Hacker vaza informações: USA forjou mesmo o ataque químico na Síria

Sharing is caring!

Nossa, estou passado. Não que eu estivesse me enganando quanto ao massacre de crianças na Síria. Até postei sobre a tragédia aqui no Mundo Gump. Tragédia aliás, que foi considerada a pior tragédia deste século!  E olha que já começamos indo de mal a pior, com tsunamis, furações, tornados e até vazamento nuclear.

A notícia, publicada no site Pragmatismo Político, está sendo repercutida pelo mundo.

Hacker apresenta e-mails interceptados que sugerem que os EUA forjaram ataque químico na Síria.

Em conversa, membros da cúpula do Exército norte-americano se parabenizam por ação

Um hacker norte-americano apresentou nesta quarta-feira (04/09) supostos e-mails interceptados da Inteligência dos EUA. O conteúdo das mensagens sugere que o ataque com armas químicas na Síria foi forjado. Mais do que isso, diz o pirata cibernético, foi o próprio Pentágono que organizou uma suposta farsa. “Bom trabalho”, teria dito um coronel ao outro após ver o “sucesso da operação” no noticiário internacional. (Veja o e-mail abaixo)

e-mail-hacker-síria-eua

“Eu consegui acesso ao e-mail do coronel Anthony Jamie Mac Donald e interceptei uma conversa entre ele e seu colega de Exército, Eugene Furst. Este parabeniza o coronel e mostra o link de uma reportagem do Washington Post sobre o ataque químico realizado na Síria. Ele usou a expressão ‘bem organizado’ (traduçao livre para “well staged”) na hora de parabenizar Jamie MacDonald. Eu não conseguia acreditar no que estava lendo”, narra o hacker no portal Pastebin.

Os correios eletrônicos foram enviados em 22 de agosto, um dia após ao suposto ataque químico na Síria. Washington acusa o governo sírio de ter assassinado 1.429 pessoas – incluindo 426 crianças. Segundo o secretário de Estado, John Kerry, há provas “claras e convincentes” de que a ação foi realizada pelo presidente Bashar al Assad. No entanto, até o momento, não há qualquer confirmação oficial da ONU (Organização das Nações Unidas) ou provas concretas de um ataque químico.

O hacker norte-americano também apresentou outras mensagens eletrônicas entre o coronel Mac Donald e uma amiga, que mostra preocupação com a morte das crianças sírias. “Não se preocupe, as crianças não ficaram feridas. Aquilo foi feito apenas para as câmeras”, respondeu o membro das Forças Armadas. A Comissão de Relações Exteriores do Senado dos Estados Unidos aprovou na quarta-feira (04) uma resolução que autoriza um ataque militar à Síria. A decisão proíbe que as tropas norte-americanas avancem em território sírio e limita a duração da ação a 60 dias, segundo informações divulgadas no site do Senado. Com 10 votos a favor, 7 contra, e 1 abstenção, a comissão aprovou uma proposta bipartidária, o que representa uma importante vitória política para o presidente Barack Obama. A sessão plenária do Senado deve votar o documento na próxima semana. Depois ele deverá ser discutido e votado na Câmara dos Deputados. Esta foi a primeira votação a favor do uso da força militar desde outubro de 2002, quando o Congresso aprovou a invasão do Iraque e a quarta vez desde a Guerra do Vietnã. Obama pediu autorização ao Congresso para fazer um ataque militar à Síria devido à suspeita de que o presidente Bashar Al Assad utilizou armas químicas contra civis. O conflito na Síria já fez, desde março de 2011, mais de 100 mil mortos e levou o país a ser suspenso da Liga Árabe.

A notícia de que teria partido dos EUA a iniciativa de usar armas químicas na Síria não espanta muito as pessoas que estão ligadas já a um tempo nas crises internacionais protagonizadas pelos EUA.
O próprio “jogador de merda no ventilador” Wikileaks revelou há algum tempo os planos dos EUA.

Os documentos vazados pelo site, mostram o quão nojentos os articuladores dos EUA são. A ideia de uma ação militar contra o governo do presidente Bashar Al Assad já tinha sido planejada durante o mandato de George W. Bush, ainda em 2006.

Não precisamos nem ao menos recorrer ao Wikileaks para isso. Basta dar uma olhada no que disse UM GENERAL AMERICANO anos antes. É de arrepiar! (o video vem sendo apagado e reenviado sistematicamente para a internet)

Segundo Wesley Clarck, general da Reserva, os EUA tem planos de criar uma desestabilização completa no Oriente Médio. São sete países em apenas cinco anos. Note que não sou eu quem está dizendo, quem diz isso é o GENERAL AMERICANO 4 ESTRELAS, que frequenta as salas escuras do Pentágono!

A questão que fica agora é “por que os EUA desejam tanto invadir a Síria” ao ponto de criar um ataque químico localizado, matando crianças e exibindo suas mortes horríveis ao mundo? Há quem suspeite que o objetivo Síria seja somente a porta de acesso para algo maior, que é esmagar o Irã.
Há também quem suspeite que os EUA e alguns países da Europa planejam se apoderar do gasoduto da Síria.

A razão disso, parece bem lógica e está tão na cara que chega a parecer invisível (pelo menos para a grande mídia):

“No verão de 2011, apenas algumas semanas após a guerra civil eclodir na Síria, o Tehran Times publicou um relatório intitulado: Irã, Iraque  e Síria  entram no maior projeto de Gás Canalizado .

O relatório forneceu detalhes sobre como o Irã planeja exportar suas vastas reservas de gás natural para a Europa através de um gasoduto que atravessou Iraque e Síria. Esse gasoduto Irã-Iraque – Síria seria o maior gasoduto no Oriente Médio e que vão desde o campo rico em gás de Pars, no Sul do Irã na costa mediterrânica , no Líbano , via Iraque e Síria.”

O acordo prevê a construção de um gasoduto submarino sob o Mar Mediterrâneo que se estende desde o Líbano até  a Grécia para entregar o gás iraniano à Europa e seus países, ávidos por energia.

A tubulação de 6.000 km , que tem um preço estimado em  US $ 10 bilhões, e terá uma capacidade prevista de 100-120,000,000 pés cúbicos de gás por dia, com uma data de conclusão projetada em algum momento perto de 2018.

O projeto efetivo da construção deste gasoduto proposto não começou e a questão de quem vai financiar o projeto não foi abordado. No entanto, em julho de 2013 , os líderes da Síria , Irã e Iraque se reuniram para assinar um acordo preliminar sobre o gasoduto com a esperança de finalizar o negócio até o final do ano.

siriaira

Tal como o seu vizinho turco , a localização geográfica da Síria no Mar Mediterrâneo faz com que seja um centro de exportação óbvia para os produtores de petróleo encravados dentro do grande Oriente Médio que procuram exportar suas reservas de petróleo e gás para os mercados europeus.

 

arab-gas-pipeline-rf

Por esta razão , a localização estratégica da Síria, e seu porto de águas quentes do Mediterrâneo, tenha a tornado o centro de um grande esforço de diversas nações, orientais e  ocidentais focados em seus interesses no fornecimento de gás barato do Oriente para a Europa e além. Podemos também notar o detalhe peculiar dos tais “interesses” da Russia nessa jogada, porque a Russia detêm hoje um dos maiores complexos de gasodutos do mundo, fornecendo para a Europa. Não estamos falando em pouca grana!

070319-russia4-chart2

O tal do Gas-óleoduto Sírio- árabe já faz parte de um gasoduto ocidental ordenado que vai do Egito para Homs. Esse gasoduto , conhecido como “o Gasoduto Árabe” , foi originalmente planejado para continuar viajando ao norte de Homs seguindo para a Turquia . De lá , ela pode ser canalizada para a Europa.

Os principais players deste gasoduto aprovado pelos países ocidentais incluem a Arábia Saudita e Qatar, entre outros países do Golfo.

O presidente sírio Assad, desde então, rejeitou o Gasoduto Árabe e , em vez disso começou a trabalhar em estreita colaboração com o Irã sobre a proposta de gasoduto do Irã, apelidado de Gasoduto islâmico. Esse gasoduto proposto vai, obviamente, competir diretamente com o Gasoduto Árabe e seu objetivo de entregar gás natural do Oriente Médio para a Europa.

Some a isso um momento em que os barões do petróleo mundial se reuniram para debater o futuro e suas preocupações com a gradual escalada do gás, sobretudo o gás de xisto em detrimento ao petróleo. 

A maioria dos árabes vê o Gasoduto islâmico como um gasoduto xiita servindo os interesses dos xiitas. Afinal, ela se origina no Irã xiita , passa por áreas xiitas do Iraque, e deságua na Síria controlada por xiitas.

Portanto , os países dominados pelos sunitas do Golfo têm tanto a nível econômico e, em menor medida, o interesse de cunho religioso,  para impedir o gasoduto islâmico de se tornar uma realidade.

Então, já começamos aí a entender a merda que acontece lá na Síria. Não é uma simples questão religiosa, como o Jornal Nacional gosta de fazer parecer. É uma conjuntura complexa e sistêmica de interesses perversos.

Trata-se de mais que isso. Claro que há um componente religioso que está arraigado profundamente no Oriente médio como um todo, mas para além disso, estão os tais grupos separatistas que querem a queda do regime de Assad, e são financiados e alimentados com armamentos russos. Os russos vendem gás. Os russos fabricam armas. Os russos não querem concorrentes. Logo, os russos financiam o quebra-pau.

Mas se fosse só isso, eles estariam com o Obama, né? Pois é. Ocorre que quem colabora para que o Obama jogue suas bombas milionárias na Síria é o Qatar. Para os russos, se os EUA e o Qatar implantam um controle sunita ali, pode ser interessante explorar o gasoduto! E aí, isso mexe direto com os interesses russos.

Embora o objetivo final dessa galera seja de derrubar o regime de Assad , estas esperanças parecem estar diminuindo, porque Assad continua forte e desafiador em face da recente oposição. Claro, ele não é santo e todo mundo sabe disso. O pai dele foi um dos maiores genocidas do planeta. O cara não ia deixar por menos.

Apesar de ser um ditador de carteirinha,  Bashar Al -Assad é contestado por muitos países poderosos no Oriente Médio , incluindo Israel , Jordânia, Turquia , Qatar e Arábia Saudita. Pra piorar, a  Al Qaeda também se opõe fortemente ao governo Assad e juntou outras facções rebeldes em um esforço para derrubar Assad e instalar uma “casa da Mãe Joana”  naquela área, com milicias, tropas de tudo que é lado, mais o que é importante, amigáveis aos esquemas sunitas.

É nesse contexto complicado que entra o tal do false flag americano.

Eles são especialistas nisso! Podemos ficar um bom tempo aqui lembrando de clássicos false flags americanos.

O False flag é o mecanismo de criar o “gatilho” que detona uma crise insustentável que descamba numa guerra. A história é R-E-P-L-E-T-A deles!

Segundoa Wikipedia:

Operação de bandeira falsa (False flag em Inglês) são operações conduzidas por governos, corporações ou outras organizações que aparentam ser realizadas pelo inimigo de modo a tirar partido das consequências resultantes. O nome é retirado do conceito militar de utilizar bandeiras do inimigo. Operações de bandeira falsa foram já realizadas tanto em tempos de guerra como em tempo de paz.

Vemos ver uns exemplos de conspiração visando a Guerra?

Operação Nortwoods

0,,69812441,00

“O resultado esperado da execução desse plano seria o de colocar os Estados Unidos na aparente posição de estar sofrendo ataques do irresponsável governo cubano e de desenvolver a imagem internacional de uma ameaça cubana à paz no Ocidente”. Essa é uma das passagens mais contundentes do documento que propunha a execução da chamada Operação Northwoods. Como já deu pra ter uma noção só com essa frase, a ideia era chamar a opinião pública mundial para apoiar os EUA em uma futura invasão à Cuba. Eles precisavam de motivos pra isso e estavam dispostos a fabricarem esses motivos.

Várias cidades da Florida (incluindo Miami) e até a capital Washington seriam bombardeadas, pessoas seriam sequestradas, bases militares seriam explodidas. A rigor, Cuba teria começado a guerra e os EUA iriam apenas se defender – um tipo de raciocínio que, há quem sustente, está por trás do 11 de setembro. O presidente John F. Kennedy acabou descartando o plano, mas só de haver um documento oficial da CIA – revelado em 1997 – propondo uma coisa desse tipo, já é mais que suficiente para entrar nessa lista. Clique aqui para ver o documento na íntegra

 

O testemunho de Nayirah

Imagina só os caras pagando uma ATRIZ para se passar de vítima pedindo uma intervenção militar no conflito Iraque/Kwait? Pois foi isso mesmo que os EUA plantaram! Em 1990, Iraque e Kuwait estavam em guerra. Os EUA apenas assistia os conflitos, sem intervir – não havia uma justificativa para isso até o momento. Mas uma menina de 15 anos mudou o rumo do conflito. Identificada apenas como Nayirah, ela deu um depoimento em um congresso sobre direitos humanos no ápice da guerra. Aos prantos, ela relatou coisas tão terríveis como soldados iraquianos invadindo hospitais no Kuwait e arrancando bebês pra fora das incubadoras só para assistir eles morrendo. O tipo de coisa que te deixa com vontade de entrar em uma guerra.

Mas a tal da Nayirah não era uma adolescente traumatizada. Ela era filha do embaixador kuwaitiano dos EUA e fazia parte da família real do país. Ela passou por um curso intensivo de atuação, de modo a comover a mídia internacional. Na época, a imprensa não tinha acesso ao Kuwait e aquele depoimento meio que ficou como a versão oficial dos fatos. Saldo final: os EUA entraram na guerra. A menina deu um show com seu testemunho fake. Olha só:

fonte

Esta semana, parece que a tal guerra planejada há muito tempo na Síria pode finalmente começar. Por quase duas décadas, os países ocidentais vem tramando a derrubada do governo sírio com o objetivo de substituir o regime hostil, com um novo governo “democrático” que seja simpático aos interesses ocidentais ($$$) na região, lógico.

A narrativa oficial ocidental contra a Síria é algo como isto :

Segundo o Secretário de Estado dos EUA , John Kerry, a evidência de um ataque com armas químicas na Síria é “inegável”.

Depois de fornecer à Casa Branca “todas as opções para contingências”, o Secretário de Defesa Chuck Hagel afirmou que as forças dos EUA estão “prontas” para lançar um ataque contra a Síria .

A ideia das crianças morrendo (veja meu post sobre isso) fez convenientemente parecer que se tratava de uma única saída extrema, quando a verdade é que os EUA há muito tempo planejavam tomar a Síria.
Pra piorar tudo, deixar a sacanagem mais à vista, evidências contundentes da intenção da America do Norte em lançar um ataque “preventivo” contra a Síria foi revelado em um relatório explosivo lançado pelo britânico Daily Mail em janeiro de 2013.

E-mails que vazaram provam que a Casa Branca deu luz verde a um ataque com armas químicas na Síria que poderia ser atribuída a regime de Assad e por sua vez, estimular a ação militar internacional no país devastado. Um relatório divulgado na segunda-feira contém uma troca de emails entre dois altos funcionários da Defesa, onde um esquema já “aprovado por Washington” é descrito explicando que o Qatar vai financiar as forças rebeldes na Síria de usar armas químicas.

Abaixo está um trecho do relatório, que foi intitulado curiosamente de“Plano dos EUA de backup para lançar ataque de armas químicas sobre a Síria e culpar o regime de Assad “ :

Aqui está o texto do e-mail , de acordo com o relatório :

Phil … Temos uma nova oferta. É sobre a Síria novamente. Qatar propõe um negócio atraente e jura que a ideia é aprovada por Washington.

Nós vamos ter que entregar um CW para Homs, de origem soviética g-shell da Líbia, semelhantes aos que Assad deveria ter. “Eles querem que a gente implante o nosso pessoal de ucranianos que devem falar russo e fazer um registro de vídeo.

Francamente , eu não acho que é uma boa ideia, mas as quantias propostas são enormes.

A sua opinião?

Kind regards, David.

Abaixo está um screenshot do e-mail.

syrian-email

(Curiosamente, o Daily Mail tirou essa história de seu site apenas algumas semanas atrás, talvez na expectativa de a recente ação de armas químicas. Entretanto, os burros esquecem que é possível localizar screens de sites já fora do ar através do uso do site archive.org)

A França e Grã-Bretanha estão repreendendo o governo sírio por supostamente lançar o ataque de armas químicas contra seu próprio povo. Mas, até agora, nenhuma evidência surgiu ligando o regime de Assad a um ataque de armas químicas. Não sei dizer se eles são inocentes ou estão mancomunados, fazendo seu papel “no jogo”.

Enquanto isso, Síria e a Russia culparam os rebeldes sírios de lançar o ataque, chamando operação de um false flag usado como um pretexto para a guerra. Além da Rússia que tem interesses comerciais em jogo, o Irã também opõe-se firmemente a intervenção na Síria. A razão é óbvia, o Irã não quer perder o gasoduto e muito menos “ter um governo pau mandado do Tio Sam” no seu quintal.

A Rússia sabe que o Irã , no momento, está isolado, sem capacidade atual para exportar seus vastos suprimentos de energia (as reservas de gás do Irã só perdem para as da Russia) para a Europa. A Rússia percebendo esta fragilidade tática do Irã está de olho nos lucros potenciais de trazer petróleo iraniano e gás para a Europa. Assim, para a Russia essa crise quase que virou um jogo de ganha-ganha, pois se os EUA bombardeiam tudo, eles podem aparecer como bonzinhos oferecendo um projeto de reconstrução no qual anexam o gasoduto do Irã ao sistema deles. E é por esta razão, (entre outras) que a Russia tem procurado consolidar as suas relações com o Irã. É claro, o caminho mais direto para mover suprimentos de energia do Irã para a Europa é a através do coração do Iraque e isso passa pela Síria. Assim, parece que a aliança da Rússia com a Síria tem menos a ver com a Síria e muito mais a ver com o gás iraniano.

No final, os conflitos no Oriente Médio são todos sobre controle do fluxo de recursos energéticos.

Quando apareceram os videos do primeiro ataque, e ele se deu quando os especialistas da ONU em armas químicas ESTAVAM LÁ justamente procurando isso, eu achei o caso suspeito, mas ainda mantive a mente aberta para o fato de Assad ser tão filho da puta, que sabendo que um ataque dessa natureza seria visto justamente como uma manobra de false flag, resolveu se aproveitar da improbabilidade da situação a seu favor, usando armas químicas contra alvos civis inocentes.

No fim das contas, o episódio nos mostra duas coisas: O mundo é de uma perversidade fora do controle. Se um belo dia descobrirmos ou detivermos algum tipo de recurso natural que por ventura desestabilize o “status quo” e a conjuntura do comércio mundial, seremos alvos também das garras da águia, e de seus possíveis false flags.

Você acabou de ler uma OPINIÃO. Eu não sou o dono da verdade, nem jamais pretendi ser. Pode ser que eu esteja completamente errado sobre tudo isso. Você é livre para tecer sua cadeia de pensamentos e discordar de mim nos comentários. Meu papel não é dizer às pessoas o que elas devem pensar. Eu não conseguiria dormir com uma pressão de responsabilidade dessas na cabeça, hehehe. Na dúvida, convém duvidar sempre.
Ufos,mistérios,curiosidades e muito mais
Luminária Ufo

44 comentários em “Hacker vaza informações: USA forjou mesmo o ataque químico na Síria”

  1. Philipe, observei já há algumas semanas que o formato blog (mundogump.com.br/blog) está com algum problema, pois está repetindo a mesma notícia (a última) milhares de vezes até dar timeout. Você já deve saber sobre isso, mas enfim, só comentando. Prefiro ver em formato blog porque fica mais organizado, eu acho, mas agora recorri à “home” para postar.

    Responder
    • Fato. Os republicanos são o Satã na terra.Esta aí o Iraque mergulhado em um lamaçal sem fim com milhares de pessoas inocentes mortas. Quem assistiu o filme com o Nicolas Cage do ” Lord of War ” entendeu o recado que o diretor do filme quis passar sobre o mercado negro de armas.
      Não nenhuma dúvida de que este massacre com armas químicas na Síria que foi feito pelos os opositores de Assad para forçar uma rendição do governo Sírio com autorização dos órgãos nefastos de espionagem americanos. O que justificaria uma nova guerra para depor o Ditador Sírio.
      Eita mundo velho.

      Responder
  2. Dá-lhe Obama!!!

    Ah se tivessem pego o governo Bush fazendo isso, o mundo vinha abaixo!

    Mas o Oama é negro, democrata, a favor do casamento gay e bla bla bla, “sacomoé” né?

    Estou em dúvida se o pior presidente norte-americano foi o Carter ou vai ser o Obama.

    Responder
    • O Obama é uma peça numa engrenagem gigante. Culpar só o Obama é como dizer que uma asa comanda um avião. Mesmo que o Obama quisesse ser um líder humanitário e bonzinho, a estrutura se move sozinha em diversos níveis e ele só pode assistir e fingir que “pilota” aquela porra. Não pilota. Nenhum presidente pilota. Todos eles fingem. Talvez um ou outro ditador sim, pilote. Mas na democracia, presidente não controla tudo. A grande prova disso é que o Obama garantiu para se eleger que fecharia Guantanamo… Cadê?

      Responder
      • Philipe, vamos encara a Realpolitik.

        O mundo nao é um conto de fadas, cada um defende seus interesses. Sempre foi, é e acho que irá continuar assim por muito tempo.

        Há países que podem mais, outros menos.

        Existem outros simplesmente desinteressados, lenientes e inertes em proteger seus interesses, como o Brasil.

        A realidade é essa.

        Obs.: Também nao acredito nessa de ‘Obama com boas intenções e o sistema que não deixa ele fazer maravilhas pela humanidade”.

        Isso nao existe. Um presidente nao governa só, todos sabemos, mas o que vejo no Obama mesmo é muita hipocrisia e discurso politicamente correto de fachada. Na hora H ele vai defender os interesses do país dele como todos os outros líderes fazem ou deveriam fazer.

        Responder
  3. É…é a “democracia”. Que coisa séria essa postagem hein, Philipe. O que me preocupa é essa notícia não repercutir em site nenhum, é óbvio que estão querendo esconder o jogo e esses outros “sites de notícias” contribuem com isso.

    Responder
    • A grande midia tem um problema que é a obrigação de não errar. E eles levam isso a sério. (pelo menos eles tentam) Já blogs como o meu, são um espaço para troca de ideias e eu posso estar completamente errado (como já estive muitas vezes, e os leitores me corrigiram), e como eu não vendo o conteúdo, ninguém pode me cobrar quado eu erro. Isso faz com que eu possa me expressar mais livremente do que uma revista, um jornal ou um programa televisivo. A opinião é um conteúdo, mas não é um produto. A matéria jornalística é um conteúdo, mas ela sim é um produto.

      Responder
  4. Muito boa sua contribuição para o esclarecimento deste imbroglio que poderá resultar em mais uma guerra, desta vez com proporções incalculáveis.
    Todos estes documentos e vídeos vem sendo postados ao longo de meses na rede em sites estrangeiros. Falar o que vc falou aqui, de forma mais sintética, para a maioria da população, é pura teoria da conspiração. Só que não. Desde o início do governo Obama, Netanyahu – esse sim o maior dos genocidas, a meu ver, porque insiste em bater freneticamente na tecla do holocausto judeu quando as luzes da mídia internacional estão sobre ele enquanto manda as tropas israelenses usarem gás, fósforo branco, matar, prender, surrar e manter em campos de concentração milhares de palestinos – vem forçando a entrada dos EUA num conflito regional cujo alvo principal é o Irã. As false flags levantadas até o momento não deram muito certo mas o lobby sinista Israel-EUA, composto por cerca de 800 pessoas que mandam e desmandam dentro do congresso americano já davam como favas contadas um ataque à Síria e depois, como sempre, sob o pretexto de haver ligações entre o governo sírio e o iraniano, invadir o Irã. Acontece que israel não tem cacife para bancar uma guerra sozinho contra os árabes e, independente de serem sunitas ou xiitas, os judeus são os seus inimigos em comum.
    A verdade é que até o mais bobo e patriota dos americans já percebeu esse tipo de simbiose maquiavélica existente entre os governos dos EUA e Israel e o mundo todo já está de olho nestes acontecimentos. A história muito mal contada dos ataques de 11 de Setembro, a guerra do Iraque e do Afganistão sob o pretexto do terrorismo, as incontáveis baixas e os vexames políticos e diplomáticos que os EUA vem sofrendo por conta do desmascaramento de suas mentiras e da publicação de suas estratégias de espionagem e dominação feitas pela mídia independente enfraquecem sua posição perante a opinião pública, principalmente dentre sua população.
    O gás e o petróleo são um dos fatores – aliás, muito bem abordado por vc – nesta guerra. Há muito mais coisa aí, a começar pela proposta de mudança de parâmetros para trocas internacionais (acabar com o dólar como moeda de troca oque arruinaria a economia americana e quebraria o sistema financeiro controlado pelo lobby sionista; o fortalecimeto de novos blocos políticos e econômicos tomando China e Rússia como líderes; a tentativa de Israel em filiar-se ao mercado comum europeu e por aí vai.
    Certa vez, conversando com um general da reserva que conheceu as instalações da CIA e chegou a participar de reuniões sobre cooperação bilateral entre Brasil e EUA ele me contou o seguinte: “lá na CIA eles programam o rumo das coisas no mundo inteiro para um prazo de 50 anos. O que o governo faz é corrigir o rumo das coisas para que o planejamento seja feito à risca”. Ou seja: tudo isto – a exemplo do que vemos no vídeo que vc anexou ao post – já está, de certa forma determinado. Resta saber como se darão oe eventos e como seremos afetados por eles.

    Responder
    • É a pura verdade. Eu já vi com meus próprios olhos, ao vivo e à cores um relatório da Cia sobre o Brasil. Melhor que quase tudo que o nosso governo produz em termos de dados compilados. No fim eles fazem diversas projeções e cenários prováveis. Esses relatórios são permanentemente atualizados por grupos operacionais de analistas. O que eu pude ver era um antigo. Eles tem um desses para CADA PAÍS DO MUNDO, por mais insignificante que seja. Isso dá a eles um “mapa” de atuação, de modo a manter a supremacia no mundo. E eles tem milhões de cenários próprios que contemplam todos os níveis imagináveis, de modo que dificilmente surge uma contingência que já não foi prevista e estudada, pq o americano, por natureza tem uma obsessão com o controle e com o planejamento.
      Vou te falar, nisso eu pago pau pros EUA. Isso é foda. Isso devia ser OBRIGAÇÃO de qualquer nação.
      Já o Brasil não consegue nem fazer um caralho dum planejamento de vinte anos pro futuro próprio. Se vc for procurar não deve dar nem meia duzia de prefeituras brasileiras que tem planejamento de longo prazo. Aqui a visão política sofre de “miopia eleitoral”

      Responder
    • Cara isso é mais comum do que parece. Porém, é como eu sempre digo, a gente tem que duvidar sempre. O fato de terem surgido esses emails não é prova de nada. Já a parada do Wikileaks eu sou mais propenso a acreditar.

      Responder
  5. Eu sou muito cético com tudo que surge na internet. Pode-se fabricar boatos de qualidade convincente. Não estou aqui para dizer que é mentira ou verdade que os EUA foram os responsáveis pelo ataque químico na síria.
    Há teorias conspiratórias muito bem montadas em todos assuntos polêmicos que envolve os EUA.

    Responder
  6. Senhores da guerra estão sempre batendo os tambores. Não importa o país, não importa o estrago que farão, tudo o que importa são os negócios.

    No Afeganistão, o interesse é o controle da produção de Ópio.

    Responder
  7. Bom o Mundo dos petronegocios é uma podridão imensa,desde a invenção do motor movido a agua ate os eletricos que não viram porque o EUA bloqueiam todos os recursos pra que isso aconteça.
    Nós estamos refens desde jogo nojento e infernal,até quando seremos escravos desse demonio democratico(UTOPIA).

    Responder
  8. De toda forma, é preciso desconfiar de tudo o que se lê na Internet. Também ha fortes indícios de que esses tais e-mails sejam falsos: http://metabunk.org/threads/syria-macdonald-emails-hacked-and-or-faked.2346/

    Responder
  9. veja o filme a caixa e verá qual o nome que aparecerar no mapa quase no final do filme.
    ^^
    SIRIA

    alguns filmes aparecem um pequenas ideias do que pode estar por vir.

    Responder
  10. Ae Philipe, da uma lida no livro Amanhece no Iraque , é muito bom, é ficcional mas aborda esse tema, digamos que é uma mistura de ficção com realidade que ficou extremamente top!

    Responder
  11. Na boa…

    Um e-mail com esse conteúdo nunca iria citar nomes reais, os e-mails seriam algo como :

    [email protected] etc…

    Na boa, eles sabem que são vulneráveis no que diz respeito à informações, logo nunca iriam usar o e-mail oficial para uma loucura dessas.

    Isso aí é tudo montado e maquiado pelos Russo e outros interessados.

    Responder
    • È importante ressalvar, que o Primeiro email é publico (Yahoo), no entanto o segundo email tem uma extensão .mid, atribuída exclusivamente a membros do exercito dos EUA.

      Responder
  12. Depois de ler fiquei pensando sobre as manifestações aqui no Brasil e sobre a espionagem americana. Deu até um calafrio em pensar que o governo americano poderiam induzir o nosso país a uma gerra civil para poder invadir e conquistar algo que seja valioso para eles, vale lembrar que já tem noticia sobre espionagem deles na Petrobras.

    Responder
    • Na época em que FHC era presidente e Jaime Lerner governador do Paraná – ambos entusistas das políticas neoliberalistas e globalizantes sem contar que o último é um dos grandes líderes do movimento sionista no país – a petrobras teve dois acidentes incríveis e completamente inexplicáveis num curto período de tempo, exatamente na época em que FHC vendia boa parte das ações da empresa aos americanos a precinhos módicos. Ora, a prospecção de petróleo em águas profundas feita pela nossa Petrobras é respeitadíssima no mundo afora o que faz com que suas ações sempre estivessem num patamar elevado. Estes dois acidentes que ocorreram no Paraná – o rompimento do oleoduto que liga a refinaria de Araucária ao porto de Paranaguá e um descarrilamento prá lá de fajuto de um trem que conduzia vagões com produtos já refinados de Araucária para o referido porto – provocaram uma comoção em nível nacional dado o problema de poluição das águas e envenenamento do solo que provocaram. A grita da grande imprensa foi geral: a Petrobras era uma empresa de fundo de quintal, que tinha que privatizar, que não cuidava do meio-ambiente, bla bla blá. Tudo muito bem orquestrado e convenientemente arranjado para desacreditar a empresa e fazer despencar suas ações. Para quem já viu um oleoduto de perto, como eu via cada vez que passava o fim-de-semana na chácara de amigos no município de São José dos Pinhais na grande Curtiba onde o oleoduto passava bem nos fundos da propriedade, sabe que é impossível isso acontecer espontaneamente. Primeiro porque a espessuara dos canos de aço é de mais de 5 polegadas e a cada 2 metros há reforços de rebites de aço que reforçam os canos. Segundo, porque a cada 10 metros ou menos os acnos ficam assentados sobre sapatas de concreto de mais de dois metros de altura o que lhes dá sustentação e estabilidade totais sem contar que há equipes permanentes de manutenção visitando os dutos. E de repente, num passe de mágica, o oleoduto se rompeu como se tivessem jogado uma bomba nele. O trem que circula pela serra de Paranaguá há mais de cem anos nunca tinha registrado um problema e de repente houve um tão estranho que um viaduto inteiro veio abaixo com a composição que estava passando por cima dele no momento. Então, não cola. Esses acidentes do Paraná, a exemplo do que aconteceu com a plataforma P37 em alto mar e o acidente que envenenou e poluiu a baía da Guanabara – todos ocorrendo na mesma época, coincidência, né? – nada mais são do que jogadas comerciais para auferir mais lucros através da desvalorização das empresas nas quais eles estão de olho.
      O Wikileaks publicou em 2010 por ocasião da eleição presidencial a troca de emails entre José Serra e empresários do ramo petrolífero americano com as bênçãos de órgãos de espionagem daquele país servindo como intermediários, onde ele prometia a entrega dos campos recém descobertos do pré-sal para a iniciativa estrangeira (leia-se: privatização do petróleo) em troca de apoio a sua candidatura em forma de apoio midiático e muitos $$$$$$$$$$$$$$. Daí não dá, convenhamos!
      Na minha opinião, pior do que ter um bando de estrangeiros secando nossas riquezas – o que até certo ponto é legal porque significa que temos riquezas que realmente interessam – é ter brasileiros escrotos que se vendem e vendem o país em troca de grana e de um poder local que é medíocre e que beira o patético de tão avacalhado. São os príncipes do reino da Esbórnia. Lá fora são somente os tupiniquins traíras que nunca serão respeitados por serem exatamente o que são: traíras. E o povão delirando com a novela das 9 e a copa de 2014…
      Complicado!

      Responder
  13. Pois é. Já em 2002, logo após os atentados de 2001, quando fizeram a lista do eixo do mal, já falavam da Siria. Já vão 11 anos. Já estava planejado, já estava pronto. Estão só seguindo o cronograma. Alguns países já caíram na real. E as armas de destruição em massa? Não sei como tem gente que ainda acredita nestes americanos.

    Responder
  14. maldito é aquele que não quer enxergar a verdade.
    quem não viu favor procurem o episodio de ontem no canal bandeirantes, programa canal livre.
    vai o link

    http://noticias.band.uol.com.br/canallivre/

    de fato oque vai acontecer e a queda do regime da SIRIA
    claro que também uma guerra contra o irã. devido o seu líder achar que tem peito de aço.

    fato

    Responder
    • No que? No ataque quimico? Na explicação dos EUA? Nos emails? Nos documentos da Wikileaks? Na fala do general? Nas relações da Síria com o Irã? Eu não entendi o que exatamente vc considera fake. Pode ser até tudo fake.

      Responder
  15. Philipe os sites de grande porte tem de ter responsabilidade pelo que mostram etc. olha esse link e me diz isso é ou não false flag?

    http://br.noticias.yahoo.com/fotos/garoto-de-10-anos-fabrica-armas-na-s%C3%ADria-1378818391-slideshow/

    Responder
    • Pra mim é, totalmente. Primeiro que um menino dessa idade não tem produtividade em termos de metalúrgico na produção de morteiros. Numa das fotos um adulto aparece vendo a foto ser feita. Foi claramente montada, com requintes de luz e enquadramento. Uma só criança fabricando armas de guerra. Muito apelativo, puta que pariu. O que me da raiva é que os caras podem fazer melhor, mas consideram (a gente) tão, mas tão retardados, que nem se dão ao trabalho de elaborar algo mais crível. Eles nivelam por baixo e passam a régua, véi.

      Responder
  16. Belo post Philipe
    Aqui tem o link da reportagem:
    http://in.news.yahoo.com/us-backed-plan-launch-chemical-weapon-attack-syria-045648224.html
    Corrupção: Quando um grupo de pessoas explora pessoas desse mesmo grupo.
    Patriotismo: Quando um grupo de pessoas explora pessoas de outros grupos.
    Europa que destruiu o continente africano, dizimou MILHÕES de nativos das Américas e os EUA que até hoje aprontam seus teatros e guerras. Essa é a elite ética do planeta.
    O mundo é comandado por psicopatas. Simples assim!

    Responder
  17. Mais uns links:
    http://www.globalresearch.ca/evidence-indicates-that-syrian-government-did-not-launch-a-chemical-weapon-attack-against-its-people/5346804

    http://rt.com/politics/chemical-pushkov-false-weapons-686/

    http://www.washingtonsblog.com/2013/05/see-for-yourself-syrian-government-likely-did-not-use-chemical-weapons.html

    Essa é mais forte. Mostra um ataque com fósforo branco de Israel na faixa de Gaza. A arma é proibida, se os EUA estão tão preocupados com o bem estar mundial porque não bombardeiam Israel?
    http://www.sott.net/article/266147-Why-didnt-the-US-invade-Israel-when-it-used-chemical-weapons-on-Palestinians

    Responder
  18. Bom, já quando rolou os ataques e eu vi as notícias depois de terem tomado forma, percebi que não tinha sido Assad, mas que tb não foram os verdadeiros Rebeldes, mas um grupo financiado para tal fim, dentro dos Rebeldes para fazer isso, os detalhes dessa novela toda, o artigo do Philipe contribui muito, muito bom o artigo !!

    Vou recomendar a leitura do livro O Portal do Escorpião, um livro de cunho ficcional, mas com um teor de realidade por de trás, escrito por um ex-funcionário do governo Norte Americano. Por de trás de uma história de ficção, existem muitas verdades sendo ditas !! Recomendo o livro !!

    Responder
  19. Caralho… Que texto da porra!
    Parabéns! Eu acabei de descobrir seu blog. Li algumas coisas de ontem para hoje.
    Muito bom. Eu gosto de textos assim: repletos de informação que a grande mídia não veicula. Não me refiro a informações de cunho conspiratório não. Informação mesmo. Muito bom.

    Responder
  20. Veja, que o Brasil está passando também por uma desestabilização midiática conduzida. E de que aqui nossa democracia começaria a estar sendo posta “em cheque”… Fazem e fizeram isto consistentemente com a Venezuela (lá tem petróleo e bastante tb)… Inclusive aqui, agora a Petrobrás sendo massacrada e questionada se “tem capacidade” de gerir a nova riqueza encontrada em mares brasileiros, o tal pré-Sal… Como se nunca tivesse sido assim aqui no nosso país…
    Olha, me desculpem, mas indiretamente (ou até bem diretamente) tenho plena convicção da mão invísivel do Tio Sam financiando e coordenando toda esta atenção e repentino foco exacerbado em todas estas “questões” urgentes de moralização e administração… Cave mais fundo um pouquinho e encontrará com certeza o mesmo planejamento de guerra em outros países ligeiramente adaptado para nossa realidade, aliás como o general diz, a história nunca se repete exatamente igual.
    Num primeiro momento todos atiram pedras em quem tem uma visão de mundo “conspiracionista”, “retrógada” ou até “alienada da realidade”, mas ninguém dá a devida atenção e retratação quando as coisas são reveladas daquela mesma forma que foram avisadas, uns tempos mais tarde… Ces’t la vie

    Responder
  21. Uns 15 dias após eu ter postado a minha visão “conspiracionista” da coisa, aparece isto… http://www.conversaafiada.com.br/politica/obama-esta-na-lava-jato

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Hacker vaza informações: USA forjou mesmo o ataque químico na Síria

Apoie este projeto

Criar este website não é uma tarefa fácil. Mais de 5000 artigos, mais de 100.000 comentários e conteúdo próprio, demandam muito trabalho. Saiba como você pode ajudar a manter o Mundo Gump cada vez melhor e evitar que ESTE SITE ACABE
Ajuda aí?
MUNDO GUMP – © 2006 – 2020 – Todos os direitos reservados.