitos, opta por prender as pessoas em certos habitos e crenças que prejudicam suas mentes e as impede de serem abertas a novas experiencias ou conhecimentos. nao sou obrigado a acreditar que um deus tem total influencia sobre minha vida, porque nao tem!.. todos sao livres pra viver suas vidas, sabendo que estao suscetives a coisas ruins ou boas.. embora eu acredite que há uma força superior que nos ajude nas boas ^^ feliz natal a todos.

    Responder
  16. É isso mesmo Philipe, não devemos julgar o que está certo e errado, o que separa os povos são as religiões, o que os une é a fé. O que importa são os nossos atos, independente de existir céu, inferno ou purgatório, nós devemos se dar bem uns com os outros não por causa disso, mas se fizermos isso haverá equlíbrio no nosso ambiente e todos são iguais.
    Cara pesquisei sobre esse Zeitgeist, caramba, seu eu assistir acho que fico doido só de pensar nessas possibilidades, se já que penso nisso todo dia, hehehe.
    E o pior de tudo, se penso em algo absurdo, vem algo pior depois, só digo uma coisa, nunca saberemos da real verdade.

    Responder
  17. Tenho oito anos e acredito que não foi Deus que criou o homem a sua imagem e semelhança, mas de que foi o homem que criou Deus de acordo com a imagem que mais lhe agrada. Então eu prefiro pensar em Deus como uma loira peituda! Grato

    Responder
  18. O pior não é assumir que esta história não bate em nada com a de Hórus. É ver que esta “comparação” se espalhou pela internet. Em vários sites esta “verdade” aparece. Até no filme “Religulous” – que pretende ser uma crítica a religião.

    Que bom que você colocou que esta história “não tem confiabilidade”. Em geral, as pessoas assumem essa bobajada como verdadeira.

    E não por que eu me preocupo com Jesus Cristo. Eu me preocupo mesmo com a história do Egito.

    Abraços.

    Responder
  19. Para quem gosta do tema e não quer ser jogado de um lado para o outro por livros e documentários na maioria das vezes especulativos, sugiro literatura acadêmica:

    *O Cristianismo Através dos Séculos
    Earle E. Cairns
    Edições Vida Nova

    Interpretação Psicológica do Dogma da Trindade – Vol. XI / 2
    C. G. Jung
    Editora Vozes
    (acha fácil disponibilizado para download)

    *The Two Babylons
    or The Papal Worship Proved to be
    the Worship of Nimrod and His Wife
    By the Late Rev. Alexander Hislop
    aqui tem grátis: http://www.biblebelievers.com/babylon/

    *A Bíblia Judaica e a Bíblia Cristã
    Introdução à História da Bíblia
    Julio Trebolle Barrera
    Editora Vozes
    (Julio Trebolle faz parte do Comitê Internacional para Publicação dos Manuscritos do Mar Morto)

    *História de Israel
    John Brigth
    Paulus Editora

    Para quem tem alguma noção do Grego e Hebraico e quer derrubar alguns mitos da interpretação bíblica:

    *Manual de Exegese Bíblica – Antigo e Novo Testamentos
    Douglas Stuart & Gordon D. Fee
    Edições Vida Nova

    Abraços!

    Responder
  20. Gump, mesmo você não acreditando em Deus, ainda acho que foi ele que mandou aquele carangueijo pra Angra pra te tirar de lá, Abraços e parabéns pelo blog,
    o cartão tá meio estranho, mas parabéns.
    PS, Sou Cristão.
    Feliz Natal e próspero ano novo.

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Apoie este projeto

Criar este website não é uma tarefa fácil. Mais de 5000 artigos, mais de 100.000 comentários e conteúdo próprio, demandam muito trabalho. Saiba como você pode ajudar a manter o Mundo Gump cada vez melhor e evitar que ESTE SITE ACABE
Ajuda aí?
MUNDO GUMP – © 2006 – 2020 – Todos os direitos reservados.