Epaminondas

-É sina.
-Que nada.
-É sina, porra! – Disse ele. – Epaminondas não gostava de seu nome.
Ele pisou mais à frente, junto ao parapeito onde se agarrava.
-Cara, pensa na sua mulher, seus filhos. – Disse o bombeiro que se pendurava do andar de cima. – É besteira se matar pelo nome, cara!
-Isso porque você não passou sua vida com esse nome. Epaminondas.
-Mas pode trocar, meu amigo. Entra na justiça que troca.
-Não, não troca. Eu tentei. – Ele disse, enquanto o vento da noite agitava os cabelos já ralos. A população lá em baixo, aguardando o trágico desfecho. Uns manos gritavam “pula, pula!”
-Claro que troca. Os filhos da Baby trocaram.
-Mas ali era nome de ET, porra! O meu é um nome que consta como “nome próprio natural”. Foi indeferido e por isso eu não aguento mais. Eu vou pular!
-Não pula não, cara!
-Vou pular!
-Não! – Gritou o bombeiro. Mas era tarde. O corpo de Epaminondas girou no ar e explodiu no asfalto. O povo gritou, as crianças tiveram os olhos tampados e por dois minutos os manos se sentiram mal.

O bombeiro, triste, viu de camarote o fim de Epaminondas.
Minutos depois, lá em baixo, assinava os papéis da remoção. O colega comentou.

-Foi quase. Ele ia desistir.
-Nome feio é foda. Eu entendo ele…
-Assina aqui pra liberar. Disse o soldado com a prancheta na mão.

O bombeiro pegou e assinou: Epaminondas Carvalho dos Santos.

 

Isso foi minha contribuição ao desafio Epaminondas no twitter. No desafio vc tem só 5 minutos para escrever algo cujo protagonista seja Epaminodas. Fiz esse em 6 minutos, pq ainda fui revisar.

Related Post

5 comentários em “Epaminondas”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares