Os feios também amam

Antigamente, (quando eu digo antigamente é na idade média) quando alguém nascia muito feio ao ponto da mãe não acreditar em tamanha estrambulicidade, a criança era abandonada à própria sorte ( sorte dos lobos) ou colocada na “roda” onde – se tivesse sorte – seria adotada por freiras e se esconder em porões fazendo trabalhos sujos, como nos mostra a história do Quasímodo. Os deficientes genéticos e os ultra-mega-power feios eram considerados filhos do diabo, com risco direto para a vida da mãe. ( acreditava-se que as bruxas faziam sexo com o demônio nas madrugadas)
Alguma coisa mudou desde o tempo do corcunda de Notre Dame, é claro. Hoje quando nasce um sujeito tão feio, mas tão feio que chega a quase ser bonito, alguém na mesma hora o inscreve no UGLY PEOPLE.
Tá. Momento mundo cão no Mundo Gump. Algum maluco criou um site para “cadastrar” os sujeitos mais feios que se tem notícia. As pessoas (você verá que alguns estão na fronteira dessa palavra) são de fato sensacionalmente feias.
Existem também alguns casais.
O site é UGLYPEOPLE.COM

Editado: Pessoal, o site não existe mais. No lugar dele surgiu um site pornô.

Veja com cuidado, você pode descobrir que um amigo seu mandou sua foto pra lá.
Não acho certo sacanear o cara porque ele é feio. Se bem que quando eu era pirralho e feio pra dedéu, me sacanearam muito. Tem caras feios que até vivem disso, como o falecido Tião Macalé.

-MOMENTO CULTURA INÚTIL do Mundo Gump:
O bordão “Tchã!” do Tião macalé surgiu numa improvisação. Na época, o programa era “Balança mas não cai”, que sempre terminava com um acorde engraçado da orquestra. Num dia lá aconteceu uma pane no som e não saiu o acorde. Sem pestanejar, o Macalé salvou a pátria mandando um “Tchãaaan!”. A coisa deu tão certo que ele incorporou ao repertório de bordões.

Artigos relacionados

Comments

comments

3 comentários em “Os feios também amam”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.