A caneta que tem uma lombriga viva dentro

Ok, preciso dizer que não é bem uma lombriga. Mas é mesmo um parasita intestinal. No Japão, existe e é comercializada uma caneta esferográfica muito particular, pois contém um parasita VIVO na parte superior da caneta. O verme em questão é o anisakis, que é o principal responsável por infecções do trato gastrointestinal.

Por que alguém achou uma boa ideia vender uma caneta com um parasita dentro? Eu não sei. Só sei que o Japão bate recorde quando o assunto é coisa bizarra.

Caneta com parasita dentro
O parasita em toda sua glória

A caneta nojenta custa cerca de sete euros.

Caneta com parasita dentro
Foto: Twitter/Tada2547

O parasita interno fica  ativo por vários dias (4 a 5 dias, segundo a maioria dos relatos), após os quais se torna mais inativo e eventualmente, morre. Então você fica com seu verme parasita morto para olhar. Considerando a natureza do conteúdo, não tenho certeza se a caneta esferográfica com verme dentro  pode ser comprada on-line, mas tenho certeza de que as pessoas que estão procurando por algo assim encontrarão uma maneira de colocar as mãos nela.

Mas de onde vem esse parasita?

Os oceanos escondem inúmeras maravilhas e mistérios, mas também abrigam ameaças invisíveis. Uma delas é o Anisakis, um pequeno verme parasita que tem intrigado biólogos marinhos e preocupado amantes de frutos do mar.

O Que É o Anisakis?

O Anisakis é um parasita que pertence à família Anisakidae. Esses vermes marinhos têm um ciclo de vida complexo, que envolve peixes, mamíferos marinhos e seres humanos. Eles são encontrados em diferentes espécies de peixes, polvos e lulas, tornando-se uma ameaça para aqueles que consomem esses animais crus ou submetidos a preparações mínimas de cozimento, algo bem comum no oriente.

Ciclo de Vida Intrigante

O ciclo de vida do Anisakis é notável por sua complexidade. Começa quando larvas imaturas são liberadas nas fezes de mamíferos marinhos, como baleias e focas, e posteriormente alcançam o oceano. Nesse ambiente, essas larvas são ingeridas por pequenos crustáceos, que servem de hospedeiros intermediários.

A história se torna mais preocupante quando esses crustáceos são consumidos por peixes maiores. Os vermes parasitas migram do trato digestivo do peixe para sua carne. O ser humano entra na equação quando consome peixes e frutos do mar contaminados com esses vermes.

Riscos para a Saúde Humana

A ingestão de peixes ou frutos do mar contaminados pelo Anisakis pode representar um risco para a saúde humana. Quando ingerido, o verme pode causar uma condição chamada anisakidose, que pode se manifestar como sintomas gastrointestinais, alergias ou até mesmo condições mais graves.

Embora o cozimento adequado dos alimentos possa matar o Anisakis e eliminar os riscos associados, pratos crus ou marinados, como sashimi e ceviche, podem representar um perigo real. A contaminação é mais comum em peixes de água fria, como salmão, bacalhau e arenque.

https://www.msdmanuals.com/pt-br/profissional/doen%C3%A7as-infecciosas/nemat%C3%B3deos-vermes-filiformes/anisaqu%C3%ADase

“Poucas horas após a ingestão, o verme parasita tenta penetrar na parede intestinal, mas como não consegue penetrá-la, fica preso e morre. A presença do parasita desencadeia uma resposta imunológica; células imunológicas cercam os vermes, formando uma estrutura semelhante a uma bola que pode bloquear o sistema digestivo, causando fortes dores abdominais, desnutrição e vômitos”, afirma o artigo da Wikipedia .

 

Prevenção e Segurança Alimentar

Para evitar os riscos associados ao Anisakis, é fundamental adotar medidas de segurança alimentar. Aqui estão algumas dicas:

1. Cozinhe Adequadamente: Certifique-se de que os peixes e frutos do mar sejam cozidos a temperaturas que matem qualquer verme presente.

2. Congelamento: Congelar peixes a uma temperatura de -20°C por pelo menos 7 dias também pode eliminar o Anisakis.

3. Exame Visual: Ao preparar frutos do mar crus, faça um exame visual cuidadoso para detectar a presença de vermes. Remova-os se encontrados.

4. Evite Consumo Cru: Se você estiver em um restaurante ou preparando pratos em casa, evite o consumo de frutos do mar crus ou marinados.

Conclusão

O Anisakis é uma ameaça oculta que pode afetar nossa saúde ao desfrutarmos de frutos do mar. Conhecendo os riscos e adotando práticas seguras na preparação e consumo de alimentos, podemos minimizar a probabilidade de contrair a anisakidose. Lembre-se, a segurança alimentar é fundamental quando se trata de desfrutar das delícias dos oceanos.

Com o parasita preso na capsula da caneta ele não é perigoso, mas não deixa de ser altamente bizarro. Em todo caso, é melhor esse bicho na caneta do que na nossa barriga, né?

 

 

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

  1. Pra evitar contaminação por vermes no sushi/sashimi, o ideal é usar peixes que ficaram pelo menos 3 dias totalmente congelados. Ao menos a informação que li é de que o congelamento prolongado mata esses vermes, não sei se a informação é procedente ou não.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Advertismentspot_img

Últimos artigos