Aliens registrados em video na Amazônia?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

O Tiago me mandou a notícia na semana passada, mas eu não tive tempo de postá-la até agora.

Ao que parece, um video obtido pelo escritor paranormal Michael Cohen, e registrado por dois turistas britânicos que visitavam Manaus, mostra o que muitos acreditam ser a maior prova da existência de alienígenas de tipologia alfa (também chamados popularmente de Greys) zanzando pela floresta.
A cena em que o alienígena aparece é bastante curta, e ele só foi realmente notado posteriormente, pois o cameraman estava focando nas crianças de uma tribo local.

Uma curiosidade do fotograma, é que o suposto alienígena aparece perto do que alguns entendem ser ou uma nave ou um portal, de cor azulada/prateada no meio do mato.

Evidentemente, nem todos acreditam nas imagens do alien. Algumas pessoas desconfiam que seja mais uma fraude, (com toda razão).

Aqui está o video:

Seja como for, pelo menos o tal registro se deu numa região que já foi (e segundo alguns, ainda é) muito assolada por atividade alienígena. Eu mesmo, já conversei com um piloto que trabalhava para garimpeiros da amazônia que testemunhou um enorme ufo seguindo outro avião em plena vastidão da floresta. Na década de 70, a região de Colares, que fica no arquipélago de Marajó, também já esteve sob tamanha atividade ufológica que o prefeito decretou toque de recolher, e quando viu que nem isso adiantava, solicitou da FAB providências. Foi o que desencadeou uma das maiores investigações ufológicas oficiais já feitas no mundo, a Operação Prato, onde militares brasileiros não apenas viram, como fotografaram, rastrearam, gravaram, filmaram e tiveram que pular no rio para escapar das naves, que muitas vezes manifestavam comportamentos hostis.

Uma página típica do relatório da Operação Prato

O governo Brasileiro negou a existência da operação prato até que um dos principais militares envolvidos, o Coronel Uirangê Hollanda revelou tudo, cedendo uma copia do relatório aos ufólogos que tornaram o documento publico, o que causou grande alvoroço na ufologia brasileira – e mundial. Posteriormente, o Coronel foi encontrado morto em sua casa. O atestado de óbito indicou suicídio e as investigações apontaram que ele se matou com a corda do roupão, uma condição estranha que gerou especulações se ele não teria “sido suicidado”.

Independentemente do video gravado pelos ingleses em férias ser real ou não, o volume de casos estranhos envolvendo naves, “aparelhos”, “luzes” e “chupa-chupa” (como a população ribeirinha chamam as naves que emitem focos de luz sobre as pessoas e elas ficam doentes logo depois) na região norte do Brasil sempre foi muito grande. Os índios locais tem longas tradições orais sobre espíritos, seres e criaturas misteriosas e assustadoras que vagam pela floresta a noite.
Em uma longa entrevista ao jornalista Roberto D´Avila, o sertanista Orlando Villas Boas contou uma situação que presenciou quando esteve morando com índios no parque nacional do Xingu, onde duas crianças desapareceram e ficaram sumidas por mais de uma semana. Todos achavam que elas haviam sido comidas por onças quando, após longas buscas com índios de varias tribos varrendo cada metro quadrado da floresta, do nada elas saem da mata. Estavam atordoadas, dizendo que houve uma chuva (de fato havia chovido no dia em que elas sumiram) e foram parar sob uma coisa redonda e brilhante. Aparentemente as duas estavam com “missing time” o mesmo estado de confusão mental no qual a pessoa diretamente envolvida no enquadre da abdução não sente ter passado o mesmo tempo que as pessoas externas ao fenômeno. Para os dois pequenos índios, eles estavam ainda no mesmo dia em que tinham desaparecido.
A história é muito estranha, e tudo aponta fortemente para uma hipótese de abdução.
No meu ponto de vista, é perfeitamente compreensível que índios sejam alvo da curiosidade científica de alguma outra espécie, tecnologicamente mais evoluída, que não deve fazer a menor distinção entre um Ianomami e um garimpeiro, ou mesmo um executivo de Wall Street.

Voltado ao caso da filmagem do suposto alien, se ela é real ou não, creio que isso deve se esclarecer com o tempo, mas o caso apresenta bons indícios de fraude/má interpretação. A começar pelo nome dos turistas, não revelado. Uma das coisas que mais caracteriza 171 é esse lance de testemunhas que não revelam a proveniência do material. Lembra daquela autópsia dos ETs do Ray Santilli? Esses caras usam sempre a mesma conversa para tirar o corpo fora. Há pessoas sugerindo que tudo possa se tratar de um viral para promover algum filme de Hollywood.
Por outro lado, se alienígenas existirem, é perfeitamente provável que eles acabem sendo registrados em, video, dada a acelerada popularização das câmeras nos últimos anos. Na dúvida, não acredite nem desacredite. Apenas desconfie.

fonte

Aliens registrados em video na Amazônia?

Comments

comments

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

LUMINÁRIA UFO 

compre a sua em www.obscura.art.br

error: Alerta: Conteúdo protegido !!