Mais novidades do filme do zumbi

A galera que entra sempre aqui deve estar achando estranho que o numero de posts deu uma caída desde a última semana. Eu estava tentando manter a media perto dos três posts ao dia, mas com o lance do filme do zumbi, as coisas mudaram um pouco.

Como eu tinha comentado antes, devo fazer o curta metragem de zumbi mesmo não ganhando a parada da Lenovo. O concurso (você votou? Se não votou é só clicar nessa barra laranja ali no alto) que vai pagar R$ 5.000 por mês durante um ano ao vencedor, me permitiria fazer uma parada de qualidade Walking Dead, mas mesmo sem isso, eu acho que consigo fazer a parada do meu bolso, com um padrão de qualidade um pouco acima do risível (eu espero).

Só que os custos de fazer um curta-metragem são altos. Quer dizer, nem tanto quando você já tem praticamente tudo, o que é o caso das produtoras e tal, mas quando você não tem, a coisa se avoluma que dá vontade de jogar a toalha e ir afogar as mágoas na caipirinha.

Pra você ter uma ideia do que eu estou falando, só a câmera (o modelo de entrada, não é nada top não) que eu pretendo comprar pra fazer meu curta por aqui passa dos dois mil reais. Mais a lente necessária, com estabilização de imagem chuta este valor pra mais de 5.000. O que dá raiva é que esta câmera nos EUA custa meros 750 dólares. Fazer qualquer bosta aqui é bem mais difícil que nos EUA. Tudo é caro. E tudo que presta (de maquiagem, por exemplo) é importado pelo OLHO DA CARA, e a gente vai assim, pagando o dobro nisso aqui, naquilo ali… Quando vê, o curta que você pensava que era factível sem grana está explodindo seu orçamento.
Mais novidades do filme do zumbi
Eu entendo por que a ampla maioria da galera tenta fazer filmes com dinheiro do governo. Por aqui, fazer qualquer coisa tirando do bolso no estilo estúdio de Hollywood é coisa pra retardado. Todas as vezes que eu conto que estou preparando uma parada assim, meus amigos me dizem: “Por que você não pede doação no blog?”
As pessoas -talvez com razão – acham que este seria o caminho mais fácil de viabilizar o trabalho. E quando eu digo que não quero repassar custo nenhum para os leitores, eles me chamam de burro. Talvez eu seja mesmo burro ou sofra de algum tipo de utopia.

Eu não quero doação.

Primeiro porque eu acho que ninguém devia me dar seu rico dinheirinho em troca do meu trabalho de fazer um curta, que em primeiro lugar é ideia minha e de mais ninguém. Segundo porque eu acho que não vão dar mesmo, e se for para dar dinheiro, que dêem a algo que realmente seja útil para a sociedade, dê para uma ONG, uma fundação de assistência social. Eu me sentiria mal pedindo grana aos leitores que poderiam ajudar qualquer outra coisa com este dinheiro e com ele fazer filme de zumbi.

Então, se custa caro, e você não vai me pedir dinheiro, como que você vai fazer?

Como todo mundo faz para comprar carro? Casa? Viagem? Trabalhando, ué!
E é isso que explica porque eu diminuí a taxa dos posts. Estou trabalhando feito um condenado, para levantar a grana mínima e cobrir os custos maiores, que são a lente e a câmera.
Conseguindo chegar neste objetivo, eu vou recomeçar a ralação novamente, juntando mais uma grana para pagar atores, locação e técnicos. Finalmente, com tudo isso pago, eu vou dar mais uma emburacada no trampo e terei grana para custear todo o material de maquiagem (um dos maiores valores).
Eu já investi alguma grana que eu tinha aqui em material de maquiagem, peças de figurino, uma tela gigante de green screen. Também convidei um montão de amigos meus que vão colaborar, uns cedendo locação, outros emprestando sua imagem e voz, alguns doando seu trabalho, trilha musical, etc. Até uma arma de verdade eu consegui para o filme com um amigo policial que vai acompanhar as filmagens.
Ainda falta alinhavar algumas coisas. Falta conseguir muitos itens de figurino ainda. Por sorte os itens mais caros/complicados eu já consegui. O que eu ainda não consegui foi achar um ator importante da trama, que tem que ser um cara gordinho, com mais ou menos uns 25/28 anos e cara de nerd. Me impressionei, porque entrei em fóruns de atores em busca desse perfil e cadê? Tem milhares de garotas bonitas, caras fortões, muitos senhores, senhoras, mas a porra do gordinho, meu. NADA! Não achei nenhum.

Também estou tentando achar um cara que encaixe com a imagem que eu tenho na minha cabeça do David Carlyle. O roteiro está passando por reformulações continuas para deixá-lo mais redondinho. Um monte de coisa maneira eu tive que tirar fora ou adaptar, porque estouravam o orçamento. Mas está ficando legal. Pelo menos eu acho, hehehe.
Em breve mando mais novidades.

Related Post

74 comentários em “Mais novidades do filme do zumbi”

  1. O planejamento junto com a linguagem cinematográfica, ou melhor, videográfica, é o essencial. Pode descobrir durante a filmagem que não era necessário a tal lente, ou ter se deslocado para determinada locação. Pense, planeje mais, ou seja, não faça agora. Vai levar um susto no final do orçamento. Não se esqueça dos emprevistos, aumentam cerca de 20% uma produção. Já pensou em alugar algumas coisas, ou dependendo do peso no orçamento a estrela poderá ser a lente. Concentre as filmagens dela em um dia ou mais, desse modo poderá alugar. Como acompanho seu blog há muito tempo, ainda no primeiro ano e pouco me manifesto (atenção para outro Henrique que tb posta), acharia falta de consideração depois de tudo que curto aqui, não postar esses conselhos. Digo isso pq sou cineasta e não sou novinho, não, especializado em edição, já devidamente estabilizado(kkkkkk). Abraços.

    • São ótimas dicas, Henrique. Realmente, o planejamento será fundamental para a racionalização dos custos. Inicialmente, pensei sim em alugar equipamento, mas acabei desistindo, porque me pareceu uma boa ideia investir uma dslr que poderia ser usada em inúmeros outros projetos depois. Eu já vinha estudando a ideia de adquirir uma desde o ano passado. Em termos de custos, certamente que os maiores investimentos neste projeto serão de capital intelectual, e como se trata de um projeto que conecta uma série de outras atividades com as quais eu já me envolvi no passado, eu creio que o maior retorno dele também se dará no nível do capital intelectual.

      • Pelo que percebo, seria interessante adquirir a câmera, mas não a lente. Sei como é ficar obcecado com algo e achar que precisa erroneamente obter logo algo como essa lente. Talvez na próxima…. pense, reflita… descubra outras maneiras de conseguir o que quer, sem ficar escravo da idéia de possuir a referida lente. Abraços

        • Tem toda razão, Henrique. A minha lista de prioridades são a câmera em primeiro e a lente em segundo, já que com uma lente eu não faço nada, mas com uma câmera e com a lente do kit eu faço. Ela é bem escura, mas como meu filme é todo gravado de dia, então acho que funfa. Parece que um amigo nosso tem uma lente clara e boa para as cenas mais escuras, então creio que vai rolar sem eu precisar vender meu rim.

        • Eu achei um cara vendendo um sistema completo de steady de ombro para dslr e filmadoras. Eu estou pensando em comprar o bagulho no lugar da tal lente. Creio que em termos de custo-benefício saia mais negócio. Mas vou esperar estar com a maquina aqui para testar o IS dela e ver se realmente é algo indispensável. Tudo que eu não posso agora é gastar grana atôa.

          • Lá vou eu de novo…. Dib Lutfi, é o SteadyCam humano. Câmera man do Nelson Pereira dos Santoas e  Glauber, principalmente em “Terra em transe”. Lembre-se que as câmeras de cinema são pesadas. Eles lidavam com Arriflez se não me engano, blimpada (o que deixa mais pesada ainda). Quem sabe consegue um preço bom pelos serviços dele. Cinema brasileiro é tudo camaradagem mesmo…rs. Pelo que eu saiba ainda esta na ativa. Antes de existir Steadycam fazia-se com o camera man deitado numa maca com mais 4 pessoas segurando. Desvantagem é o espaço para se locomover, mas sabendo falsear o ambiente pode-se conseguir. Planejamento é tudo! Ou misturar… ou seja, as cenas em ambientes estreitos tente concentrar num único dia e chame O Cara! (Dib) e nas outras use a maca. Dolly, pode -se fazer com cadeira de roda. Olha, tudo pode ser com qualidade profissional. Tudo são recursos muito usados qdo falta-se recurso. A qualidade dependerá da sua persepção na hora e no planejamento, rito dentro do previsto, não forçando qdo ver que não vai dar… E olha que eu detesto filmes de Zumbis! kkkkkk! Atenção! Pense no efeito estético com uma visão macro tb, nao só micro, específico. Dizendo melhor, conceitulamente: a estabilização om steadycam, querendo ou não provoca um ligeiro artificialismo na imagem em movimento. Não tenho idéia com outras técnicas. Questione-se: – é isso mesmo que eu quero? Não to dizendo pra não fazer com a camera na mão! Abraços.

      • Você disse dslr? Cuidado. O foco dela é muito instável e não sei como funcionaria num zoom durante a gravação. Mas mesmo sem zoom, dizem que demora muito pra focar e a movimentação com ela borra a imagem. Verifique todas essas questões antes, não esquecendo do objeto de “filmagem” (gravação né), ou seja,  a forma que vai acontecer. Ex.:  se tiver muitas cenas estáticas e com pouco movimento de câmera, a câmera servirá, mas se tiver muito movimento de câmera, pode ser que não funcione. 

          • Qto ao problema com foco, se for um cuidado durante a gravação, certifique-se que esse zelo não atrase demais cada plano gravado. Afetaria até a maquiagem doz zumbis, quem sabe… Tb pense de alguma forma ter 2 cameras, cada uma para determinadas necessidades. Confronte os custos dos atrasos com o foco e o de ter outra camera, e veja o que vale a pena. É claro que para não ficar algo apenas matemático e cartesiano, pondere, ou seja, as vezes pagando um pouco mais será melhor. Abraços.

          • Inicialmente, montei o setup com duas câmeras dslr da Canon, mas talvez em algumas das cenas mais problemáticas, eu possa adicionar uma terceira câmera, que é minha casio. Ela tem a vantagem de gravar em Hd com auto-foco. É uma segurança a mais, embora eu acho que seria realmente só como um backup caso desse alguma merda.

          • De novo! Esquece o Dib. Tá com Mal de Alzheimer numa casa de repouso na gávea. Ainda teve um tumor retirado em fevereiro desse ano. Triste.
            Saudações Zumbis!

      • Sei que o que vou dizer agora é meio óbvio, mas… Você já pensou em comprar a lente e a câmera via internet? No ebay, por exemplo?
        Consegui comprar um Rockband do PS3 inteiro (com a bateria, inclusive, o que é enorme e chama muito a atenção para a caixa) e passou tranquilamente e sem avarias pelos correios e Receita Federal, além de não ter pago imposto e, à época, ter saido menos da metade do valor do kit vendido no Brasil. Claro que esse é apenas um exemplo, pois sempre que quero algo um pouco mais caro (tenis, óculos, peças de PC, equipamento de DJ, etc.), compro pelo ebay e sempre compensou.
        É possível que, só com essa economia, você já consiga começar a equilibrar o orçamento do filme e, mesmo que você pague o imposto de importação pelos equipamentos, ainda assim compensa em relação ao preço praticado por aqui. O ponto contra é não ter a garantia de quando você compra no Brasil.
        Pense nisso.

      • Sobre o curta, como vai ser o resultado ?Quero dizer, divulgação e tal, vai vender, postar no youtube ?Eu recomendaria fazer episódios formando uma mini-série no y2b, existem várias produções americanas no y2b muito boas.

        • Primeiro tenho que me concentrar em conseguir fazer – o que já vai ser sinistro pra caralho. Enquanto eu estiver fazendo, terei que me concentrar em não deixar a qualidade “chapolim”. Aí, depois de tudo isso, quando a parada estiver feita, aí eu penso no que vai dar pra fazer. Nessa altura do campeonato, com o alto custo das paradas, as dificuldades tecnicas envolvidas e o tanto de trabalho que eu tenho pra dar conta, pensar no resultado ainda é cedo.

  2. Assim… (eu entendi que você não quer) mas porque vocênão tenta isso aqui: http://www.kickstarter.com/
    Sim, é um site para receber doações para projetos.
    Pense nisso como uma outra forma de “mecenato”, uma forma mais moderna e descentralizada, pela qual pessoas que gostam dos eu trabalho querem te ajudar a continuar produzindo, seja com 5 reais, ou com 1.000,00 reais de doação.
    São pessoas que não te conehcem, mas que acreditam no seu trabalho, então porque não?
    Já participei de outros projetos por este sistema, de uma banda bem legal que conheci pela internet e que queria ajuda para gravar um video, e por que não?

    • Esta é uma ideia boa, Camilla. Não sou contra este tipo de saída. Mas eu não sei se isso se aplicaria a um curta de zumbi… Sei lá. Será que alguém doaria? Eu acho que seria frustrante entrar em algo assim e não receber nenhuma doação. Hahaha ia ser um fail pior que o “Porque o mar é salgado” – o meu primeiro curta de animação.
      Eu vejo um cara que contribui para um projeto audio-visual mais como um investidor do que como um cara que dá esmola.
      Então, se o cara investe, ele precisa ter retorno. Como que eu vou dar retorno com um filme de zumbi? Esta é a pergunta-chave. Eu não quero oferecer a alguém a chance dela participar em algo que somente um lado ganha. O cara tem que ganhar também… E muito menos teria coragem de pedir a grana alheia para algo que eu não possa garantir o padrão de qualidade.

      Daí eu fiquei pensando sobre isso hoje, e como a juntei a grana para comprar a câmera, assim que estiver com ela em mãos, vou chamar alguns amigos e fazer um grande teste. Este teste será com a câmera que usaremos no filme, o sistema de maquiagem que usaremos no filme, e se tudo der certo, até alguns efeitos que usarei no curta. Eu vou finalizar este teste com a mesma tecnologia de correção de cor, tudo igualzinho irei fazer para o filme. Se ficar como eu acho que vai, então terei uma coisa para mostrar a potenciais investidores.

  3. Que a força esteja com você Phillip.

    porque você não da um pulo como quem não quer nada em uma dessas paradinhas do governo que oferecem curso de teatro, conversa com um professor e talvez ele indique um aluno bom que até faça o trabalho por um preço maneiro. O aluno ficará muito feliz em ser cotado para um curta, tipo, o primeiro trabalho da sua vida de artista, saca!?

    Pena que to longe do rio, minha esposa iria  adorar atuar no seu curta, e eu ia adorar acompanhar as filmagens e ajudar no que fosse preciso.

  4. Salve Jovem
    quanto Tempo…
    divertido a doideira que esta sua vida hehehe
    oia eu tava lembrando do tempo do juquinha e o video que voce fez no bunker militar…
    poooo
    o papel do nerd gordinho é facilmente feito por VOCE
    UmPonto

    • Grande! Tempo que tu não aparece por aqui, hein veio?
      O video do juquinha bombou… Ele tem mais de 622 milhões de views. Considerando que não é uma mulher pelada, essa é uma cifra impressionante para um Et, né?
      Mas o gordinho da história é bem mais gordinho do que eu.

  5. Olha cara, melhor gastar dinheiro e fazer algo bom, do que economizar e ver o resultado final sendo uma merda.
    Uma pergunta: Dizem que você  “ganhou a vida” escrevendo aqui nesse blog, o que me faz pensar, quando você diz “vou trabalhar” é que você vai pra frente do pc e fica ai escrevendo texto e bla bla bla… Mas sei que to errado mesmo, hehe. Você trabalha no que? Tenho essa curiosidade.

    Gordinho com cara de nerd? Você não parece ser gordinho, mas também não é um Jason Statham. Então, já pensou em ser ator? LOL.

    • Sua frase inicial é justamente o que eu penso. Por isso resolvi investir solitariamente neste curta.

      Cara, se tem uma pergunta que pra mim é meio difícil de responder, é esta: “você trabalha em quê”.
      Isso porque eu faço um monte de coisas ao mesmo tempo. O blog é apenas uma das minhas atividades. O blog é importante, mas a minha atividade principal ainda é ser empresário. Eu tenho uma firma de design, que faz um monte de tipo de serviços diferentes, e os meus clientes também são sempre diferenciados. Eventualmente, alguns trabalhos que eu faço são de natureza sigilosa.

      Eu não sou gordinho. Mas tenho um pescoço largo e isso me faz parecer mais ordo do que eu sou. Engraçado isso, porque muita gente que me conhece pessoalmente já comentou que achavam que eu era gordo antes de me conhecer. Talvez faça parte do estereótipo de um bogueiro nerd, hahaha.
      Nas foitos do meu passeio em Arraial do Cabo dá pra ver que apesar o pânceps, eu não sou um gordinho ainda. http://www.mundogump.com.br/meu-passeio-em-arraial-do-cabo/

  6. se eu fosse mais novo seria esse gordinho, porque cara de nerd e peso eu tenho.kkkkkkkkkkkkkkk só não sou ator. Arruma umas empresas pra patrocinar. Vc coloca os zumbis com camisetas de empresas, pode arrumar um zumbi piloto de F1 com o macacão todo adesivado com os logos das empresas.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Mas falando serio, torço por vc e pelo seu esforço e competencia, vai dar tudo certo. boa sorte

  7. Philipe, você é um artista admirado por todos aqui, utilize seus talentos a seu favor. Você mesmo disse que tem várias esculturas de sua autoria, todos nós leitores acompanhamos as últimas, desfaça-se de algumas dando a nós a oportunidade de arrematá-las via leilão, algo do gênero. Ou desenvolva mais um projeto e crie um molde como você fez com o carinha do Lost e venda algumas cópias. Creio que é uma forma de fazer um dinheiro legal pra ti, e legal pra quem conhece seu trabalho, de poder dizer que tem uma obra de arte sua, sem se preocupar com essa história de se ver obrigado a “dar retorno” pra quem investir no filme, pois estariamos investindo nas suas esculturas que são primorosas. 

    • Ei cara, esta ideia é muito boa. Pode dar certo mesmo. Eu ão tinha pensado nisso! Que tipo de boneco acha que seria maneiro? Talvez uma linha de bustos de monstros, que tal?

      • Seria uma ideia da hora. Se me permite uma sugestão, alguma coisa estilo Eddie the Head, e olha só, de repente você poderia usar a imagem ou mesmo nomes das esculturas no próprio curta. Seria um souvenir do filme, criado para alavancar o filme, não sei se me fiz entender. Talento você tem de sobra, até hoje babo naquela do viking lutando contra o monstro que você esculpiu tempos atrás!

        • Nossa, ideia foda! Esculturas dos zumbis do curta iam ser muito legais, pois já serviriam também como um trabalho de concept, né? Já desenhei um porradão de zumbis maneiros aqui para planejar maquiagem. Creio que eu poderia pegar uns três deles e modelar os bustos.

  8. Philipie,
    Dica de quem tem uma canon t3i e algum equipamento semi-pro por hobby. É dificil pacas usar as canon txi originais de fábrica para gravar em full hd, ela foca antes de iniciar a gravação e depois não altera mais o foco.
    Para conseguir um resultado mais profissional tem um pessoal aficcionado que usa as canon para filmar que fizeram umas atualizações de firmware e disponibilizam de graça na internet, estão no site: http://magiclantern.wikia.com/wiki/Magic_Lantern_Firmware_Wiki
    Muito cuidado ao mecher com este firm, ele pode detonar sua camera, mas nada demais é só tirar a bateria e tudo volta ao normal.
    Tem o firm, manuais, dicas e vc pode entrar em contato com o pessoal do magiclantern e trocar idéias, é um projeto muito parecido com o seu.
    A camera depois de atualizada fica com recursos profissionais, mas tem que saber muito bem o que fazer pois é como pilotar um fórmula 1 ( vc já viu um volante de fórmula 1? ) em vez de um carro de rua, mas é a maneira de se fazer isso com uma slr.
    Boa sorte.
    PS.: Voce sabe que é louco de tentar algo assim não sabe? Mas o mundo necessita dos loucos para evoluir. E o que seria de nós se não buscássemos nossos sonhos.
    Abraços.
    Carl

    • Eu tô por dentro do magic lantern, cara. Segundo me informei, até hoje, desde que foi criado, não teve NENHUM caso em que ele causou dano a máquina, mas os caras tem que dizer que não podem garantir que não cause dano, porque senão nego faz merda e eles levam processo. O treco dá uma melhorada SUBSTANCIAL em muitos features da maquina. O mais incrível é o ruído que ele tira do som. Também melhora bastante para o chroma key.

  9. Fala ae Philipe… cara, sem querer me meter, mas acho que vc deveria pedir doação sim… já ouviu falar em crowdfunding?… Há vários sites brasileiros que oferecem esse serviço… inclusive, vc já deve ter visto aquele curta de animação “Depois do Fim do Mundo” (se não conhece, procure no youtube que não vai se arrepender) …. o segundo episódio dessa animação está sendo feita mediante doação de interessados nesse tipo de entretenimento…
    O lance funciona mais ou menos assim:
    Vc orça seu projeto e informa ao site… pessoas interessadas (os investidores), vão doando a grana ao longo de um período de uns 20 dias, eu acho… qnd vc atingir o valor esperado vc realiza o projeto e recompensa os seus investidores… as recompensas vão desde camisetas, broches, cds (tudo relacionado ao projeto), até um ingresso grátis para assistir ao filme, por exemplo….
    Se você pensar bem, não se trata apenas de uma mera doação… mas sim de uma troca de serviços… as pessoas te bancam e vc as oferece alguma coisa relacionada ao evento…
    E além de conseguir a grana, vc pode até conhecer pessoas interessadas pelo seu trabalho… podendo até subir a qualidade dos seus futuros projetos, com esse networking…
    Entre nesse link e veja uma lista dos sites mais visados de crowdfunding brasileiros http://crowdfundingbr.com.br/

    Há, e quanto às câmeras DSLR, as fullHD filmam bem…. a imagem realmente é uma beleza… mas cuidado, pq essas câmeras costumam falhar qnd ficam muito tempo ligadas…. definitivamente elas não foram feitas pra fazer longas…… nem curtas, eu acho….. kkkkkkkk…

    Espero ter ajudado…

  10. Putz cara… Acho que estou tão ansioso quando você pelo resultado final 

    Acompanho seus textos há muito tempo, tenho certeza que ficará muito bom…

    • Tomara. Estou fazendo planos aqui. Creio que deveremos começar as gravações em novembro e o período de captação se estenderá até fevereiro, e depois eu tenho mais ou menos uns 30 dias para fazer toda a montagem, edição, efeitos, pós, audio e finalmente LANÇAR! Acho que o mais provável é que o filme saia em Março. Vou ver se até lá alinhavo um lançamento para o curta em algum lugar bacana.

  11. Cara, chame-me de homossexualzinho de merda, mas eu fiquei realmente emocionado lendo a sua história. A dedicação em prol de algo assim é muito comovente. Não é à toa que digo e repito que O Mundo Gump é um dos melhores sites da atualidade. Parabéns Philipe.

  12. eim dexa eu te pedi…meio que fujindo do assunto do curta, mas e a segunda temporada da historia do david? quando que sai?
    gostei muito de ler a historia, meio que passa um filme na cabeça.

    flw abraços!

  13. Se quiser eu posso ajudar trabalhando na arte do poster ou imagens de divulgação (tenho uma certa “experiência” em dark art´s relacionadas a zumbis, com alguns fake posters e imagens de amigos que você pode visualizar aqui: http://eddiejr.deviantart.com/gallery/). O cara do fake poster do walking dead e madrugada dos mortos 2 sou eu rsrs.

    • È um bom trabalho, Edilton, mas eu acho que ainda é cedo para pensar em imagens de divulgação, poster, essas coisas. Por dois motivos, um é que não sei ainda qual vai ser o “visu” do filme, paleta, essas coisas. A outra é que terei feito, ao final do curta uns 40 zumbis diferentes, e os dois fotografos profissionais da equipe vão se deliciar de fazer ótimas fotos promocionais desses zumbis, então terei um material bastante rico (eu espero) para gerar essas coisas no fim.
      Há tb um último, porém escroto motivo, que é: Todo filme que eu fiz que criei um poster ou imagens de divulgação antes dele pronto e acabado deu merda. Tenho medo de ser tipo uma regra da Matrix, hahaha

    • Eu penso em fazer, ao fim do projeto, um kit de boné, camiseta, poster, DVD com o filme e fotos de produção + trilha sonora exclusiva + escultura de zumbi exclusiva para presentear os amigos que colaboraram. Mas como tudo isso depende de grana, tenho que viabilizar uma penca de parcerias pra isso se concretizar.

  14. Philipe eu acho q eu sou a única menina q quando ve filme de Zumbi ou qualquer outro filme de terror , fica rindo eu n sei pq qual é a graça q eu vejo + eu rio pra caramba mais do que filme d comédia ‘-‘ eu sou a única menina da minha escola q num tem nojo d minhocas ou baarats e eu acho ratos d esgoto fofinhus pq eles num tiveram culpa d nascer nu esgoto eles são bichinhus d Deus + tocar eu num toco pq se n vou pegar doença e num qro me juntar aos ratos d deus taõ cedo assim u.u Eu leio seu blog desde os 9 anos d  idade vc é mto inteligente e idiota ao msm tempo + idiota d uma forma inteligente 😛 aprendi váriias coisa lendo seu blog gostei mais do post sobre os animais d cor azul *u*

    • Hahaha que legal, fico feliz de saber que você gosta aqui do blog e lê desde os 9 anos. Obrigado por me considerar inteligente e idiota. Eu acho que sou mais idiota que inteligente, mas tudo bem, hahaha.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares