16 Comentários

  1. NIvea

    OI, amor!! Será que realmente são apenas esses “pontinhos de luz” na região sudeste do Brasil???

    Responder

  2. [quote post="1710"]OI, amor!! Será que realmente são apenas esses “pontinhos de luz” na região sudeste do Brasil???[/quote]

    Ih, olha só… A primeira dama comentando! Milagre!

    Mas são sim. Só isso aí mesmo.

    Responder
  3. Robson

    É muito legal mesmo. Dá pra ver direitinho como a população segue a Transiberiana na Rússia ou o Nilo no Egito

    Responder

  4. [quote ]É muito legal mesmo. Dá pra ver direitinho como a população segue a Transiberiana na Rússia ou o Nilo no Egito[/quote]

    Verdade… Nem tinha me ligado nisso. Seria maneiro se desse para apertar um botão e ver o google earth assim de noite, né?

    Responder
  5. Rogério

    Fazendo uma pequena observação : os dois continentes ” menos ” iluminados são a África e a Oceania, o primeiro devido à pobreza extrema e o segundo devido ser pouco habitado , porém muito rico .

    Responder

  6. [quote post="1710"]o segundo devido ser pouco habitado , porém muito rico .[/quote]
    Dá pra falar a mesma coisa da África também. Grande parte da África é desabitada. (como nosso território na margem esquerda do São Francisco)

    Responder
  7. Tama

    Uma coisinha me deixou meio intrigado . . . não era para, teoricamente, uma parte do planeta estar iluminada enquanto a outra estivesse no escuro . . .?

    Bom, parece uma conclusão meio óbvia. . . mas, como eu sou um perfeito leigo em edição de imagens. . . hahaha !
    Foi mutretada a imagem, então?

    Bom, não deixa de ser MUITO legal . . . enfim, era só para ser chato mesmo.

    Responder

  8. É que esta imagem foi construída usando as fotos de satélite obtidas numa mesma condição ambiental. Seria impossível uma foto do mundo a noite sem fazer isso.

    Responder
  9. Rodrigo

    Olha o Japão!!! quase todo iluminadoo…

    Pq que na imagem pequena uma parte da Africa e o sul da Asia estão vermelhos e na imagem em tamanho grande eles tão normais?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *