24 parafusos. Custo: 123 milhões de dólares!

Essa é a terrível história de como um problema envolvendo miseráveis 24 parafusos gerou um prejuízo monumental de 123 milhões de dólares.

Em 2003, um satélite meteorológico estava sendo montado rotineiramente em uma corporação aeroespacial na Califórnia. Era o NOAA-19 e estava equipado com instrumentos para observação do tempo e análise de fenômenos climáticos.

Tudo corria bem, e estritamente de acordo com o planejado.  O dispositivo estava planejado para ser lançado em um futuro próximo. Em 6 de setembro, os engenheiros começaram a realizar um procedimento para mover a plataforma de montagem junto com o satélite para a posição horizontal. 

E então uma coisa estranha aconteceu: o bagulho caiu caiu com um estrondo direto no chão e ficou caído, esmagado e parcialmente destruído:

 A anatomia da cagada

Uma comissão operacional chegou da NASA para calcular a quantidade de danos e, o mais importante, para encontrar os responsáveis ​​​​pelo incidente. 
Como esperado, o motivo foi um desleixo banal, mas raro, para a indústria espacial.

Para mover o satélite durante a instalação, foi usado o chamado carrinho de retorno. Durante a manutenção, um dos engenheiros do depósito removeu vinte e quatro parafusos do carrinho que o prendia ao adaptador. E não marcou esse procedimento no diário!

Ok, ninguém é perfeito. Isso acontece. Só por algum motivo, os técnicos que retiraram o carrinho do armazém não se preocuparam em verificar eles próprios os elementos de fixação, embora também o tivessem de fazer pelo procedimento.

Como resultado, o satélite não estava fixado na plataforma e inevitavelmente caiu quando inclinado. Você pode imaginar a expressão no rosto de todos que estavam no laboratório naquele momento. Não é todo dia que dezenas de milhões de dólares dos contribuintes são despedaçados diante de seus olhos.

Em um segundo, todo o seu salário voou diante dos olhos dos trabalhadores!

O dispositivo recebeu danos muito sérios, mas não fatais. A alteração e restauração foi estimada em 135 milhões de dólares. Claro, toda a responsabilidade pelo acidente teve que ser assumida pelo fabricante. A Lockheed Martin não apenas ficou sem lucro com a fabricação do satélite, mas também pagou 30 milhões de multas. Isso ainda não foi suficiente para cobrir as perdas do projeto, então as agências governamentais também tiveram que desembolsar um troco para restaurar o NOAA-19.

O lançamento, é claro, foi adiado por muito tempo, mas ocorreu em novembro de 2009 na base de Vandenberg (após duas tentativas malsucedidas). O dispositivo atingiu a órbita com segurança e já funcionou por 11 anos, em vez dos dois planejados mínimos.
Felizmente para o meteorologista hoje, ele segue funcionando bem.

 

Receba o melhor do nosso conteúdo

Cadastre-se, é GRÁTIS!

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade

Philipe Kling David
Philipe Kling Davidhttps://www.philipekling.com
Artista, escritor, formado em Psicologia e interessado em assuntos estranhos e curiosos.

Artigos similares

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Advertismentspot_img

Últimos artigos