17 Comentários

  1. enilson jr

    UMAS BATATAS, ERVILHAS, E ESSE SAPO VIRA BELO PRATO PRINCIPAL rsrsrsrs
    GUMP!

    Responder
  2. Giovanna

    Eu e minhas dúvidas…
    Qaundo você falou em 33 cm, se referiu só ao tórax né? (se é assim que se chama a parte central do corpo de um sapo).
    Porque nas fotos, de ponta a ponta, parece ter mais de um metro!

    Responder
  3. Hunteriunn

    Bem se for sapo ou rã realmente é a maior, agora se for perereca a da minha tia é a maior, rapaz coidiloco quando vi não acreditei que pacotão viu com uns toco de pelo que deve funcionar como uma lixa em caso de predadores como uma cobra por exemplo, acho que a cobra perderia até a vontade… :B
    Mas pelas fotos me parece ser uma rã principalmente na ultima foto…deveriam ou já devem ter criadouro desta espécie…

    Responder
  4. Samaradeavilasantos

    credo…
    isso num é um sapo!
    é um búfalo!!!
    kkKkKKkkKKkkkkk
    mesmo assim parabens pra qem consiguiiu incontràa esse búsapo…….
    kkkkkkkkkkk,….
    aki é td de bom procèes!

    Responder
  5. saulo araujo costa

    Saulo feliz aniversario
    Te   amo          CHULÉ    KKKKKKKara gente bÔA.

    Responder
  6. BEZALEL

    Hummmm! Que delícia!
    Eu já comi e adoro. Cresci em área rural e era muito costumeiro comer carne de râ.
    Só para ilustrar, uma vez capturei uma quase desse tamanho aí. Suas cochinhas parecia cochinhas de galinha de tão grande. Tava uma dilicia!

    Responder
  7. BEZALEL

    Vou contar um “causo’ engraçado. Uma vez fui com meu cunhado, sobrinho e meu filho pescar em um rio das redondezas.A gente gostava de pernoitar e para isso montáva-mos um acampamento. Lá era muito comum encontrar rãs nas margens do rio à noite. Então fomos de plano feito para capturar a maior quantidade possivel. Quando a caçada começou, pegáva-mos as “bichinhas’ e as colocáva-mos em uma sacola plástica e a penduráva-mos em um galho de árvore junto ao acampamento perto da fogueira. E assim fizemos uma dezena de vezes. Certos de que iríamos fazer “aquele banquete”, depois de pescar um pouco também, resolvemos tirar um cochilo. Pela manhâ, já com água na boca resolvi limpar umas duas ou tres (rãs) para assar na fogueira. E qual não foi minha surpresa ao me aproximar da sacola pendurada? Estava VAZIA. As rãs haviam se debatido e furado a sacola e fugiram. Foi decepção geral da galera. O jeito foi nos conformar-mos com alguns peixes (bagres) assados somente!
    TRÁGICO, SE NÃO FOSSE CÕMICO!

    Responder
  8. Diogo

    Phillip, em ingles “frog” é perereca, rã. O animal que chamamos de sapo eles chamam de “toad”.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *