Mereana Mordegard Glesgorv: O video sinistro que te faz arrancar os olhos

 

Um internauta desavisado navega tranqüilamente no mar de vídeos de meninas se beijando, garotas rebolando e vídeos idiotas de amigos se esbofeteando. O sujeito toma um gole de refrigerante enquanto clica aleatóriamente em diversos vídeos na sidebar do you tube. Subitamente, uma imagem vermelha com um sujeito no centro lhe chama a atenção. O cara decide parar de ver o clipe do Michael Jackson que estava rolando e resolve ver do que se trata aquele video.

Quando o vídeo finalmente carrega, ali esta um sujeito olhando para a câmera. O fundo não dá pra entender bem, é vermelho mas não é possível localizar o local. O estranho esta parado como uma estátua. Pequenos movimentos mostram que não é um frame congelado. O sujeito não tem expressão e permanece olhando fundo na direção da câmera. Lentamente um estranho ruído começa. Tudo gira ao redor do internauta. Ele sente seu coração bater cada vez mais forte. Um arrepio percorre seu corpo, eriçando seus cabelos. Um tipo louco de confusão começa e num grito aterrador o internauta cai para trás, se debatendo. Enquanto isso, o som do vídeo é cada vez mais alto e o estranho homem continua a olhar impassível para a câmera.

O internauta se debate em um tipo grotesco de frenesi, se arranha compulsivamente aos gritos e enfia os dedos nos olhos. Gritando de dor e ódio ele arranca os próprios globos oculares, pega um estilete sobre a mesa e corta algo incompreensível em latim no pulso esquerdo.

Ele subitamente fica imóvel no centro da sala. Tem as órbitas dos olhos vazias e sangrando. Ele fica de frente com aquela figura do vídeo. Um som de sino toca nos auto falantes. O internauta anda robóticamente até a gaveta, pega um envelope plástico e joga os olhos ali dentro. Abre a outra gaveta, pega um envelope pardo, nele escreve com letras tremidas:

Aos cuidados do You Tube.

Em seguida joga o saco com os olhos ali dentro, fecha o envelope e sai de casa de modo hipnótico como se estivesse sendo controlado por uma força invisível.

A casa fica vazia, iluminada apenas pelo video vermelho do homem estranho. Finalmente ele dá um sorriso e o video acaba.

Este é um caso real? Parece um caso real pra você? Pois acredite se quiser, muitas pessoas botam fé nesta história. O video que teria desencadeado estas macabras reações,tem o nome de Mereana mordegard glesgorv. Se você procurar este nome, não achará nada. As poucas vezes que você achar alguma coisa, tudo que você verá será um vídeo de 20 segundos de um homem parado olhando fixamente para você, sem expressão nenhuma, depois sorrindo nos últimos 2 segundos e então o video acaba, tão incógnitamente quanto começa.
Segundo a lenda:

o vídeo inteiro dura 2 minutos, e teria sido removido pelo Youtube após as 153 pessoas que viram o vídeo arrancarem os olhos e os enviarem para a sede do Youtube em San Bruno. Essas pessoas cometeram suicídio de diversas formas. Não se sabe como eles conseguiram mandar os olhos após eles terem sido retirados. A palavra misteriosa que eles escreveram nos seus braços ainda não foi decifrada.
A lenda diz que o Youtube vai periodicamente colocar os 20 primeiros segundos do vídeo para acabar com as suspeitas, então as pessoas não procurarão pelo vídeo real e farão upload dele. O próprio vídeo foi visto apenas por um staff do youtube, que começou a gritar após 45 segundos. Esse homem está sob constantes sedativos e aparentemente impossibilitado de lembrar do que ele viu. As outras pessoas que estavam na sala enquanto ele via o vídeo desligaram o vídeo pra ele. Elas disseram que tudo o que eles ouviram foi um som agudo muito alto. Nenhum deles ousou olhar para a tela.

A pessoa que upou o vídeo nunca foi encontrada, o IP foi classificado como não existente e o homem no vídeo nunca foi encontrado.

Fonte

Você teria coragem de ver o vídeo sabendo disso? Apague a luz do seu quarto e clique no vídeo (eu vi e não é babaquice de dar susto)

Algumas pessoas conjecturam que este seria um vídeo feito por ninguém menos que o próprio Satã para angariar almas pela internet.


Bem, vamos apenas hipotéticamente considerar que um vídeo fosse capaz de converter pessoas sãs em malucos e todas estas 175 pessoas arrancassem os olhos e os enviassem (ia ser engraçado uma fila nos correios de pessoas sem os olhos perguntando umas as outras onde é o caixa de postagem) para o You tube, que tiraria o misterioso vídeo do ar, sem que isso virasse uma manchete mundial. Vamos raciocinar sobre o Capeta saindo lá dos infernos para fazer um upload para o You Tube…
Quem é aquele sujeito no vídeo e por que ele não se move, só fica ali olhando com aquelas butucas penetrantes como se quisesse comer nossa alma? Será mesmo o capeta??

Talvez esta foto abaixo explique:

Ele é um coordenador de marketing! Bingo! Isso explica sua sede pelas almas humanas!

O que me intriga nesta história não é o fato de que ele requer a total ausência de reflexão das pessoas para acreditarem nesta lenda urbana inocente. Há muito que o bom senso vem entrando em extinção na Terra. O que me intriga é como algo tão simplóriamente criado consegue se tornar um viral de magnitude cataclísmica.

A explicação para isso está no medo. Vamos interpretar a estrutura deste viral, já que me parece promissor pensar nele como um case de sucesso no universo viral. Não foi necessário nenhum efeito especial para isso dar certo, e provavelmente ele não custou nem um centavo para ser obtido. Eu pesquisei e o que eu mais vi são relatos de pessoas dizendo que sentiram muito medo.

Pra mim, o segredo do sucesso do video está no fator medo. Algumas pessoas sentem necessidade de sentir medo. Se não sentissem filmes de terror seriam um fracasso retumbante sempre.

O fator medo no Mereana Mordegard Glesgorv está em parte na questão de você já ver o video sabendo que “mais de cem pessoas arrancaram os olhos ao vê-lo”. Isso é algo assustador e pela lógica deveria te dissuadir de clicar no play, mas você teria coragem de se arriscar? Quase 100% das pessoas arrisca, mesmo aqueles que acreditam que pessoas arrancaram os olhos ao ver. O segredo está no fato de que sabendo que há algo de “mau” ali no vídeo, você cria uma antecipação. Como há uma foto de um sujeito te olhando fixamente, você fica o tempo todo contraindo sua musculatura e carregando adrenalina no seu sangue para reagir quando ele definitivamente pular gritando na sua cara. Só que isso não acontece.

Para aumentar o medo o som estridente e a tonalidade vermelha em clara associação com o inferno.

Estas são as percepções mais óbvias, no entanto o vídeo -de modo planejado ou não – se utiliza de poderosos efeitos simbólicos na construção da história que o precede.

Pessoas arrancando os olhos são uma correlação simbólica direta com a perda da alma. Édipo quando percebeu que matou Laio, seu pai, no mito grego Èdipo Rei, fura os próprios olhos como símbolo de sua auto-penitência.  “os olhos são a janela da alma” – quem nunca ouviu esta frase?

A perda dos olhos implica no simbolismo da perda da própria alma. Igualmente, figuras sem alma, arquétipos e oráculos ligados ao plano dos espíritos, eram cegos. Tirar os olhos é o elo simbólico entre deixar o plano humano para adentrar o plano espiritual. É perder o controle sobre os elementos do nosso plano e ser controlado pelo plano além do visível. O homem que olha fixamente no vídeo parece estabelecer a ligação necessária com o que há do “outro lado”. Ele é o controlador.

Outro elemento de forte apelo simbólico é a questão da oferenda. As pessoas tiram os olhos e enviam-nos para o You Tube. O YouTube aqui adquire uma conotação quase divina, quase como um mestre supremo, uma entidade sem rosto, mas que sabe tudo, vê tudo, mostra tudo. O you tube é o mestre de tudo isso, que leva até você a figura que vai proporcionar o controle do espectador e seu conseqüente ofertar da alma (olho). O olho do espectador está para o you tube como a alma está para o diabo. E o You tube é o braço do Google, o Grande irmão da Nova era, aquele que tudo sabe, tudo pode. É a grande corporação, é uma das empresas mais ricas do mundo.

E há o elemento da morte, um dos mais fortes. As pessoas cometem toda sorte de estranhos suicídios após o fenômeno. Mandam os olhos ao mestre supremo e depois se matam. Qualquer semelhança com o sacrifício humano dos clássicos bíblicos não é mera coincidência. Isso está gravado no inconsciente coletivo e funciona tão bem que ajuda ao desavisado leitor a acreditar que aquilo realmente aconteceu.

E por fim, está o vídeo em si. O som do vídeo ocorre numa freqüência gradativa, para sugerir um lento controle da sua mente. Este recurso é muito usado em filmes para simbolizar a gradual perda do controle.

A idéia não é muito original, sendo mais uma versão modernizada do conceito do filme “the ring” onde há uma fita de vídeo que quem assiste, morre em 24 horas 7 dias.

A parte mais estranha deste vídeo é que como ele é um viral, acaba obedecendo aos preceitos de um vídeo viral, que é sua disseminação através do contato humano real/virtual, o que implica em uma distribuição descontrolada do mesmo. Esta distribuição poderia -em um caso extremo- atingir uma pessoa em um quadro psicótico agudo, que poderia ser motivado por drogas ou não, o que poderia DE FATO fazer com que ele assistisse ao vídeo e arrancasse MESMO OS PRÓPRIOS OLHOS, por força da sugestão implícita no viral.

Falar sobre este video (velho) foi uma dica do leitor Rever. Espero que tenha ficado claro que é um VIRAL.

Artigos relacionados

116 Comentários

Compartilhe suas ideias