16 Comentários

  1. Rivania

    “Mas a vida é uma caixinha de surpresas…” – Rolei no chão de tanto ri com este trecho.. Vida injusta para nosso querido Franz ..! rsrsrs … òtimo Texto… Sucesso =D 😆

    Responder
  2. "That´s, my friend, is the right question..."

    Caramba Philipe…

    Acho que é o primeiro post que realmente me deixou boqui-aberto.

    Seus contos, casos e histórias são muito bons, mas esse post superou a Gumpice extrema.

    Sou fã de filosofia e um pouco curioso sobre psicologia…

    Esse assunto é muito interessante.

    O maluco aí até que não estava tão errado assim.
    Imagina esse cara em um estado de sanidade?

    Vai ver ele não teria essas ideias, mas seria interessante bater um papo com ele…

    Além do que, é um ótimo artista…

    Será que existe fronteira entre a loucura e a arte?

    Responder
  3. Ariel

    Texto realmente bom. Ótima capacidade de síntese narrativa. A parte “a vida é uma caixinha de surpresas”, afora o aspecto popularesco não é muito adequado porquanto não se pode supor que não seria natural a não opção pelo personagem ao cargo. Porém, o texto supera esse entre trecho infeliz. Parabéns! Também pela descoberta de tão interessante história. É curioso que muitos homens construíram sistemas de conhecimento alternativo à margem dos pensamentos contemporâneos majoritários. A maioria deles é absurda. Sucesso! Ariel

    Responder
  4. Ariel

    Incríveis esculturas! O potencial de criação artístico é sem dúvida ilimitado…

    Responder

  5. Caramba.

    Muito bem feitas essas esculturas. História meio doida, mas mesmo assim…

    Queria uma…

    =/

    Responder
  6. Fabio da Silva Barbosa

    Achei ótimo o trabalho do artista. Muito bom mesmo. Um dos melhores que já vi. Queria ter todos estes em minha minuscula sala.

    Responder
  7. Cristiano

    A não escolha do que seja belo ou agradável aos olhos já demonstra a genialidade do artista.
    Esta genialidade é mais evidenciada devido à qualidade do seu trabalho, que beira a perfeição.
    Assusta, impressiona. O feio torna-se belo para os olhos de quem ama.

    Responder

  8. Olha, eu decoraria a estante da minha casa com um desses. No mínimo, renderia alguma história engraçada. Com certeza não passaria sem comentários.

    Responder
  9. Walter ice

    Então Messerschmidt estava tentando se comunicar através de pontos de acupuntura com as diversas energias imateriais que uniram os blocos celulares, através da dor…e ele intuiu um número interessante: 64 é um múltiplo de 8 e pode-se notar que isso está ligado hoje em dia a Informática, senão veja: 8 bits, 16 bits, 32 bits e 64 bits… é o mesmo sistema utilizado no bagué chinês e na acupuntura. Talvez a mente do ser humano no fundo seja programada para descobrir estas coisas, frustrações grandes e sofrimento mental pode ser que destrave o mecanismo no inconsciente.
    Mas teria sido mais fácil ele tomar um analgésico. Descanse em paz.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *