Isso não é uma aranha!

Você bate o olho e vê a pequena criatura com suas gigantescas 8 pernas desfilando pela parede.

Isso não é uma aranha!

-Só pode ser uma aranha!

Mas você está errado. O que está ali, bem, na sua frente, não é uma aranha, mas sim um dos mais esquisitos bichos da natureza, chamado Opilião.

Quase todo mundo que vê um opinião acha que está diante de uma aranha. O nome Opiliones, cunhado por Sundevall em 1833, foi baseado no gênero Opilio Herbst, 1798. Opilio é uma palavra latina, usado por Vergílio nas Bucólicas e significa “pastor de ovelhas”. O nome se refere ao comportamento de inspeção do segundo par de pernas. Os opiliões são também conhecidos como aranha-alho, aranha-bode, aranha-cafofa, aranha-de-chão, bodum, fede-fede, giramundo, temenjoá ou tabijuá.

Apesar dos apelidos, não é uma aranha mesmo!

Isso não é uma aranha!

Segundo a Wikipedia, os opiliões são invertebrados de oito pernas que pertencem a ordem Opiliones, que é a terceira em termos de diversidade da Classe Arachnida, Subfilo Chelicerata, Filo Arthropoda, compreendendo mais de 6.300 espécies descritas em todo o mundo até o ano de 2005.

Os opiliões são bichos inofensivos e caracterizam-se pelas pernas articuladas excepcionalmente longas em relação ao o resto do corpo. Ó o tamanho do bitelo:

Isso não é uma aranha!

Apesar das semelhanças superficiais com as aranhas, com as quais são geralmente confundidos, estes aracnídeos representam um grupo distinto. O corpo está divido em prossoma e opistossoma que encontram-se fundidos em toda a sua largura, formando uma estrutura ovalada ou arredondada sem separação visível dos dois tagmas.

Em contrapartida, as aranhas apresentam o prossoma e opistossoma bem distintos.

Em linguagem compreensível, poderíamos dizer que este bicho não é uma aranha porque a cabeça dele está conectado na bunda. Já as aranhas são bem divididas, com a bunda proeminente.

Isso não é uma aranha!

Outra diferença é que as aranhas tem muitos olhos, e os opiliões só dois, como eu e você. Em algumas especias de caverna ele não tem olhos. O opilião também tem um par de aberturas das glândulas odoríferas (ou de cheiro). Essas glândulas secretam um líquido de cheiro característico quando o animal é perturbado. (certamente fedido)

 

Isso não é uma aranha!

 

Os estigmas traqueais e abertura genital, que pode ser coberta por uma placa ou não, ficam na porção ventral do opistossoma. As fêmeas adultas possuemovipositor e os machos adultos um longo pênis ou espermatopositor. Além de alguns grupos de ácaros, os opiliões são os únicos aracnídeos a possuírem ovipositor/pênis.

Os seis pares de apêndices, como em todos os aracnídeos, são prossomáticos. Os opiliões possuem um par de quelíceras com três segmentos e pedipalpos com seis segmentos: coxa, trocânter, fêmur, patela, tíbia e tarso. Os pedipalpos primariamente são órgãos sensoriais, porém em Laniatores estes são raptoriais, com robustos espinhos, para agarrar e despedaçar o alimento. Os quatro pares de apêndices ambulatoriais podem ser bastante alongados e possuem sete segmentos: coxa, trocânter, fêmur, patela, tíbia, metatarso e tarso. O segundo par costuma ser mais alongado e com maior segmentação tarsal que os demais, e é usado para funções sensoriais, e não para locomoção, como se fosse uma antena, por isso é chamada de perna anteniforme.

Isso não é uma aranha!

 

Diferente da aranha que faz uma teia para caçar, os opiliões são adaptados  à vida na terra. Eles costumam caçar ao entardecer ou à noite. Eles são menos ativos de dia.  Geralmente podem ser vistos na sua posição habitual, com as pernas abertas. Há espécies que se alimentam de caracóis e lesmas, com pinças especiais. Muitos Opiliões se satisfazem com insetos e animais mortos. Eles também encaram vegetais, cogumelos,  carniça, excrementos de pássaros e até fezes de animais.

Um aspecto bem bizarro desse animal é que suas peras se soltam facilmente do corpo e continuam a se mexer, como vivas durante um longo tempo. Isso é uma estratégia de defesa que ele usa, quando atacado, para fugir. O opilião larga uma ou mais perninhas para trás, que distraem seus opositores, enquanto ele dá no pé. 

Isso não é uma aranha!

Os opiliões não são venenosas e não possuem glândulas de seda. Eles só tem um par de glândulas que produzem o líquido fedorento. Mas por mais curioso que pareça, o liquido fedorento funciona lindamente bem! Tanto que os opiliões raramente são comidos por outros insetos ou vertebrados. Provavelmente o caldo fedorento deve ter também sabor intragável. 

O opilião pode ser  encontrado em quase todos os lugares e se espalharam em uma ampla variedade de habitats – desde florestas até desertos e pradarias. Algumas espécies chegam a escalar grandes montanhas.

Não é raro ver o Opilião com parasitas. Eles podem ser vistos  principalmente nas pernas, surgindo como pontos vermelhos. São larvas de Allothrombium fuliginosum (carrapato). 

Isso não é uma aranha!

O ciclo de vida deles tem por volta de um ano. Algumas especies podem durar até dois.

Isso não é uma aranha!

O mecanismo de funcionamento das pernas do opilião é tão sofisticado que o animal é estudado por especialistas em robótica, que admiram a genialidade de seu funcionamento (praticamente são articulações  hidráulicas). O sistema é tão bem desenvolvido, para manter o  opilião acima do solo, que estudou-se adotar sistema semelhante em robôs exploratórios de outros planetas.




Isso não é uma aranha!

Os engenheiros mecatrônicos pensaram em copiar o Opilião porque uma tal máquina é concebida com este design tem uma série de vantagens sobre um aparelho que se desloque sobre rodas ou lagartas, especialmente para ultrapassar obstáculos. Equipamentos destinados à investigação e movimento, centrado em uma cápsula selada, que se eleva em longas pernas articuladas.

 Nas extremidades das pernas e articulações existem sensores que transmitem informações dos pés sobre o toque no substrato, e a sua posição relativa. Cada perna age como um centro de informações do solo.  Acredita-se que para a propulsão do pé é a coisa mais aconselhável é uma combinação de princípios mecânicos e hidráulicos, que se observa nas patas dos opiliões: flexão devido a um cabo passando através dos segmentos indo até a extremidade dos pés, e a extensão por sistema hidráulico, através da pressão do fluido que enche a perna. No caso do opilião, hemolinfa.

Isso não é uma aranha!

Recentemente, os opiliões atraíram atenção da ciência, porque se descobriu que as secreções de algumas espécies de opiliões resultam em antibióticos poderosos.

Eventualmente, os opiliões podem se juntar em grandes grupos, o que pode provar verdadeiro pânico em pessoas que sofrem de aracnofobia. Pensa nisso em cima da sua cama:

Isso não é uma aranha!

 

download (4)

fonte fonte

 

 

 

 

 

 

 

Related Post

39 comentários em “Isso não é uma aranha!”

  1. até você notar que não é uma aranha, (principalmente se topar com a ultima imagem) já chamei a policia, a força aérea, o batima, taquei fogo na casa, e to correndo feito uma mocinha a uns três dias.

  2. Rpz….eu cai de paraquedas nesse site e estou me divertindo muito aqui. Bom pra caramba! Sempre me surpreendo! Só poderia melhorar a forma de olhar os posts mais antigos! Sempre que saio dum post pra página principal ele volta tudo pro início! Mas eu persisto por que é muito divertido! Parabéns!

    • Danilo, já aconteceu… Com cerca de 6 anos, armado em explorador, entrei numa mina de água, que mais não era que um túnel escuro e baixo adentrando uma colina. Curioso, ao perceber esta mancha volumosa no teto, tive a brilhante ideia de cutucá-la com um pau para entender do que se tratava…

      O resto você já contou… Saí correndo e demorei mais de 30 anos para vencer a aracnofobia resultante…

  3. Philipe,posts incriveis como sempre,e comentários impagáveis.Olha o que a Jackie escreveu..

    Cabeça ligada na bunda… então são da mesma espécie dos funkeiros! asuhhasuhuashuahsu…..quase morri dando risada…mt bom

  4. se com moscas, na raiva a noite, eu gastava uma lata de desodorante com isqueiro só pra derrubar a infeliz (sem asinha a desgraçada não voa né auhsuhsauhashsauhas XD) …
    se eu vejo uma ninhada desse troço no teto, esse bicho que pela descrição mais parece uma cruza diabólica de percevejo com aranha, com isso eu incendiava o cômodo … XD

  5. Estes animais são realmente fascinantes. Tem muitos outros muito mai s”alienigenas” que estes ai.
    Já trabalhei um tempo com estes animais e uma curiosidade, o odor destes insetos lembra cheio de amendoas e para nós humanos não é ruim não. 😀

  6. Aqui na minha casa dá muito opilião, principalmente no verão. Já achei dentro de casa umas 4 vezes e no quintal sempre tem. O cheiro que ele solta é como um cheiro de Lodo (aqueles musgos de cachoeira) só que 100x mais forte. Outro dia, de madrugada, todo mundo da casa acordou com um odor muito forte de “mato”. Ninguém mais conseguiu dormir porque o cheiro estava na casa inteira. E a gata estava inquieta também. Quando amanheceu descobrimos que tinha um opilião dentro do quarto. E a gata foi pegar e se sentindo ameaçado o opilião soltou o cheiro. Foi nesse dia que a gente associou o cheiro que sentimos de vez em quando com o animal. Bom, é isso. Espero ter ajudado.

  7. Quando morava com meu pais e tinha um cachorro no quintal, sempre achava uns bichos assim embaixo da casinha do cachorro. Eram pretos, com um “triângulo” vermelho na parte das costas, com oito longas pernas, e soltavam um fedor absurdo que parecia impregnar nas coisas, também se movimentavam lentamente. Sempre tive curiosidade de saber o que era aquilo, parece que hoje descobri! Ótima postagem, como de costume!

  8. Demais este post. Me esclareceu, definitivamente, quem eram aquelas aranhas que fediam plástico queimados na casa de praia onde passei os últimos findes. E o comentário da Jack. – cabeça ligada na bunda – foi o melhor! hahahahahaha

  9. Olá! 🙂
    Adorei o post! Opiliões são bem mais mansinhos que as aranhas também 🙂 (Detesto aranha, adoro opilião!)
    Só pra complementar, esses pontinhos vermelhos não são parasitas! São ácaros fazendo um fenômeno chamado de “foresia”. É como se eles pegassem carona no opilião pra se dispersar de um lugar a outro, mas não estão “roubando” nada do bichinho, só um passeio mesmo 😀
    E pra quem ficou chateado com a última foto, espero que mudem de ideia: http://imgur.com/SjAUe92 http://imgur.com/fVrhuda

  10. Que massa, eu já tinha visto e tbm achei que fosse uma aranha diferente…é bom saber p/ da próxima vez eu ñ ficar c/ medo e tbm ñ precisar matar…kkkkkkkkk….só dormir enquanto matasse…agora deixo a bichinho ir embora…rs..

  11. Nossa matei um bicho desse agora na minha casa achando que era uma aranha,meu Deus, bota bichinho que fede,nossa a casa esta com um cheiro horrível parece que queimou um objeto elétrico,cheiro de curto circuito.Nunca vi um animal tão pequeno com tamanho cheiro forte.Vim procurar na net porque não sabia o que era.Que bom que achei essa pagina agora poderei dormir tranquilo.Obrigado!

  12. Olá Eu não aguento quase toda noite aparece, eu aplico veneno e fecho tudo tenho alergia a cheiro forte,parece que gruda na gente acabei te matar um pensando também que era uma aranha. Ele não pica? Porque esses dias quase ponho a mão em um que estava no cabo da vassoura… e como essa pesquisa mostra eu vejo sempre a noite eles aparecendo… tem algo para a acabar com “ninho” deles me ajuda…:(

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares