Novo elemento entra para a tabela periódica

Eu sempre detestei a tabela periódica e seu monte de elementos com siglas esquisitas. Hoje vi a notícia de que finalmente o elemento 112 foi adicionado a tabela periódica.  O elemento super pesado 112 foi obtido em laboratório em 1996 e só agora entrou para a famosa tabela que lista todos os materiais conhecidos. Este material foi gerado disparando átomos de zinco contra um alvo através de um acelerador de partículas com 120 metros de comprimento.
Image Hosted by ImageShack.us

O novo elemento é 277 vezes mais pesado que o Hidrogênio, o que faz com que este seja o elemento mais pesado que se conhece. O material ainda está sem nome, e enquanto o nome não é definido, ele está sendo chamado de Ununbium, que é a palavra em latim para o numero 112.

O material foi descoberto por um time de químicos liderados por Sigurd Hoffmann no Helmholtz Center. Cientistas acreditam que o novo elemento ajudará os pesquisadores a compreender melhor alguns processos da fusão nuclear.

O último elemento em estado natural adicionado a tabela periódica, foi em 1925. Desde então, os cientistas precisam se empenhar em experiências de laboratório em busca de encontrar elementos cada vez mais pesados. A dificuldade de se obter estes elementos decorre de sua instabilidade. Eles só existem durantes microscópicas frações de segundo, pois logo após serem criados, eles decaem radioativamente e tornam-se outros materiais.

fonte

Related Post

7 comentários em “Novo elemento entra para a tabela periódica”

  1. aew grande Phillipe!
    vc disse q n gostava da tabela periódica e eu me lembrei q tinha achado essa aki em algum lugar na net.

    http://www.iheartchaos.com/sites/default/files/periodic_2.jpg

    esse link é de um site qualquer aí q achei pelo google. n sei kem foi gênio q criou isso aí 😀 ahuehuah

    falow!
    fica com Deus!
    braços!
    té +!

  2. Eu sei que não tem a ver com o assunto mas, cara, pare de colocar fotos feias noo seu blog! quando por foto que possa ferir o sentimento do leitor, poste por algum servidor e não DIRETAMENTE PELO BLOG! o post sobre o menino que colocou o video no youtube e tem problemas lá foi foda! então toda vez que for assim poste tipo “Atenção! esta foto pode ferir o setimento do leitor, clique aqui para ver a foto” Sacou!??????? Isto estraga o(s) blog(s) 🙁

    • De fato nao..
      como ja foi dito no post, elementos com Nº atômico acima de 105, por aí, são bastante instáveis e duram pouco tempo.. Para responder a isso temos que voltar às 4 forças elementares da natureza (gravidade, força fraca, força forte e eletrostática), o que mantém os núcleos dos átomos coesos é a força forte (por isso a fusão de núcleos é tão energética), a partir duma determinada quantidade de prótons, a repulsão entre as cargas positivas é maior que essa força forte, logo o núcleo dura pouco tempo e se desintegra em outros núcleos mais estáveis. (Tanto que esses elementos cujos nomes designam seu numero atomico em Latim ainda são discutidos pela IUPAC se devem ou não se tornar oficiais, já que seu uso não será constante em práticas normais de laboratório e não podem constituir materiais de uso diferente de estudos). Um outro exemplo de porque alguns elementos não estão na tabela, é um elemento cuja existência é prevista apenas em estrelas pesadas de nêutrons (onde a gravidade é tão grande, que é responsável pela coesão de um núcleo que contenha apenas nêutrons), se a tabela espiral for adotada pela IUPAC, ele estará presente, mas se continuarmos com esse modelo, ele não entrará, uma vez que ele não possui propriedades químicas (não faz ligações, não forma materiais) e por isso não é interessante.

  3. Philipe, aproveitando o post do Joao, vo te q fala… vc quase me infarto num post q vc coloca uma foto da Samara. nao durmi deopis q eu vi ela, nao tava esperando mesmo, tipo ta vendo um video com musica e surge uma foto dela na tua frente. sorte q nao tinha som xD

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares