Primeiro dia de 2014 já começou gump

Compartilhe

Hoje de manhã, fui tomar um banho de piscina, aproveitando que quase todo o país estava de ressaca. Fiquei um tempo lá curtindo a água (tava tão calor que saí da piscina pq tava muito quente a água) e fui pra casa. Chegando lá, tava na cozinha bebendo uma água gelada quando ouvi a Nivea aflita me chamando pra ver um bicho que tava perto do pé dela. Quando vi, quase caí pra trás.

Era um formigão preto. Graças ao meu hobby de fotografar insetos (olha minha coleção aqui) eu bati o olho e sabia que aquele indivíduo ali não era do lugar. Aliás, era de MUITO LONGE!

Assim que consegui capturá-la com muito cuidado, notei suas enormes mandíbulas e sua estrutura corporal me chamou a atenção, porque estou habituado a ver formiga. Eu conheço todas as espécies de formigas que habitam a área do meu condomínio, e dessa eu nunca tinha visto. De cara me chamou a atenção um ferrão enorme que saía do fim do abdômen dela, como um ferrão de vespa. Percebi que aquela é o que se chama de “formiga primitiva”. Elas são perigosíssimas, porque seu veneno é um troço, como eu poderia dizer, diabólico!

Meu primeiro palpite é que se tratava de uma formiga que ocorre mais na AMAZÔNIA, (não me pergunte como ela apareceu em Niterói -RJ, dentro do meu apartamento no quinto andar).  Chamada Tocandira, ou tuncadera, ela tem um montão de outros apelidos, ela também é conhecida como “Bullet Ant”. Ela teria ganho este apelido porque quem já foi picado diz que a sensação é como levar um TIRO. É uma dor cabulosa.

Há um curioso índice, chamado de “índice de dor Schmidt” que mede o grau de dor de cada picada de inseto. Ela é a campeã com nada menos que 4+, acima da picada da vespa tarântula (um ser demoníaco que nem vou te mostrar pra vc não ter pesadelos o resto da vida).

Um dos seus apelidos é formiga 24h. Ela ganhou este apelido porquê nas primeiras 24 horas enquanto seu veneno corre na carne de sua vítima, você até pede pra morrer.

Há um ritual de iniciação entre os índios da amazônia onde os jovens precisam mostrar que já são guerreiros. O processo envolve catar centenas dessas formigonas e colocá-las com todo cuidado num pote com uma mistura de caldos de seivas de plantas alucinógenas, o que deixa as formigas entorpecidas. Elas ficam fora do ar e são costuradas em luvas. Horas depois, quando voltam ao normal, elas estão mega iradas de estarem amarradinhas e o que os índios fazem?

07f04 Primeiro dia de 2014 já começou gump

 

Pegam as luvas CHEIAS de formigas e enfiam nas mãos dos molequinhos. Tem que aguentar o perrengue! Não pode tirar a luva até passar um certo tempo. Sinistro, né?

19708 Primeiro dia de 2014 já começou gump

Aposto que vc deve estar dando Graças a Deus de não ser índio, hehe.

Bom, aqui estão algumas fotos da minha visitante ilustre.  É difícil de fotografar ela porque eu não mato o inseto. Nunca. Eu me ferro todo mas fotografo os meus insetos sempre vivos. E essa formiga é FRENÉTICA. Até na hora que eu tava fotografando dei um mole e ela caiu no meu colo. Eu saí pulando feito um saci, quase que jogo a câmera no chão, hahaha. Foi um momento bem ridículo pra falar a verdade, mas ela não me mordeu e eu consegui recuperá-la para mais fotos.

Um close das mandíbulas:

tocandira1 Primeiro dia de 2014 já começou gump

Esta é a ponta de uma das patas:

tocandira2 1024x661 Primeiro dia de 2014 já começou gump

Note o curioso “conector” onde as antenas se articulam na cabeça.

tocandira5 Primeiro dia de 2014 já começou gump

Na luz ela ganha reflexos avermelhados. Mas no geral é uma formiga pretona enorme. Com cerca de 1,5cm

tocandira4 Primeiro dia de 2014 já começou gump

 

Uma característica marcante desta formiga é que ao contrario das formigas comuns, como a doceira e as demais formigas grandes e pretas, essa tem uma espécie de calombo na cintura, chamado pecíolo. Logo depois vem um calombo maior, chamado pós pecíolo, e só então a  parte final do abdômen, chamado tergito. É onde fica o ferrão comprido, que só vi uma vez e não consegui fotografar. Ela também tem grandes esporões tibiais que outras espécies de formiga não tem.


tocandira3 682x1024 Primeiro dia de 2014 já começou gump

Como eu não sou um entomologista, eu não tenho 100% de certeza de que esta se trate de uma Paraponera clavata (tocandira). Acho muito parecida com as fotos que vi desta espécie, mas no reino dos insetos, muitas vezes parecer com alguém brabo pode ser um bom negócio. É possível que ela se trate de uma “falsa tocandira” (Dinoponera gigantea) , outra formiga gigante (maior até que a tocandira original) e natural também da Amazônia. Pra falar a verdade, a falsa tocandira é só falsa no nome, porque ela tb tem um veneno cabuloso que dura 24h, é grande, preta, tem a mesma constituição física. A falsa tocandira é uma formiga carnívora que vaga sozinha num raio de até 10 metros do ninho, em busca de algum bicho que esteja dando sopa. Achando o infeliz, ela o agarra com as mandíbulas e soca-lhe o veneno. Essa formiga pode matar uma cobra, um pequeno roedor e até mesmo MATAR UMA PESSOA! Mas só se a pessoa for alérgica ao princípio ativo de sua neurotoxina.

Uma coisa curiosa dessa formiga é o seguinte: Ao contrário da maioria das espécies de formigas, as colônias de falsa-tocandira não apresentam rainha. O lance ali é na base da meritocracia! O ninho é constituídas exclusivamente por operárias, que são as formigas que estão sempre em atividade e só trabalham em benefício do formigueiro. O que ocorre na colônia é uma disputa entre as operárias, que pode levar dias, com pausa para descansos. A que mais mete a porrada vira a dona do pedaço, ela vai mandar e desmandar na galera até o dia em que morrer. Morreu a chefe, começa uma nova rodada de porradaria para chegar a uma nova chefe.

Louco né?

bitela Primeiro dia de 2014 já começou gump
Olha o tamanho da bitela!

Como ela estava sozinha e é morfologicamente idêntica à tocandira e à falsa tocandira, suponho que seja dessa linha. O que posso garantir é que ela tem ferrão! E é enorme!

Agora como ela veio parar na minha casa, ainda é um mistério. (E pra dormir pensando que de onde saiu esta pode ter outras? #comofaz?)

fonte fonte fonte

 

 

Artigos relacionados

24 comentários em “Primeiro dia de 2014 já começou gump”

  1. Assisti a um documentário do NATGEO onde o repórter, super-hiper-mega-giga-corajoso, pôs as luvas de formigas, mostradas aí acima. O sujeito passou uns dois dias doente. O cara até tentava disfarçar a dor, mas não conseguia. Quase morre! Há doido pra tudo, nesse mundo!!

  2. Já vi uma reportagem assim, os índios adolescentes colocam a luva e aguentam a dor para tornarem-se homens, muito errado.. para mim, não para a cultura deles…

  3. Aqui no cerrado conheço o lugar de um formigueiro delas…enormes ! O ferrão lembra os dos marimbondos caçadores…grandes…essa semana ao cortar a grama do quintal,consegui filmar um ataque de uma vespa pequena,a uma aranha dessas de jardim,o que achei muito interessante, pois a vespa era 1/3 menor e a luta foi ferrenha. Levou uma ferroada apenas,foi imobilizada e levada para a toca, provavelmente viraria um depósito de ovos de vespa !

  4. Philipe, primeiramente gostaria de dizer que estou acompanhando o seu blog a algum tempo e gosto muito do conteúdo e da forma como você os aborda. Também sou fotógrafo e amante dessa arte, fascinado pela natureza e suas curiosidades, e sou muito curioso também por ufologia. Apesar de ter 28 anos de idade fui acostumado a ler sobre o assunto desde criança e o sempre que surge posts seus sobre o tema eu compartilho do link com meus amigos! Parabéns pelo blog!!
    Sinistro essa formigona hein!? Muita coragem pra pegá-la e fazer uma sessãozinha fotográfica com a danada!
    As fotos ficaram muito boas! Você usa um adaptador macro ou lente macro mesmo? Algum modelo em especial?
    Eu uso Nikon e tenho uma 35-70 2.8 que faz macro mas ainda não me arrisquei a fazer fotos de insetos com essa lente.
    Mais uma vez parabéns e feliz ano novo pra você e toda sua família!
    Abraço!

    • Eu não uso nada especial. Uso um anel de inversão e faço com a lente invertida. Eu uso basicamnete uns 4 arranjos diferentes para diferentes tipos de macro. No tele-macro uso uma 70-300 com um tubo extensor. Uso tb uma 50mm invertida ligada de boca numa 18-55mm. Uso tb a 18-55 pura invertida. Quando quero fazer super ultra modafoka macro, uso dois teleconverters, mais uma 70-300 com uma 50mm invertida na ponta. Vira microscópio.

  5. Philipe, onde tem uma formiga tem mais, então ta na cara que tu ainda vai levar uma ferroada no nariz enquanto estiver dormindo. Só não esquece de postar a foto da picada pra gente ver se faz estrago 😛

  6. Poxa que sinistro 😮 Mas e aí, o que vc fez com a danada depois? Se não matou mesmo, como colocou a bicha pra fora? Eu morro de medo de insetos, ainda mais agora, tendo uma bebê em casa. Cuidado aí com o Davi 😉

  7. Se eu te contar que entrou uma cobra cega na minha casa e se enroscou no pé da minha namorada vc acredita? Isso aconteceu no dia da virada do ano, a mulher gritou desesperada, eu achei que a prancha de cabelo tinha enroscado na cabeça dela. kkkkkk O bicho ainda tá preso aqui num potinho de sorvete.

  8. Mais um pouco dá pra colocar coleira e levar pra passear. Olha só os bigodes da desgraçada! Tá pensando que é uma lontra.
    Ah, detalhe, os índios não fazem essa loucura uma vez na vida só não… O ritual todo se estende por meses, entre várias sessões, até ele se tornar um adulto completo. Depois de uma sessão, fora a dor, dá febre, náuseas, cai a pressão sanguínea, o cara tem até alucinação. Periga dar convulsão. Não sei se é verdade, mas já li que há indícios que este processo absurdo age como uma vacina no organismo, fortalecendo o sistema imunológico pro resto da vida do indivíduo. Dá o que pensar, qual foi o primeiro maluco que olhou pra essa praga de bicho e achou que isso seria uma boa idéia.

  9. Fala cara, essa formiga ocorre também no interior do estado, sou de Miguel Pereira, e meu jardim é infestado delas, a minha filha inclusive já foi picada por uma. O problema é que o formigueiro dela não é igual ao das outras formigas que tem uma rainha específica e matando ela o formigueiro morre. Nas Tocandeiras, quando a rainha morre uma utra operária fica fértil e assume o papel da rainha, assim sendo fica muito difícil exterminá-las.

  10. Não sei se é a mesma da Amazônia, mas no quintal das casa de meus pais, em Juiz de Fora , Minas Gerais, costuma aparecer formigas de mesmo e tamanho e aparência que essa sua, Vai ver essa aí é nativa do Sudeste mesmo. Abraços e, não posso deixar de dizer, parabéns pelo ótimo site.

  11. As fotos são excelentes. Parabéns!

    Infelizmente a identificação não está correta. Esta formiga não é a popular tocandira (Paraponera clavata). A espécie é, na verdade, Pachycondyla villosa e pertence a uma subfamília diferente da tocandira. Embora exista uma semelhança superficial, são muitas as características morfológicas que separam as espécies. Para fotos em alta-resolução veja os links:

    Paraponera clavata ( http://www.antweb.org/getComparison.do?rank=species&name=clavata&genus=paraponera&project=matogrossodosulants&pr=d)

    Pachycondyla villosa ( http://www.antweb.org/getComparison.do?rank=species&name=villosa&genus=pachycondyla&project=costaricaants&pr=d)

    Sou entomólogo e trabalho especificamente com sistemática de formigas.

    Abraços,

    Rodrigo Feitosa
    ( http://lattes.cnpq.br/6600267892415480)

  12. Dor por 24 horas sem parar, é quando começa a diminuir de intensidade. Lá no Mato-grosso (do sul) também tem muito disso, principalmente nas matas. O caboclo está trepado em um “puleiro” esperando aparecer uma caça e derrepente se encosta no tronco da árvore e esmaga uma dessas no meio da madrugada? Acabou a caçada.
    Lá eles ensinam a tomar pelo menos uma ou duas colheres de vinagre (vi em uma reportagem que o vinagre é usado para aplacar as dores e picadas de outros animais e insetos também) para acalmar ador. dizem que corta a dor “pela metade’. Ainda bem!
    É muito comum as picadas e os formigueiros são enormes e abundantes!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.