11 Comentários

  1. wagner a. r.

    agora me responda, a quanto tempo estão pesquisando sobre a cura do HIV, e quanto já não ganharam com a venda de coquetéis?
    isso é uma mafia, como esta escrito no conto, uma vela pra Deus e outra para o Diabo.

    Responder
  2. isaac

    parabéns, senhor philipe kling. Depois desse conto você conseguiu me fazer te odiar tanto quanto eu odeio o stephen king.
    Exelente texto, cara. Estou ansioso para poder ler o próximo! 😀

    Responder

  3. E isso não se resume somente a indústria farmacêutica, as montadoras de veículos tem condições de fazer veículos que durem muito mais e com mais qualidade, mas vale a pena? Não, claro que não, o dinheiro tem que girar, seu carro precisa estragar e você comprar outro. Celulares e Computadores também se fosse do interesse dos fabricantes poderiam durar 20 e 30 anos sem ficar obsoletos, mas não, o dinheiro tem que girar e mesmo sem o seu telefone ou computador estragar eles te induzem a comprar outro. É assim com o câncer e o HIV, a demanda pelos remédios é mais lucrativa do que a cura.

    Responder

    1. É a obsolência programada… Eu ate aceito a obsolência programada desde que ela venha acompanhada de avanços tenológicos. Mas o que temos hoje é a simples substituição de um produto por outro similar. Eu sou contra as reservas estratégicas tecnológicas, como as das montadoras, que detém milhares de patentes de otimização de combustível, mas mantém na gaveta porque custa muito desenvolver ou porque elas acham que poderão tirar proveito disso no futuro quando o petróleo tiver sua oferta reduzida.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.