O misterioso John Quincy St.Clair

Sharing is caring!

Muito provavelmente você nunca ouviu falar do senhor John Quincy St.Clair. Vou dar uma dica: John Quincy St.Clair é um inventor. Um inventor bem prolífico. Muito provavelmente você sequer imagina o que esse cara já patenteou. A questão é justamente esta. John Quincy St.Clair patenteou nos EUA (até agora aparentemente só nos EUA) uma série de inovações absolutamente disruptivas que você certamente acharia que saíram da cabeça de um escritor de ficção científica. Mas as patentes estão listadas no google patents para quem quiser consultar.

Um exemplo do nível Gump das patentes de St.Clair é o gerador pulsante de ondas gravitacionais que teleporta um ser humano através do hiperespaço de uma posição para outra. Se você está acompanhando meu conto “o experimento Carlson”, perceberá que é basicamente o que St. Clair patenteou. Não só o transporte de gente via hiperespaço, que é praticamente a premissa da franquia Stargate, ele também pediu patente de um gerador de wormhole.

O misterioso John Quincy St.Clair

O misterioso John Quincy St.Clair

O mais interessante de tudo é que as regulações de patentes nos EUA são muito rígidas. Você nunca consegue patentear algo que notoriamente não funciona, como um moto-perpétuo. Mas de alguma forma, St.Clair conseguiu convencer os analistas de patentes da America do Norte que ele consegue mandar uma pessoa de um ponto a outro através do hiperespaço, no melhor estilo “A mosca”.

O misterioso John Quincy St.Clair
Vamos torcer para dar certo!

 

As patentes de John Quincy St.Clair começaram a surgir por volta de 2002, o que é uma data bem curiosa, na medida em que a tecnologia estava ainda bastante primitiva nesta época em relação aos avanços que temos quase duas décadas depois. Mesmo assim, lá atrás, Quincy St.Clair regostrou diversas patentes que dizem respeito à construção de naves espaciais, amplificadores de energia Chi , criação de portais dimensionais e teletransporte.

Eu também não acreditei nisso e tive que ver pessoalmente que a patente existe. 

O teor das patentes em nome desse cara logo despertou suspeitas na comunidade afeita a teorias da conspiração. Seria John St.Clair um funcionário do governo dos EUA registrando as coisas “peculiares” obtidas nos centros de pesquisa financiados pelo “orçamento negro”? Outra suposição é: Seria John Quincy St.Clair uma pessoa de verdade, ou um mero “NPC” criado pelo sistema do acobertamento ufológico apenas para garantir a propriedade intelectual das tecnologias obtidas na engenharia reversa de Ufos?

Seria uma ideia bem “maluca” se não fosse pelas patentes que estão lá registrada. Uma delas vai dizendo TEXTUALMENTE que se refere ao funcionamento de uma ESPAÇONAVE capaz de gerar seu próprio momento gravitacional com um motor eletromagnético.

A presente invenção refere-se a uma espaçonave que gera seu próprio momento magnético e gradiente de campo magnético para produzir sustentação no casco. O momento magnético é gerado por um solenóide de grande área localizado no casco. Um núcleo toroidal enrolado com bobinas elétricas a intervalos ao longo do referido núcleo produz uma onda magnética em movimento ao longo de sua superfície. Essa onda magnética cria uma curvatura no espaço-tempo, semelhante a uma placa inclinada, que causa a formação de um gradiente de campo magnético. A energia não é crítica porque o sistema usa um gerador de buraco de minhoca de vórtice magnético para diminuir a velocidade da luz, a fim de criar eficientemente campos altamente relativísticos devido à transformação de Lorentz.

Quase todo mundo que gosta do assunto ufologia parece estar de acordo que a ampla maioria (senão a totalidade) dos processos de funcionamento desses engenhos misteriosos envolvem tecnologia eletromagnética para afetar o momento gravitacional do aparelho, e com energia capaz de dobrar o espaço tempo, o que permite a nave se deslocar em velocidade superior a da luz, o que explica, por tabela, muito dos comportamentos aparentemente violadores da física clássica para o observador terreno.

Assim, seja quem for John Quincy St.Clair, ele está patenteando nada mais nada menos que o DISCO VOADORConfira a patente aqui

Um fato bem curioso sobre as patentes desse cara é que elas não estão num único eixo de conhecimento. O que quero dizer com isso, é que como seria de esperar, médicos fazem muitas patentes no campo da medicina, inovações e equipamentos de tratamentos. Já engenheiros fazem patentes de novos modelos estruturais, de veículos, de treliças inovadoras e coisas do tipo. Um dentista cria novas ligas, tratamentos, implantes especiais, facetas e tal. Mas é incomum ver um físico nuclear, por exemplo, patenteando um brinquedo. Não é impossível, obviamente, mas é de se esperar que um engenheiro agrônomo, por exemplo, invente no seu campo de atuação. É difícil imaginar um agrônomo patenteando formulas de tintas, ou inventando, uma graxa especial de alta viscosidade usada somente no segmento aeroespacial, certo?
John Quincy St.Clair parece desafiar essa logica, pois ele tem patentes que vão do gerador de buracos de minhoca a formulas especiais de polímeros, e processo de fabricação complexa com metais e plásticos. Especialmente esta patente me chamou a atenção. Comecei a ler sua descrição do invento tentando entender no que isso poeria ser usado. La pelo meio do processo comecei a visualizar sua aplicação para a fabricação de “carrocerias de veículos”, ultra-leves e resistentes, usando um só molde (pelo que entendi), onde o metal MAGNÉSIO surge como o revestimento de uma liga de metais diferentes, como titânio, alumínio e zinco, produzindo uma “carroceria leve” de um peça só, FUNDIDA. A patente prentende mostrar como formar artigos ocos com uma configuração interna complexa, moldando polímeros orgânicos em um molde com um núcleo oco de metal caracterizada pelo fato de que pelo menos 20% em peso do metal é um membro selecionado do grupo que consiste em alumínio, estanho, magnésio, cobre, zinco e chumbo.

 

O misterioso John Quincy St.Clair
Uma carroceria de metal que parecia esculpida em cera numa única peça de metal fundida super leve… Tá me entendendo bro?

Uma das patentes que mais me atraiu a atenção a patente de uma NAVE ESPACIAL que basicamente É o ufo gigante do Caso Westendorff:

O misterioso John Quincy St.Clair

A presente invenção refere-se a um sistema de propulsão de naves espaciais que utiliza um octógono rotativo de painéis planos trapezoidais eletricamente carregados para criar um momento de dipolo elétrico que gera sustentação no casco. No lado interior de cada painel existem hastes com carga eletrostática que produzem um campo elétrico plano que emerge de orifícios no painel para formar uma bolha de energia potencial elipsoidal na parte externa do casco. O momento dipolo do casco rotativo gera um momento magnético que, juntamente com o gradiente do campo magnético desenvolvido pelo campo elétrico rotativo dos painéis carregados eletrostaticamente, produz a referida força de elevação. O campo de energia potencial é aprimorado usando um revestimento duplo de material do casco com diferentes faixas de permissividades.  fonte

O misterioso John Quincy St.Clair
Intrigante caso de um piloto particular com experiência de 20 anos que visualiza um gigantesco OVNI bem de perto por 12 minutos!

Você não acha que são muitas coincidências? Mas vamos deixar as similaridades como um plus, um bônus. Vamos seguir adiante para a próxima patente de nave espacial eletromagnética do cara (sim, são várias)

Nessa patente aqui John Quincy St.Clair descreve algo interessante. Tente não lembrar do Ufo do Bob Lazar nessa descrição da patente:

A presente invenção refere-se a um sistema de propulsão de naves espaciais utilizando propulsores constituídos por um cilindro eletrostaticamente carregado por motor que gira dentro de um anel anular carregado eletrostaticamente com o objetivo de criar uma tensão de energia de tensão e curvatura no espaço-tempo na direção horizontal. Os propulsores são aumentados por geradores de vórtice magnético, embutidos nos cilindros ou localizados acima de cada propulsor, com o objetivo de aumentar a permissividade do espaço, permeando cada propulsor com energia hiperespacial de baixa densidade gerada por um buraco de minhoca criado entre nosso espaço e o hiperespaço. Uma combinação de três propulsores montados na parte inferior do casco da espaçonave fornece controle de movimento de empuxo e guinada.

Curiosamente todos os pedidos de patente das naves de Quincy St.Clair são do ano de 2002. É peculiar que um ser humano tenha uma iluminação divina num único ano para  registrar tudo isso, (note que cada patete é seguida de formulas e detalhamentos impressionantes, que entram nos aspectos atômicos e ate subatômicos da matéria, forças eletromagnéticas e campos de energias diversas)

Ainda em 2002, St.Clair pediu esta patente de outra nave. Dessa vez um disco voador, literalmente mesmo, em toda sua glória:

O misterioso John Quincy St.Clair

 

A invenção é uma espaçonave que possui um casco circular e abobadado em torno do qual rotores duplos com carga elétrica, um acima do outro, são contra-rotativos na borda do casco. Embutidos no casco estão três solenóides que criam um potencial vetorial positivo nos rotores. A densidade de carga da superfície vezes o raio vezes o potencial de vetor vezes a área dos rotores cria um momento angular na direção vertical. Esse momento angular produz uma curvatura no espaço-tempo positiva sobre a cúpula do casco e uma compressão no espaço-tempo com pico negativo sobre os rotores. Ao usinar sulcos circunferenciais de altura decrescente ao longo do raio do rotor, uma indutância de superfície negativa é gerada.

Você acha que acabou? Ainda tem essa outra NAVE aqui que ele patenteou usando um sistema de fótons para operar.

E você acha que foram só essas? Espere só para saber que tem mais! O cara é mais prolífico que o Seu Cleissom na parada de inventar nave! Curiosamente, as naves dele sempre parecem naves que um monte de gente alega que já viram. Que incrível, né? Olha só essa patente aqui.

O misterioso John Quincy St.Clair

Quando eu dei de cara com esta patente aí eu não aguentei e mandei um “putaqueopariu”. Ele patenteou isso:

O misterioso John Quincy St.Clair

Assim, como podemos ver, ele parece ter registrado em 2004 a patente de algo igual a esta nave vista e fotografada em 1990, na Bélgica. Aliás, na mesma época esta coisa passou voando e foi perseguida pela polícia Belga.  Isso nos leva a seguinte reflexão, como a nave foi vista, fotografada, filmada e perseguida em 1990, portanto ANTES do pedido da patente, é de se supor que o que foi visto na Bélgica não era um protótipo do engenho de St.Clair, o que nos leva diretamente a especular que o processo foi inverso. St.Clair aparentemente estava registrando como sua ideia algo que já estava sendo visto (e segundo o radar de casos da MUFON ainda está, praticamente todo mês, pelo mundo todo) muito antes.

Bem curioso, não?  Não há duvidas que John Quincy St.Clair seja um gênio. O que parece curioso é que suas patentes sempre parecem tangenciar o universo ufológico.

Vamos pelo caminho inverso agora. Um caso curioso ocorrido no litoral paulista, é o relato de um caçador de tesouros. O caso foi  pesquisado pelo GUG, e aconteceu na praia do Guaiuba, em 23 de março de 1978, tendo como testemunha o senhor João Inácio Ribeiro. Por volta das 18h00, seu João estava passeando pela praia, quando viu surgir no horizonte uma nave circular com luzes que variavam entre azul, vermelho, verde e lilás. A bola brilhava como alumínio, tinha 10 m de diâmetro e possuía na parte superior uma espécie de cúpula e, logo abaixo, três janelas circulares. O objeto, planando imóvel e silenciosamente sobre o mar, a cerca de 80 m de distância da praia, sequer produziu agitação nas águas. Amedrontado, seu João ainda viu dois seres que saíram da cúpula do aparelho. “As criaturas eram de estatura baixa, com mais ou menos um metro de altura, trajavam roupas colantes e acinzentadas. Além de serem calvas, tinham a boca e o nariz pequenos, os olhos salientes e desproporcionais ao tamanho dos seus rostos. Uma delas portava uma espécie de bastão, enquanto que a outra segurava um cabo e uma caixa preta parecida com um aspirador de pó”, narrou a testemunha. Durante mais de dez minutos, os tripulantes conduziram o aparelho sobre o mar repetidas vezes e, ao final da operação, entraram na nave. No momento seguinte, o UFO decolou e se posicionou a mais ou menos dez metros de altitude. Subitamente mergulhou no mar, sem produzir nenhuma turbulência, espuma ou onda. Apenas ouviu-se um ruído muito baixo, como um chiado. O senhor João, convencido de que aquele objeto não era deste mundo, foi embora somente depois de assistir toda a manobra.

Os tripulantes estavam aparentemente puxando água do mar para o ufo. Aquilo soou mais curioso pra mim do que milhares de outros relatos de avistamentos e voos incomuns que sempre leio. Aliens roubando água? Qual o sentido que isso poderia fazer?

Quando me deparei com a patente dele de gerar energia para espaçonaves a partir da água, tudo pareceu fazer algum sentido.

Gerador de energia da água

Um gerador de energia da água que gera eletricidade usando um gerador de buraco de minhoca de vórtice magnético e uma câmara de vácuo / injetor de água para produzir energia hiperespacial de baixa densidade que faz com que os átomos de hidrogênio das moléculas de água se decomponham em pares de elétrons.

Mas talvez uma das patentes mais estranhas desse cara seja a que oferece (tente não rir) um treinamento para atravessar paredes

O misterioso John Quincy St.Clair

Esta invenção é um sistema de treinamento que permite ao ser humano adquirir energia hiperespaço suficiente para puxar o corpo para fora da dimensão, de modo que a pessoa possa atravessar objetos sólidos, como portas de madeira.

Eu achei essa patente “peculiar”. Ela me deu a princípio um misto de ideias. A primeira, claro, foi que esse cara é só um pirado. Mas em seguida, pensei: E se essa patente tiver a finalidade de gerar um descrédito oportuno,  para as demais que seriam realmente sérias?
Como sou curioso, fui ler a patente e o cara estava falando sério. Ele pretende desenvolver nela um método que explica como algumas pessoas conseguem atravessar objetos sólidos, como paredes.  Estranhamente, o mundo das coisas bizarras e esquisitas contém relatos de pessoas que por vontade própria ou não passaram através de objetos sólidos. E isso inclui até alguns santos (que ele cita na patente).

Eu não sei se é realmente possível que um corpo atravesse outro. Há quem acredite piamente que isso é possível, mas eu não sei. O que eu sei é que seres atravessando paredes como se elas não existissem estão em MILHARES de casos e relatos de abdução na casuística ufológica. E isso me diz que talvez a ufologia seja o ponto de confluência de um monte de patentes que não parecem se alinhar entre si. Toda a conversa fiada de santos e pessoas que disseram para ele que atravessar portas era possível nessa patente podem ser elementos alegóricos para situar seu real objetivo, que seria construir um documento que explique o processo pelo qual seres conseguem atravessar limites sólidos, usados como barreiras pelos seres humanos.

Em resumo,  eu não sei quem é este cara. Não existe nenhuma foto dele nem referências a ele, somente gente querendo saber quem ele é. Isso me leva a especular que talvez ele não seja uma pessoa de fato mas um conjunto de pessoas que se abrigam nesse nome.

Outra possibilidade é que se trate de algum tipo de fraudador, ou estelionatário, que criou diversas patentes malucas tentando vendê-las a alguém crédulo mas com dinheiro o bastante para pagar para ser dono de um projeto de nave espacial. Veja, se nego vende banana colada na parede por milhares de dólares, pode ser que haja alguém gastando neurônios extras para fazer uma grana boa. Sempre que você tiver duvidas sobre o grau de credulidade de algumas pessoas, lembre-se do caso da mulher que pagou uma nota preta por um “quadro invisível”.

Pesquisar sobre este cara sempre leva as mesmas afirmativas sem comprovação. Uns dizendo que é uma fraude, outros dizendo que é um ex-empregado da NSA que registrou diversas coisas que teve acesso em memorandos secretos da agência de inteligência e ainda processou o governo. Não achei nenhuma informação que corrobore essas afirmações. Mas achei um suposto perfil dele no Linkedin: https://www.linkedin.com/in/john-st-clair-ab77011a/

Também descobri que ele (se existir mesmo) mora num prédio maneiro com uma belíssima vista para o mar, em Porto Rico. Bota aí no Google maps pra vc ver:

52 Calle Kings Court #4A San Juan, 00911 Porto Rico

Isso me decepcionou. Nada de galpão ou trailer no deserto com fotos de aliens nas janelas.

Assim, John Quincy St.Clair continua a ser um mistério.

 

Comments

comments

Ufos,mistérios,curiosidades e muito mais
Luminária Ufo

17 comentários em “O misterioso John Quincy St.Clair”

  1. Sei não Philipe, esse cara é muito John Doe pra mim. Lembrou muito a historia do John Titor e suas supostas fotos da sua máquina do tempo (que por sinal também é um ótimo tema para você ler, se já não o fez).

    Pode até ser verdade mas né, o que hoje, na internet não pode ser “adulterado”?

    []s

    Responder
  2. Achei interessante essa ligação dos St. Claire com os Templários.

    https://steemit.com/history/@scubasteve/who-is-inventor-john-quincy-st-clair

    Alguém já leu sobre o Grupo 1903 e NYMZA?

    Responder
  3. Você viu que todas as patentes estão marcadas com o status de Abandonada justamente no dia de hoje? (não sei se este status é móvel, justamente no dia da pesquisa)

    Responder
  4. “Mora em Porto Rico” Faz sentido!!
    Uma das pontas do maior portal/ vortex da terra!!uma das pontas do triangulo/ Atlântida(satya yuga) 4 era/raça!!esses projetos de naves São últimas “vimanas” as menos evoluidas!!25% da nossa consciência apenas!!!

    Responder
      • Não é teoría/mistérios nunca foi!!! Apenas a história que todos esqueceram!!!! ( apenas ligue os pontos amigo!)nossas escolas vem causando estragos a secúlos!! ( um crime/ engenharia populacional de controle)
        Conselho. Leia Helena Blavatsky
        Essas tecnologias não são novas!! Tudo nos foi tirado! Menos a fé!!!

        Responder
        • Bom, eu adoro um bom mistério, sou “cliente” assíduo do MundoGump por esse motivo, agora, ponta de triangulo, vórtex e 4 raças, ah, ai eu fico um pouco confuso / receoso.

          Sou fã do mistério mas desde que se tenha pelo menos algum embasamento ou, no minimo uma analise (como o Philipe faz) desse tipo de conteúdo. Essa informação largada assim, sem um pingo de “fonte”, pra mim, é teoria de conspiração e/ou mito.

          []s

          Responder
  5. Oi Felipinho, tudo bem?
    Vim desejar-lhe um feliz natal e um próspero ano-novo.
    Convido-lhe a acompanhar o movimento terraplanista no belíssimo ano de 2020.
    Preste muita atenção nas eleições municipais, nós vamos deixar um presentinho especial para você e sua cidade Niterói (não vou contar o que é para não estragar a surpresa HIHIHIHIHIHIHIHIHIHIHI).
    Eu te garanto que terraplanismo vai marcar presença em 2020, ninguém pode mais nos parar.
    Beijinhos,
    Inis Elize.

    Responder
  6. Mais uma teoria: sinceramente isso me parece mais o caso de um sujeito inteligente e com MUITO tempo livre criar um monte de patente baseada nessas “lendas da ficcao científica” como dobrar espaco, teletransporte e IDSPISPOPD que o órgao público responsável nao tenha recurso pra contestar e declinar (leia-se espeialistas) pra, caso um dia alguém/algum governo use essas histórias como inspiracao pra criar algo similar, ele ganhe a grana em cima já que patenteou primeiro.

    Mas falando sério, me parece estranhíssimo que patentes e invencoes groundbreaking como as desse sujeito nao sejam usadas/testadas por absolutamente NINGUÉM. Nao faz o menor sentido que o cara patenteie um gerador de energia cujo “combustível” é água e nenhuma megacorporacao monetize em cima disso.

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O misterioso John Quincy St.Clair

Apoie este projeto

Criar este website não é uma tarefa fácil. Mais de 5000 artigos, mais de 100.000 comentários e conteúdo próprio, demandam muito trabalho. Saiba como você pode ajudar a manter o Mundo Gump cada vez melhor e evitar que ESTE SITE ACABE
Ajuda aí?
MUNDO GUMP – © 2006 – 2020 – Todos os direitos reservados.