Facas artesanais

Eu tava la no face quando vi que meu primo Marcelo tinha me indicado um link para uma faca maneiraça e eu achei que seria legal um post sobre facas artesanais. Embora a maior parte das facas que nos cercam hoje em dia sejam industrializadas, como as facas Tramontina, as lâminas em geral, sobretudo as facas artesanais, são parte da vida do homem desde que habitávamos as cavernas. Nossas primeiras facas foram de pedra lascada, sobretudo o sílex, que produz lâminas verdadeiramente afiadas.

Antiga lâmina de sílex
Antiga lâmina de sílex

Imagina como deveria ser desafiador partir para cima de uma caça tendo na mão uma dessas facas de pedra lascada?

Facas artesanais

Há muita arte envolvida na construção de uma boa faca artesanal. Enquanto muitas pessoas pensam que facas são instrumentos cortantes e perfurantes, cuja finalidade seja pratica, a verdade é que as facas artesanais são muito mais que isso. São instrumentos de coleção, e muito mais que somente lâminas. Há toda uma cultura artística e também científica, que orbita a construção de facas artesanais de qualidade. Tenho um amigo (O Raphael Braga) que é um cuteleiro fodão. E um conhecido cigano ( que o Raphael me apresentou) que é um hábil construtor de facas (que por falar nisso, está há uns 5 anos me devendo uma faca). Esse cara faz facas tão boas que conseguem cortar vergalhão. (sim, eu disse vergalhão) sem perder o fio. Seu segredo é a têmpera secreta, uma receita que está em sua família de ciganos há incontáveis anos. Não faz muito tempo, esse cara foi convidado a ir numa importante universidade brasileira para apresentar sua têmpera, que foi analisada sob microscópio eletrônico, deixando impressionado os especialistas em metalurgia.

Outros povos que ficaram célebres pela capacidade cortante das lâminas de suas facas artesanais são os japoneses e os sarracenos (provavelmente onde se originou a famosa têmpera cigana), os árabes antes da idade média. Suas espadas eram flexíveis com aço absurdamente cortante. A tecnologia metalúrgica antiga foi sendo aperfeiçoada através dos séculos, tornando-se um poderoso segredo tecnológico capaz de destruir impérios inteiros.

Do japão se destacam as facas artesanais feitas em Sakai, uma cidade de Osaka.

Ao que parece, o segredo do aço árabe chegou na península ibérica, e durante as ocupações árabes em Portugal e Espanha, foram lentamente se difundindo. E é por isso que algumas lâminas, como as facas de Toledo, são muito desejadas por seu aço especial e qualidade construtiva. Aliás, Toledo é hoje uma grande exportadora mundial de facas e espadas. Não preciso dizer que quando fui lá quase surtei. Toledo é um lugar onde eu moraria fácil!
7ef0a3985589e7be19ce694d491319a9

 

Toledo é uma cidade medieval, com ruas estreitas de pedra repleta de lojas de armas, joias e espadas. Se você curte D&D terá orgasmos multiplos em cada esquina.

Souvenirs_from_Toledo

Você entra nas lojas e elas estão repletas de espadas, replicas e até armaduras. Grande parte disso é decorativa, mas algumas lojas lá são especializadas em espadas e facas “de verdade”, que não costumam ficar em exibição assim.  É o famoso aço que “aguenta porrada”.

É impossível cobrir todas as facas artesanais e suas técnicas de construção num único post. As facas artesanais variam tremendamente em estilos e processos de fabricação. Eu também não sou um especialista em cutelaria, nem em metalurgia e nem um grande conhecedor de facas. Assim, este post não é e jamais pretendeu ser a palavra final sobre quais são as melhores facas artesanais. Vou apenas mostrar algumas bem legais.

Características das facas artesanais

As facas artesanais variam impressionantemente, mas mantém certas características que as unem. A principal delas é se dividir em duas partes principais, que são cabo ou empunhadura e a lâmina. Algumas vezes, o cabo pode ser bastante trabalhado, de madeira, osso, pedra, resina, metal, e pode ser coberto com couro, tecido e diferentes materiais. Muitas facas artesanais tem cabos rústicos, que dão à arma um aspecto mais bruto. Mas há as facas artesanais que são tão cuidadosamente construídas que incorporam detalhes dignos de uma peça de museu.

Faca artesanal com cabo em aço.
Faca artesanal com cabo em aço.
Faca artesanal com cabo de dente de javali
Faca artesanal com cabo de dente de javali
Faca artesanal com cabo de marfim entalhado, com inserção de metal gravado
Faca artesanal com cabo de marfim entalhado e com inserção de metal gravado

Outro elemento que pesa numa faca artesanal é sua lâmina. As formas das lâminas variam de acordo com a finalidade do cutelo, e isso afeta também sua manipulação. Há variações incríveis no tamanho e desenho das lâminas. Pega o babador!
d279418b50dd5e4e05ecc668697efe95

[wp_ad_camp_4]

 

e2abcddaf9ca00e28a314ad1256798ae

341d545dc0293400db192c8510ea0c70

df105307a0c3999b7c321f915ea79e0d

763df049933732b5687eca480034084d

f27b73eee1a331c0ac23b847ed62f790

f2520a11734b3708ce94911bcbf3a7d8

b2f71470485b28cbee6a7f5e611fd7ab

b53144923e7319fcf13ff354dc45c91e

6cf7d2aa2121796923e2af936eacfe26 d420eab9bcd0f01be5181b3d49d5f80f e3215626edb16679365c87b58794d64e 8e6958a9e9bd8b3c1f3f989bb7fed2b0 2df6776342c2068bfdd59efa1ddb3262 de2b67a371ccdfd58a8afae688127462 b695db99a1ef1598e76799ced57b5f5e e69113273cd8db82cd35eb0fdbd6e6c5 ead94b032b0a7d1bfa0b95c85c47bb36 32f3e4d607c07324d4286833168fc99b

1d575b09d79e6db9c1115a4c8ff28d76

 

Não só a lâmina varia em desenho, como varia em tecnologia de construção. Existem processos de forja do aço que faz com que ele tenha belos desenhos na superfície. Este trabalho é chamado de aço damasco.


87a6eec2e4a85db6051b934dc55c49b2

O Aço damasco é a união de dois ou mais aços de características diferentes, unidos pelo método de caldeamento. Uma barra de damasco pode ter várias camadas, que podem variar de 50 a 600. A grande vantagem do damasco, além da beleza da lâmina, é a flexibilidade que ele proporciona, pois geralmente o cuteleiro que forja damasco mistura um aço de alto teor de carbono com um de médio a baixo teor de carbono. É de difícil obtenção, o que faz encarecer o produto, porém é muito valorizado por colecionadores. As katanas, continham até 1000 camadas.

fce94ad0eb803d6f054c3dff6e29b0d0

7e2810e3ea91499a911cbad0f560c612

7be8833fd2aaf1400381a00eea8c37d6

Há também técnicas para deixar certas partes da lâmina no metal rústico, o que é muito, muito maneiro mesmo!

 

bb222d9521526b9c96f7f0ad8f7d8ee2

82d783ff3164a051690c7b781dc90dd5

a8913ed79dd2b6ca9f0ada9243545d62

 

Não apenas existem lâminas de aço forjado e aço damasco, mas existem também lâminas pretas, e o que vem aparecendo com grande sucesso entre os colecionadores de facas artesanais são as lâminas de obsidiana!  Imagina que legal, uma faca de pedra!

6fb10c86a18eec39577ee9f2f654c20c c14671e3fff7432693d1f699dab8b502

10523991_398032297019331_6281647351139742049_n

3655ad0f384c0ddec3dc97d28894661e

 

Não obstante as lâminas, existem também as bainhas. São muitos tipos de bainhas diferentes, e do mesmo jeito que não existe uma só faca artesanal igual a outra, nenhuma bainha é igual. Um tipo de bainha que faz grande sucesso é a bainha tática, que traz num só “pacote”, espaço para diversos instrumentos, que vão de pederneiras a bussolas, passando por toda sorte de lâminas menores com funções específicas. Um tipo de presente de natal que todo homem gostaria de ganhar.

4a7edaf167428ee8893c1423c1307fbb 9d4569fdfd24bb96fc36887c1a529374 2975179e3f357613bf71d05fcfad3520 (1) 31b700fee0926a220d74169d4f895f8a 0a9c99375eee4877ffa67e0c7ccdada3 df16841b9a7312086190a42ba7115f0f

a1a82edf08766858cd439293bcdf9db6 de2b67a371ccdfd58a8afae688127462 d085471e74d1b563730cacd9cb603c75 07b6da57f8a9aa0d63d63668a9ec2065 49aaf2c221f022a4b1098f114821e2b4 5f5c4cc23d374aa78bf4818d6ddc441d e8aadf455cc12948788cec46a3c78c1a 2975179e3f357613bf71d05fcfad3520 b7520c96712bf2d41ecb23db0d495bec

6894fc5af1f14626bbdc20144ef52e46 38de5777777b4ea77219ee6640225452
ef507b53c56898b88448a43469ca8d86

 

Claro que o ramo das facas artesanais não se restringe a apenas facas táticas, de caça ou de combate. As facas de cozinha se tornaram, nos últimos anos, um veraddeiro fetiche para muitos chefes e cozinheiros, ou simplesmente amantes de um belo e preciso corte.

ork_bambu

Por estarem hum ambiente de umidade permanente, e por efetivamente serem lavadas de forma ininterrupta por sua vida útil, as facas artesanais de cozinha devem ser feitas em ações com especificações próprias, bem como as madeiras, costumam ser tratadas adequadamente para “aguentar o rojão”, do trabalho diário, que é esse molha, seca, bate, molha novamente, cai…

Há modelos diversos focados em específicos tipos de cortes, como facas para vegetais, facas para cortes gerais e facas próprias para carnes e também faca de churrasco.

p1010340

Há, enfim, um numero quase infinito de belíssimas facas artesanais. Até hoje não conheci ninguém que não admirasse um belo trabalho de culetaria. Evidentemente a escolha da melhor faca, é uma escolha pessoal, que envolve não apenas desejo, mas autoconhecimento.  No Brasil há um numero grande de cuteleiros especializados em facas artesanais.

Se você ficou interessado em facas artesanais e gostaria de saber mais sobre o assunto, cursos e onde comprar ou encomendar uma faca artesanal, pode procurar o site da Sociedade Brasileira dos Cuteleiros, a SBC

Se você curte o assunto facas, uma outra dica que eu dou é um filme muito legal, mas pouco conhecido, chamado A grande Arte, do Walter Salles. Foi este filme (baseado num romance do Rubem Fonseca) que me despertou um grande interesse em facas artesanais.  Aqui o trailer:

Curtiu o post? Mande esse post para aquele seu amigo maníaco por facas e espadas.

Related Post

17 comentários em “Facas artesanais”

  1. Não sei quem conhece, mas tem um canal no youtóbas de um ferreiro americano que faz armas do universo pop, isto é, de filmes, séries, animações, games. Vale dar uma olhada… Show!

    https://www.youtube.com/user/AweMeChannel/videos

  2. Esse mundo da cutelaria é muito maior do que imaginamos.
    Eu entrei um pouco nisso, pois sou adepto do Bushcraft (arte do mato), e no nosso hobby a gente tem de conhecer um pouco disso. Cara, isso não tem fim!
    Aços de todas as qualidades, cada desenho melhor que o outro, é o ó do borogodó!
    Um dia a gente se fala, e eu te conto…

  3. Parabéns pelo post. Eu acho bacana também os canivetes automáticos e os suíços. Eu faço coleção deles. É bem interessante a variedade de mecanismos que é usado para soltar as lâminas.

  4. Philipe ta escrito errado ali quando você começa a falar das bainhas
    ” que trans num só “pacote”, espaço p”
    Tenho certeza que não quis dizer trans.
    Outra coisa eu não entendi oque você quis dizer com isso:
    “bem como as madeiras, costumam ser tratadas adequadamente para “aguentar o rojão””
    abraços”

  5. No penúltimo paragrafo tem mais dois erros:
    “é uma escolha pessoa, que envolve não apenas desejo, mas autoconhecimento. No Brasil há u numero grande de cuteleir”
    Serial escolha pessoaL?
    E seria UM numero grande de cuteleiros?

  6. Very interesting post. I found beautiful obsidian knives here http://obsidianart.ru/noji-mechi-i-kinjaly/
    but they are in Russia

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares