Festival do porco sagrado em Taiwan

Olhando sem muita atenção para o grande evento que ocorre em Taiwan, atraindo milhares de pessoas anualmente, quase não dá pra perceber o grau de bizarrice no evento chinês.

Festival do porco sagrado em Taiwan

Além das bandeiras e da decoração rebuscada e multicolorida, a festa religiosa tem base na tradição Hakka, um grupo étnico-religoso que habita Taiwan. Em meio a tantas atrações, está um dos espetáculos mais bizarros e maldosos dos seres humanos. Acredite ou não, essas coisas brancas decoradas como esferas são ANIMAIS!

Festival do porco sagrado em Taiwan
 
Os porcos são alimentados à força, durante mais de dois anos, para atingirem um grau de obesidade inacreditável. Eles viram verdadeiras esferas gigantes.

Festival do porco sagrado em Taiwan
 
Durante o processo de engorda forçada, os animais sofrem terrivelmente. São confinados e não podem mais andar, enquanto grandes quantidades de alimento altamente calóricos são administrados a eles. No processo, é normal que os animais tenham falência doe órgãos e graves problemas cardíacos. Em alguns casos, os porcos são também castrados sem a anestesia, porque há uma crença antiga arraigada de que a dor do animal faz ele ficar ainda mais gordo.Festival do porco sagrado em Taiwan

Nas vésperas do festival do porco sagrado, os animais são alimentados com bolotas de chumbo (!!!) para se tornarem ainda mais pesados. No dia do festival, os animais são arrastados em meio a multidão, onde têm suas gargantas cortadas num macabro espetáculo que leva a multidão ao delírio. Litros de sangue voam por todos os lados enquanto os animais se debatem inutilmente tentando evitar a morte dolorosa.

Festival do porco sagrado em Taiwan
 
Após a morte, os porcos maiores são enfeitados com fitas e pinturas e desfilam em carros alegóricos todos decorados numa espécie de procissão pela cidade. A maioria dos porcos excede os 700 quilos, na inacreditável dieta de engorda. Alguns chegam a impressionantes 900 quilos!

Festival do porco sagrado em Taiwan
 
Por mais estranho que possa parecer, tratar porcos com crueldade é crime previsto em lei em Taiwan. Mas as autoridades nada fazem para impedir o evento anual, que mobiliza Shanhsia.

Embora a desculpa usada para sustentar a existência do bizarro festival do porco sagrado, o Yimin Festival,   seja a de que é uma tradição de base religiosa, o que ocorre na realidade é uma disputa de poder entre famílias ricas da China que há décadas competem entre si para gerar o porco mais gordo. 

Festival do porco sagrado em Taiwan
 
Oficialmente, o Festival do Porco Sagrado comemora os antepassados que lutaram para o exército imperial chinês durante o século 18 para ajudar a acabar com uma rebelião local. Após suas mortes, os moradores construíram templos em sua memória e ofereciam os animais como um sacrifício durante o mês fantasma anual, o sétimo mês do calendário lunar.

Ao longo dos anos, o negócio da criação dos porcos gigantes tornou-se uma indústria. Famílias poderosas compram seus porcos tamanho super GG de um reprodutor especial. E não é barato o bagulho: Os preços iniciam em 600.000 dólares de Taiwan, ou quase vinte mil dólares americanos.

 

 

 

 
Fonte

Related Post

26 comentários em “Festival do porco sagrado em Taiwan”

    • Reclamão da revolução? Me admira que não colocou Reclamão da revoluçam. CARA! Reclamam! ReclamAM! Tá louco!!!!! (Ah, e Mao é nome. Letra maiúscula. Se não parece que vc escreveu mão sem acento).

  1. Impressionante. Inimaginável que um ser vivo possa acabar assim, parece coisa de filme de terror, daqueles em que um psicopata com taras bizarras rapta um pobre coitado pra transformá-lo em qualquer coisa repugnante que a mente do desgraçado imagina ser “arte”… Perversão no sentido radical da palavra.

  2. Me mostra uma foto de um desses porcos vivo, sem os enfeites e gordo assim que eu acredito. Pq vendo as fotos parece apenas um porco muito grande que abriram a pele na barriga e esticaram e armaram pra parecer uma bola, cobrindo o resto pra dar a imprassão de que a pele continua e de q o proco todo é redondo, quando na verdade a pele acaba logo onde começam os enfeites. Pra mim é isso, pegaram um porco, mataram e “estufaram” o bicho.

  3. religiao eh uma coisa ridicula, aki no brasil tem os fanaticos q praicamente financiam mortes a mando do bispo por causa da Opus Dei, enfia comida a força nesses filhos da puta tbm p/ ver oq eh bom.

  4. Não é supresa saber que a maioria dos brasileiros detestam a China e demais países asiaticos. Brasil um dos países mais anti-chines e anti-asatico do mundo. Vcs criticam a superpolpulação chinesa, e ao mesmo tempo condenam o aborto e controle de natalidade. Dissonância cognitiva.

    Por que não falam mal da Índia, um dos países mais opressivos e desiguais do mundo? Questões raciais? hehe

    • Aqui nós mostramos bizarrices da Índia também. Mas note que uma coisa é falar mal, outra é apresentar os fatos que na nossa visão ocidental de mundo são bizarros e chocantes.

  5. Vejo os comentarios neste blog e fico chocado com primitivismo e ignorancia de certas pessoas, podemos resumir os comentarios desta forma; O meu time é melhor que o seu. A minha raça é superior ao seu, sou brasileiro com muito orgulho e desejo que a raça chinesa suma da face do planeta, quero que eles morram todos, etc. Existem hábitos enraizados de tal modo que não há tempestade que os arranque. No Brasil o narcisismo cego e o eurocentrismo já condenou o país há muito tempo.  Nem na China encontra-se tanta gente escrota e desumanizada como aki. Fruto do sistema financiado por Rockefellers.

  6. Observador, parabéns pela sensatez, o único por sinal.

    Sou VEGANA.  Logo,  condeno  qualquer ato de violência contra animais.

    Porém, “atacar” toda uma nação por causa disso é burrice (ou xenofobia?)

    Vejamos, no Brasil temos:

    – vivissecção:
    No Brasil, as faculdades de medicina, medicina veterinária,
    biologia, psicologia, odontologia, ciências farmacêuticas, enfermagem,
    dentre outras, possuem aulas práticas onde são utilizados animais vivos –
    a chamada vivissecção – ou seja: animais são encaminhados vivos para a
    sala de aula, onde são contidos e anestesiados (nem sempre
    adequadamente) para em seguida, com a presença do professor e alunos,
    serem utilizados em diversos experimentos de aprendizagem. Após a
    prática são sacrificados.
    http://www.institutoninarosa.org.br/defesa-animal/exploracao-animal/161-vivisseccao

    (googlem “beagles uem”)

    – tráfico de animais silvestres, especialmente os ameaçados de extinção.
    – abatedouros clandestinos. Imagino as condições presentes nesse cenário de terror. Mesmo os “não clandestinos” são terríveis – levando em consideração de que o abate humanitário existe apenas na teoria.
    – uso de animais como transporte – não raro, quando não há nenhuma serventia, são descartados e abandonados. Outros, são incendiados, espancados…
    – farra do boi,
    – galeto,
    – baby beef,
    – rodeios (nunca vi boi ou cavalo dando pulos frenéticos no pasto, apenas em rodeios),
    – rottweiler sendo arrastado, tendo uma das patas amputadas, mas mesmo assim, morrendo de infecção,
    – yorkshire torturado até a morte,
    – gatinho levando tiro na pata,
    – gatinhos presos em sacos de sisal e espancados,

    O BRASIL É O MAIOR EXPORTADOR DE PELE DE CHINCHILA. Alguém sabe como os bichinhos são abatidos?

    Todo dia leio uma notícia de maus tratos ao animais. E o povinho que  está criticando tal bizarrice postada é o mesmo que consome bacon. É o mesmo que acaba comprando a cerveja patrocinadora de rodeios. É  o mesmo que consome produtos testados em animais.

    O que se passa na mente de um indiano ao se deparar com atos praticados e reiterados contra os bovinos aqui criados,  mal tratados e abatidos?

    Antes de criticarem o que os gringos fazem, por que não cuidam dos animais que tanto sofrem por aqui

    Eu já faço isso.

  7. malditos escrotos e sempre tem os carniceiros fazendo piadinhas asquerosas com o horror dos pobres indefesos eu colocaria estes estúpidos
    no lugar do porco e sangraria com muita vontade

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares