Micro propriedades

Compartilhe

Meu amigo Junior me mandou um curioso artigo sobre a menor propriedade (terreno) que existe em Nova York, e não duvido, nos EUA inteiro. Acredite se puder, este simples triângulo no chão onde mal cabe uma pessoa em pé é um terreno privado:

O nome do terreno é Hess Triangle, e ele se localiza justo na esquina sudoeste da Rua Christopher com a Sétima Avenida, na frente da entrada da loja Village Cigars, e sua história é no minimo curiosa:

menor propriedade de nova iorque Micro propriedades

No triângulo está escrito com pastilhas de cerâmica: “Property of the Hess Estate Which Has Never Been Dedicated for Public Purpose”, ou em português “Propriedade do Espólio Hess, o Qual Nunca Foi Dedicado ao Propósito Público”.

A terra onde o mosaico de 0.32 metros quadrados está, foi parte de uma propriedade maior que pertenceu a David Hess, onde uma vez havia um prédio residencial chamado Voorhis Apartment. Em 1910, a prefeitura decidiu construir um novo metrô e aumentar a largura das ruas, o que significou a demolição de 300 prédios na região.  Voorhis Apartment estava entre os prédios agendados para demolição. Mas eis que graças a um pequeno erro de cálculo, o terreno tomado pela prefeitura do tal David Hess deixou esse minusculo triângulo de fora da área de medição. Vendo o erro a prefeitura tentou exigir que ele entregasse o espacinho, mas Hess se recusou e como estava amparado legalmente, a prefeitura nada pôde fazer e ele manteve a posse desse minusculo pedaço de Terra. Muitos anos depois o “terreno” foi vendido para a loja de charutos em, frente a ela por mil dólares.  Hoje o menor terreno de Nova York é apenas uma bizarra curiosidade da Big Apple.

Talvez você se surpreenda com a informação de que existem de fato, inúmeros microterritórios que na verdade não são de ninguém espalhados pelo mundo. Eventualmente, ao saber disso você pode requisitar o terreno e quem sabe, com sorte, fundar um país ali. E é justamente isso que um sujeito muito louco certa vez conseguiu fazer, ele criou seu próprio principado, onde é o senhor supremo, um ditador sanguinário disposto a impor sua vontade sobre todos os  que não concordem com seus ideais. Felizmente, reina a paz por lá, já que toda a população do país dele se resume a ele mesmo sua esposa e sua filha que só vão lá de vez em quando.

Renato Barros Pontinha 550x550 Micro propriedades

Renato Barros conseguiu estabelecer seu próprio país perto de casa! O cara, de 56 anos é um cidadão Português, que adquiriu uma pequena ilha no porto do Funchal, na Ilha da Madeira, Portugal. Ele então, nomeou-o “Principado da Pontinha”, e em seguida, ungiu-se Príncipe Renato II.

Tudo bem que a Pontinha tem, na verdade, apenas o tamanho de uma casa de um quarto, e somente quatro cidadãos: – Barros, sua esposa, seu filho e filha.

Além de seu passaporte Português, Barros tem um passaporte da Pontinha com o número 0001. Professor de arte por profissão, ele também está acumulando os papéis de policial, jardineiro, zelador, e membro da família real de seu próprio país.

Outro caso curioso sobre pessoas que reivindicam microterritórios aconteceu recentemente. 

Um americano afirma ter reivindicado um reino na África para que sua filha pudesse realizar o sonho de ser uma princesa.

Jeremias Heaton contou ao Bristol Herald Courier que ele e sua filha recentemente viajaram para uma pequena região montanhosa entre o Egito e Sudão chamada Bir Tawil. Nenhum país reivindica o território.

Heaton, então, diz que plantou uma bandeira desenhada por sua filha de 7 anos para que ele pudesse se tornar um rei. E, mais importante, com a medida, sua filha Emily poderia ser uma princesa. Eles chamaram a área de Reino de Sudão do Norte.

sudao Micro propriedades

Shelia Carapico, professor de ciência política e estudos internacionais da Universidade de Richmond, diz que Heaton não teria o controle político sobre a terra sem o reconhecimento legal de países vizinhos, as Nações Unidas e outros grupos.

Heaton afirma que espera obter o aval do Sudão e do Egito, para reconhecer seu reino.
Outro caso similar ocorreu com um Tcheco. Só que esse é bizarramente gump mesmo!

O nome do novo país é Liberlândia – e ele foi fundado com um território de apenas seis quilômetros quadrados entre Croácia e Sérvia, no Leste Europeu.

Liberlândia é a realização do sonho de um político da República Tcheca de 31 anos, Vit Jedlicka.

“Queria fundar um país diferente: onde se pudessem viver todas as liberdades, fora do alcance das forças políticas, algo que existe em outras partes do mundo, como Cingapura ou Hong Kong, mas não no centro da Europa”, disse Vit Jedlicka à BBC.

Então, ele começou a buscar o lugar adequado. E quando finalmente encontrou, o local era na antiga Iugoslávia, desmembrada nos anos 1990 por um conflito que fez renascer antigas repúblicas que ali coexistiam antes.

Liberlândia está localizada na fronteira entre Sérvia e Croácia, na antiga Iuguslávia. No entanto, depois do desmembramento em vários países e da repartição de terras, restaram seis quilômetros quadrados que aparentemente “não pertenciam a ninguém”. Aí o malandrão chegou lá e disse, já que não é de ninguém, então é meu!

mapa bbc Micro propriedades

A área está situada na fronteira entre a Sérvia e a Croácia mas não faz parte dos seus territórios nem do de seu outro vizinho mais próximo, a Hungria.

Aproveitando que o espaço era “de ninguém”, Vit Jedlicka fundou no dia 13 de abril a República Livre de Liberlândia ali. Ele escolheu a data de fundação para honrar o nascimento de Thomas Jefferson, um dos fundadores dos Estados Unidos.

A cena foi semelhante à chegada do homem à Lua: no dia, Jeredlicka, na companhia da namorada, Jana Markovi?eva, e de um amigo do colégio, levaram uma bandeira até o centro do terreno e cravou-a no chão com toda pompa necessária para figurar nos anais históricos.

lib 1 Micro propriedades

 

“O país se orgulha de oferecer liberdade pessoal e econômica a seus cidadãos, garantidas na Constituição, que limita o poder dos políticos. Eles não podem interferir nas liberdades outorgadas pela nação de Liberland”, diz a declaração de fundação no site oficial do país. Sim, existe. (Eu estou pensando em pedir cidadania Liberlandense).

E ali também se encontram símbolos nacionais, parecidos como os dos países já reconhecidos pelas Nações Unidas: bandeira, escudo bem explicado. Agora, só falta o hino, que foi substituído temporariamente pelo lema “viva e deixe viver.” – Nada mal.

 

O fundador do território contou ao jornal americano New York Times que a andava com a ideia na cabeça havia dois anos, desde que se dera conta de que poderia fundar um país sob o conceito de “terra neutra”. Vit Jedlicka queria criar um país onde os partidos políticos e o Estado não tivessem tanto controle sobre as liberdades pessoais, mas lhe faltavam terras.

Procurando na internet e consultando vários governos, ele conseguiu identificar algumas regiões do planeta que não eram reivindicadas por qualquer país.

“Havia um terreno próximo do Egito, mas me pareceu que a instabilidade política na região não ajuda muito a nossa ideia de país”, contou Jedlicka.

Pouco depois, a região acabou se tornando o reino do Sudão do Norte, que eu citei aí em cima. Jedlicka não desanimou e acabou encontrando um pedaço de terra próximo a Danúbio.É tão bizarro que até eu que vejo maluquices o dia todo custei a acreditar que não era tipo um primeiro de abril.

“O governo sérvio disse que não era dele. A Croácia também. E aí decidimos que seria o território de Liberland”

Vizinhos

Jedlicka cumpriu os requisitos para fundar um país. Pediu a posse da terra, cravou uma bandeira, formou um governo – foi eleito presidente com os votos da sua namorada e do amigo de infância que o acompanharam na viagem. Porém, logo surgiu um primeiro entrave. Os vizinhos não ficaram tão satisfeitos: o governo da Croácia descreveu a fundação de Liberland como “uma piada”, e a Sérvia disse que a atitude de Jedlicka era um ato de frivolidade.

“Uma coisa é o que dizem, outra é o que fazem. Estamos em um diálogo intenso para que reconheçam o local como nosso”, disse o mandatário do novo país.

“Por exemplo, a Croácia já colocou vários policiais nas fronteiras com Liberland para que ninguém passe de lá para o nosso território”, afirmou. Segundo ele, os próximos passos deverão envolver uma forte pressão diplomática.

“Estamos em diálogo com pelo menos 20 países, que estão dispostos a reconhecer a nossa soberania. Mas temos que criar uma logística própria do Estado”, disse.

Cidadania
Um dos assuntos primordiais de uma nação é o seu povo. Por isso, os três liberlandeses iniciaram no site oficial do país e no Facebook uma forte campanha para que mais pessoas adotem a cidadania da Liberlândia.

“Até agora, recebemos 360 mil solicitações. E também de voluntários que querem construir os primeiros prédios”, completou.

Os riscos na formação de uma cidadania também estão latentes: com a ameaça de grupos islamistas insurgentes na Europa, especialistas em segurança alertam que um novo território no coração do continente, organizado à margem de muitas regras da União Europeia, seria um lugar ideal para realizar um ataque.

Apesar de tudo, Vit segue com seu plano. Ele e a namorada criaram bandeira, símbolo e regras para o novo país

“Vamos realizar um processo cuidadoso de concessão de cidadania para quem se candidatou pelo nosso site. Esperamos dar as nossas primeiras 100 cidadanias em um futuro próximo, depois que os solicitantes cumprirem todos os requisitos”, afirmou.

Apesar de o fundador ter enviado solicitações a diversos países, como Estados Unidos, França e Japão – e até mesmo às Nações Unidas –, até o momento, só o reino do Sudão do Norte reconheceu Liberland como o país de Jedlicka.

Imposto voluntário 

Tudo está embasado no lema: viva e deixe viver.

“Vamos aplicar um sistema de impostos voluntário. As pessoas vão pagar o que acham que devem pagar ao Estado de acordo com os serviços que ele oferece.”

Além disso, na sua Constituição, o país estabelece que a propriedade privada e os direitos individuais estão acima do Estado, algo que Jedlicka vem defendendo há cinco anos no seu partido político, na República Tcheca. Até agora, ele já recebeu propostas de investimento de cerca de US$ 20 milhões (R$ 70 milhões) para diversos setores, como o bancário e o energético. Por enquanto, Liberland não passa de um território não explorado, com uma bandeira fincada nele e muitos projetos para o futuro.

Essa ilha é considerada pelo presidente como o melhor lugar do novo país. “É como uma praia do Caribe”. O presidente já tem um lugar favorito na sua nação recém-fundada: uma ilha no meio dos seis quilômetros quadrados. “Se chama Libertad, uma ilha de areia clara no meio de Danúbio que se parece muito com as praias do Caribe”, concluiu.

Outras micro nações

Pode parecer uma ideia um tanto quanto estapafúrdia que alguém reclame um pedaço de terra como um país, mas acho que você cairia do cavalo ao saber a quantidade monstruosa de casos em que isso já aconteceu, sendo umas mais serias que outras, mas todas igualmente gumps.  Se liga só:

império aericano, fundado em 1987 por Eric Lis

Uma micronação excêntrica tongue-in-cheek fundada pelo canadense Eric Lis como uma criança, e mantida durante as várias décadas desde então. Alega vários territórios terrestres e interplanetárias como terras Aerican.

Aeterna Lucina, fundado em 1978 por Paul Baron Neuman com 14 km 2

Uma micronação australiana fundada por um barão auto-proclamado, que alegou que possuía propriedades em Nova Gales do Sul como seu território. Vários empresários associados foram acusados em 1990 com fraude de terras e visto.

Akhzivland fundado em 1970 por Eli Avivi com 0,01 km e população de: 2

Uma micro nação não-territorial fundada por Eli Avivi em resposta ao governo de Israel de enviar dois tratores para demolir sua casa ilegalmente habitadas.  Como resultado de uma ação movida contra a Avivi pelo Estado de Israel (que foi posteriormente rejeitado pelo juiz ouvir o caso), o estatuto jurídico da micro nação manteve-se ambígua.

Aramoana, fundado em 1980

Uma pequena comunidade da Nova Zelândia que declarou-se independente para protestar contra a construção de uma fundição de alumínio em terra nas proximidades.

Asgardia, fundado em 2016 por Igor Ashurbeyli contém população de ~ 460.000

Uma nação proposta no espaço exterior fundada por Igor Ashurbeyli . O país é proposto para ser pacifista, não têm nenhuma língua oficial, tem uma bandeira, insígnia e até um hino nacional criado através de uma competição, e os planos para se juntar à Organização das Nações Unidas em algum momento do futuro.

Atlantium, fundada em 1981 por George Cruickshank com área de 0,76 km 2

Um grupo de soberania global baseada na Austrália, que foi fundada em Sydney por George Francis Cruickshank.

Austenasia, fundada em  2008 por Jonathan Austen

A monarquia constitucional que compreende várias propriedades privadas em todo o mundo que se declararam independentes, sob a liderança de uma casa no sul de Londres.

Grão Ducado do Avram fundado em 1980 por John Charlton Rudge

Uma micronação não-territorial fundada por um duque auto-proclamado excêntrico que foi eleito depois para o parlamento do estado da Tasmânia. 

British West Florida, criada em 2005 por Bo Register

Uma micronação com a intenção de reviver a antiga colônia britânica de mesmo nome.

Bumbunga, fundada em 1976 por Alex Brackstone

Uma micronação secessionista australiana localizada em uma fazenda na Bumbunga, no sul da Australia perto Snowtown e Lochiel durante os anos 1970 e 1980 e durou por cerca de uma década.

Conch Republic, fundada em 1982 por Dennis Wardlow

Um grupo que reivindica a independência tongue-in-cheek dos Estados Unidos da América, em protesto contra o bloqueio estabelecido pela Patrulha da Fronteira dos Estados Unidos na extremidade superior das Florida Keys .

Império Copman, fundado em 2003 por Nick Copeman

O Império Copeman é executado a partir de um parque de caravanas em Norfolk, Inglaterra, por seu fundador Nick Copeman, que mudou seu nome por votação de ação para HM Rei Nicolau I.

Ilhas do Mar de Coral fundadas em 2004 por Dale Anderson

Estabelecido como um protesto político simbólico por um grupo de direitos dos homossexuais ativistas, as Ilhas do Mar de Coral é uma micronação com base no sudeste de Queensland, Austrália .

Elgaland-Vargaland criado em 1992 por Carl Michael von Hausswolff e Leif Elggren

Era pra ser um projeto de arte conceitual de dois artistas suecos, que se define como as fronteiras de todas as nações

Elleore fundado em 1944

Uma micronação riponga fundada por um grupo de professores do ensino como um acampamento de verão na ilha de Elleore , Dinamarca.

Enclava, fundado em 2015 por Kamil Wrona

Essa nação foi a segunda das maiores porções de terra ao longo do rio Danúbio na fronteira Croácia-Sérvia, criada no vácuo da  liberland

EnenKio fundada em 1994

Reivindicada pela Wake Atoll , um território dos Estados Unidos ao norte das Ilhas Marshall , e foi considerada uma farsa para vender passaportes e documentos diplomáticos.

Filettino, fundado em 2011

Mayor Luca Sellari, da pequena cidade com uma população em torno de 550, declarou a independência da Itália , em protesto às medidas de austeridade resultantes da crise econômica europeia . Filettino até mesmo imprimiu sua própria moeda, o fiorito.

Flandrensis, criado por Niels Vermeersch em 2008

Uma micronação com reivindicações sobre alguns territórios da Antártida, que foi fundada em 2008 por Niels Vermeersch, que se declarou como um grão-duque Niels I.

Forvik, criada por Stuart Colina em 2008

Uma ilhota em Shetland , na Escócia , declarou um independente dependência da Coroa por Stuart Hill, que afirma que o Reino Unido violou o acordo de 1469 com a Dinamarca , que transferiu as Ilhas Shetland à coroa escocesa .

República de Fredonia, criada em 1826

A Rebelião Fredonian (21 de dezembro de 1826 – 23 de janeiro de 1827) foi a primeira tentativa por colonos anglo em Texas se separar do México . Um desses carpetbaggers, Haden Edwards , enfureceu muitos colonos em 1825 através da produção de um contrato que ele tinha extraído do governo mexicano. Em dezembro de 1826, seu irmão Benjamin Edwards levou um grupo de trinta homens em Texas. Eles tomaram o controle da cidade de Nacogdoches , e declarou Texas oriental da República de Fredonia.

Principado de Freedonia fundado em 1997 por John Alexander Kyle

O Principado de Freedonia era uma micronação baseada em ideias libertárias . Ele foi supostamente estabelecida como um “projeto hipotético” por um grupo de adolescentes norte-americanos em 1992, antes de se tornar um novo projeto de país em 1997 e tentar comprar o território. O lance foi dirigido por um estudante universitário Texas chamado John Alexander Kyle, que usa o título de Príncipe John I. Em sua busca para comprar território, o Sr. Kyle considerou várias opções viáveis, mas nenhuma foi realista por enquanto. O projeto Freedonia está inativo desde 2004 aguardando o desembaraço territorial.

Freetown Christiania, fundado em 1971

Christiania, também conhecida como Cidade Livre de Christiania (dinamarquês: Fristaden Christiania) é uma vizinhança autônoma autoproclamado de cerca de 850 habitantes, cobrindo 34 hectares (84 acres), no bairro de Christianshavn na capital dinamarquesa Copenhague .

Frestonia, fundada em 1977

Freston Road em oeste de Londres fizeram uma “separação” do Reino Unido como Frestonia. Em uma disputa legal sobre o desempenho não autorizado de sua peça A Immortalist , Heathcote Williams ganhou uma decisão dos tribunais do Reino Unido ao alegar que Frestonia não fazia parte do Reino Unido.

Ganienkeh, fundado em 1974

A década de 1970 viu uma série de confrontos altamente divulgadas entre o governo americano e nativos americanos , como o impasse com os Lakota Oglala em Wounded Knee e a ocupação de Alcatraz. Outro confronto ocorreu em Moss Lake no norte do estado de Nova York . Após a Comissão Federal de Reclamações Indígenas se recusar a considerar uma indemnização à Nação moicana , dizendo que a sua competência abrangia apenas tribos ocidentais, um grupo de ativistas moicano declarou 600 acres perto de Moss Lake do território moicano soberana de Ganienkeh, e alegam ainda colocada a todos do Nordeste Nova York. Depois de uma troca de tiros entre os moicanos e vigilantes locais, o governo estadual iniciou um processo de despejo. Quando os tribunais federais se recusaram a sequer a ouvir o assunto, o assistente da Procuradoria Geral do Estado Mario Cuomo foi enviado para negociar um acordo de paz. Em maio de 1977, os moicanos aceitaram uma doação de terras menores e a crise foi encerrada.

República do Glacier, fundado em 2014

Fundada pelo Greenpeace ativistas numa região fronteiriça disputada do Andes entre Chile e Argentina , com o objetivo de chamar a atenção para a falta de proteção ambiental para as geleiras do Chile.

País da Paz Mundial, fundado em 2000 por Tony Nader

“Um país sem fronteiras para a paz amar as pessoas em todos os lugares” criados por Maharishi Mahesh Yogi , com capitais em MERU, Holanda e Védica Maharishi City, Iowa .

Republika Mijata Tomica, criado por Marija Vukoja em 2002

Um projeto de protesto (com base na montanha Vran, em Blidinje Nature Park, Bósnia e Herzegovina ) começou por um local por causa da ineficiência de problemas com o fornecimento de energia elétrica local.

República da Baía Hout criado em 1980

Uma micronação riponga criada para promover o turismo em Hout Bay , um subúrbio de Cape Town , África do Sul .Empresarial local e da Baía Hout Lions e Rotary Clubs vendidos passaportes com aparência oficial para arrecadar dinheiro para instituições de caridade. Há lendas urbanas que as pessoas foram capazes de convencer oficiais de imigração em todo o mundo a carimbar esses passaportes.

Humanidade, criado em 1878 por James George Meads

Um ex-micronação, ocupando a Ilhas Spratly , que se fundiu na República da Morac-Songhrati-Meads em setembro de 1963.

Rio Hutt, criado em 1970 por Leonard Casley

Uma grande área de cultivo na Austrália Ocidental que unilateralmente se separou da Commonwealth e declarou-se uma nação soberana. Ele era conhecido como a Província do rio Hutt até 2007.

Icaria, fundada em 1912

Icaria é uma ilha grega no mar Egeu oriental.   A ilha foi anexada à Grécia em novembro.

República da Jämtland, fundada em 1963 por Ewert Ljusberg

A província sueca, anteriormente uma parte da Noruega

Kugelmugel, fundado em 1984 por Edwin Lipburger com território de 7,68 m de diâmetro!

Uma casa em forma de bola construído pelo artista Edwin Lipburger, localizado no Prater de Viena .

Ladonia, fundado em 1980

Uma micronação criado pelo artista sueco Lars Vilks como o lar de esculturas criadas por ele na reserva natural Kullaberg no noroeste de Skåne.

Lagoan Isles, fundado em 2005 por Louis Stephans

A criação de um auto-denominado Grão-Duque Louis, que afirma que três ilhas minúsculas em lago de Portsmouth não são de propriedade do conselho local, e assim declarou-lhes como um estado independente.

L’Anse-Saint-Jean, criado em 1997 por Denys Tremblay

Uma micronação começou a promover o turismo na pequena cidade de Quebec  L’Anse-Saint-Jean.

Adorável, fundada em 2004 por Danny Wallace

Uma nação criado pelo comediante Danny Wallace como parte de sua série da BBC, como começar seu próprio país .

Marlborough, fundada em 1933 por George Muirhead

Uma micronação de curta duração na Austrália cujo criador declarou sua fazenda um país independente para tentar evitar o despejo após a falência. Ele foi expulso menos de uma semana mais tarde pela polícia, foi posteriormente processado e, desde então, abandonou qualquer pretensão de independência.

Melquisedeque, fundada em 1986

O Domínio de Melchizedek (DOM) é uma micronação conhecido em grande parte para facilitar a fraude bancária de grande escala em muitas partes do mundo.

Mercia, fundada em 2003 por Jeff Kent

A Acting Witan de Mercia está tentando reviver a Anglo-Saxon Heptarchy  uma bioregião autônoma e sustentável dentro de uma confederação Inglesa.

Minerva, fundada em 1973 por Morris C. Davis

Uma tentativa de construir uma ilha artificial e formar um novo país libertário. A nova terra foi localizado na Minerva Reef, sul de Fiji, mas a ilha foi apreendida e anexada por Tonga pouco depois.

Molossia, fundada em 1999 por Kevin Baugh

Uma micronação fundada por Kevin Baugh , ocupando a sua área cultivada residencial semi-rural em Nevada . Ele é executado com humor como uma ditadura sulamericana.

Morac-Songhrati-Meads, fundada em 1959 por Christopher Schneider

Uma micronação que pretende ocupar as Ilhas Spratly . O território está sob de facto controle militar pela China , a Malásia , as Filipinas , Taiwan e Vietnã, uma vez que ali foi descoberto petróleo em 1968. Pensa num lelê eterno? Fica lá.

República Murrawarri, de 2013

Uma micronação que é a terra natal tradicional de um povo aborígine. Eles declararam sua independência da Austrália .

República Naminara, criada em 2006

Uma ilha no rio Han em Chuncheon , Gangwon-do, Coreia do Sul . Emitem os seus próprios cartões de passaporte, sua moeda, e até seus telefones. Parte do filme Winter Sonata foi filmado aqui. A ilha recebeu 1,5 milhões de visitantes anualmente.

Nova Utopia, criada por Lazarus Long em 1990

Uma micronação proposto com base em princípios libertários a ser construída em plataformas no Mar do Caribe . Foi fundada pelo empresário americano Lazarus Long . O desenvolvimento do projeto começou em 2006 e está em curso.

Ilha Norte  Dumpling , fundada por Dean Kamen em 1986

Uma ilha no Fishers Island Sound, Southold, Nova Iorque se declarou independente após seu proprietário Dean Kamen ter negada permissão para construir uma turbina eólica na ilha.

Reino de Sudão do Norte, criado por  Jeremiah Heaton em 2014

Esse é o país do cara que quis fazer sua filha uma princesa.

Nova Roma, de 1988

Um órgão internacional de revivalista romano que afirma ser uma nação romana moderna e têm a estrutura administrativa da antiga República Romana antiga. A nova Roma afirma explicitamente que eles não são uma micronação, mas um civitas ou res publica ; seu órgão, no entanto, se encaixa todos os requisitos para serem classificados como uma micronação.

Principado Ecológico do Danúbio de Ongal, de 2015

Três terrenos ao longo da margem direita do rio Danúbio ao longo da fronteira Croácia-Sérvia (ocidental) foram ocupados;

Outer Baldonia de 1950 criada por Russell Arundel

Uma micronação em Outer Bald Tusket Island, Nova Escocia , utilizado para a pesca sazonal. Ele tinha uma constituição excêntrica e mulheres foram banidas da ilha.

Outro Reino Mundial, criado em 1996 por Patricia de Gifford

Uma monaquia absolutista  / matriarcado com fortes BDSM temas, em que as mulheres mandam em todos os homens. Ele está localizado lá na República Checa .

Perloja, criado em 1918 por Jonas esnuleviius

Estabelecido no rescaldo da Primeira Guerra Mundial , a República da Perloja tinha o seu próprio tribunal, a polícia, a prisão, a moeda (Perloja litas ), e um exército de 300 homens no melhor estilo “This is Spartaaa!”.

Republica de Pešcenica criado em 1990 por Željko Malnar

Pešcenica é um projeto satírico-paródico de uma república governada-ditador pelo famoso croata viajante maverick Željko Malnar. Ele está localizado em Zagreb , Croácia .

República da Ploiesti, de 1870, estabelecida por Alexandru Candiano-Popescu

Um protesto de dois dias contra a monarquia romena. Os plotters ocuparam o quartel, a estação de telégrafo e da estação de correios em Ploiesti , na noite de 8 de Agosto de 1870. O chefe de polícia e o prefeito foram presos. Na noite de 9 de agosto de soldados de Bucareste chegou na estação de trem Ploiesti e prendeu a nova “administração”, a maioria dos quais declararam que não eram realmente revoltosos, pensando que era apenas uma… festa. Trinta e seis dos líderes do movimento foram acusados de “revolta contra o governo”.

Arco-íris Grego fundado em 1979 por Thomas Barnes

Fundada por um agricultor que “se separou” do Estado de Victoria, Austrália, sobre danos à terras causados por inundações ele alegou foi agravada devido à incompetência da agência de gestão da água governo do estado

Redonda, de 1865, por Matthew Dowdy Shiell

Uma pequena ilha desabitada no mar do Caribe, agora legalmente parte de Antígua e Barbuda . Em 1865, um cidadão deMontserrat foi supostamente permitido pela rainha Victoria para reivindicar o título de soberana  da Redonda , contanto que ele não incitasse qualquer revolta contra a autoridade colonial.

Reunião, de 1997 por Claudio de Castro com 900 moradores

Uma micronação fundada por estudantes de Direito brasileiro como uma simulação política. Reunião tem um sistema político muito ativo. Ele emitiu passaportes, moedas cunhadas e é considerado um dos mais importantes lusófonos micronações. A micronação foi retratado pela mídia de dezenas de países, e tem sido a estrela de um artigo de primeira página de Reunion Island jornal, que o usou para traçar um paralelo entre sua independência e a ideia de ter a independência da França .

Rose Island de 1968 por Giorgio Rosa

Uma tentativa de criar um Estado soberano em uma plataforma offshore em águas internacionais perto da cidade italiana de Rimini. O projeto se completou foi, mas pouco depois confiscada pelo governo italiano e destruído com explosivos.

Trono imperial,  de 2011, criado por Anton Bakov

O trono imperial foi fundada pelo empresário russo Anton Bakov como o “Império Russo”. Por sua constituição, é uma monarquia  federal constitucional sucessora do Império fundado por Peter I .

Saugeais, de 1947, fundado por Georgette Bertin-Pourchet

Uma micronação oficialmente sancionada na base da maluquice, localizado no leste da França, no departamento de Doubs.

Repubblica di sbarre Centrali, de 1970, por Micheal Bates, com população de 51 e 550 m

A república auto-proclamada  por pessoas de distrito sbarre em Reggio, uma cidade do sul da Itália, durante a revolta de Reggio . Esta micronação entrou em declínio e se extinguiu após o fim da revolta.

Sealand, de 1967

Essa instalação militar da Segunda Guerra Mundial que consiste de uma estrutura feita pelo homem localizado ao largo da costa Inglesa que foi ocupada e declarada um estado independente por Paddy Roy Bates .

Seborga, do ano de 954, com 15 km fundada por Marcello Menegatto

Uma cidade italiana da região da Ligúria, que afirma nunca ter sido uma parte do estado italiano moderno.

Talossa, de 1979, fundada por John Woolley com 13km 2

Uma micronação fundada como um reino quarto por Robert Ben Madison. Madison afirma ter cunhado o termo ” micronação “.

Principado de Trinidad, criado em 1893 por James Harden-Hickey

O Principado de Trinidad foi declarada em 1893, quando o norte-americano James Harden-Hickey reivindicou a ilha desabitada de Trindade e Martim Vaz no Atlântico Sul e declarou-se como James I, príncipe de Trinidad.

Em julho de 1895, o britânico tentou para tomar posse de sua posição estratégica no Atlântico, baseando a sua afirmação sobre a visita 1700 pelo Inglês astrônomo Edmund Halley . No entanto, os esforços diplomáticos brasileiros, trouxeram o território para o do Brasil, com base na descoberta da ilha em 1502 pelos navegadores portugueses. Harden-Hickey caiu em profunda depressão e finalmente suicidou-se em 9 de Fevereiro de 1898.

Užupis, de1997

Užupis é um bairro em grande parte localizada na Cidade Velha de Vilnius, na Lituânia . Em 1997, os moradores da área declarada República da Užupis, com sua própria bandeira, moeda, presidente, e até uma constituição.

Vikesland, fundada em 2005

Uma micronação localizada em Manitoba , Canadá , que foi fundada para fins de um documentário de TV sobre micronações. Alega duas propriedades dentro e perto da cidade de Brandon .

Wallachia, fundada em 1997, por Vladimír Zhán l

Uma micronação maluca fundada em 1997 como uma “elaboração de brincadeira”, localizado está no canto nordeste da República Checa. Desde então se tornou uma das maiores atrações turísticas da República Checa.

Wendland, de 1980, fundada por Travis McHenry

Um protesto alemã anti-nuclear na Wendland , reocupada por milhares de policiais depois de algumas semanas.

Westarctica, de 1989, população: 0, num território de 1.610.000 km2

Micronação fundado por Travis McHenry, posteriormente apelidado o Grão-Ducado do Westarctica, alegando um pedaço de Marie Byrd Terra , a última fatia na Antártida não reclamada por qualquer nação.

República Whangamomona, fundada em 1989 por Murt Kennard

Uma micronação maluca criada para impulsionar o turismo, e com base na rural cidade da Nova Zelândia com o mesmo nome. Entre os presidentes eleitos anteriores se inclui… uma cabra.

wirtland, de 2008

Wirtland é um experimento em legitimidade e auto-sustentabilidade de um país sem o seu próprio solo, que transcende as fronteiras nacionais sem violar ou diminuir a soberania de qualquer envolvido.

Wy, de 2004, fundado por Paul Delprat

Estabelecida por Paul Delprat após uma disputa com o conselho local de Mosman Município em Sydney  sobre a construção de uma garagem em sua propriedade.

Zaqistan, fundado em 2005 por Zaq Landsberg

Com base em um intervalo de dois acres de terra em Box Elder County, Utah , a República da Zaqistan foi fundada pelo novaiorquino Zaq Landsberg como um “projeto de arte” para ver “até onde ele pode empurrar os limites da propriedade, da terra e soberania.”

Fica a 60 milhas da cidade mais próxima e possui 15 milhas de estrada pavimentada, o território é quase vazio é guardada por sentinelas robôs (??? wtf!) e possui uma passagem de fronteiras e até um bunker de alimentação.

fonte

 

 

 

Artigos relacionados

2 comentários em “Micro propriedades”

  1. Cara, e sabia que existe um território em disputa entre o RS e o Uruguai? Dê uma olhada no mapa, onde a fronteira é pontilhada, próximo à cidade de Rivera. Vamos tomar este espaço e formar um país?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.