fbpx

bizarro

Bizarrices corporais

Escrito por Philipe Kling David · 14 segundos de leitura >


Essas pessoas gostam de brincar com seus corpos. Usando giletes e bisturis, eles cultivam feridas.
isso mesmo, é o que você leu! Eles CULTIVAM FERIDAS, sempre dando mais um talhinho e arrancando mais um pouquinho de pele. Usando produtos químicos para gerar quelóides e outras coisas sem noção.
Uma olhada na galeria dessas caras dá um nó na boca do estômago do mais valente dos internautas.

Escrito por Philipe Kling David
Designer, blogueiro, escritor e escultor. Seu passatempo preferido é procurar coisas interessantes e curiosas para colocar neste espaço aqui. Tem uma grande atração por assuntos que envolvam mistérios, desconhecido e tecnologia. Gosta de conversar sobre qualquer coisa e sempre tem um caso bizarro e engraçado para contar. Saiba mais... Profile

Ted Serios: O paranormal que gerava fotografias com a mente

em bizarro
  ·   9 Minutos de leitura

2 respostas para “Bizarrices corporais”

  1. già nelle tribu dei popolli crocodillo, nella papua guinèa, si usava tagliare e sculpire la pelle com pesi di conchilie tagliente, per assimigliassi a uno cocodrillo.

    nella nostra societa e soltannto un modo per apartenere a una tribu metropolitana.

    a mè piaci!
    perche amo la diversità.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.